Sem categoria

Aliança entre PSB e PMDB para eleição suplementar de Mossoró também será anunciada nesta sexta (28)

Aliança firme entre PSB e PMDB.

Prova é que nesta sexta-feira (28), também será anunciada uma aliança entre os dois partidos para a eleição suplementar de Mossoró, onde a deputada estadual Larissa Rosado (PSB) será candidata a prefeita, tendo o atual presidente da Câmara, Alex Moacir (PMDB), como vice, como publicou o blog em primeira mão desde a semana passada.

Detalhe: Em 2012, o PMDB indicou o vice da prefeita cassada Cláudia Regina (DEM).

Sem categoria

Mantida aliança entre PMDB, PR e PSB

O deputado federal João Maia, presidente estadual do PR, teve uma conversa de aproximadamente 40 minutos com o governadorável Henrique Alves (PMDB).

Diálogo franco, sincero e aberto.

Aliança fortalecida.

Nesta sexta-feira (28), na presença de João Maia e todo o seu PR, será anunciada a chapa Henrique Governador e Wilma Senadora, às 10h, no Hotel Praiamar.

Já em 05 de abril, ocorrerá o anuncio de que João Maia será o vice de Henrique.

Depois será a vez do Pros do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta…

E por aí vai…

Sem categoria

PSB deverá ter vice do PMDB em Mossoró

Reflexo da conjuntura política estadual…

PSB e PMDB deverão caminhar juntos na eleição suplementar de Mossoró.

O partido de Henrique e Garibaldi vai indicar o vice de Larissa ou de outro nome escolhido pelo grupo liderado pela deputada federal Sandra Rosado (PSB).

O assunto já foi discutido antes de se fechar a chapa estadual.

 

Sem categoria

PMDB e PSB deverão oficializar aliança no RN

Passado o Carnaval, o PMDB de Henrique Eduardo Alves e Garibaldi Filho, mais o PSB da ex-governadora Wilma de Faria, deverão oficializar e anunciar formalmente uma aliança em torno da eleição de outubro próximo.

Como vem sendo especulado, Wilma deverá entrar na disputa como candidata ao Senado e o PMDB indicará o nome para concorrer ao Governo, que deverá mesmo ser o de Henrique.

foto VLADEMIR ALEXANDRE - (84) 9973-7355

 

Sem categoria

PSB e PMDB firmam aliança em Pernambuco

O governador-presidenciável Eduardo Campos (PSB) definiu seu secretário da Fazenda, Paulo Câmara, como nome para sucedê-lo no governo de Pernambuco.

O vice será o deputado federal Raul Henry (PMDB).

Mais um estado, fora o RN, que PSB e PMDB vão caminhar juntos.

Detalhe: O candidato ao Senado é o ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho.

*Com informações do Diário de Pernambuco

 

Sem categoria

PSB volta a se reunir com PC do B‏

O PSB voltou a se reunir com o PC do B na tarde desta quinta-feira (13). Analisando os quadros político-eleitorais nacional e estadual, os dirigentes das legendas avançaram na discussão com relação a um projeto de reconstrução do Rio Grande do Norte.

Apesar de não saírem com definições a respeito de alianças, o que só deve ocorrer em abril, segundo os participantes, os partidos reafirmaram a vontade de continuar dialogando, ficando outra reunião para acontecer em março próximo. “Nosso interesse é construir um pacto em defesa do Rio Grande do Norte”, disse o presidente do PC do B, Antenor Roberto.

Já a dirigente estadual do PSB, Wilma de Faria, informou sobre as recentes conversas com lideranças de outros partidos que fazem oposição ao governo Rosalba, assim como a sua vontade de ajudar o estado a voltar ao trilho do desenvolvimento, seja no poder executivo ou no legislativo.

Participaram da reunião pelo PC do B Canindé de França, o deputado estadual Fabio Dantas e o vereador George Câmara. Pelo PSB estavam a deputada estadual Márcia Maia além dos membros da executiva Genildo Pereira, o ex-deputado Leonardo Arruda e Luis Claudio Chop.

z

Sem categoria

PT voltará a conversar com Wilma

Após enxergar alianças entre os dois partidos em vários outros estados, o PT e o PSB voltarão a conversar no Rio Grande do Norte.

Se é que já não voltaram…

A pausa se deu por decisão do PT, que viu o erro, e tenta corrigir o estrago.

Sem categoria

PT e PSD avançam no diálogo

O PT reuniu sua executiva nesta quinta-feira (06), para conversar com a executiva do PSD, na sede do partido da presidenta Dilma, em Natal.

