Enquanto o deputado federal João Maia (PR), não lembrou nem que Wilma existia, no Encontro do PR em Mossoró, o ex-governador Vivaldo Costa, colocou a guerreira lá em cima.

O papa afirmou que uma das cadeiras do Senado será de Wilma. A outra, Garibaldi e José Agripino vão brigar.