Estado

Hospital Walfredo Gurgel amanhece com 96 pacientes em macas nos corredores

Da assessoria do Sindsaúde-RN:

Na manhã desta terça-feira (04), enquanto os diretores do Sindsaúde RN mobilizavam para o ato público contra a reforma da Previdência do Governo Fátima, presenciaram um cenário de guerra no maior hospital público do estado do Rio Grande do Norte.

Cerca de 96 pacientes estão internados nos corredores do Walfredo Gurgel, contando com apenas 8 técnicos de enfermagem. Uma média de 1 técnico para 12 pacientes. Segundo os servidores, há pacientes com mais de 80 anos em macas aguardando um leito no hospital e outros aguardando vagas de UTI, através de ação judicial.

Infelizmente, não há leitos de UTI suficientes no Estado. Cerca de 110 leitos espalhados pelo RN estão aguardando para serem reabertos, mesmo sendo judicializado há anos. O hospital de Canguaretama foi fechado no ano passado e o Rui Pereira sofre ameaça de fechamento.

“Dia após dia, o caos vai se espalhando na saúde pública. A saúde continua precária. O governo de Fátima Bezerra (PT) está dando continuidade a política de sucateamento do SUS e dos demais serviços públicos, aplicada pelos governos anteriores. o invés de abrir mais leitos o governo está fechando os serviços. A situação está insuportável, carga de trabalho excessiva e essa é a realidade do Walfredo Gurgel”, declarou Carlos Alexandre, servidor do Walfredo Gurgel e diretor do Sindsaúde RN.

CORREDÔMETRO RN

Em 2015, o Sindsaúde RN criou o corredômetro nos quatro maiores hospitais do Estado: Walfredo Gurgel, Santa Catarina, Deoclécio Marques e Tarcísio Maia. A contagem funcionava uma vez por semana pelos próprios servidores. A intenção era divulgar o número de pacientes nos corredores dos hospitais públicos. O corredômetro foi suspenso em 2018, mas a ideia é retomá-lo agora em 2020. Ainda esse mês, lançaremos novamente o Corredômetro RN.

Estado

Escala da UTI Pediátrica do Walfredo Gurgel é normalizada

O Governo do RN, por meio da secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e a direção do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG), informa que a Cooperativa Médica (Coopmed) aceitou cobrir os plantões dos dias 29 (dia), 30 (dia) e 31 (noite) da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Pediátrica do HMWG. A unidade estava com redução no quadro de intensivistas pediátricos e, com a recomposição da escala, o hospital não deixará mais de receber novos internamentos nos próximos dias.

Também não haverá necessidade de transferência das crianças internas para outros serviços de saúde do RN e do próprio Walfredo Gurgel. Até o momento, uma criança já havia deixado a UTI Pediátrica e ocupado uma vaga na UTI Geral. O retorno dessa criança para o tratamento intensivo pediátrico já foi confirmado.

As falhas na escala ocorreram devido ao pedido de exoneração de dois intensivistas pediátricos do HWMG. Aliado a isso, também havia profissionais que solicitaram aposentadoria e outros que entraram de férias.

Estado

Corredores vazios não é o fim dos problemas do Hospital Walfredo Gurgel

Tem sido divulgado nas redes sócias foto dos corredores vazios no Hospital Walfredo Gurgel, como se fosse o fim dos problemas no maior pronto-socorro de urgência e emergência do Rio Grande do Norte.

Ledo engano.

Hoje o hospital amanheceu faltando alimentação para funcionários e acompanhantes.

E só tem alimentação aos pacientes até o horário de almoço.

Um outro problema também está na falta de intensivistas pediátricos, na iminência de provocar o fechamento da UTI.

Estado

Garibaldi pede ao ministro da Saúde apoio para o Hospital Walfredo Gurgel

O senador Garibaldi Filho interpelou o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em audiência pública realizada nesta quarta-feira (7), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Ele pediu que o Ministério apoie dois serviços oferecidos pelo Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel: o de queimados e o de alimentação parenteral. O ministro orientou sua assessoria a buscar uma resposta sobre o atendimento do pedido e comunicar ao senador.

