Política

Fátima agradece a Ministro de Bolsonaro e Bancada Federal

Na solenidade para assinatura da liberação de recursos do Ministério da Saúde, a governadora Fátima Bezerra fez agradecimentos.

Agradeceu a presença do ministro em Natal e a liberação dos recursos.

A governadora também agradeceu o apoio da bancada de deputados federais e senadores do RN que intercedeu junto ao Governo Federal em apoio à liberação dos recursos. “Buscamos apoios dos nossos parlamentares e conseguimos. Nos reunimos em Natal e em Brasília, o resultado é que, somando esforços, conseguimos esta liberação em favor da população de todo o Rio Grande do Norte”, registrou Fátima Bezerra.

Fátima fez menção especial ao deputado federal João Maia pela conquista na Saúde.

Foto: Elisa Elsie

Foto: Elisa Elsie

 

Política

Bolsonaro manda suspender uso de radares móveis nas rodovias federais

Está suspenso o uso de radares estáticos, móveis e portáteis em rodovias federais até que o Ministério da Infraestrutura conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade. A medida consta de despacho presidencial publicado ontem (15) no Diário Oficial da União.

Segundo o texto, a determinação é “para evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade”.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) determinou “a todos os gestores e servidores da PRF que adotem as providências necessárias para o imediato cumprimento da decisão Presidencial”.

De acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, os estudos estão avançados. “Já temos uma nova resolução formatada. A questão dos radares caça-níquel tem que acabar e a gente está realmente priorizando segurança”.

Política

Fábio Faria no café com Bolsonaro

O deputado federal Fábio Faria (PSD) amanheceu esta quarta-feira (07) no Palácio da Alvorada.

Tomando café da manhã com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), juntamente com o Ministro do STF, Alexandre de Moraes.

Fábio é o terceiro secretário da mesa diretora da Câmara dos Deputados.

Semana passada tomou café também com Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Tem atuado, e sido reconhecido, como um bombeiro na relação entre a Presidência da República e a Câmara.

Política

Flávio Rocha e o prestígio com Bolsonaro

Membro do instituto Brasil 200 e presidente da Riachuelo, o empresário potiguar Flávio Rocha foi recebido nesta quarta-feira (31) pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

O objetivo foi uma conversa sobre a retomada do crescimento econômico no Brasil.

Flávio foi um apoiador e defensor da candidatura de Bolsonaro juntamente com o grupo do IDV – Instituto para o Desenvolvimento do Varejo.

Bolsonaro demonstrou bastante alegria quando viu Flávio Rocha.

Política

Bolsonaro: “Inclusão de estados na reforma depende de apoio do Nordeste”

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (2) na Comissão Especial da Reforma da Previdência da Câmara dos Deputados que, para incluir estados e municípios, é preciso que os governadores do Nordeste e de esquerda votem a favor, mesmo que isso gere desgaste com suas bases de apoio. Ele disse ainda que espera que relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) seja lido ainda hoje (3).

“Para entrarem estados e municípios, os governadores, em especial os do Nordeste e de esquerda, têm que votar favorável. Até pouco tempo, eles queriam que fosse aprovada a reforma com voto contrário deles para eles não terem desgaste. Porque tem desgaste o parlamento, sim tem. Agora, há um sentimento dentro do parlamento e fora também de que temos que mudar. Se não mudar, o Brasil vai ter mais problemas econômicos pela frente do que já temos no momento”, disse.

Da Agência Brasil

Política

CNI-Ibope: Pesquisa avalia Governo Bolsonaro

A Confederação Nacional da Industria (CNI) divulgou nesta quinta-feira (27) uma pesquisa Ibope de avaliação do Governo do Presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O levantamento foi feito entre os dias 20 e 23 de junho e ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios, com índice de confiabilidade de 95% e margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

  • Ótimo/bom: 32%;
  • Regular: 32%;
  • Ruim/péssimo: 32%;
  • Não sabe/não respondeu: 3%.

