Política

PSL e General Girão dizem que aproximam Ministros do RN

Agricultura, pecuária, fruticultura irrigada, carcinicultura, indústria salineira, pesca do atum, segurança hídrica e recuperação de barragens. Estas foram as principais pautas discutidas com o ministro de Desenvolvimento Regional Gustavo Canuto e com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, que cumpriram agenda de compromissos no Rio Grande do Norte durante esta semana.

Em Mossoró, durante o “Momento PSL”, o General Girão entregou à Ministra Tereza Cristina um documento com o diagnóstico de diversos setores do mercado produtivo do Estado como, por exemplo, a produção de sal, cana-de-açúcar, camarão, pesca do atum, pecuária e, também, o caju. Neste caderno foram expostas as potencialidades e os óbices que a produção de cada setor citado enfrenta no RN.

Cumprindo agenda em Natal na última quinta-feira (14), o ministro de Desenvolvimento Regional Gustavo Canuto esteve reunido com a governadora Fátima Bezerra e com parte da bancada federal do RN, ocasião na qual, o deputado federal General Girão foi representado pelo General Araújo Lima, secretário geral do PSL/RN. Na reunião, foram apresentados pleitos para recursos de obras de segurança hídrica: o Projeto do Sistema Adutor do Seridó, complexo de Oiticica e recuperação de barragens.

“De acordo com a estratégia que vem sendo desenvolvida pelo PSL, onde as ações devem ser sincronizadas entre o partido e os seus mandatários, neste caso em particular, o General Girão, observamos que os ministros vêm atendendo as demandas solicitadas por nós quando proporcionamos para que eles visitem o RN e conheçam, de maneira mais aprofundada, os setores produtivos. Este trabalho sincronizado vem dando resultados e prova disso é que já recebemos, em uma mesma semana, a visita de dois ministros”, conclui General Araújo Lima.

Estado

Obra para recuperação da Ponte de Igapó está em processo licitatório

O deputado federal General Girão (PSL) informa ao blog sobre cobrança que fez ao Diretor-Geral do DNIT, Antônio Leite, sobre a recuperação da Ponte de Igapó.

O DNIT nacional reconhece a situação crítica da ponte e diz que a recuperação está em processo de licitação com previsão de lançamento do edital para o próximo mês.

“Será feita a reabilitação da ponte com reforço estrutural”, disse o Diretor-Geral ao General.

Estado

Deputados João Maia, Girão e Beto Rosado visitam o Instituto Metrópole Digital

Os deputados federais João Maia (PR), General Girão (PSL) e Beto Rosado (PP) visitaram na manhã desta segunda-feira (11) o Instituto Metrópole Digital (IMD), sendo recebidos pelo diretor Ivonildo Rêgo, pela reitora da UFRN Ângela Paiva e o vice José Daniel Diniz, além de professores universitários.

O Instituto Metrópole Digital (IMD) é uma Unidade Acadêmica Especializada da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com um perfil diferenciado da maioria dos centros acadêmicos e departamentos das universidades federais brasileiras. Esse perfil alinha-se com sua missão de fomentar a criação de um Polo Tecnológico em Tecnologia da Informação no estado do Rio Grande do Norte, abrangendo iniciativas dos setores público, privado e acadêmico, a base para a sua estrutura organizacional.

O IMD atua na formação dos níveis técnico, superior e na pós-graduação, cujas ações integram a inclusão social e digital. Somam-se a isso ações de pesquisa e inovação tecnológica, de formação de talentos e de incentivo à cultura do empreendedorismo, que resultaram na criação da Inova Metrópole, incubadora de empresas de base tecnológica na área de Tecnologia da Informação (TI).

Os parlamentares destacaram a importância do IMD e elogiaram o trabalho desenvolvido e apresentaram sugestões de projetos nas áreas de Saúde, Segurança e Educação.

Política

General Girão sugere discussão entre Bancada, Governo e Prefeitura por melhorias na Ponte Newton Navarro

O deputado federal General Girão (PSL) está preocupado com os problemas na Ponte Newton Navarro, como a falta de redes de proteção para evitar casos de suicídio, bem como de defensas gerando limitações ao Porto de Natal.

