Política

Álvaro Dias, Ezequiel e deputados acompanham agenda de Rogério Marinho no interior do RN

A agenda do Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, pelo interior do RN, mostrou força e prestígio.

Presenças do prefeito Álvaro Dias, do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, deputados federais Walter Alves, Benes Leocádio e Beto Rosado, estaduais Tomba Farias e Nelter Queiroz, prefeitos e vereadores, como Aldo Clemente (Natal).

Rogério no Seridó 1

Rogério no Seridó 4

Rogério no Seridó 3

Aldinho

Política

Ministro Rogério Marinho anuncia investimentos de R$ 51 milhões para obras hídricas no RN; Acari será cidade da moda

O Governo Federal vai investir R$ 51 milhões para garantir a segurança hídrica no Rio Grande do Norte. O aporte foi anunciado nesta quinta-feira (3) pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que visitou as barragens Oiticica, em Jucurutu, e Passagem das Traíras, em Jardim do Seridó.

A maior parte dos recursos será voltada a Oiticica, que receberá R$ 40 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para a continuidade do empreendimento. Toda a obra está orçada em R$ 547,9 milhões, sendo R$ 530,9 milhões em recursos da Pasta. Desse total, R$ 483,3 milhões já foram repassados pela União – sendo R$ 231 milhões desde janeiro de 2019 e R$ 130 milhões apenas este ano. O Governo do Rio Grande do Norte, responsável pela execução do empreendimento, arca com R$ 19 milhões em contrapartidas.

Na parte da manhã, Rogério Marinho assinou a ordem de serviço para o início da segunda etapa das obras de recuperação da Barragem Passagem das Traíras, que começarão na segunda-feira (7). As intervenções serão executadas pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) e receberão investimento federal de R$ 11 milhões. Até o momento, o Governo Federal já investiu R$ 552 mil para a recuperação emergencial do talude e a garantia da sua segurança estrutural.

Já no município de Acari, Rogério Marinho participou do lançamento da pedra fundamental do Centro de Produção e Eventos – Cidade da Moda. O empreendimento vai receber aportes federais de R$ 19,7 milhões, dos quais R$ 957 mil já foram repassados para a elaboração do projeto técnico. A prefeitura local dará contrapartida de R$ 50 mil. A previsão é que o empreendimento beneficie 3 mil pessoas diretamente.

Os investimentos para a Cidade da Moda são fruto de emenda parlamentar feito pelo ministro Rogério Marinho quando era deputado federal. O espaço será um centro de educação, produção, comercialização e eventos da indústria de vestuário da região.

Rogério no Seridó 1

Rogério no Seridó 2

Rogério no Seridó 3

Rogério no Seridó 4

Política

Em agenda extensa no RN, Ministro Rogério Marinho anuncia repasse para obras e entrega moradias

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, estará no Rio Grande do Norte nesta quinta (3) e sexta (4) para uma série de compromissos em municípios do interior do estado.

Na agenda, estão previstas visitas e liberações de recursos para obras de segurança hídrica, entrega de unidades habitacionais e inauguração de sistemas dessalinizadores e de uma central geradora de energia hidrelétrica.

O primeiro compromisso em território potiguar será em Jardim do Seridó, às 9h da quinta-feira, para assinatura de ordem de serviço para o início da segunda etapa das obras de recuperação da Barragem Passagem das Traíras. A obra será executada pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) e receberá investimento federal de R$ 11,1 milhões. A previsão é que 750 mil pessoas sejam beneficiadas.

Na sequência, Rogério Marinho vai à cidade de Acari para o lançamento, às 10h30, da pedra fundamental do Centro de Produção e Eventos – Cidade da Moda. O empreendimento vai receber aportes federais de R$ 19,7 milhões, dos quais R$ 957 mil já foram repassados para a elaboração do projeto técnico. A previsão é que o empreendimento beneficie 3 mil pessoas diretamente.

