Política

Manifestantes fazem protesto a favor da Lava Jato e pedem saída de Renan Calheiros

Do UOL

Milhares de manifestantes se reúnem neste domingo (4) em protesto em favor da Operação Lava Jato, pela aprovação do pacote de medidas contra a corrupção e contra o presidente do Senado, Renan Calheiros.

O protesto se espalha em pontos importantes do país, como a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, a Esplanada nos Ministérios, em Brasília, a avenida Paulista, em São Paulo. Também há registros de manifestações na Bahia, Pernambuco, Minas Gerais e no Amazonas.

O movimento organizado pelas redes sociais deve acontecer em cerca de 200 cidades do Brasil, em defesa a Operação Lava Jato e apoio ao juiz Sergio Moro.

Em São Paulo, os manifestantes se organizaram na avenida Paulista, próximo ao Masp (Museu de Arte de São Paulo). O ato começou aos gritos de “Fora Renan”. Enquanto o Movimento Vem pra Rua, um dos principais organizadores do protesto, executava o Hino Nacional, um grupo que pedia intervenção militar tocava o Hino da Independência.

Política

Para Governo, menor participação nos protestos é alívio para Dilma

Da IstoÉ online

Um levantanto do governo federal indica que, sem contar São Paulo e Rio de Janeiro, os protestos contra a presidente Dilma Rousseff reuniram cerca de 200 mil pessoas neste domingo (16). A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo a publicação, assessores próximos da presidente veem a participação – menor do que nos protestos de abril e março – como mais um “alívio” na crise política que atinge a cúpula do PT.

Na semana passada, Dilma conseguiu vitórias ao trazer para seu lado o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), ao ganhar mais tempo no TCU para explicar as “pedaladas” fiscais e ao conseguir, no STF, uma decisão que tira das mãos do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), o poder de julgar as contas do governo federal.

A presidente se encontra, às 17h, com ministros da articulação política para avaliar os impactos dos protestos deste domingo. Entre os ministros estarão José Eduardo Cardozo (Justiça) e Aloizio Mercadante (Casa Civil).

Política

Agripino participa de protesto contra Dilma em Brasília

O senador José Agripino Maia, presidente nacional do DEM é um dos principais líderes da oposição ao Governo da Presidenta Dilma Rousseff (PT), participou juntamente com a mulher Anita Catalão do protesto contra a Presidenta, em Brasília. 

Agripino foi bastante cumprimentado pelos manifestantes. 

Fotos: Assessoria







CidadesDiversos

Protesto anti-Dilma em Natal será acompanhado por 750 policiais e helicóptero

O Gabinete de Gestão Integrada do Rio Grande do Norte (GGI-E) foi ativado desde às 9h, deste domingo, pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), juntamente com outros órgãos de segurança, trânsito e saúde dos Governos Federal, Estadual e Municipal, para monitorar a manifestação denominada “anti-Dilma” prevista para ocorrer a partir das 15h de hoje. A secretária Kalina Leite está pessoalmente coordenando a operação, acompanhando em tempo real todas as ações no estado e no país.  

Um forte aparato policial será implantado nesta ação visando garantir à ordem pública e uma manifestação ordeira no RN. Um efetivo de 750 agentes públicos está sendo disponibilizado especialmente para o evento. A previsão inicial é de que 5 mil pessoas participem da ação, apesar do GGI-E está preparado para um público maior.

O helicóptero Potiguar 01 da Sesed também irá colaborar com a operação.

Foto: Assessoria



CidadesPolítica

Fátima Bezerra: “Uma coisa é a atitude de dirigentes irresponsáveis, isso tem que ser punido. Outra coisa é a preservação da Petrobras”

A senadora Fátima Bezerra (PT) está entre os dois mil manifestantes que protestam pelas ruas do centro de Natal em um ato político a favor da Presidenta da República Dilma Rousseff (PT).

Contrária ao impeachment da Presidenta, em contato com a imprensa, Fátima justifica seu posicionamento:  “O ato [de hoje] é a favor da presidenta Dilma, em defesa da democracia e sobretudo da reforma política”.

Questionada pela reportagem da Tribuna do Norte sobre os problemas de corrupção da Petrobras, a senadora afirmou que a estatal deve ser preservada. “Uma coisa é a atitude de dirigentes irresponsáveis, isso tem que ser punido. Outra coisa é a preservação da Petrobras”, disse.

Foto: Júnior Santos/Tribuna do Norte

z

Diversos

Segurança Pública monta operação especial para monitorar manifestações em Natal

O plano de monitoramento das manifestações populares previstas para ocorrerem nesta sexta-feira (13) e no domingo (15), na capital potiguar, foi discutido nesta manhã, no Gabinete de Gestão Integrada Estadual (GGI-E), no Centro Integrado de Operação de Segurança Pública (Ciosp), em Natal, com a presença de representantes do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Itep), Prefeitura de Natal (Secretaria Municipal de Transportes Urbanos, Serviço Móvel de Urgência e Guarda Municipal), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN).

O Comando de Policiamento Metropolitano (CPM) foi designado, durante a reunião, para coordenar a ação desta sexta-feira, que está prevista para iniciar às 15h, em frente à Catedral Metropolitana, no Centro da cidade. Várias reuniões ocorreram ao longo da semana, entre gestores da Polícia Militar e lideranças do movimento, visando garantir que a manifestação pró-Dilma ocorra de forma pacífica. O plano do GGI-E, apresentado para este evento, prevê cerca de 100 policiais militares, 30 agentes de mobilidades da STTU, além de duas viaturas extras da Guarda Municipal para fazerem a segurança dos patrimônios públicos da área. A Prefeitura Municipal de Natal deverá encerrar o expediente mais cedo hoje. A Avenida Deodoro da Fonseca e ruas adjacentes à Catedral serão interditas enquanto houver a manifestação. A orientação do GGI-E é para que veículos e ônibus evitem trafegar, a partir deste horário, no local, tendo em vista o acúmulo de pessoas previstas.

No domingo (15), o GGI-E será ativado o dia todo e atuará no gerenciamento, em tempo real, da manifestação denominada “anti-Dilma”.Um forte aparato policial será implantado nesta ação visando garantir à ordem pública e uma manifestação ordeira. Um efetivo de 750 agentes públicos, entre profissionais de segurança, trânsito e saúde, está sendo disponibilizado pelos governos Federal, Estadual e Municipal, especialmente, para o evento. A previsão inicial é de que 5 mil pessoas participem da ação, apesar do GGI-E está preparado para um público maior.

A manifestação de domingo está marcada para iniciar às 15h, na Avenida Salgado Filho, em frente ao shopping Midway Mall, e a dispersão ocorrerá na Avenida Amintas Barros.

A Polícia Civil atuará com uma Delegacia Móvel completa e equipes extras da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor).

Sem categoria

Alunos da UERN e MST protestam em frente à Governadoria

Meu Deus que cena triste em frente à Governadoria, na manhã desta segunda-feira (29).

Além dos integrantes do Movimento Sem Terra (MST), que estão acampados por lá, também aportaram os alunos da UERN, que estão sem aula há 90 dias.

E haja protestos…e haja problemas a serem resolvidos pela governadora Rosalba Ciarlini.

É a parte do Agosto da Agonia.

Fotos: Márlio Forte