Economia

Flávio Rocha diz que paralisação da economia vai causar mais mortes que Coronavírus

À coluna Painel, na Folha de São Paulo, o empresário Flávio Rocha, do grupo Riachuelo, afirmou que a paralisação da economia do Brasil vai causar mais mortes que Coronavírus:

“Ou são vidas ou é a economia. Não se trata disso. O bem maior é a vida. Não são só vidas do coronavírus. São vidas que serão perdidas com desemprego, desalento, violência, que serão mais numerosas”.

Política

Flávio Rocha e João Maia debatem Reforma Tributária

A Comissão que analisa a Reforma Tributária da Câmara dos Deputados recebeu nesta terça-feira (01) o empresário Flávio Rocha para um debate sobre o tema.

O deputado federal João Maia (PL) é membro da Comissão e registrou a presença do conterrâneo nas redes sociais.

Política

Fátima e Flávio Rocha em jantar paulista

A governadora Fátima Bezerra (PT) está em São Paulo.

Hoje participa de um evento ao lado de outros governadores, promovido pela Carta Capital.

E ontem (19) participou de um jantar na casa do casal Walfrido e Dani, onde se encontrou com o empresário Flávio Rocha.

FB

Política

Flávio Rocha e o prestígio com Bolsonaro

Membro do instituto Brasil 200 e presidente da Riachuelo, o empresário potiguar Flávio Rocha foi recebido nesta quarta-feira (31) pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

O objetivo foi uma conversa sobre a retomada do crescimento econômico no Brasil.

Flávio foi um apoiador e defensor da candidatura de Bolsonaro juntamente com o grupo do IDV – Instituto para o Desenvolvimento do Varejo.

Bolsonaro demonstrou bastante alegria quando viu Flávio Rocha.

Política

Flávio Rocha não concorda em jogar população contra o Congresso

O empresário potiguar Flávio Rocha, integrante do grupo Brasil 200, juntamente com outro empresários, é contra a estratégia de jogar a população contra o Congresso Nacional.

“A forma como surgiu essa manifestação foi um pouco nebulosa no nosso entendimento. Vimos pessoas com hashtags sobre invadir o Congresso ou fechar o STF. A nossa orientação é refutar qualquer tipo de pedido neste sentido. Não podemos negar o processo legislativo. Não acho correto dar essa impressão à população.”

Disse o grupo Brasil 200 à Folha de São Paulo.

Política

O conselho de Flávio Rocha a Bolsonaro

De O Antagonista

Em entrevista ao Globo, o empresário Flávio Rocha deu o seguinte conselho ao governo Jair Bolsonaro:.

“Eu acho que tinha que desligar o Twitter. Se o Carlos Bolsonaro quer ajudar, comportamentos típicos de campanha têm de ser deixados para trás e agora tem que ser um comportamento típico de agregação. Agora é hora de construir, de aglutinar, a eleição foi ganha, conscientizando uma grande maioria que não sabia da força que tem, que é o contigente dos liberais na economia e conservadores nos costumes. Mas agora a hora é de alargar este leque.”

Política

Fátima visita os empresários Flávio e Nevaldo Rocha

A governadora eleita Fátima Bezerra (PT) fez uma visita nesta quinta-feira (13) aos empresários Flávio e Nevaldo Rocha.

Estava acompanhada do vice Antenor Roberto, do suplente de senador Jean-Paul Prates e do diretor do SEBRAE, João Hélio.

Em seu Twitter, postou: “Meu governo será pautado pelo diálogo com todos os setores do Rio Grande do Norte. Empresários, trabalhadores, sociedade civil”.

Pelo grupo Riachuelo e Guararapes, além de Seu Nevaldo e do filho Flávio estavam Anna Rocha Apolinário, mulher de Flávio e Paulo Galindo.

Política

Flávio Rocha anuncia apoio a Rogério Marinho para Federal no RN

Parceiro do Pró-Sertão, o presidente do conselho de administração da Guararapes, Flávio Rocha, anunciou apoio à reeleição do deputado federal Rogério Marinho (PSDB).

Em vídeo, o ex-presidenciável ainda disse que o programa poderá se transformar em “um exemplo ainda maior para o Brasil”.

A Guararapes é uma das maiores empregadoras do Rio Grande do Norte e foi decisiva para transformar o Pró-Sertão em realidade.

“Com Rogério Marinho pude pôr em prática o sonho de resgatar milhares de potiguares no Sertão, com trabalho e renda gerados na cadeia produtiva têxtil. O Pró-Sertão é inclusão pelo trabalho. Já são quase 5 mil postos de trabalho gerados diretamente. Pessoas que nunca tinham tido a carteira de trabalho assinada. Muitas cidades estão ganhando cidadania. Se a sanha burocrática e opressiva do Estado for vencida, o Pró-Sertão será exemplo ainda maior para o Brasil. Graças a parceria com Rogério Marinho, fizemos um pacto pela prosperidade”, disse Flávio.

