Em pronunciamento na sessão realizada hoje (26) de manhã, na Câmara dos Deputados, o deputado federal Walter Alves (PMDB-RN) fez um apelo ao Governo Federal para que haja prorrogação do prazo de negociação de dívidas dos produtores rurais. “Como homem público, conhecedor da tragédia que se abate sobre meu Estado, faço um apelo ao Governo Federal para que prorrogue o prazo de negociação das dívidas vencidas e a vencer dos agricultores”, afirmou.

O apelo do deputado surge em função de que, no próximo dia 31 de dezembro, termina o prazo estabelecido pela Lei 12.884, de 2013, que autorizou a renegociação das dívidas dos produtores do Rio Grande do Norte com os bancos públicos. “Mas como haverá o pagamento das dívidas se não houve produção? Como honrar essas dívidas? Muitos produtores rurais tiveram que se desfazer de seus bens para continuar sobrevivendo”, pontuou o deputado.

Antes de fazer o apelo, o deputado fez um relato da atual situação do Rio Grande do Norte. Walter explicou que a situação ficou mais grave a partir de 2011 e, hoje, dos 167 municípios, 152 estão em estado de emergência devido à seca e 14 em estado de colapso no abastecimento de água. “Para se ter ideia das consequências da seca, em 2002, a participação da agropecuária na economia potiguar era de 6,8%. Esse percentual, em 2014, caiu para pouco mais de 2%”, afirmou Walter Alves.

O deputado apresentou outros dados preocupantes dos últimos quatro anos, como a redução da produção de castanha de caju em 80%, produção de leite em 50%, produção de mel em 90% e a redução do rebanho bovino em quase 50%. “Nessas condições, é dever com o povo prorrogar o prazo para renegociação de dívidas. Espero que o Governo Federal, através da Ministra da Agricultura, Kátia Abreu, com o apoio do Conselho Monetário Nacional do Ministério da Fazenda, conceda esse benefício”, afirmou Walter Alves.

PLENÁRIO2