“O Walfredo Gurgel vem sofrendo as carências de um hospital que tem que atender às demandas de todo o Rio Grande do Norte, uma vez que os hospitais regionais não estão funcionando bem. A unidade de queimados realiza um trabalho de alta complexidade e vem cumprindo o seu papel a duras penas. A nutrição parenteral também precisa desse apoio do governo federal”, afirmou Garibaldi Filho.

07-03-18

Estado

Diretora do Hospital Walfredo Gurgel expõe caos e recomenda que população evite sair de casa

A situação do Hospital Walfredo Gurgel, maior pronto-socorro de urgência e emergência do Rio Grande do Norte é desesperadora para os pacientes, funcionários e população.

São 80 pacientes internados pelos corredores e mais de 20 dentro de centro cirúrgico, que ontem estavam completamente lotados.

A diretora do hospital, médica Fátima Pinheiro, chegou a recomendar em áudio pelas redes sociais no último fim de semana, que a população evite sair de casa.

“A situação do Walfredo tá terrível, não tem uma única sala desocupada. Vinte e um pacientes dentro do centro cirúrgico com todas as salas ocupadas. Então, é pedir a Deus que todo mundo fique em casa. Porque o centro cirúrgico do Walfredo, neste exato momento, estão me dizendo que está sem condições de entrar ninguém para fazer cirurgia”, disse a Dra. Fátima em áudio que circula nas redes sociais.

Estado

Servidores da saúde farão ato público no Hospital Walfredo Gurgel nesta terça (11)

Na manhã desta segunda-feira (10), os servidores da saúde estadual realizaram novamente uma assembleia e decidiram manter a greve que completou onze dias. Os servidores grevistas farão um ato em frente ao Hospital Walfredo Gurgel nesta terça-feira (11), às 09h.

O ato público será contra o fechamento da UTI cardiológica do Hospital Walfredo Gurgel, que está com as portas fechadas há quase um mês. Os servidores reivindicam a reabertura imediata da UTI, além de outros pontos da greve como o salário em dia, concurso público, entre outros.

z

Estado

RN tem 177 pacientes em macas nos hospitais públicos estaduais

Na manhã desta segunda-feira (03), foi realizada a contagem dos pacientes que recebiam atendimento em macas nos corredores e em locais inadequados. Foi registrado um total de 177 pacientes em macas nos quatro maiores hospitais do estado: Walfredo Gurgel, Deoclécio Marques, Santa Catarina e Tarcício Maia.

Nos corredores, o maior número de pacientes ficou com o Deoclécio Marques, que contabilizou 53 pacientes em situações insalubres. Esse é o maior número de pacientes em macas nos corredores desde o mês de maio, onde o Walfredo Gurgel registrou nos dias 2 e 8 de maio, 59 pacientes nos corredores.

A situação se agrava no hospital Santa Catarina, que apesar de não apresentar um número alto de pacientes nos corredores, com 14 pacientes em macas, registrou a presença de sete gestantes em trabalho de parto em cadeiras, pois não havia macas e nem leitos.

Mesmo funcionando com a entrada regulada o Hospital Walfredo Gurgel apresentou 48 pacientes em macas nos corredores e 31 em outros locais, sendo ainda o que lidera o total de pacientes em macas. O hospital Tarcísio Maia contabilizou 14 pacientes em macas nos corredores e 6 em outros locais.

A contagem geral nos quatro hospitais registrou um aumento de 54% na quantidade de pacientes internados de forma irregular, em corredores e em outros locais, de 177 da semana passada, para 115 da última contagem.

Estado

Médico denuncia que UTI cardiológica do Hospital Walfredo Gurgel está fechada há duas semanas

Depoimento do médico Sebastião Paulino acerca da situação do Hospital Walfredo Gurgel:

WALFREDO GURGEL: UTI FECHADA.

