Sem categoria

Mais um avião da Noar apresenta problemas

Do G1, com informações do Fantástico

Um caderno de anotações, obtido com exclusividade pelo Fantástico, traz relatos de pilotos sobre problemas de manutenção em um dos aviões da empresa aérea Noar, responsável pela aeronave que caiu nesta quarta-feira (13) no Recife, causando 16 mortes. Segundo a reportagem, o caderno foi recebido de uma fonte anônima e contém informações sobre o outro avião da companhia, que continua a operar.

Levado junto com o diário de bordo, o caderno traz diversos registros escritos por pilotos e copilotos, relatos feitos pela tripulação sobre situações consideradas anormais e que aconteceram a bordo. Com base nas informações, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) suspendeu cautelarmente as operações da empresa neste domingo, para apurar se a companhia está adotando práticas que podem ferir o Código Brasileiro Aeronáutico. “Essas anotações deveriam constar no livro de registro de vôo, jornada e ocorrências da aeronave e de seus tripulantes (diário de bordo)”, informou a agência.

Veja o site do Fantástico

A reportagem contou 75 anotações no intervalo entre 3 de novembro do ano passado até 9 de julho, sábado da semana passada. Alguns dos registros foram feitos pelo piloto Rivaldo Cardoso, que morreu no acidente. Ele enumera cinco tópicos, no dia 18 de dezembro, escrevendo que a potência do motor teve que ser mantida em 60% para a temperatura não atingisse o limite na decolagem.

O piloto relata a ainda existência de luzes queimadas, diz que o fone do comandante não funciona, que durante uma decolagem de Aracaju teve que reduzir a potência para 50% para manter a temperatura no limite e conclui sugerindo que não se disponibilize a aeronave antes da verificação do problema de elevação da temperatura do motor 1. “A decolagem com 16 passageiros de Maceió para o Recife com torque, ou potência, de 50% não é aconselhável”, diz no texto.

Na coluna preenchida pela equipe de manutenção, está registrado que foi trocado o instrumento de temperatura e que foi agendado voo para checagem.

Duas peças trocadas
A Noar é a única empresa aérea nordestina. Em junho do ano passado começou a fazer voos comerciais para quatro cidades da região. Tinha dois aviões do modelo Let 410, fabricado na República Tcheca. Depois do acidente, a empresa cancelou todos os voos que estavam programados, mas voltou a operar neste sábado.

A empresa informou que o avião acidentado na quarta-feira tinha passado por um serviço de manutenção no fim de semana anterior. Uma equipe de técnicos da empresa fabricante esteve no Recife e trocou duas peças do motor esquerdo.

A direção da Noar apresentou documentos que comprovariam que o serviço foi feito e o bimotor estaria pronto para voar. Depois do serviço, que se estendeu da sexta ao domingo, o avião voou dezessete horas e quatro minutos até cair.

Ainda no local do acidente, Jairo Gonçalves falou da conversa que teve com o irmão, o copiloto Roberto Gonçalves. “Ele falou pra mim, extra-oficialmente, que a aeronave teve uns problemas de potência. Inclusive, salvo engano, foram trocadas duas turbinas e as aeronaves ficaram paradas. Agora, o que ele falou é que a aeronave estava apta a voar”, afirmou.

Depois de reprogramar suas operações, a Noar colocou o único avião que restou à frota para voar outra vez neste sábado. Ele decolou do Recife pouco depois da 9h com dois tripulantes e mais três pessoas a bordo. Retornou ao Recife com dois passageiros.

Sem categoria

Prefeitura de Natal se solidariza às famílias das vítimas do acidente da Noar

“A Prefeitura do Natal manifesta o profundo pesar, em decorrência do trágico acidente ocorrido nesta manhã em Recife com o avião da empresa aérea Noar, vitimando 16 pessoas, entre passageiros e tripulantes. Alguns deles residentes em Natal e que deram sua contribuição para o desenvolvimento desta cidade, deixando a lacuna de competentes e dedicados cidadãos.

A administração municipal solidariza-se com os familiares das vítimas e deseja que todos encontrem conforto nesse momento de grande consternação e saudade”.

Enviado pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Natal.

