Nesta terça-feira (24), a Tribuna do Norte completa 65 anos. Com muito motivos a comemorar, sendo o primeiro deles, a liderança absoluta em vendas e assinaturas, com percentuais de diferença positiva superiores aos 320% em relação ao segundo colocado, o jornal ganhou ainda mais espaço ao longo dos últimos 15 anos e, mais recentemente, com a plataforma online integrada ao impresso.

Atualmente, são mais de 400 pontos de venda em todo o Rio Grande do Norte, mais algumas dezenas de gazeteiros.

Online

De acordo com o editor do TN Online, Júlio Pinheiro, o crescimento dos acessos e a consolidação do portal da TRIBUNA DO NORTE como o mais lido do estado potiguar comprovam o avanço do trabalho de repórteres, editores, produtores audiovisuais em prol do jornalismo analítico e fidedigno aos fatos.

Um portal de notícias como o TN Online abrange, não somente a versão online das edições impressas, os sites das rádios que integram o Sistema Cabugi de Comunicação, blogs, podcasts (comentários), vídeos, entrevistas, documentários, reportagens especiais, galerias de imagens e reportagens escritas exclusivamente para o site.

Mídias
Utilizando a internet como uma plataforma de comunicação aglutinador de todas mídias, a TRIBUNA DO NORTE aposta não somente no noticiário factual. Nos blogs disponíveis no portal, comportamento, moda, política, ronda policial, literatura, gastronomia, saúde e entretenimento, compõem um recheado cardápio de opções com textos, imagens e vídeos de qualidade.

Vencer barreiras e integrar conteúdos são desafios diários dos que fazem da TRIBUNA DO NORTE um grande jornal. “Claro que, como em toda redação do mundo, ainda há ruídos nessa transição entre o conteúdo impresso e digital. Estamos alterando culturas de trabalho, o que não é fácil em uma redação. Mas já superamos muitas barreiras e hoje temos o foco na qualidade do jornalismo, independente da plataforma que esse material é exposto. Estamos transferindo para o nosso site, toda a qualidade e credibilidade do jornal impresso que registra a história do Rio Grande do Norte há 65 anos”, explica a editora executiva da Tribuna do Norte, Cledivânia Pereira.

z

Os comentários estão fechados.