O Jornalista Diógenes Dantas publicou um artigo, onde eu concordo plenamente.

O artigo fala a respeito da discussão entre a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) e o senador-candidato José Agripino Maia, sobre o tema “ficha limpa”.

Na opinião de Diógenes, como a ex-governadora sabe que durante a campanha vão tocar nesse assunto, ela antecipou a discussão como uma estratégia, apostando que como foi antecipada, não será evidência durante a campanha.

Se Wilma aposta nessa tese pode ir tirando o cavalinho da chuva…

Como uma pessoa que tem 89 processos (segundo FatorRRH), só no Supremo Tribunal de Justiça, não vai querer que o assunto seja discutido em uma campanha acirrada como será a disputa pelo Senado?

Comentários do Site

  1. Caro Heitor

    Os 89 processos são no TSE… e não no STJ…
    Os demais candidatos Agripino e Garibaldi também possuem uma “listinha” de processos no TSE…

  2. Caro Heitor

    Os 89 processos são no TSE… e não no STJ…
    Os demais candidatos Agripino e Garibaldi também possuem uma “listinha” de processos no TSE…