Em Jucurutu, o ministro visita as obras da Barragem Oiticica, às 14h30. Durante a agenda, será anunciada a liberação de R$ 40 milhões para a continuidade das obras do empreendimento. A obra está orçada em R$ 547,9 milhões, sendo R$ 530,9 milhões em recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional. A obra está com 86% de execução física e atenderá 250 mil habitantes nas regiões do Seridó, do Vale do Açu e da Região Central do Rio Grande do Norte.

Às 17h, Marinho participa da abertura do Fórum de Desenvolvimento do Semiárido 2020, em Mossoró. O evento, que conta com organização da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), e da Frente Parlamentar presidida pelo General Girão, tem como tema oportunidades de investimento na região.

Sexta-Feira

Na sexta-feira (4), o ministro participa da inauguração de quatro sistema dessalinizadores de água em Areia Branca. Às 9h, ele estará no Assentamento Ponta do Mel, que receberá um dos equipamentos que integram o Programa Água Doce (PAD). Até o momento, já foram implantados 91 sistemas no Rio Grande do Norte e a meta é chegar a 103, com potencial de atendimento de 41,2 mil pessoas.

Às 11h, Rogério Marinho acompanha a inauguração da central geradora hidrelétrica na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves. A obra foi executada por meio de uma parceria público-privada entre o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) e o Grupo Rodrigues Pedroso, vencedor de licitação para a instalação de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) em oito barragens. A instalação das duas turbinas bifurcadas, que podem gerar 4,7 megawatts (MW), foi iniciada em novembro de 2019. Elas podem gerar energia para atender até 5 mil residências.
Por fim, Rogério Marinho dará início à entrega de 300 unidades habitacionais do Residencial Mossoró II, em Mossoró. O Governo Federal investiu R$ 18,3 milhões no empreendimento, sendo R$ 3,2 milhões desde janeiro de 2019. A projeção é que 1,2 mil pessoas sejam beneficiadas com as moradias.

Política

Bolsonaro e Álvaro juntos no aniversário de Rogério Marinho

O Ministro do Desenvolvimento Regional, o potiguar Rogério Marinho, foi prestigiado pelo presidente Jair Bolsonaro, ministros e parlamentares, em um almoço em comemoração pelos seus 57 anos, completados no dia 26 de novembro.

A confraternização ocorreu neste sábado (28), na residência do Secretário Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência, Almirante Flávio Rocha.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, também participou do convescote.

No dia 26, Marinho já havia sido homenageado pelo presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia que ocorria no Palácio do Planalto. No discurso, Bolsonaro felicitou Marinho e agradeceu pelo trabalho realizado à frente do Ministério do Desenvolvimento Regional.

E62AD40F-B32B-4236-9714-B953195DC483

Política

Ministro Rogério Marinho comemora aniversário em Brasília com presença do Prefeito Álvaro Dias

Aniversariante de ontem (26), o Ministro Rogério Marinho, após a agenda do dia, foi comemorar com a esposa Leia e os dois filhos no Restaurante Italiano ‘A Mano’, no Lago Sul de Brasília.

Presença também do prefeito reeleito de Natal, Álvaro Dias e da primeira-dama Amanda Dias.

Fiel escudeiro de Rogério, Washington Dantas também compareceu.

Interior

Projeto Hídrico do Sistema Seridó tem licitação lançada por Rogério Marinho com participação de Ezequiel e Gustavo Carvalho

O Ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Rogério Marinho, lançou nesta tarde através da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), a licitação para a contratação da empresa que vai elaborar o projeto executivo e de estudos complementares para a execução do Sistema Seridó, no Rio Grande do Norte.

A abertura da licitação é o primeiro passo para a execução das obras do sistema, que vai abastecer cerca de 280 mil pessoas em 24 municípios potiguares.

A estimativa é de que o Governo Federal invista cerca de R$ 280,6 milhões para a construção de mais de 330 quilômetros de canais adutores, estações de bombeamento, de tratamento e de pontos de catação de água.