Política

Bolsonaro revoga decreto de armas

Da Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro decidiu revogar hoje (25) o decreto editado em maio para regulamentar regras de aquisição, cadastro, registro, posse, porte e comercialização de munições e armas de fogo no país. Uma edição extra do Diário Oficial da União, publicada há pouco, traz a revogação da medida, que havia sido editada no dia 7 de maio e retificada no dia 21 do mesmo mês.

No último dia 18, o plenário do Senado aprovou a revogação do decreto presidencial. Por 47 votos a 28, os senadores aprovaram um Projeto de Decreto Legislativo, do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e de outros senadores, que susta os efeitos da flexibilização do porte e da posse de armas. A maioria dos senadores argumentou que a alteração das regras para o acesso a armas por meio de decreto era inconstitucional e deveria ser feita por projeto de lei.

O decreto ainda seria examinado pelo plenário da Câmara dos Deputados e pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que analisaria eventuais inconstitucionalidades na norma em sessão prevista para esta quarta-feira (26).

Pela manhã, o porta-voz do Palácio do Planalto, Otávio Rêgo Barros, havia dito que o governo não revogaria o decreto e que aguardaria o desfecho da tramitação da medida no Congresso Nacional antes de adotar alternativas.

Além de revogar o decreto, o governo publicou na mesma edição extra do Diário Oficial três novos decretos que tratam do assunto. Também foi enviado um projeto de lei do governo que modifica o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/2003).

Os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Jorge Oliveira (Secretaria Geral) foram pessoalmente ao Congresso Nacional entregar o novo projeto de lei e anunciar a revogação do decreto e edição de novas regras. Eles ainda devem conceder uma entrevista à imprensa para detalhar as modificações.

Política

Coronel Azevedo propõe título de cidadão norte-rio-grandense para Bolsonaro

O deputado estadual Coronel Azevedo (PSL) protocolou na Assembleia Legislativa um projeto de resolução para conceder título de cidadão norte-rio-grandense para o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). Na sessão ordinária desta quarta-feira (5), o deputado justificou o pedido citando ações do presidente que beneficiam o Estado.

“O Rio Grande do Norte será priorizado pelo Governo Federal, que anunciou a instalação no nosso Estado de uma escola militar. Através da Petrobras, o Rio Grande do Norte receberá investimentos de R$2,6 bilhões”, ressaltou o deputado, que leu em plenário um histórico sobre o presidente.

Política

Bolsonaro de volta ao DEM?

O Antagonista

Na convenção do DEM realizada hoje, Onyx Lorenzoni falou do “imenso respeito” com que Jair Bolsonaro trata o partido e deixou no ar a possibilidade de o presidente voltar ao partido.

“Nós vencemos e hoje nós temos na Presidência um ex-filiado do PFL, do Democratas. E que olha para o nosso partido com imenso respeito — e por que não dizer? — com olho de que, quem sabe, gostaria de voltar para casa”, disse, segundo relato do Globo.

Ao final, o jornal perguntou ao ministro se de fato Bolsonaro cogita se filiar. Ele respondeu: “Não. É um sonho meu.”

Política

Presidentes dos Três Poderes assinarão pacto de metas para afinar sintonia

Do Correio Braziliense

Os presidentes dos Três Poderes assinarão, daqui a cerca de duas semanas, um pacto de “entendimento” que contemplará algumas metas conjuntas de “interesse da sociedade”. Depois das manifestações de domingo (26/5), que colocaram o Congresso — personificado pelo Centrão — e o Supremo Tribunal Federal (STF) como principais alvos dos protestos, essa é a resposta que o presidente Jair Bolsonaro tenta dar para reconstruir um diálogo com o Legislativo e o Judiciário federal.

