Política

Prefeitos e Vereadores desistem de participar de encontro com Kassab pela fila quilométrica

Nunca foi visto anteriormente no Rio Grande do Norte o padrão de segurança colocado na Escola de Governo para o evento da FEMURN e FECAM com a presença de um Ministro.

O mesmo só ocorreu para a Presidenta Dilma Rousseff. Por exigência até das normas de segurança do Planalto.

Os prefeitos e vereadores enfrentaram uma fila enorme para se credenciarem e poderem ter acesso ao auditório.

Muitos foram embora.

E saíram falando.

Do padrão de Segurança Presidencial.

Sem, claro, a presença da Presidenta da República.

Do blog: Talvez a segurança seja em virtude do caos por que passa o sistema prisional do Estado.

Política

Kassab é recebido em Natal por Robinson, Fábio Faria, Ezequiel, Galeno e Francisco José Júnior

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, foi recebido pelo Governador do Estado, Robinson Faria, na Base Aérea de Natal para cumprir agenda no Estado na tarde de hoje. A comitiva que recebeu o ministro foi formada pelo deputado federal, Fábio Faria; o presidente da ALRN, Ezequiel Ferreira de Souza; o deputado Galeno Torquato; o presidente da Femurn e prefeito de Mossoró, Francisco Silveira Júnior e o secretário Municipal de Governo, Jonny Costa. O brigadeiro da Aeronáutica e comandante da Primeira Força Aérea (I FAE), Hudson Costa Potiguara, o comandante da Base Aérea de Natal (Bant), Antônio Santoro e seus auxiliares  também prestigiaram a chegada do ministro das Cidades.

O primeiro compromisso de Kassab, que também é presidente nacional do PSD, diz respeito a uma reunião entre técnicos do Ministério das Cidades e do Governo do Estado. Nesse primeiro momento, a reunião trata dos assuntos e demandas do Estado que podem ter apoio do Ministério das Cidades. E, num segundo momento, após análises, é realizada uma segunda reunião com providências a serem cumpridas. O prazo para que isso ocorra dependerá das demandas apresentadas. Há pouco menos de um mês, o Governador Robinson Faria esteve com Kassab em Brasília (DF) e na ocasião apresentou alguns projetos, como por exemplo, a ampliação do esgotamento sanitário de Natal. Kassab garantiu ao Governo que o Ministério das Cidades destinaria recursos para esse projeto.

Em seguida, a segunda agenda oficial de Kassab será no auditório da Escola de Governo, onde ocorrerá o I Encontro dos Municípios do RN (Femurn) e Fecam, no qual Gilberto Kassab será homenageado. A previsão de retorno para Brasília é às 19h.

Fotos: Ivanízio Ramos

Ministro Gilberto Kassaab fot Ivanizio Ramos15

Kassab sendo recepcionado na Base Aérea

Ministro Gilberto Kassaab fot Ivanizio Ramos18

Kassab em reunião no Gabinete do Governador Robinson Faria

Política

Kassab cidadão potiguar

O Ministro das Cidades Gilberto Kassab estará cumprindo agenda nesta sexta-feira (20) em Natal.

Terá um encontro com Prefeitos e Vereadores na Escola de Governo, onde será palestrante às 16h, para falar sobre Oportunidades para os Municípios do Rio Grande do Norte.

Na oportunidade deverá receber o título de cidadão norte-riograndense.

Política

Ministro das Cidades promete investimentos de R$ 40 milhões para Mossoró

O prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, acompanhado do governador Robinson Faria, da senadora Fátima Bezerra e do deputado Fábio Faria, se reuniu na tarde desta terça-feira, 24, em Brasília, com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, para entregar dois pleitos de Mossoró. 

O primeiro foi o Parque da Cidade, uma ação que muda a perspectiva urbanística de Mossoró. A ação está orçada em R$ 33 milhões. 

O outro projeto diz respeito à qualificação e pavimentação de vias públicas, no valor de R$ 10 milhões, que possibilitará a recuperação de diversas ruas da cidade.