Presidente da Assembleia Legislativa do RN, o deputado Ezequiel Ferreira que sempre foi um defensor do projeto, participou da solenidade que ocorreu em Brasília e teve transmissão pela internet, bem como o deputado Gustavo Carvalho.

“Esta é talvez a obra mais importante para a segurança hídrica da população seridoense. É uma luta antiga e que agora finalmente começa a se transformar em realidade. Momento de agradecer ao ministro Rogério Marinho e ao Governo Federal pela sensibilidade em rapidamente viabilizar esta licitação. Essa obra será uma das mais importantes”, disse Ezequiel Ferreira.

MDR

Política

Aniversariante do dia, Ministro Rogério Marinho lança projeto do Seridó

O Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, é o aniversariante do dia.

Logo mais às 15h, lança o Projeto do Sistema Seridó.

A abertura da licitação é o primeiro passo para a execução das obras do sistema, que vai abastecer cerca de 280 mil pessoas em 24 municípios potiguares.

Transmissão ao vivo pelo YouTube do MDR [https://youtu.be/zA2PO0Uurgo].

Política

Ministro Rogério Marinho lança licitação de projeto do Sistema Seridó nesta quinta (26)

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), vai contratar empresa para elaborar o projeto executivo e de estudos complementares para a execução do Sistema Seridó, no Rio Grande do Norte. A abertura da licitação é o primeiro passo para a execução das obras do sistema, que vai abastecer cerca de 280 mil pessoas em 24 municípios potiguares.

Com presença do ministro Rogério Marinho, o lançamento do edital será nesta quinta-feira (26), com transmissão ao vivo pelo YouTube do MDR [https://youtu.be/zA2PO0Uurgo].

A estimativa é de que o Governo Federal invista cerca de R$ 280,6 milhões para a construção de mais de 330 quilômetros de canais adutores, estações de bombeamento, de tratamento e de pontos de catação de água.

O Projeto Seridó será executado em duas etapas e contém 10 trechos. O Sistema Seridó Norte captará a água no Reservatório Armando Ribeiro Gonçalves, em Jucurutu (RN). Já o Sistema Seridó Sul levará as águas do Rio São Francisco a partir do Reservatório Oiticica. O Governo do Estado do Rio Grande do Norte cedeu os estudos de viabilidade técnica, econômico-financeira e ambiental e o projeto básico dos sistemas adutores.

Ações no Rio Grande do Norte

Na transmissão ao vivo, além de dar início ao processo licitatório, o ministro também vai apresentar um balanço das ações realizadas pelo MDR este ano no Rio Grande do Norte nas áreas de habitação, segurança hídrica, saneamento, desenvolvimento regional e urbano, mobilidade urbana e defesa civil.

Política

Em Natal, Rogério Marinho apresenta propostas para fomentar desenvolvimento e garantir segurança hídrica

Nessa sexta-feira (30), em Natal (RN), o ministro Rogério Marinho apresentou a empresários propostas para fomentar a atividade econômica no Nordeste, no Norte e no Centro-Oeste. A ideia, segundo ele, é possibilitar a atração de investimentos privados para projetos de infraestrutura por meio dos fundos de desenvolvimento regionais e a renegociação de dívidas de empreendedores com os fundos constitucionais e de investimento sob responsabilidade do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Marinho também explicou aos presentes sobre os investimentos em segurança hídrica que vêm sendo realizados no estado pela Pasta.

“O governo do presidente Bolsonaro vem realizando várias ações para garantir segurança hídrica para os moradores do Rio Grande do Norte e de outros estados do Nordeste. Um dos mais importantes é o Ramal do Apodi, que vai possibilitar ampliar em 700 mil hectares a área de produção irrigada potiguar e também na Paraíba e Ceará”, afirma Marinho. “Falamos ainda sobre os investimentos nas barragens de Oiticica e Passagem das Traíras e da Adutora do Seridó. São empreendimentos importantes que vão garantir a emancipação de nosso estado por meio da segurança hídrica. É a água do São Francisco trazendo desenvolvimento”, completa.