Política

Justiça Federal condena Flávio Rocha por injúrias contra Procuradora do Trabalho

A Justiça Federal no Rio Grande do Norte condenou o empresário Flávio Gurgel Rocha pelo crime de injúria praticado contra a Procuradora do Trabalho Ileana Neiva Mousinho, fato ocorrido nos dias 17, 18 e 22 de setembro de 2017 com publicações no perfil oficial do réu nas redes sociais. A sentença é do Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara Federal no Rio Grande do Norte.  A condenação pelo crime de injúria foi de  R$ 93.700  e outros R$ 60 mil de danos morais ocasionados à Procuradora do Trabalho.

Ele afastou os crimes de calúnia e de coação no curso do processo. Mas, quanto ao crime de injúria, observou: “diferentemente dos crimes ali tratados (coação e calúnia), que demandam a demonstração de grave ameaça contra quem atue em processo judicial, ou ainda a imputação falsa de fato criminoso, a injúria é a simples atribuição genérica de qualidades negativas, ofendendo a honra subjetiva da vítima”, escreveu o Juiz Federal.

Na sentença o magistrado analisou que o ambiente das redes sociais fomenta manifestações passionais e irrefletidas, criando embaraços nas relações pessoais.  “Essa insatisfação, todavia, de maneira nenhuma pode, sob qualquer pretexto – mesmo quando irrogada no escopo de proteger o mercado de trabalho, pilar estruturante de uma sociedade capitalista e consectário da dignidade humana – sobrepor-se à honra do agente público, que ali atua estritamente no exercício de suas atribuições constitucionais”, escreveu o Juiz Federal Walter Nunes.

Ele chamou a atenção para a licitude da livre manifestação nas redes sociais e observou que, no caso concreto, não verificou o crime de coação no curso do processo. “A atual conjuntura da política nacional, marcada pela polarização extremada, é prova maior dessa situação, pondo magistrados e membros do Ministério Público em evidência, não raras vezes inclusive com referência a aspectos de suas vidas privadas, mas que não necessariamente tipificam violência ou grave ameaça exigidas no tipo penal. A propósito, basta acessar as redes sociais ou abrir páginas de um jornal qualquer e se verá, quase que diariamente, notícias duras a respeito do Juiz Titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, no Paraná, inclusive emanadas de autoridades públicas, mas que não caracterizam o crime de coação no curso do processo”, destacou.

Política

Marcelo Alecrim oferece almoço a Flávio Rocha e PR libera empresários para apoiar o presidenciável no RN

O empresário Marcelo Alecrim e a esposa Elinor ofereceram um almoço neste domingo (08) ao empresário Flávio Rocha, pré-candidato à Presidência da República pelo PRB e a esposa Ana Cláudia Rocha.

E o almoço rendeu novos apoios políticos ao presidenciável. O presidente estadual do PR, João Maia, que estava presente ao lado da esposa-prefeita Shirley Targino, liberou os empresários do RN filiados ao partido a apoiar a pré-candidatura de Flávio Rocha.

Também participaram do almoço, os empresários João Lima e Rosalba, Toinho da Ster Bom e Zauleide, Afrânio Miranda e esposa, Marcelo Rosado e Romeika, Tião, Jorge do Rosário, Ricardo Alves, Igor Rafael e Sofia, Ricardo Barros e esposa, Jair Neto e Flavinha Alecrim.

Política

Doria anuncia que estará no palanque de Flávio Rocha

Estadão

O ex-prefeito João Doria, pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo, se manifestou em favor de uma união do centro na eleição presidencial de 2018. Visando apoio do PRB em torno da pré-candidatura de Geraldo Alckmin ao Palácio do Planalto, Doria participou de evento com Flávio Rocha em São Paulo nesta quarta-feira, 30, e disse ser preciso evitar a pulverização na corrida presidencial.

Em evento na capital paulista para anunciar o apoio do PRB ao PSDB na corrida estadual, Doria pregou a necessidade de PSDB, PRB, MDB, PSD, DEM, PP e PTC se unirem desde já em torno de uma “candidatura convergente” do centro para chegar ao segundo turno das eleições presidenciais.

“O que de pior pode haver para o Brasil é a pulverização, aí estaremos sob o risco de termos no futuro um presidente da extrema esquerda ou da extrema direita”, disse Doria, citando que se referia a Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL).

Ao falar que estará em eventos políticos de Flávio Rocha, o ex-prefeito disse que será um “palanque do Brasil”, e não de um ou outro partido. As pré-candidaturas de Alckmin e Rocha, destacou, “não são diferentes, são convergentes.” Além disso, Doria disse que andará ao lado do deputado federal Celso Russomanno (PRB-SP), seu adversário na eleição municipal de 2014, entendendo que ele é um puxador de votos no Estado.