Pelo PT, participaram da reunião, a deputada federal Fátima Bezerra, o estadual Fernando Mineiro, o presidente Eraldo Paiva e o vereador Hugo Manso, além de alguns militantes.

Pelo PSD, estavam o vice-governador Robinson Faria, o deputado federal Fábio Faria, os estaduais José Dias e Gesane Marinho, prefeitos e pré-candidatos a deputado estadual, como Galeno Torquato, além do prefeito de Mossoró, Silveira Júnior e da advogada Tatiana Mendes Cunha, conselheira de Robinson.

Em pauta, uma aliança entre os dois partidos, com a possibilidade de Robinson disputar o Governo e Fátima o Senado.

O diálogo avançou bastante…mas nada ficou decidido.

Foi apenas mais uma conversa…de aproximação…e possível entendimento.

Fotos: Márlio Forte

z

z

Sem categoria

PT adota postura radical no RN

Nos últimos anos, o Partido dos Trabalhadores se fortaleceu politicamente no Rio Grande do Norte.

Para 2014, as chances de crescimento são ainda maiores.

Porém, o partido adota a postura radical do passado, e pode jogar fora as possibilidades de crescimento em torno da eleição de outubro próximo.

Por exemplo, o PT descarta veemente uma aliança local com o PSB de Wilma, passando também pelo PMDB de Henrique e Garibaldi, além de outros partidos, pelo fato da conjuntura política nacional.

Em vários outros estados, PT e PSB são aliados e continuarão juntos na eleição.

Aqui, por opção de Fátima e Mineiro, o partido jamais vai se aliar ao PSB.

Será que estão no caminho certo?

Será que o PMDB vai preferir ter Wilma como adversária, ou como aliada?

O PMDB sabe, e sabe muito bem, o que é ter uma Wilma adversária.

Sem categoria

Henrique: “O partido vai decidir se nossa aliança será com o PT ou PSB”

“Não adianta Henrique ou Garibaldi chegar e dizer que nosso candidato ao Senado será fulano ou fulano. Nós temos que consultar o partido, nosso PMDB, e decidir coletivamente. Acabou-se a época em que as coisas eram impostas. Não existe mais isso. Só quero deixar claro que não haverá imposição. Nós vamos respeitar o sentimento da base. Não é porque existe uma aliança nacional entre PT e PMDB que obrigatoriamente haverá essa aliança aqui. Em vários estados, PMDB e PSB estão aliados”.

De Henrique Eduardo Alves, na 96 FM, após ser questionado se a senadora do PMDB será a deputada federal Fátima Bezerra (PT) ou a ex-governadora Wilma de Faria (PSB).

Sem categoria

Campos anuncia entrada no PSDB no governo de Pernambuco

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, anunciou nesta quinta-feira (2) os nomes dos novos secretários que ocuparão cargos vagos desde a saída do PT e PTB da gestão do PSB no estado, em outubro passado.

Também divulgou os nomes que vão assumir funções afetadas com a reforma administrativa, ocorrida em novembro.

Há dois nomes indicados pelo PSDB.

A posse está marcada para a manhã desta sexta (3), na sede provisória do governo estadual, no Centro de Convenções, em Olinda, Grande Recife.

 

Sem categoria

PSB e PT poderão firmar aliança em Natal e Mossoró

Anna Ruth Dantas – Repórter da Tribuna do Norte

As eleições municipais de Natal e Mossoró entraram na mesa de negociação dos líderes nacionais do PSB e PT. A discussão sobre possível aliança foi deflagrada pelo presidente nacional do PSB, o governador de Pernambuco Eduardo Campos, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os petistas estão empenhados em atrair o PSB para apoiar o candidato Fernando Haddad a prefeito de São Paulo. Já os peessebistas cobram reciprocidade e em troca do apoio em São Paulo colocam na lista de sucessões a receberem o apoio do PT para o PSB as capitais onde os candidatos do partido de Eduardo Campos estiverem melhor colocados que os petistas e ainda as cidades de Mossoró, Crato, Campinas e Caxias do Sul.

No caso de Natal, pesquisas recentes realizadas mostraram que a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) está em segundo lugar na preferência do eleitorado, enquanto o deputado estadual Fernando Mineiro (PT) aparece em  quarto lugar. Prevalecendo a teoria do PSB, Mineiro apoiaria a ex-governadora. Em Mossoró, cidade também colocada na lista de reciprocidade do PT para o PSB, a candidata peessebista é a deputada estadual Larissa Rosado. O candidato petista é o reitor da Universidade Federal do Semiárido Josivan Barbosa. Se prevalecer a negociação nacional do PT e PSB, o reitor iria retirar a candidatura em prol do apoio a Larissa.

