Vale do Açu: Proprietários de terrenos cobram regularização no pagamento pela Petrobrás para exploração de petróleo em audiência pública de iniciativa do deputado George Soares

Na audiência pública realizada nesta sexta-feira (20), na Câmara Municipal de Alto do Rodrigues, de iniciativa do deputado estadual, George Soares, proprietários de terrenos reclamaram dos prejuízos causados com a alteração na metodologia de cálculo para pagamento de indenizações. O diretor da Associação dos Produtores Rurais em Terras de Produção de Petróleo do Vale do Assú e Litoral – APROPETVALE, Junior Liberalino, disse que os proprietários querem somente que a Petrobrás cumpra o que está no contrato vigente. “A Petrobrás fez essa mudança sem discutir com a gente, e muitas pessoas estão enfrentando dificuldades financeiras, com risco até de perder suas terras para o banco”, disse.

Com a nova metodologia adotada pela Petrobrás, a partir de 2019 proprietários de terrenos somam prejuízos de 70% a 90%. A Petrobrás retirou o trabalho in loco e a análise em campo passou a ser feita por drone. Além disso, os cálculos são feitos em período de estiagem quando a produção agrícola fica comprometida. “Vamos fazer uma mobilização para que a Petrobrás não dê um calote nos proprietários de terrenos, e se for preciso vamos fazer um protesto para impedir o acesso de funcionários nas propriedades”, destacou o vereador Zé Pedro.

A Petrobrás perdeu o interesse de explorar os poços maduros de petróleo no RN. Em Janeiro deste ano, a empresa 3R Petroleum comprou a maioria das concessões, e começará a operação no primeiro trimestre de 2023.
“Semana que vem vou tratar desse assunto na Assembleia e levarei para Brasília também. Vamos discutir essa pauta com a bancada federal potiguar. Esse é um assunto para ser tratado no âmbito nacional. Vamos encampar o movimento ‘Grito do Vale’ unindo forças pelo nosso Vale do Açu”, ressaltou George.

O prefeito de Assú, Dr. Gustavo disse que apoia a luta pelo cumprimento do que está assinado e acordo com os proprietários. “Se temos riquezas, o povo também tem que ser rico. A prefeitura se associa a essa luta para que recebam o que é de direito”, afirmou.

A Petrobrás foi convidada pela Assembleia Legislativa do RN para participar da audiência, mas não enviou representante. Pela empresa 3R Petroleum compareceu Werceny Cardoso, gerente de relações instituições. ” Viemos ouvir os proprietários e entender o que acontecendo. Nas outras regiões onde atuamos, Polo Macau e Polo Areia Branca, os proprietários de imóveis rurais estão satisfeitos com o nosso método de trabalho”, disse.

Participaram da audiência o prefeito de Alto do Rodrigues, Nixon Baracho, o prefeito de Pendências, Flaudivan Martins, o presidente da Câmara Municipal de Alto do Rodrigues, João Batista e os vereadores Taildo Barros, Ivaltan Fernandes, Chico do Bode, Zé Pedro, Pedro Eugênio, Cabral, Zé de Zeca e Toinho Olegário, além do presidente da Câmara Municipal de Assú, Francisco Tê.