No último dia 16, o MDR abriu processo licitatório para construção do Ramal do Apodi/Salgado, que levará as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco para municípios do Ceará, da Paraíba e do Rio Grande do Norte. O empreendimento está orçado em R$ 1,77 bilhão. Nesta primeira etapa, será realizada a licitação para contratação de empresa que executará as obras civis. A previsão é que a estrutura seja construída em quatro anos a partir da assinatura da ordem de serviço. Ao todo, 750 mil pessoas em 48 cidades serão beneficiadas.

Fundos de desenvolvimento

Sobre os Fundos de Desenvolvimento do Norte (FDNO), do Nordeste (FDNE) e do Centro-Oeste (FDCO), Marinho informou que uma das propostas do governo federal é transformá-los em fundos de natureza privada, para que possam ser utilizados para financiar a estruturação de projetos de infraestrutura por meio da captação de investimentos privados.

“Esta é uma forma de fortalecer o crescimento econômico e social nessas regiões, que são consideradas prioritárias pela própria Constituição”, destaca Marinho. “Nossa pretensão é aumentar a capacidade de atração de investimentos para o Norte, o Nordeste e o Centro-Oeste por meio dessas alterações nos Fundos, que são instrumentos importantíssimos para que essas regiões possam, de fato, se desenvolver”, observou.

Adicionalmente, esses fundos poderão ser alocados como garantidores de parcerias público-privadas (PPPs) e também atuar por meio da participação em fundos de investimento que tenham como foco áreas consideradas prioritárias, como saneamento básico, mobilidade urbana, iluminação pública e gestão de resíduos sólidos.

Atualmente, o saldo dos Fundos de Desenvolvimento é de R$ 6,5 bilhões. Com a mudança, esse valor poderia ser repassado para os novos fundos privados sem impactar no resultado primário. Esse repasse ocorreria por meio de um espaço fiscal obtido com a redução de custos administrativos nos Fundos Constitucionais. Pela proposta, a taxa de administração máxima desses fundos cairia dos atuais 2,4% para 0,5% em 2021.

Além disso, o encargo cobrado pelos bancos para ficar com o risco das operações, chamado del credere (custo administrativo), pode ser reduzido dos atuais patamares. Hoje, ele é de 3% quando o risco é compartilhado com o fundo e de 6% quando o risco fica todo com a instituição financeira. A expectativa é que esse espaço fiscal alcance R$ 1,4 bilhão em 2021 e de mais de R$ 25 bilhões em 10 anos.

Fundos Constitucionais

Já a proposta de renegociação dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Nordeste (FNE), do Norte (FNO) e do Centro-Oeste (FCO) tem como foco permitir aos bancos administradores – Banco do Nordeste, Banco da Amazônia e Banco do Brasil, respectivamente – a concessão de descontos na renegociação de dívidas. A projeção é que 300 mil pessoas físicas e jurídicas possam ser beneficiadas com descontos de até 70% do valor total dos créditos a serem renegociados, com prazo de quitação de até 120 meses. O valor das dívidas será atualizado pelos encargos do último instrumento contratual.

O passivo atual é de R$ 9,1 bilhões, sendo que R$ 5,2 bilhões (58% do total) são relativos a dívidas rurais e R$ 3,9 bilhões (42%) são provenientes de atividades não rurais. Essa medida não impactará no patrimônio dos Fundos por ser uma recuperação de crédito decorrente de dívidas já provisionadas ou lançadas totalmente em prejuízo.

Finam e Finor

Marinho apresentou aos empresários proposta em estudo para tratar da renegociação das dívidas de R$ 49 bilhões referentes às debêntures e ações concedidas a cerca de 1,7 mil empresas por meio dos Fundos de Investimentos da Amazônia (Finam) e do Nordeste (Finor). A medida tem como objetivo recuperar parte dos valores devidos e os setores mais beneficiados são rural, agroindustrial e industrial.

Os valores das dívidas seriam atualizados de acordo com o Índice de Preços para o Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Não será aberta possibilidade de negociação ou liquidação de dívida de empresas envolvidas em desvio de recursos públicos.