Foto: Assessoria





Sem categoria

Robinson vai discutir com Kassab recriação do PL no RN

O governador Robinson Faria (PSD) tem agendada uma audiência com o Ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), para às 19h desta terça-feira (13).

Além de assuntos administrativos, vai tratar da recriação do Partido Liberal (PL) no Rio Grande do Norte.

Kassab é quem articula a recriação do novo partido.

 

Sem categoria

PL deverá ser o destino dos prefeitos Fabrício Torquato e Ivan Júnior

Com a possível criação do Partido Liberal (PL), já se vislumbra nos meios políticos do Estado a possibilidade bem clara dos prefeitos Fabrício Torquato (Pau dos Ferros) e Ivan Júnior (Assu), se filiarem a nova legenda.

Fabrício está filiado ao DEM, comandado no Estado pelo senador José Agripino Maia, aliado do deputado estadual Getúlio Rêgo e do ex-prefeito Leonardo Rêgo, que deverá ser o candidato da legenda em Pau dos Ferros.

Já Ivan Júnior está no PROS, do deputado federal eleito Rafael Motta, que teve alguns votos no sistema político do prefeito assuense, bem como o deputado estadual reeleito Ricardo Motta, presidente da Assembleia Legislativa. Ivan quer uma legenda com a cara do Governo Robinson. E não tem melhor do que o PL, pelo fato de ser um partido novo e poder receber políticos com mandato sem problemas jurídicos.

Pelo Seridó, imagino que se o prefeito de Ipueira, Paulo Brito, decidir disputar a reeleição contra o sistema pelo qual foi eleito, controlado pela ex-prefeita Cessa (DEM), o PL poderá ser seu destino. Paulo tem dito que não será mais candidato. É o mais provável pelo alto índice de reprovação a sua administração.

Sem categoria

Robinson no PL e Fábio no PSD

O governador eleito Robinson Faria deverá trocar o PSD pelo PL, partido que está em processo de criação pelo presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab.

Seria uma alternativa de formar uma forte bancada de deputados estaduais na Assembleia Legislativa.

Indo para o PL, não significa dizer que Robinson perderá o comando do PSD. Jamais. Ficará com seu filho, o deputado federal reeleito Fábio Faria.

Os deputados estaduais reeleito e eleitos pelo PSD também permanecerão no partido.

É que o que se diz.

Sem categoria

Kassab vai assumir o Ministério das Cidades

Segundo informações divulgadas pelo Jornal da Globo (Rede Globo), o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, deve ser o novo Ministro das Cidades.

A posição de Kassab será fundamental para o governador eleito Robinson Faria e o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, ambos do PSD, visto que a pasta tem como objetivo combater as desigualdades sociais, transformando os estados e as cidades em espaços mais humanizados, ampliando o acesso da população à moradia, ao saneamento e ao transporte.

Sem categoria

Deputados Estaduais do PSD longe de Mossoró

Nem os deputados estaduais José Dias e Gesane Marinho, ambos do PSD, nem muito menos nenhum dos pré-candidatos sem mandato foram à Mossoró receber o presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, que veio participar do pleito suplementar, apoiando a candidatura de Francisco José Júnior.

Será reflexo da decisão do PT não se coligar com o PSD para Deputado Estadual?

Por mais que a Assessoria de Imprensa do governadorável Robinson Faria queira dizer que está tudo ok, os deputados não conseguem fingir nem nos semblantes.

Sem categoria

Kassab já em Mossoró

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, já está em Mossoró para reforçar a campanha do seu candidato a prefeito, Francisco José Júnior (PSD).

O vice-governadorável Robinson Faria e o deputado federal Fábio Faria acompanham a agenda do líder nacional.

O jornalista mossoroense, Carlos Sckarlack, divulgou em seu blog e em suas redes sociais, uma foto – que deu o que falar – de Kassab cumprimentando no Aeroporto Dix-Sept Rosado o filho da governadora Rosalba Ciarlini.