A única Unidade Cardiológica de Terapia Intensiva da rede pública de nosso Estado, cujo funcionamento teve início em fevereiro de 2001, está de portas fechadas.

O desserviço referido já perdura por mais de duas semanas, vez que ocorreu em 13 de junho último, sob a alegação de que era imperiosa a necessidade de uma reforma.

Informações precisas acenam para a insuficiência de recursos humanos como causa, exclusivamente na área de enfermagem.
Deste modo, eminentes profissionais médicos da especialidade em comento, acompanham pacientes de outras especialidades, em condições adversas, perseguindo o “socorro” que não chega.

Desativar um leito de UTI no momento presente é uma atrocidade. De outro modo, suspender as atividades da única UTI cardiológica da rede pública do Rio Grande do Norte, é um ato criminoso e de consequências funestas.
Representa o aumento inevitável e odioso do preenchimento de *Declarações de Óbito.*

É preciso não ter coração para conviver com uma realidade tão tenebrosa, apenas testemunhando tamanho desatino, em silêncio.

É um verdadeiro paradoxo: enquanto o CREMERN consegue sensibilizar a Justiça Federal com o intento precípuo de abrir mais leitos de UTI, somos compelidos a presenciar o ato criminoso já referido supra.

A tônica de quem coordena uma Unidade de Terapia Intensiva, no comum das vezes, é calcular quantas vidas são salvas em cada leito dentro de um certo lastro temporal. É deprimente e traumático aos extremos sentir-se obrigado a contabilizar o inverso.

Não bastasse o precário abastecimento, dada a falta de medicamentos e insumos de necessidade primária, agora ocorre o pior.

O corpo gerencial da Unidade segue de mãos atadas. Sou inteiramente consciente do desejo e responsabilidade de quem ocupa o cargo.
Lamentável!

Natal, 01 de julho de 2017.

Sebastião Paulino da Costa.
Médico – CRM: 2.495
Advogado – OAB/RN: 2.994.

Estado

Governo Robinson restringe atendimento no Hospital Walfredo Gurgel para politrauma e AVC

A partir da próxima segunda-feira (15), o Hospital Walfredo Gurgel, maior pronto-socorro de urgência e emergência do Rio Grande do Norte, vai restringir o atendimento a pacientes politraumatizados e com Acidente Vascular Cerebral (AVC). A decisão foi anunciada nesta sexta-feira (12).

Nós sabemos que a referida unidade hospitalar foi construída com o propósito de atender urgência e emergência, porém abriga outras áreas clínicas pelo fato do Estado não dispor de outras unidades especificas para cada tipo de atendimento.

Ao invés de instalar o birô de trabalho no Hospital ou construir o Hospital de Traumas de Natal, como prometeu em campanha, o Governador Robinson Faria (PSD) faz é dificultar o atendimento à população.

A decisão seria viável se os Hospitais Regionais tivessem condições e estrutura, oferecendo um atendimento digno, o que não ocorre atualmente.

E o paciente que vier infartado de uma pequena cidade do interior, por exemplo, onde o Hospital da sua Região não dispõe de uma UTI (90% no RN), vai ser atendido em qual hospital? Ou vai morrer à míngua, além de tantos casos que já ocorrem atualmente?

z

Diversos

Festa em prol do Hospital Walfredo Gurgel será nesta sexta (31)

O maior Pronto-Socorro do Rio Grande do Norte vai ganhar uma festa beneficente nesta sexta-feira (31).

A iniciativa é da Associação Amigos do Walfredo Gurgel, organização não governamental, de direito privado, sem fins lucrativos, que tem o objetivo de promover melhorias através da captação de recursos financeiros, materiais e humanos, já que o Governo do Estado não cumpre com sua obrigação.