Os entendimentos dos líderes nacionais dos dois partidos ainda não foram fechados. Se de um lado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mostra empenhado em fechar com o PSB no palanque de Fernando Haddad, por outro os peessebistas trazem a tônica de que é preciso “reciprocidade para fechar acordos”.

Procurada pela reportagem da TRIBUNA DO NORTE, a deputada federal Sandra Rosado disse acreditar no diálogo entre os líderes nacionais das duas legendas.

“Essa é uma discussão que está sendo feita pelo presidente do PSB e o presidente Lula e confiamos no diálogo dos dois, defendemos a união”, destacou Sandra Rosado.

ENCONTRO NACIONAL DO PSB

Enquanto permanecem as indefinições da aliança PSB-PT, o partido presidido pelo governador de Pernambuco Eduardo Campos promoveu uma reunião com os pré-candidatos a prefeito de todo país.

“Foi muito importante o encontro, o PSB está se propondo no programa de governo a ser apresentado a cuidar das pessoas e as questões urbanas estão inseridas nisso”, disse a deputada federal Sandra Rosado, citando que durante o evento foram apresentadas as experiências bem sucedidas de administrações do PSB.

Além de Sandra Rosado, Wilma estaria articulando junto a Dilma e Lula aliança entre PSB e PT, em Natal e Mossoró

Sem categoria

Bancada socialista discute Lei Geral da Copa com ministro do Esporte

A Bancada do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na Câmara se reuniu, na manhã desta quarta-feira (14), com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo. Articulado pela líder socialista, deputada Sandra Rosado (RN), o encontro teve como objetivo debater questões relacionadas à Lei Geral da Copa, em votação na Câmara Federal.

Aprovado na última semana na comissão especial que discutiu o tema na Casa, a proposta define direitos e obrigações temporárias da Federação Internacional de Futebol (Fifa) durante as copas das Confederações e do Mundo, realizadas, respectivamente, em 2013 e 2014, no Brasil. Entre outros pontos, o texto prevê regras para a venda de ingressos com desconto de 50% para estudantes, idosos e beneficiários do Bolsa Família.

Sem categoria

PSB vai presidir a Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados

Neste ano, o Partido Socialista Brasileiro vai presidir a Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados. A decisão foi tomada durante a reunião de líderes na manhã desta terça-feira (6). Na avaliação da líder da legenda, deputada Sandra Rosado (RN), a comissão é estratégica para o partido, que tem a questão urbana como tema central em sua atuação política.

“Essa é uma questão muito importante para o PSB. Nós trabalhamos duramente para garantir o desenvolvimento urbano com a preocupação social que é própria do nosso partido. Assim garantimos melhores condições de vida para as pessoas”, explica Sandra Rosado.

A bancada se reúne na tarde desta terça-feira para decidir quem será indicado para presidir a Comissão.

Sem categoria

PSB cogita formar bloco com o PSD na Câmara

Do Congresso em Foco

Na próxima semana, o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, e a líder do partido na Câmara, Luciana Santos (PE), terão uma importante reunião com o governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos. A reunião tem um objetivo: entender quais são os planos de Eduardo Campos que envolvem uma aproximação com o PSD, o partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Campos trabalha para que o PSD passe a integrar o bloco na Câmara do qual já fazem parte seu partido, o PCdoB e o PTB. Hoje, esse bloco soma 63 deputados, e é a terceira maior bancada da Câmara. Se forem somados os 47 deputados do PSD, passará a ser a maior bancada, com 110 deputados. O PT, que hoje é a maior composição, tem 86 parlamentares.

Em princípio, o PCdoB resiste à entrada do PSD no bloco, e por isso quer conversar com Eduardo Campos. O que temem os comunistas? Não querem virar trampolim para pretensões políticas e eleitorais de Eduardo Campos que sejam diferentes das suas.

Os que conversaram recentemente com Eduardo Campos enxergam na aproximação com o PSD e na possível formação do bloco a seguinte via de mão dupla. Depois da decisão do ministro Carlos Ayres Brito que negou o pedido do PSD de assumir postos de comando nas comissões permanentes, o partido de Kassab começou a entender que terá de buscar outras estratégias para ganhar protagonismo na Câmara. E o caminho para isso pode ser a formação do bloco. Fazendo parte da maior bancada, o partido passará a ter que ser ouvido e considerado em todas as votações e negociações importantes no Parlamento.