O tucano se negou, porém, a declarar se pretende votar em Alckmin, seu padrinho político e presidenciável do partido, ou em Flávio Rocha, seu amigo de três décadas, como declarou, na eleição presidencial. “Voto é na hora certa. Dia 7 de outubro você saberá.”

O presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, e o pré-candidato Flávio Rocha também reforçaram a defesa pela união do centro nas eleições, e disseram que o cabeça de chapa deve ser escolhido em julho com base em intenções de voto, popularidade e rejeição.

Negociações
Há duas semanas, Pereira conversou com os presidentes dos partidos de centro que lançaram pré-candidatos defendendo que as legendas estivessem unidas desde já, mas que não houve convergência.

Na avaliação do PRB, mesmo que Alckmin seja o candidato do campo mais bem posicionado nas pesquisas – apesar de ainda patinar nas sondagens – a rejeição do tucano é um ponto negativo, o que abre espaço para nomes como Flávio Rocha. “Propusemos isso, mas acharam melhor não fazer um movimento agora”, afirmou o presidente do PRB.

Doria procurou destacar que a aliança em São Paulo não se condiciona ao cenário nacional, apesar de defender a união de candidaturas de centro ao Planalto. No Estado, ele calcula já ter 18 minutos e 41 segundos de propaganda no rádio e na TV por causa dos apoios de PSD, PRB e PTC.

Presente no evento, o ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, presidente licenciado do PSD, relativizou a frustração de uma parcela do eleitorado e antigos aliados de Doria com o tucano após ele ter renunciado à Prefeitura para entrar na corrida estadual. “Evidentemente que em 15 meses não dá para cumprir todos os compromissos, que estão sendo cumpridos por Bruno Covas [atual prefeito] e vão ser realizados até o final do mandato.”

O anúncio da aliança entre PSDB e PRB em São Paulo, além do tom político, também teve apelo religioso, já que o partido de Marcos Pereira é ligado a igrejas evangélicas. Flávio Rocha, em seu discurso, disse que se inspirou em João Doria por ser empresário e decidir entrar na política. “Foi como se Deus tivesse gritado no meu ouvido: levanta dessa cadeira, que você tem uma missão a cumprir”, disse o empresário, que emendou em seguida: “Eis-me aqui, João!”.

Política

Flávio Rocha será palestrante em evento sobre liderança em Natal

Dia 5 de maio, o Holiday Inn será palco do lançamento do Ciclo do Bem, série de eventos do âmbito acadêmico a fim de desenvolver a interação e o debate entre estudantes, professores e a sociedade.

A iniciativa é do DCE UNP que, para iniciar o projeto, promove o Congresso de Liderança Jovem. O pontapé inicial será dado com grandes nomes do cenário atual, referências em diversas áreas de atuação.

Estão confirmadas as participações de Flávio Rocha (CEO Lojas Riachuelo e Midway Financeira), Styvenson Valentim (Capitão da Polícia Militar do RN), Robson Carvalho (Vereador), Arthur Dutra (Advogado), Geraldo Rufino (autor de “O Catador de Sonhos”) e Raphael Targino (Presidente do DCE UnP).

A programação terá início às 8h e serão emitidos certificados e carga horária. As inscrições estão sendo feitas no site https://www.sympla.com.br/congresso-de-lideranca-jovem-dce-unp__279513. Mais informações: Telepesquisa (84) 3026-3232.

imagem_release_1270786

Política

Mesmo após filiação de Flávio Rocha, PRB nacional diz que comando no RN permanece sob o comando do grupo Abraão Lincoln

Em nota assinada pelo presidente nacional Eduardo Lopes, o PRB garante que o partido no Rio Grande do Norte vai permanecer sob o comando de Victor Hugo de Assis Cruz, que é liderado de Abraão Lincoln.

Existia uma expectativa que após a filiação do empresário Flávio Rocha, o PRB passaria por uma reestruturação e mudança de comando, o que já foi negado pelo comando nacional.

Política

Ex-deputado federal pelo RN, Flávio Rocha fica impedido de reestruturar o PRB no RN

Existia uma expectativa que com a filiação de Flávio Rocha ao PRB, o partido passaria a ser comandado no RN também por um empresário.

Mas o diretório nacional já decidiu que não mudará o atual comando, um liderado de Abraão Lincoln.

A pergunta que se faz nos bastidores é: Abraão Lincoln é quem vai comandar o palanque de Flávio Rocha no RN?

O partido não vai dar liberdade a Rocha de escolher um presidente do diretório no RN, Estado que ele já foi deputado federal por duas vezes?