O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) negou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) para suspender a retomada das atividades econômicas de Natal.

O pedido já tinha sido negado pela Justiça Federal do RN, mas o MPF recorreu ao TRF5.

O desembargador Francisco Machado afirmou na decisão que não havia justificativa para o Judiciário intervir na decisão do Executivo Municipal.