E, no caso de Eduardo Campos, a aproximação com o PSD é uma forma de, aliado do governo, manter também um pé na oposição, aproximando-se do ex-governador de São Paulo José Serra a partir de Kassab. Na verdade, seria um jogo triplo de Eduardo Campos, uma vez que o PSB já mantém há tempos uma aproximação com Aécio Neves em Minas Gerais. Parceiro histórico do PT e sem nenhuma afinidade ideológica com o PSD, o PCdoB quer reunir-se com Eduardo Campos para discutir a entrada do PSD no bloco porque, à primeira vista, não enxerga nenhuma vantagem para o partido nessa associação.

Eduardo estimulou criação do PSD

Na verdade, a aproximação de Eduardo Campos com o PSD vem desde a criação do partido. O governador de Pernambuco foi um dos conselheiros e estimuladores do movimento de Gilberto Kassab de abandono do DEM e da oposição mais ferrenha para fundar o PSD e assumir para o partido uma postura de equidistância, fazendo ao mesmo tempo pontes para se aproximar do governo Dilma sem, porém, destruir suas pontes originais com Serra e o PSDB. Em alguns momentos depois da criação do PSD, chegaram a surgir informações de que o partido de Kassab se fundiria mais tarde com o partido de Eduardo Campos.

“Há hoje no país um momento de renovação dos quadros políticos. Antigas lideranças estão desgastadas; a Lei da Ficha Limpa poderá produzir ainda um expurgo bem mais radical nos atuais quadros políticos. Lula enxergou isso quando criou Dilma Rousseff, e é com o mesmo raciocínio que ela agora lança Fernando Haddad [ex-ministro da Educação] na prefeitura de São Paulo. O jogo de Eduardo Campos insere-se neste processo”, diz um interlocutor do governador de São Paulo. Segundo este interlocutor, Campos hoje observa o jogo político procurando manter-se bem posicionado, para aparecer como alternativa no momento certo.

Os planos de Eduardo Campos vão desde hipóteses menos críveis até outras mais concretas. No cenário mais improvável, diz o interlocutor, ele chegou a pensar na hipótese de Dilma cansar-se do jogo político, para o qual não tem mesmo muita paciência, e desistir de disputar a reeleição.  Mesmo que essa chance pouco provável viesse a acontecer, Eduardo Campos sabe que a principal alternativa nesse caso seria um retorno de Lula. “Ele não está disposto a peitar uma disputa nem com Dilma nem com Lula, isso é certo”. Mas no jogo político os cenários e as condições muitas vezes mudam.

Na segunda hipótese, bem mais provável a partir das condições postas hoje, a relação do governo Dilma com o PMDB pode se desgastar. Dilma não confia em seu vice-presidente Michel Temer, e não lhe delega tarefas à altura de seu cargo. Temer já deu seguidas demonstrações de insatisfação nesse sentido. A última delas quando soube pela televisão que o ministro da Pesca seria o senador do PRB Marcelo Crivella. A presidenta também já teve seguidos problemas com o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), e torce o nariz diante da hipótese de vê-lo como próximo presidente da Câmara. Na última quinta-feira, Dilma chegou a se ver às voltas com um início de rebelião peemedebista. Esse desgaste pode fazer com que a presidenta acabe revendo sua política de coalizão em 2014, abrindo espaço para o PSB na vice-presidência e trocando o apoio do PMDB pela adesão de partidos médios, entre eles talvez mesmo o PSD.

E há sempre a hipótese de uma virada total no atual cenário político. Se hoje o candidato mais provável da oposição em 2014 é o senador Aécio Neves, com ele o PSB mantém aproximação há anos. O PSB faz parte da base de Antonio Anastasia em Minas, e o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB, foi eleito com o apoio de Aécio. Em São Paulo, Márcio França, do PSB, é secretário de Turismo do governador tucano Geraldo Alckmin. Falta sedimentar a aproximação com Serra. E ela pode se dar a partir da consolidação da aproximação com o PSD de Gilberto Kassab.

O único problema da múltipla estratégia de Eduardo Campos é que, em algum momento, ele terá de escolher um lado. É isso o que o PCdoB, na reunião que marcou, deseja saber: neste momento, de que lado o governador de Pernambuco estará?

Campos e Kassab

Sem categoria

Márcia Maia defende candidatura própria do PSB para eleições 2012

A deputada estadual Márcia Maia participou na última quinta-feira (19) de uma reunião entre representantes do diretório municipal do Partido Socialista Brasileiro (PSB). Na oportunidade, defendeu a candidatura própria do partido para o pleito municipal deste ano.