Levantamentos apontam que R$ 34 bilhões do total de dívidas, o equivalente a 70% do total, é relativo a juros e mora. A maior parte dos valores é devido ao Finor: R$ 37 bilhões, por 1.051 companhias. Já os passivos relativos ao Finam estão em R$ 12 bilhões, devidos por 632 pessoas jurídicas.

Política

Ezequiel se reúne com ministro Rogério Marinho e apresenta projetos para municípios do RN

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), se reuniu com o ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho nesta sexta-feira (30).

No encontro, apresentou uma série de projetos e reivindicações a favor de diversos municípios do Estado.

Em seguida, o parlamentar prestigiou a palestra realizada pelo ministro para representantes da classe produtiva potiguar, quando abordou a “Restruturação dos Fundos de Desenvolvimento e Segurança Hídrica para o RN”, realizada no Hotel Barreira Roxa, na Via Costeira. O evento foi realizado pela Fecomércio-RN, Fetronor, Faern e Fiern.

“Como representante da população potiguar apresentei ao nosso ministro Rogério Marinho alguns pleitos que são apontados como essenciais para o nosso povo, como na questão dos recursos hídricos e na área da habitação. Com essa parceria fundamental que o Estado tem recebido do governo federal podemos conquistar importantes avanços para o RN e estaremos juntos nesta luta dando a nossa colaboração”, disse Ezequiel.

Política

Bolsonaro elogia Rogério Marinho em agenda no Nordeste

Durante agenda no Estado do Maranhão, o presidente Jair Bolsonaro fez elogios a sua equipe de Ministros.

Em especial, ao potiguar Rogério Marinho que estava presente na agenda.

Veja o vídeo:

Política

Rogério Marinho recebe de Bolsonaro a condecoração da Ordem do Rio Branco

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, foi condecorado, nesta quinta-feira (22), no grau de Grão-Cruz da Ordem do Rio Branco – maior honraria da ordem.

A medalha foi entregue pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e tem o objetivo de reconhecer a atuação de brasileiros e estrangeiros nas mais diversas áreas. A condecoração ocorreu durante a cerimônia de formatura da turma do Instituto do Rio Branco.

“Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro pelo reconhecimento com a condecoração no grau Grão-Cruz da Ordem de Rio Branco, mais alta distinção da diplomacia brasileira. É uma honra estar a serviço do povo brasileiro. Aproveito e parabenizo a turma de formandos do Instituto Rio Branco, nossos mais novos diplomatas”, disse o ministro.

Além de Rogério Marinho, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, e os ministros da educação, Milton Ribeiro, do Meio Ambiente, Ricardo Salles, da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos e da Advocacia Geral da União, José Levi, e o ex-ministro da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira, também foram condecorados com a honraria do mesmo grau. No total, cerca de 150 pessoas receberam condecorações nos cinco graus da ordem – Grã-Cruz, Grande Oficial, Comendador, Oficial e Cavaleiro, além de uma Medalha anexa.

Política

Rogério Marinho é homenageado por 200 empresários do Norte e Nordeste

Informações da coluna Radar na Veja

Nesta sexta-feira, na sede da Federação das Indústrias do Ceará, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, foi homenageado em evento que contou com mais de 200 grandes empresários das regiões norte e nordeste, dez deputados federais, além dos senadores Fernando Bezerra Coelho, líder do governo no Senado, Márcio Bittar, relator do orçamento, Tasso Jereissati, e até Cid Gomes, que começou sua fala destacando ser da oposição, mas ainda assim, como os colegas, elogiou o papel que Marinho vem desempenhando no governo – um elo com o nordeste.

Todos estavam reunidos para o lançamento do edital de licitação da última etapa do Projeto de Integração do São Francisco – O Ramal do Apodi, e para ouvir as propostas em elaboração no governo para apoiar os setores produtivos das regiões Norte e Nordeste.

