Tomba afirma que pandemia é usada no RN para dispensa de licitação e superfaturamento

“Como anda o problema do Consórcio Nordeste? Já chegou algum dos respiradores pagos adiantados? Se não chegou, como anda a ação para o governo ser restituído? Alguém sabe dizer?”.

Esse foi o tom do pronunciamento do deputado Tomba Farias (PSDB) na sessão desta quinta-feira (23).

Tomba criticou a estratégia administrativa utilizada pelo Governo do Rio Grande do Norte desde o início da pandemia.

Segundo o parlamentar, estão sendo realizadas seguidas dispensas de licitação com suspeitas de superfaturamento.

O tucano citou como exemplos o episódio da compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste, o aluguel de ambulâncias por mais de R$ 8 milhões e a compra de luvas que acabou desfeita por ação do Tribunal de Contas do Estado (TCE).