O presidente da República e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do STF, Dias Toffoli, estiveram reunidos na manhã desta terça-feira (28/5) para afinar a sintonia entre os Poderes. “É algo extremamente importante e, da reunião de hoje, se consolida ideia de que se formalize um pacto de entendimento e algumas metas de interesse da sociedade brasileira a favor da retomada do crescimento brasileiro”, destacou o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

A previsão é que o pacto seja formalizado daqui a duas semanas, “na semana do dia 10 de junho”. “Daqui até lá, vamos continuar dialogando com os poderes para a construção do texto que será assinado e apresentado ao país”, ressaltou Lorenzoni. O “saldo” do café da manhã que reuniu os presidentes dos Três Poderes foi classificado como positivo pelo articulador político do governo. “Estabelece continuidade do diálogo e uma construção de harmonia. Não podemos esquecer que, há algum tempo, muitos conflitos aconteceram entre os Poderes e isso não ajuda o cidadão e a cidadã que, hoje, precisa de emprego e renda”, acrescentou.

Ideia de Toffoli 

O texto inicial do pacto foi formatado originalmente por Toffoli, que sugeriu há “mais de um mês”. A formatação final será construída em comum acordo com os presidentes dos Poderes, mas o texto-base foi apresentado hoje, que será costurado pela Casa Civil. “Construímos uma síntese conversando com os presidentes. O texto foi praticamente validado por todos e, agora, terá ajustes para que, na semana do dia 10 (de junho), seja assinado”, explicou.

A ideia é que o pacto preveja pautas em comum, como a própria reforma da Previdência. Outras pautas econômicas também estarão previstas. “O esforço de todos é no sentido de ver o Brasil daqui a um ano, por exemplo, ser visto no mundo todo como país que cresce, desenvolve, gera empregos e melhor condição para nossa população. É claro que estará no texto (a reforma da Previdência)”, disse Lorenzoni.

Foto: Marcos Corrêa/PR

Foto: Marcos Corrêa/PR

Política

Debaixo de chuva, manifestantes protestam a favor de Bolsonaro em Natal

Manifestantes em defesa do presidente Jair Bolsonaro (PSL) se concentraram na tarde deste domingo (26), no Shopping Midway Mall, em Natal, pedindo também a aprovação da Reforma da Previdência e do pacote anti-crime proposto pelo Ministro Sérgio Moro.

Mesmo sob a chuva, os manifestantes permaneceram no protesto, que teve a presença de autoridades, como o deputado federal General Girão e o deputado estadual Coronel Azevedo.

Política

Atos em apoio ao governo Bolsonaro ocorrem em diversas cidades do país

Da Agência Brasil

Atos em apoio ao governo de Jair Bolsonaro ocorrem neste domingo (26) em várias cidades do país. Os apoiadores defendem a reforma da Previdência, o pacote anticrime, o porte e posse de armas, além de ministros do governo como o da Justiça, Sergio Moro, e o da Economia, Paulo Guedes.

Brasília

Em uma manhã de sol, os apoiadores se concentraram no gramado da Esplanada dos Ministérios, na altura do Palácio Itamaraty. Cinco carros de som ocupavam a pista com mensagens em apoio à agenda do governo federal como a Medida Provisória 870, da reforma administrativa, a reforma da Previdência Social (Emenda Constitucional nº 6/2019) e os projetos de lei que compõem o pacote anticrime. Os manifestantes também declaravam apoio à Operação Lava Jato e pediam a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Cortes Superiores, conhecida como Lava Toga.

A manifestação – convocada por movimentos como Ordem e Progresso; Limpa Brasil; e Organização Nacional dos Movimentos – foi marcada pela diversidade de participantes que criticavam o Supremo Tribunal Federal (STF), protestavam contra o Congresso Nacional e lideranças parlamentares. Alguns manifestantes defendiam a volta do regime monarquista.

Havia faixas também com dizeres favoráveis ao ministro Paulo Guedes e um boneco inflável de 20 metros que misturava a imagem do ministro Sergio Moro com o personagem de quadrinhos e cinema Super-Homem.

Governo

Mais cedo, no Rio de Janeiro, ao participar de um culto na Igreja Batista Atitude, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, o presidente Jair Bolsonaro afirmou disse que a população está indo às ruas neste domingo para defender o futuro do país: “Hoje, por coincidência, é um dia em que o povo está indo às ruas não para defender o presidente, um político ou quem quer que seja. Ele está indo para defender o futuro desta nação”.