20140430-141204.jpg

Robinson, Francisco José Júnior, Kassab e Fábio Faria

20140430-141300.jpg

Foto de Sckarlack: Kassab cumprimentando Marlos Ciarlini.

Sem categoria

Kassab na campanha de Francisco José Júnior nesta quarta (30)

O presidente nacional do Partido Social Democrático (PSD), Gilberto Kassab, vai à cidade de Mossoró nesta quarta-feira (30) participar da campanha do candidato a prefeito Francisco José Júnior (PSD) e seu vice Luís Carlos (PT) à Prefeitura da segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. Kassab vai acompanhado do vice-governador Robinson Faria e do deputado federal Fábio Faria, ambos do PSD.

“O presidente Kassab vem ao Estado demonstrar a importância da eleição de Silveira (Francisco José Júnior) para o nosso partido, assim como o PSD considera importante termos uma candidatura própria para o Governo do Estado”, disse Fábio Faria. O ex-prefeito de São Paulo desembarca em Mossoró por volta das 12h e participará de reuniões políticas no início da tarde.

A coligação “Liderados Pelo Povo” é integrada por 12 partidos (PSD, PT, SDD, PSDB, PV, PSC, PDT, PSL, PMN, PTB e PRB). As eleições suplementares serão realizados no próximo domingo, 4 de maio.

Sem categoria

Kassab visita Fábio Faria na Presidência da Câmara

O presidente nacional do PSD, ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, visitou o deputado federal Fábio Faria (PSD/RN) nesta quarta-feira (16), que está interinamente na presidência da Casa.

Fábio é o representante do PSD na Mesa Diretora da Câmara dos Deputados. É o presidente em exercício por dez dias enquanto Henrique Eduardo Alves cumpre agenda oficial na China.

Foto: J Batista

z

Sem categoria

Acompanhado por Fábio Faria e Silveira, Robinson se reúne com Kassab e Lula em São Paulo

O vice-governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria (PSD) participou na tarde desta quinta-feira (20) junto com o deputado federal Fábio Faria (PSD) e o prefeito interino de Mossoró, Francisco Silveira Júnior (PSD) de reunião com o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab.

Em pauta, o quadro eleitoral do Rio Grande do Norte, as eleições suplementares em Mossoró e as alianças do PSD nas eleições 2014. Durante a reunião, o prefeito de Mossoró Francisco Silveira (PSD) pediu apoio da bancada nacional do PSD que hoje possui mais de 40 deputados federais para os projetos de Mossoró.

No final da tarde, Robinson, Fábio e Silveira tiveram uma reunião com o ex-presidente Lula em São Paulo no Instituto Lula. Eles falaram sobre a aliança do PSD com o PT no Rio Grande do Norte nas eleições 2014.

O PSD nacional e o PSD do Rio Grande do Norte já declararam apoio ao projeto de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) nas eleições deste ano.

z

Robinson e Lula

z

Fábio, Silveira Júnior, Kassab e Robinson

Sem categoria

Robinson terá encontro com Kassab em São Paulo

Nesta quarta-feira (19), o vice-governador Robinson Faria (PSD) embarca para São Paulo, onde terá uma reunião com o presidente nacional do seu partido, Gilberto Kassab.

Na oportunidade Robinson fará uma explanação do quadro político do Rio Grande do Norte.

O deputado federal Fábio Faria também deverá participar do encontro.

Sem categoria

PSB cogita formar bloco com o PSD na Câmara

Do Congresso em Foco

Na próxima semana, o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, e a líder do partido na Câmara, Luciana Santos (PE), terão uma importante reunião com o governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos. A reunião tem um objetivo: entender quais são os planos de Eduardo Campos que envolvem uma aproximação com o PSD, o partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Campos trabalha para que o PSD passe a integrar o bloco na Câmara do qual já fazem parte seu partido, o PCdoB e o PTB. Hoje, esse bloco soma 63 deputados, e é a terceira maior bancada da Câmara. Se forem somados os 47 deputados do PSD, passará a ser a maior bancada, com 110 deputados. O PT, que hoje é a maior composição, tem 86 parlamentares.