A 1ª Festa Baile Beneficente será na AABB, a partir da 21h, e terá a animação da orquestra Metamorfose Band e DJ. Com sistema Open Bar, o cardápio inclui uísque Old Parr, espumante, água, suco, refrigerantes e salgados diversos, além de um buffet de frios, pães e pratos quentes como filé ao molho madeira e frango aos 4 queijos. Petiscos como camarão empanado, isca de peixe, bacalhau na nata, frango com bacon e filé trinchado com gorgonzola também fazem parte do menu.

senhas individuais estão no valor de 100 reais (R$ 100,00) e as mesas por 600 reais (R$ 600,00). Vendas na AABB, Livraria Câmara Cascudo, Clínica Revivare e com as colaboradoras Alvanusia (98714-1803), Samia (98817-3536), Rita (99677-7467) e Lenilda (98705-5483).

Estado

Hospital Walfredo Gurgel ganha ONG para suprir abandono do Governo do Estado

Falta de leitos e de medicamentos, corredores lotados, sofrimento. Quem acompanha as notícias sobre a saúde pública do Rio Grande do Norte sabe que esse é o retrato do Hospital Walfredo Gurgel, maior pronto-socorro de urgência e emergência do Estado. Quem pensa que o desespero dos pacientes só aflige suas famílias, se engana. Tentando mudar essa realidade, um grupo de profissionais liberais e estudantes se uniu e criou a Associação dos Amigos do Hospital Walfredo Gurgel.

Com o objetivo de promover a saúde através da captação de recursos financeiros, materiais e humanos para viabilizar melhores condições gerais do hospital, a organização não governamental Amigos do Walfredo Gurgel é pessoa jurídica de direito privado, sem fins econômicos, que pretende ajudar a diminuir a dor de muita gente.

Com estatuto registrado, CNPJ e diretoria eleita, os Amigos do Walfredo Gurgel já começaram a trabalhar. No próximo dia 31, eles realizam sua primeira ação para captar recursos. Será a Festa Baile Beneficente na AABB. O evento terá sistema Open Bar e a animação da orquestra Metaformose. Mesas e senhas à venda na AABB, Livraria Câmara Cascudo e Clínica Revivare.

Logomarca AHWG

Estado

Caos no Hospital Walfredo Gurgel: 21 ambulâncias paradas e paciente entubada em maca no chão

Neste momento, 21 ambulâncias do Serviço de Atendimento Médico de Urgência e Emergência (SAMU) estão paradas em frente ao Hospital Walfredo Gurgel, por retenção de macas com pacientes. 

Fotos: Cedidas ao Blog


Nos corredores, registro de pessoa deitada em papelão. 


Uma paciente está entubada com a maca no chão. 


É a triste realidade do maior Hospital do Rio Grande do Norte. 

Geral

Criança Viva recebe garantia da SESAP de que não permitirá o fechamento da UTI Pediátrica do HWG

No fim da tarde desta segunda-feira (24), o movimento Criança Viva foi recebido pelo secretário estadual de Saúde, George Antunes, para tratar sobre os problemas pelos quais passam as UTIs pediátricas do RN, em especial, a do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. Desde abril, o movimento encabeçado pelo médico Madson Vidal luta pela abertura de mais leitos de unidades de terapias intensivas para suprir o déficit de 300.

“Estamos felizes por ver o esforço do secretário em resolver o problema dos leitos de UTIs no RN. Sabemos que assim como o Criança Viva, ele não permitirá que nenhum leito seja fechado”, disse Madson Vidal.

Preocupado com a situação do Hospital Walfredo Gurgel que não tem médicos intensivistas suficientes para compor a escala deste mês de outubro, na UTI Pediátrica, o secretário estadual de Saúde convocou o grupo para traçar metas para chegar a soluções rápidas de maneira a evitar o fechamento.