Na rede social Twitter, o presidente postou cenas de atos que ocorrem em outras cidades do país.

Foto: Fábio Rodrigues/Agência Brasil

Política

Manifestação no Rio a favor de Bolsonaro ocupa 7 quarteirões em Copacabana

Do G1

Manifestantes se reúnem na manhã deste domingo (26) na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, para um ato a favor do presidente Jair Bolsonaro. Os protestos são realizados em várias cidades do país.

Vários carros de som se concentraram em dois pontos: na altura do Posto 5 e em frente à Rua Xavier da Silveira. No início do ato, o Hino Nacional foi tocado e cantado. Houve queima de fogos.

A estimativa de número de participantes não foi divulgada pelos manifestantes nem pela Polícia Militar. O ato se espalhou por cerca de sete quarteirões, da Rua Sá Ferreira até perto da Rua Barão de Ipanema – cerca de 650 metros. Alguns trechos concentraram mais gente e outros ficaram mais vazios.

Política

FIERN divulga pesquisa da Consult sobre avaliação dos Governos Fátima e Bolsonaro no RN

A FIERN acaba de divulgar Pesquisa da Consult com avaliação dos Governos Federal e Estadual.

A pesquisa foi realizada no período de 17 a 20 de maio, em 12 regiões. Foram aplicados 1700 questionários. A margem de erro é de 2,3% para mais ou para menos.

Governo do Estado – Como você classifica o governo Fátima Bezerra?
Regular 38,35%
Bom 29,29%
Ruim 9,29%
Péssimo 8,82%
Ótimo 2,18%
Sem opinião 12,06%

Governo do Estado – Você aprova o governo Fátima Bezerra?

Aprova 55,35%
Desaprova 23,18%
Não sabe dizer 21,47%

Governo Federal – Como você classifica o governo Jair Bolsonaro?
Péssimo 35,71%
Regular 23,12%
Ruim 19,47%
Bom 11,94%
Ótimo 3,29%
Sem opinião 6,47%

Governo Federal – Você aprova o governo Jair Bolsonaro?

Desaprova 60,53%
Aprova 25%
Não sabe dizer 14,47%

Política

Em Recife, Fátima participa de reunião com Bolsonaro e outros governadores

A governadora Fátima Bezerra defendeu na reunião do Conselho Deliberativo (Condel) da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), que 30% dos recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) passem a ser destinados para investimento em infraestrutura nos estados da região.

Esta foi a 1ª reunião do Condel em 2019 e contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, e de vários ministros de Estado para a apresentação do PRDNE e de mudanças no plano de aplicação do FNE. Ainda sobre o plano regional, a governadora apresentou três sugestões. “Devemos acrescentar nos objetivos deste planejamento o reforço da infraestrutura hídrica, fortalecimento da infraestrutura logística do Nordeste e o fomento às ações de inclusão socioprodutiva”, pontuou a chefe do Executivo estadual.

O documento apresentado pelo Governo Federal inclui o Rio Grande do Norte quando trata de áreas como geração de energia eólica, fruticultura irrigada, apicultura, Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) e combate à violência. O trabalho ainda prevê uma série de ações na parte de infraestrutura em solo potiguar, como a ampliação das BR’s 110 (Areia Branca-Salvador) e 304 (Natal-Fortaleza), a criação da Ferrovia Litorânea ligando as capitais potiguar e baiana, além de obras de segurança hídrica vitais para o estado como a conclusão da barragem de Oiticica, os sistemas adutores Oiticica-Caicó e Armando Ribeiro-Currais Novos – que são parte do Projeto Seridó – e a ampliação dos sistemas adutores Monsenhor Expedito, Maxaranguape, Santa Cruz-Pau dos Ferros e Santa Cruz-Mossoró.

Foto: Elisa Elsie

Foto: Elisa Elsie