Em princípio, o PCdoB resiste à entrada do PSD no bloco, e por isso quer conversar com Eduardo Campos. O que temem os comunistas? Não querem virar trampolim para pretensões políticas e eleitorais de Eduardo Campos que sejam diferentes das suas.

Os que conversaram recentemente com Eduardo Campos enxergam na aproximação com o PSD e na possível formação do bloco a seguinte via de mão dupla. Depois da decisão do ministro Carlos Ayres Brito que negou o pedido do PSD de assumir postos de comando nas comissões permanentes, o partido de Kassab começou a entender que terá de buscar outras estratégias para ganhar protagonismo na Câmara. E o caminho para isso pode ser a formação do bloco. Fazendo parte da maior bancada, o partido passará a ter que ser ouvido e considerado em todas as votações e negociações importantes no Parlamento.

E, no caso de Eduardo Campos, a aproximação com o PSD é uma forma de, aliado do governo, manter também um pé na oposição, aproximando-se do ex-governador de São Paulo José Serra a partir de Kassab. Na verdade, seria um jogo triplo de Eduardo Campos, uma vez que o PSB já mantém há tempos uma aproximação com Aécio Neves em Minas Gerais. Parceiro histórico do PT e sem nenhuma afinidade ideológica com o PSD, o PCdoB quer reunir-se com Eduardo Campos para discutir a entrada do PSD no bloco porque, à primeira vista, não enxerga nenhuma vantagem para o partido nessa associação.

Eduardo estimulou criação do PSD

Na verdade, a aproximação de Eduardo Campos com o PSD vem desde a criação do partido. O governador de Pernambuco foi um dos conselheiros e estimuladores do movimento de Gilberto Kassab de abandono do DEM e da oposição mais ferrenha para fundar o PSD e assumir para o partido uma postura de equidistância, fazendo ao mesmo tempo pontes para se aproximar do governo Dilma sem, porém, destruir suas pontes originais com Serra e o PSDB. Em alguns momentos depois da criação do PSD, chegaram a surgir informações de que o partido de Kassab se fundiria mais tarde com o partido de Eduardo Campos.

“Há hoje no país um momento de renovação dos quadros políticos. Antigas lideranças estão desgastadas; a Lei da Ficha Limpa poderá produzir ainda um expurgo bem mais radical nos atuais quadros políticos. Lula enxergou isso quando criou Dilma Rousseff, e é com o mesmo raciocínio que ela agora lança Fernando Haddad [ex-ministro da Educação] na prefeitura de São Paulo. O jogo de Eduardo Campos insere-se neste processo”, diz um interlocutor do governador de São Paulo. Segundo este interlocutor, Campos hoje observa o jogo político procurando manter-se bem posicionado, para aparecer como alternativa no momento certo.

Os planos de Eduardo Campos vão desde hipóteses menos críveis até outras mais concretas. No cenário mais improvável, diz o interlocutor, ele chegou a pensar na hipótese de Dilma cansar-se do jogo político, para o qual não tem mesmo muita paciência, e desistir de disputar a reeleição.  Mesmo que essa chance pouco provável viesse a acontecer, Eduardo Campos sabe que a principal alternativa nesse caso seria um retorno de Lula. “Ele não está disposto a peitar uma disputa nem com Dilma nem com Lula, isso é certo”. Mas no jogo político os cenários e as condições muitas vezes mudam.

