Varejo segue ritmo de recuperação em maio, aponta Santander

O IGet Varejo, índice desenvolvido pelo Departamento Econômico do Santander em parceria com a Getnet (empresa de tecnologia do grupo Santander), apontou crescimento pelo segundo mês consecutivo, descontados valores sazonais, dando sinais de recuperação do setor gradualmente.

Os varejos ampliado e restrito tiveram alta mensal de 8,6% e de 11,7%, respectivamente. Na comparação anual, o aumento foi de 12,6% no ampliado e 13,1% no restrito.

“Mesmo sem contar com o Dia das Mães, quando registramos recorde de transações de cartões de débito e crédito, temos visto o varejo mais aquecido desde a segunda quinzena de abril, retomando aos poucos suas atividades”, afirma André Parize, CFO da Getnet.

Das categorias que mais impulsionaram as vendas em maio foram Artigos Pessoais (46%), Vestuário (34,8%), Materiais para Escritório (21,2%) e Partes e Peças Automotivas (10,8%). Importante destacar também o aumento do consumo em Supermercados de 2,4%, uma vez que não teve alta nem queda em abril.

Metodologia
O IGet – Índice Getnet de Vendas do Comércio Varejista Brasileiro – utiliza informações de transações no mercado de adquirência nacional e tem o intuito de ampliar o conjunto informacional para análise da trajetória da atividade econômica no Brasil. O método é o same store sales (vendas de uma mesma loja) a cada dois meses. Em maio, a amostra foi de 150 mil estabelecimentos no comércio varejista. São empresas de diferentes tamanhos, segmentos e regiões.