Uma das medidas discutidas no evento foi a reformulação dos Fundos de Desenvolvimento Regional, a ideia é que eles passem a atuar na estruturação de projetos para a captação de investimentos privados em infraestrutura. Também foram debatidas propostas para a renegociação das dívidas de empreendedores com os Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte (FNO), do Nordeste (FNE) e do Centro-Oeste (FCO). O objetivo é permitir aos bancos administradores – Banco da Amazônia, Banco do Nordeste e Banco do Brasil, respectivamente – a concessão de descontos nesse tipo de operação.

A projeção é que a medida poderá beneficiar 300 mil pessoas físicas e jurídicas do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste com descontos de até 70% do valor total dos créditos a serem renegociados, com prazo de quitação de até 120 meses.

Essa medida não impactará no patrimônio dos Fundos por ser uma recuperação de crédito decorrente de dívidas já provisionadas ou lançadas totalmente em prejuízo.

Por fim, o Ministério do Desenvolvimento Regional discutiu a proposta de renegociação das dívidas de R$ 49 bilhões referentes às debêntures e ações concedidas a cerca de 1,7 mil empresas por meio dos Fundos de Investimentos da Amazônia (Finam) e do Nordeste (Finor). A medida tem como objetivo recuperar parte dos valores devidos e os setores mais beneficiados são rural, agroindustrial e industrial.

Política

João Maia discute em Brasília assuntos importantes para RN

A agenda de trabalho do deputado federal João Maia, em Brasília, tem sido cada vez mais cheia e nesta quarta-feira (14) não foi diferente. Assuntos importantes como a segurança hídrica da região Nordeste, principalmente no Rio Grande do Norte, tendo os dois eixos da transposição do São Francisco, foi discutido com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, durante um café da manhã. João Maia também aproveitou a conversa com o ministro para tratar sobre a execução do Projeto Seridó e da reativação e adequação dos Fundos de Desenvolvimento Regional.

Durante todo o dia, o deputado participou de várias reuniões: Na Secretaria de Governo, como secretário-executivo Jônathas Assunção e a secretária adjunta, Natasha Nunes; com o Ministro das Comunicações, Fábio Faria; com a Direção Nacional do PL; com o presidente do INCRA, Geraldo Melo Filho, e também com o presidente da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), Coronel Giovanne Gomes da Silva. Todas com assuntos relevantes para o RN e para o País.

João Maia e o Ministro Rogério Marinho

João Maia e o Ministro Rogério Marinho

Política

Em Brasília, Ezequiel, Tomba e Gustavo Carvalho se reúnem com Ministros do RN

Três deputados estaduais do RN estão cumprindo agenda essa semana em Brasília.

O presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, ao lado dos colegas Tomba Farias e Gustavo Carvalho, todos do PSDB, forma recebidos pelos Ministros do RN: Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicação).

Com Marinho, entrou em pauta a licitação do Governo Federal para a obra do projeto Seridó orçado em R$ 280 milhões. O Governo Federal aguarda que o Governo do Estado entregue o projeto para executar a licitação.

Com Faria, o assunto foi a reivindicação da cobertura de internet a todos os distritos e escolas dos municípios do Rio Grande do Norte, beneficiando a educação, a comunicação, a economia e o turismo em todo o Estado.

Deputados e Rogério Marinho

Deputados e Fábio Faria

Interior

Rogério Marinho comemora recuperação da Barragem Currais Novos

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), comandado pelo potiguar Rogério Marinho, finalizou as obras de recuperação e revitalização da Barragem Currais Novos, no Rio Grande do Norte.

Por meio do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), a Pasta investiu mais de R$ 374,2 mil na obra, que vai atender cerca de 45 mil pessoas da cidade de Currais Novos e região.

“A Barragem Currais Novos tem grande importância para a região, tanto para abastecimento humano e animal quanto para irrigação agrícola e local de lazer”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. “Recuperar estruturas como essa, tão essenciais para a população, sobretudo em uma região que sofre com a seca, é uma das prioridades do Ministério do Desenvolvimento Regional”, completa.

Barragem Currais Novos