Na segunda hipótese, bem mais provável a partir das condições postas hoje, a relação do governo Dilma com o PMDB pode se desgastar. Dilma não confia em seu vice-presidente Michel Temer, e não lhe delega tarefas à altura de seu cargo. Temer já deu seguidas demonstrações de insatisfação nesse sentido. A última delas quando soube pela televisão que o ministro da Pesca seria o senador do PRB Marcelo Crivella. A presidenta também já teve seguidos problemas com o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), e torce o nariz diante da hipótese de vê-lo como próximo presidente da Câmara. Na última quinta-feira, Dilma chegou a se ver às voltas com um início de rebelião peemedebista. Esse desgaste pode fazer com que a presidenta acabe revendo sua política de coalizão em 2014, abrindo espaço para o PSB na vice-presidência e trocando o apoio do PMDB pela adesão de partidos médios, entre eles talvez mesmo o PSD.

E há sempre a hipótese de uma virada total no atual cenário político. Se hoje o candidato mais provável da oposição em 2014 é o senador Aécio Neves, com ele o PSB mantém aproximação há anos. O PSB faz parte da base de Antonio Anastasia em Minas, e o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB, foi eleito com o apoio de Aécio. Em São Paulo, Márcio França, do PSB, é secretário de Turismo do governador tucano Geraldo Alckmin. Falta sedimentar a aproximação com Serra. E ela pode se dar a partir da consolidação da aproximação com o PSD de Gilberto Kassab.

O único problema da múltipla estratégia de Eduardo Campos é que, em algum momento, ele terá de escolher um lado. É isso o que o PCdoB, na reunião que marcou, deseja saber: neste momento, de que lado o governador de Pernambuco estará?

Campos e Kassab

Sem categoria

Dilma recebe Kassab no Planalto

Priscilla Mendes
Do G1, em Brasília

A presidente Dilma Rousseff recebeu no final da tarde desta quarta (15), no Palácio do Planalto, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD.

A reunião, que durou cerca de 40 minutos, não constava das agendas oficiais de Dilma e de Kassab. Por volta das 18h, o Planalto atualizou a agenda do dia da presidente, incluindo o encontro com o prefeito, que se iniciou às 17h30.

Kassab negocia a participação do PSD na chapa do ex-ministro Fernando Haddad, pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo.

Ao deixar o encontro, o prefeito foi perguntado se havia discutido com a presidente a formação de uma aliança entre PT e PSD para a eleição municipal de São Paulo.

“Evidente que não. Seria até uma desconsideração com a presidente. Estou aqui como prefeito e não como líder partidário”, declarou.

Segundo Kassab, o principal assunto tratado na audiência foi a dívida da cidade de São Paulo com o governo federal, que atualmente soma R$ 40 bilhões e compromete 13% das receitas do município.

“A questão da dívida tem sido debatida e estudada entre a Secretaria de Finanças da Prefeitura de São Paulo e o Ministério da Fazenda. A presidenta nos afirmou que está muito motivada em encontrar uma solução para a questão, um encaminhamento que possa ser adequado para os interesses da cidade e do país e afirmou que em breve vai nos apresentar uma linha de ação”, afirmou Kassab.

Na última sexta-feira, o prefeito esteve em Brasília, como convidado no evento que comemorou os 32 anos do PT. A presidente Dilma e 17 ministros compareceram. Lideranças petistas defenderam uma aliança com o PSD em São Paulo. O público presente à festa vaiou Kassab.

Serra
Quanto a uma possível entrada do tucano José Serra na disputa pela Prefeitura de São Paulo, Kassab disse preferir aguardar.

“Qualquer que seja nossa decisão, que sejamos respeitados. […] O processo sucessório em São Paulo está se iniciando. Então, todos sabem a relação que existe entre o PSD e o PT e da nossa condição como prefeito. O que nós queremos em São Paulo é abraçar o melhor projeto para a cidade e não para o partido”, afirmou.

Ele negou que esteja em um “namoro duplo” com PT e PSDB. “Nada impede o PT de ter conosco, onde existem circunstâncias, a melhor relação possível nas eleições municipais”, declarou. O prefeito disse ainda que as declarações de Haddad [sobre as negociações para a disputa eleitoral] têm sido “adequadas”.

Expo Mundial
Outro assunto abordado no encontro, segundo o prefeito, foi a candidatura de São Paulo para sediar a Expo Mundial de 2020.

