PolíticaTurismo

João Maia participa de audiência pública na Câmara de Natal sobre valores das passagens aéreas

O deputado federal e presidente da Comissão de Defesa do Consumidor na Câmara dos Deputados, João Maia (PR/RN), participou na manhã desta segunda-feira (15), na Câmara Municipal de Natal, da audiência pública para debater o que leva Natal a ter passagens aéreas mais caras que nos outros estados e o que fazer para mudar essa realidade.

A audiência pública, proposta pelo presidente da Casa, vereador Paulinho Freire (PSDB), reuniu representantes do setor turístico, comércio e serviços, vereadores e deputados.

“Pra fazermos turismo precisamos da aviação e não vejo saída para o RN a não ser procurar as empresas e negociar de forma inteligente um acordo que permita que essas empresas façam de Natal um ponto com voos a preços mais convidativos”, sugeriu João Maia.

No final da audiência, o presidente Paulinho Freire afirmou que enviará os encaminhamentos para serem discutidos com representantes das empresas aéreas em Brasília e para que o Senado agilize e aprove matérias que quebrem o monopólio das companhias aéreas.

João Maia na CMN em audiência pública (2)

Turismo

Câmara discute “Por que Natal é hoje o destino mais caro do País?”

Os preços cobrados por passagens aéreas com destino ou partida de Natal serão tema de discussão nesta segunda-feira (15), na Câmara Municipal de Natal.

O objetivo do vereador Paulinho Freire, propositor da audiência pública, é reunir representantes do Poder Público; parlamentares municipais, estaduais e federais; empresários do turismo e população para discutir soluções para conseguir a redução desses preços como forma de estimular o turismo.

De acordo com Paulinho Freire, a ideia é manter um fórum de debates para discutir alternativas para a redução dos preços dessas passagens aéreas. “A discussão sobre esta temática não pode parar e por isso propomos este encontro. Somos hoje um dos destinos mais caros e isso acaba interferindo de maneira dura na nossa maior atividade econômica na região que é o turismo, impactando em mais de 50 atividades interligadas”, afirmou.

O assunto foi pauta de audiência essa semana em Brasília, proposta pelo deputado federal João Maia na Comissão que preside, a de Defesa do Consumidor.

O deputado Hermano Morais também já levou o assunto para debate na Assembleia Legislativa.

Turismo

João Maia leva debate do alto custo das passagens aéreas no RN para Brasília

Em sua primeira reunião deliberativa do ano, a Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) aprovou requerimento do deputado João Maia para debater as diferenças de preços de passagens aéreas entre as diferentes regiões do Brasil.

“Algumas capitais do Nordeste, em especial Natal, sofrem com tarifas exorbitantes, que quase inviabilizam o turismo local, tanto que a Associação Brasileira de Agências de Viagens denuncia que o Rio Grande do Norte tem sido o destino mais caro do Brasil”, criticou o presidente da CDC.

Maia disse ainda que a possível aquisição da Avianca pela Azul deve agravar ainda mais o problema, pois as opções de voos se reduzirão de quatro empresas para três. “Sabemos que a concorrência é um dos pontos que garantem preço baixo e qualidade para o consumidor. Por isso, menos alternativas para o passageiro é algo tão preocupante”, destacou.

Turismo

Em audiência na ALRN, representante do Cade diz que vai investigar preço elevado das passagens aéreas no Estado

Os preços cobrados por passagens aéreas que têm como destino ou partem de Natal foram tema de discussão na tarde desta quinta-feira (27), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Por proposição do deputado estadual Hermano Morais (MDB), empresários, representantes do Poder Público, parlamentares e população discutiram formas para conseguir a redução desses preços como forma de estimular o turismo no estado.

Para os participantes, é preciso que se pressione as companhias aéreas.

“O RN vem perdendo, nos últimos tempos, muitos passageiros. A rede hoteleira tem sido obrigada a reduzir suas tarifas. As passagens são muito mais baratas em Pernambuco e Ceará, até na Paraíba. Um completo absurdo e sem explicação”, argumentou Hermano. “Houve a redução de 17% para 12% no ICMS sobre o querosene de aviação, mas não houve contrapartida”, criticou.

Ação

Para buscar modificar o cenário, além da discussão diretamente com as empresas, a classe política potiguar solicitou que Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) uma investigação sobre a situação. Presente ao encontro, o representante do órgão, João Aurélio Braga, disse que o Cade irá investigar a situação.

Foto: Eduardo Maia

Turismo

Passagens aéreas para Natal são mais caras do país e preços devem aumentar, diz presidente da ABAV-RN

O maior empecilho para o crescimento do turismo do Rio Grande do Norte é o alto custo das passagens aéreas com destino a Natal. É o que diz o empresário Abdon Gosson, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV-RN). Conforme ele afirmou em entrevista ao Hora Extra da Notícia, apresentado pelo jornalista Danilo Sá e pelo advogado Aldo Clemente, na Rádio 91 FM (Rádio Rural), o Rio Grande do Norte é o destino mais caro não só do Nordeste, mas do Brasil. E isso deve piorar em decorrência da possível compra da companhia aérea Avianca pela Azul, o que tende a subir ainda mais os preços das passagens, conforme prevê o presidente da ABAV.

“A companhia aérea Azul provavelmente vai comprar boa parte da Avianca, que está em dificuldade financeira. Tínhamos quatro companhias aéreas, só vamos ter três companhias dentro do Brasil, onde hoje um país continental como o nosso deveria ter de 12 a 15 companhias aéreas no mínimo voando aqui dentro e provavelmente os preços das passagens para Natal, infelizmente, nos próximos meses, talvez ainda fiquem mais altos”, prevê.

Abdon Gosson afirmou ainda que esse é um problema que se vem tentando resolver desde o governo Robinson Faria, com um trabalho do Governo do Estado junto ao trade turístico.