“Não é possível mais vermos pessoas indo para a ponte para dar fim às próprias vidas”, disse o General, defendendo a instalação da tela de proteção.

Além dessa medida, o General Girão defende que haja um maior empenho de toda a sociedade civil, imprensa e organizações não governamentais na divulgação de projetos que forneçam ajuda psicológica às pessoas que sofrem de depressão. Segundo ele, essas medidas preventivas são fundamentais para evitar novas mortes na ponte. Um exemplo desse tipo de iniciativa é o trabalho que vem sendo feito pela Ponte da Vida, um projeto de valorização à vida e combate ao suicídio que realiza diversas manifestações pela Capital Potiguar, em datas específicas, com a participação de voluntários, pacientes que sofrem de depressão e profissionais da saúde.

General Girão também demonstra preocupação com a falta de defensas, causando limitações ao Porto de Natal. “Pela falta dessa proteção, não pode ocorrer a passagem de navios em período noturno, o que já afeta o Porto de Natal”, afirma o deputado.

“Sugiro uma ampla discussão entre a bancada federal, Governo do Estado e Prefeitura, com ações práticas e rápidas em torno de melhorias para a Ponte Newton Navarro”, finalizou.

Política

Deputado Federal eleito pelo RN pede impeachment e prisão de ministros do STF

Por Marcelo Godoy, O Estado de S.Paulo

O general Eliéser Girão Monteiro Filho, deputado eleito pelo PSL no Rio Grande do Norte, defendeu o impeachment e a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) responsáveis pela libertação de políticos acusados de corrupção, como o ex-deputado José Dirceu (PT) e os ex-governadores do Paraná Beto Richa (PSDB) e de Goiás Marconi Perillo (PSDB). Segundo ele, “o impeachment de vários ministros” se insere em um “plano de moralização das instituições da República”.

“Não tem negociação com quem se vendeu para o mecanismo”, escreveu em sua conta no Twitter, em referência à série da Netflix sobre a Lava Jato. “Destituição e prisão”, completou. Ao ser questionado pelo Estado, o general ratificou o disse: “É isso. O Senado tem de cumprir o papel dele.” O impeachment de ministros do Supremo deve ser votado pelo Senado e aprovado por dois terços da Casa. Ele é possível em caso de crime de responsabilidade, como proferir julgamento quando suspeito na causa ou exercer atividade político-partidária.

Girão é um dos dois generais eleitos para a Câmara pelo PSL de Jair Bolsonaro. Teve 86 mil votos no Rio Grande do Norte. É da turma de 1976 (Tuma 31 de Março) da Academia Militar das Agulhas Negras e é próximo ao general Augusto Heleno Pereira. Girão passou para a reserva em 2009 em protesto à retirada de fazendeiros da área da reserva indígena de Raposa Serra do Sol, em Roraima. O “Brasil é um país onde a lei tem de ser respeitada por todos. Só porque alguém é presidente, ele deve responder apenas quando deixa a Presidência?”, questionou. Em seguida, disse que se referia ao presidente Michel Temer.

O militar citou ainda os casos dos ex-governadores tucanos soltos recentemente por decisão do ministro Gilmar Mendes (STF). “Aí o cara é solto pelo ministro do Supremo. E você sabe que não manda soltar por acaso”, disse. Ele defendeu ainda que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Lava Jato, seja retirado de sua cela na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, e enviado para um presídio comum.

Também defendeu classificar as invasões de terras e propriedades urbanas pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra como crime de “terrorismo”. “O (João Pedro) Stédile (líder do MST) foi recebido por Lula no Planalto e advogou a desobediência civil. Se eu estivesse lá, dava voz de prisão para esse cara.” O general disse que o País precisa voltar a ser uma “democracia plena, com a independência dos poderes para que as leis sejam cumpridas”. Para ele, a moralização deve “começar pelo Congresso”.

Girão