A feira é considerada a terceira mais importante do mundo nos campos econômico e cultural, atrás apenas da Copa do Mundo de Futebol e das Olimpíadas. A capital paulista concorre com outras quatro cidades.

Segundo Kassab, ele relatou para Dilma a viagem de delegação de São Paulo à França, onde foi lançada a candidatura da cidade.

Convite
No encontro com Dilma, o prefeito disse que aproveitou para convidar a presidente para participar do carnaval de São Paulo, onde, relatou, seria preparado um camarote para recebê-la.

Dilma agradeceu o convite, segundo Kassab, mas disse que não deverá comparecer. Ela passará o feriado de carnaval na base naval de Aratu, em Salvador, segundo informou a assessoria do Planalto.

O prefeito afirmou que a audiência foi pedida há “algum tempo” por ele. Em relação ao fato de não constar da agenda oficial disse: “Eu deixo a critério da presidente colocar na agenda ou não”.

 

 

Sem categoria

Fábio Faria tem encontro com Kassab

O deputado federal Fábio Faria, vice-líder do PSD na Câmara dos Deputados, teve um encontro nesta segunda-feira (06), com o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab.

Em pauta, a política nacional e do Rio Grande do Norte.

Fábio estava acompanhado pelo líder do partido na Câmara, Guilherme Campos.

 

Sem categoria

PSD lança espaço para discussão de temas com internautas de todo o Brasil‏

Na manhã desta quarta-feira (7), o Partido Social Democrático (PSD) apresentou oficialmente seu Espaço Democrático, fundação criada para estudar e debater as grandes questões nacionais e promover eventos de formação política. O deputado federal Fábio Faria, 1º vice-líder da legenda na Câmara, participou do evento realizado em Brasília e que contou com a presença do presidente do partido, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e de filiados e simpatizantes de todos os Estados.

O objetivo do Espaço Democrático é contribuir para o desenvolvimento de políticas públicas e inovações administrativas; organizar cursos e debates que contribuam para a consolidação dos valores democráticos; produzir e divulgar pesquisas que busquem respostas para os desafios da sociedade brasileira. Cursos, eventos, debates e estudos serão realizados e apresentados em plataformas digitais, disponibilizadas para todos os cidadãos.

“Essa é uma das premissas do PSD, desde a sua concepção. O diálogo com a população, para tomar as decisões juntamente com os cidadãos brasileiros. E o Espaço Democrático do PSD será uma ferramenta essencial nesse processo”, afirma o vice-líder potiguar.

Kassab

Sem categoria

Robinson e Fábio Faria terão encontro com Dilma Rousseff na próxima semana

Após o vice-governador Robinson Faria, presidente estadual do PSD, encerrar seu pronunciamento oficial onde foi deflagrado o rompimento com a governadora Rosalba Ciarlini, o deputado federal Fábio Faria, vice-líder do PSD na Câmara, fez uma pequena fala, onde comentou o rompimento com o Governo e a formação do PSD.

“O PSD nasce com 57 deputados federais. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, já está sabendo do nosso rompimento com a governadora Rosalba Ciarlini. Aliás, ele vinha acompanhando o processo diariamente nos últimos quatro meses. Com Kassab, teremos um encontro com a presidenta Dilma Rousseff nesta próxima semana. Ela também está sabendo do quadro norte-rio-grandense”, afirmou Fábio Faria.

Sem categoria

PSD foi gerado sob as bênçãos do Planalto

Pelo café da manhã que será oferecido pela presidenta Dilma Rousseff, a toda cúpula do PSD, está mais do que explicito que o partido foi criado sob as bênçãos do Palácio Planalto.

Por isso a perseguição do DEM sobre o novo partido, que por sinal, ultrapassou as 480 mil assinaturas necessárias para criação, chegando a 539 mil.

Nesta quarta-feira (18), o diretório nacional, que será controlado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, já estava com as assinaturas em mãos.