Tomba cobra que Cipriano Maia revele quanto pagou a empresa Servsaude EIRELI e mostre notas fiscais

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) quer que o secretário de Saúde do Estado, Cipriano Maia, revele os valores que o governo do Rio Grande do Norte pagou em 45 dias de execução dos serviço à empresa Servsaude EIRELI, detentora de um contrato, no valor de R$ 8,5 milhões, referente ao fornecimento de ambulâncias para o transporte sanitário de pacientes em decorrência da pandemia da Covid-19. O parlamentar pede ainda as notas fiscais emitidas pela empresa e questiona se os valores pagos já estão inseridos no Portal da Transparência.

A iniciativa de Tomba Farias, que será oficializada ao governo através da Comissão de Finanças e Fiscalização da Assembleia Legislativa, é uma decorrência do fato de o chamado “contrato das ambulâncias” se encontrar sob suspeita de irregularidades.

Na tarde dessa quarta-feira, 19, a servidora da saúde, Walkiria Gomes da Nóbrega, prestou à Comissão esclarecimentos sobre a contratação de ambulâncias, por solicitação do deputado Gustavo Carvalho.

Na opinião de Tomba Farias, o contrato apresenta “incoerências” e chegou a aconselhar a servidora a esclarecer até onde vai a responsabilidade dela. “Isso é para depois você não ser penalizada por uma coisa que você não faz parte”, disse Tomba.