“Não deixaremos a UTI fechar. Faremos o que for preciso e conto com a sensibilidade e solidariedade dos médicos intensivistas para conseguirmos concluir a escala deste mês.  Com esse fôlego, poderei correr atrás de profissionais para que esse problema não se repita. E uma boa notícia que também vai nos ajudar a solucionar este problema é que o governador já autorizou lançarmos nos próximos dias o processo seletivo simplificado para contratação de novos médicos”, finalizou o secretário.

Criança Viva

Estado

UTI Pediátrica do Hospital Walfredo Gurgel terá atendimento suspenso a partir do dia 28

O cenário é de caos sem precedentes na história do Rio Grande do Norte. A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica vai suspender o atendimento a partir do dia 28, em virtude da falta de pediatras para compor a escala.

Em nota ao Blog do Heitor Gregório/Tribuna do Norte, a equipe médica da UTI Pediátrica justifica que o fato é decorrente de aposentadorias, exonerações e licenças prêmios com fins de aposentadoria.

“A UTI pediátrica do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel é de extrema importância para as crianças do nosso estado já que é referência no RN em pacientes vítimas de trauma e grandes queimados, além de atender também àqueles com patologias clínicas que necessitam das especialidades que só encontramos nesse hospital”, diz a nota assinada pela equipe médica.

 Serão suspensos serviços indispensáveis para o atendimento ao trauma como neurocirurgia, cirurgia torácica, cirurgia vascular, ortopedia, cirurgia pediátrica, entre outros, além de exames de imagem como tomografia computadorizada, endoscopia digestiva, ecocardiograma e ultrassonografia funcionando 24 h. Sendo esse hospital o único serviço público na cidade que contempla essas especialidades e exames de imagem, garantindo a agilidade no atendimento de urgência.

“A Secretaria de Saúde do RN (SESAP) e a direção geral do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel foram comunicados sobre o déficit de profissionais médicos intensivistas pediátricos nesta UTI há 4 meses”, finaliza a nota.

Estado

VÍDEO – Médicos relatam ao blog maior caos da história do Hospital Walfredo Gurgel: “Falta até agulha na UTI”

O blog esteve na manhã desta sexta-feira (09), no Hospital Walfredo Gurgel, para entrevistar dois médicos: Dr. Antônio Fernando, presidente da sociedade norte-riograndense de terapia intensiva, e o intensivista Dr. Sebastião Paulino, que relataram o maior caos da história do maior Pronto-Socorro de Urgência e Emergência do Estado.

“Falta desde agulha, a gazes e esparadrapo na UTI”, afirmou o Dr. Sebastião Paulino.

Estado

Tomba visita o Hospital Walfredo Gurgel e declara: “Fiquei arrasado ao ver o maior caos da minha vida pública”

Em um pronunciamento marcado pela emoção, o deputado estadual Tomba Farias (PSB) disse ontem no Plenário da Assembleia Legislativa que ficou “arrasado, após visitar o Hospital Walfredo Gurgel” e ver in loco a situação dos pacientes que se encontram a espera de atendimento médico.

“Pela primeira vez, desde o meu primeiro mandato como prefeito, e agora como deputado, vi o maior caos da história de toda a minha vida pública. Confesso que as lágrimas desceram. Vi uma mãe com criança com fratura no braço, vi pessoas de Santa Cruz nos corredores, um com fratura de tíbia, que nem medicado estava. Confesso que sai de lá impressionado e arrasado”, destacou.

Tomba defende que seja feito de imediato um mutirão para retirar as pessoas dos corredores, e inclusive buscar atendimento para os pacientes que estão em casa. “Acho que o governador tem que parar o programa Transporte Cidadão, parar obras, parar qualquer coisa, mas resolver o problema do Walfredo. A hora agora é salvar vidas”, enfatizou.

Segundo o parlamentar, se o governador Robinson Faria e o secretário Gustavo Nogueira (Planejamento) fossem visitar o Walfredo, providências seriam tomadas, já que ambos iriam ver com os próprios olhos a situação caótica. “É preciso que o governador convoque os secretários e faça uma reunião de emergência para encontra soluções para o problema”, ressalta.