Sem categoria

Nota oficial do Governo do Estado sobre acidente aéreo

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte manifesta sua solidariedade aos familiares das vítimas do vôo 4896, da NoAr Linhas Aéreas, ocorrido na manhã desta quarta-feira (13) em Recife, Pernambuco.

Neste momento de grande consternação, o Governo do Estado presta total apoio e se coloca à disposição das famílias, da empresa aérea e do Governo de Pernambuco no esforço para minorar, de algum modo, a dor dos que perderam entes queridos no acidente.

Atenciosamente,

Alexandre Ferreira Mulatinho

Assessor de Comunicação Social do Governo do RN / Porta-Voz

Sem categoria

Henrique também solidário

Antes de embarcar para são Paulo, onde participou da abertura da 6ª Edição do Salão do Turismo – Roteiros do Brasil, onde o Rio Grande do Norte é um dos destaques, o deputado federal Henrique Alves lamentou o acidente com o avião da empresa No Ar, em Recife, com vítimas de Natal e Mossoró.

“Dia triste. Estou chocado com a queda do avião em Recife. Registro meu profundo pesar pelo sofrimento das famílias, algumas do RN”, disse o deputado.

“Minha solidariedade a todos que perderam familiares e pessoas queridas neste trágico acidente”, concluiu o líder do PMDB.

Sem categoria

Fátima pede um minuto de pesar pelo acidente aéreo em Recife

A deputada federal Fátima Bezerra ocupou há pouco a tribuna do Congresso Nacional para pedir um minuto de silêncio em nome das 16 vítimas do acidente aéreo ocorrido nesta quarta-feira (13), em Recife, que iam da capital pernambucana para Mossoró, com escala em Natal.

“O Rio Grande do Norte está de luto”, afirmou a deputada, que  fez uma homenagem especial à professora Fernanda Jales, ex-diretora do NEI (Núcleo de Educação Infantil) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

“Fernanda era uma militante comprometida com a educação infantil. Participou conosco do movimento em torno da aprovação do Fundeb (Fundo da Educação Básica) e era uma batalhadora incansável das lutas por um ensino público de qualidade”, afirmou.

Fernanda Jales cursava doutorado em Recife e era professora de carreira da UFRN. “Meus sentimento à família e a todos os amigos de uma pessoa tão querida”, concluiu a deputada.

Sem categoria

Noar divulga lista oficial das vítimas da queda do avião em Recife

Confira o documento na íntegra:

A Noar Linhas Aéreas divulga abaixo, oficialmente, a lista com os nomes das 16 vítimas da queda da aeronave modelo LET 410 com prefixo PR-NOB. A aeronave caiu às 06h52m dessa quarta-feira, dia 13 de julho, logo após decolar do Aeroporto Internacional do Recife (PE) e faria a rota Recife – Mossoró (RN), com escala em Natal (RN).

Seguem os nomes:

– Rivaldo Cardoso (piloto)

– Roberto Gonçalves (co-piloto)

– André Freitas

– Antônia Jalles

– Camila Marino

– Carla Moreira

– Débora Santos

– Bruno Albuquerque

– Natã Braga da Silva

– Marcelo Campelo

– Maria da Conceição de Oliveira

– Jonhson do Nascimento Pontes

– Marcos Ely Soares de Araújo

– Breno Faria

– Raul Farias

– Ivanildo Santos Filho

Sem categoria

FAB diz que piloto informou pane na aeronave 55s após decolagem

Com informações do G1, em São Paulo

O piloto do bimotor da Noar Linhas Aéreas que caiu na manhã desta quarta-feira (13) no Recife, deixando 16 mortos, informou 55 segundos após a decolagem que apresentava problemas, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB).

No relato à torre de controle, o piloto disse que tentaria pousar ainda na cabeceira 36 da pista do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, de onde partiu as 6h51. A intenção do piloto era fazer o pouso de emergência no sentido contrário ao da decolagem.

Dois minutos depois, às 6h53min57s, o piloto retomou o contato com os controladores de voo, dizendo, desta vez, que não chegaria à pista e que tentaria pousar na praia de Boa Viagem. O centro de controle do espaço aéreo de Recife perdeu totalmente o contato com o avião e ele sumiu da tela do radar às 6h54min18s, quatro minutos após a decolagem.