Presidente municipal do PSB, Márcia destacou a importância não apenas de a legenda lançar um candidato, mas defendeu o nome da ex-governadora Wilma de Faria como melhor opção para a disputa das eleições deste ano. A expectativa do partido é de anunciar oficialmente candidatura própria até o meados de abril.

Além da parlamentar pessebistas, a presidente do diretório estadual, Wilma de Faria, e os cinco vereadores do PSB na Câmara Municipal também participaram da reunião que discutiu a conjuntura política em Natal e no Rio Grande do Norte, bem como, o projeto político do partido para as próximas eleições.

“Independente da definição sobre a candidatura, o partido tem realizado reuniões nas comunidades da capital para debater os interesses da população e traçar novos caminhos para levar Natal de volta ao rumo do desenvolvimento”, afirmou Márcia.

A última semana, inclusive, tem sido movimentada para o PSB que tem se reunido com representantes de outros partidos como PP, PPS, PHS e PC do B para discutir em torno do pleito do segundo semestre.

A deputada informou ainda que o partido deverá ampliar as avaliações e o planejamento com a realização de seminários e encontros que contarão com a presença de representantes do partido em nível nacional, como o presidente do diretório nacional e governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

 

Sem categoria

Wilma e Iberê no comando do PSB

A ex-governadora Wilma de Faria será reconduzida à presidência do Diretório do PSB-RN neste sábado, durante o Congresso Estadual do partido.

O evento será realizado na Assembléia Legislativa, a partir da 9h, e também será eleita a nova Comissão Executiva. Na ocasião, o ex-governador Iberê Ferreira de Souza também será reeleito vice-presidente estadual.

O Congresso terá a participação de dirigentes e filiados de todo o estado, mas é aberto a todos que queiram participar.

Sem categoria

Gustavo Carvalho confirma permanência no PSB de Wilma

O deputado estadual Gustavo Carvalho confirmou que irá se manter no PSB. Ele disse que decidiu rever o projeto de ingressar no PSD, legenda que é presidida pelo vice-governador Robinson Faria.

“Quando aceitei ir para o PSD era o projeto de um grupo, de um blogo, mas houve uma desarticulação e não fazia sentido eu tomar uma posição individualista. Estou no PSB há 15 anos, a presidente do partido, a ex-governadora Wilma de Faria, vinha me fazendo apelo e eu decidi rever a minha posição e vou ficar onde estou”, explicou o deputado.

Do Panorama Político, por Anna Ruth Dantas.

Sem categoria

Wilma de Faria: “Bibi terá um papel importante e decisivo na eleição de Caicó”

A ex-governadora e pré-candidata a prefeita de Natal, Wilma de Faria, presidente estadual do PSB, assinou na manhã desta sexta-feira (30), a ficha de filiação do presidente da Câmara de Caicó, vereador Lelêu Fontes, e dos vereadores, Dr. Valdemar Araújo e Miltão, além dos suplentes Teixeira e James Cardoso.

Na oportunidade, a ex-governadora enalteceu o prefeito Bibi Costa, presente ao ato político-partidário. “Bibi é um companheiro leal, possui uma marca de trabalho em Caicó e terá um papel importante e decisivo na eleição de 2012”, afirmou a líder socialista.

Aos novos companheiros de partido, Wilma fez questão de ressaltar que antes de discutir possíveis nomes para a disputa, quer um projeto de desenvolvimento para Caicó. “Deve se entender que antes da discussão de nomes, um projeto de desenvolvimento para a cidade precisa ser elaborado”, ressaltou.

Sem categoria

Bibi Costa filia três vereadores de Caicó ao PSB de Wilma

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), presidido no Estado pela ex-governadora Wilma de Faria, estará ganhando nesta sexta-feira (30), aliados de peso na cidade de Caicó.

Por articulação do prefeito Bibi Costa (PR), que também deverá se filiar ao partido nos próximos 60 dias, três vereadores, entre eles o presidente da Câmara, estarão ingressando nos quadros socialistas: Lelêu Fontes (deixa o PDT), Miltão e Dr. Valdemar (deixam o PR), além de três suplentes: Teixeira, Gilmar Cardoso e Sargento James. O ex-vereador Poloca também migrará para legenda de Wilma.

O evento ocorrerá às 11h na sede do partido em Natal.

Lelêu, Wilma, Bibi e Miltão