A Procuradoria Regional Eleitoral ingressou nesta quarta-feira (26) com três novas representações junto à Justiça Eleitoral por propaganda eleitoral antecipada.

De acordo com as representações, a ex-governadora Wilma Maria de Faria, o atual governador Iberê Ferreira de Souza e o vereador Hermano Moraes não aguardaram o início do período de propaganda eleitoral lícita, 6 de julho, para fazer campanha política.

A representação contra Wilma foi devido à veiculação da homenagem ao Dia das Mães, sem ela estar exercendo mais nenhum cargo eletivo, o que foi caracterizado de publicidade político-eleitoral.

Iberê foi devido a marca que circulou nos primeiros dias do seu Governo, com a letra “i”, fazendo uma referência ao nome do governador.

E o vereador e pré-candidato a deputado estadual, Hermano Morais, foi pelo fato dele ter instalado um outdoor contendo uma mensagem pelo Dia do Trabalhador, em uma das avenidas mais movimentadas de Natal, ter assinado o seu nome destacando o cargo de vereador e referenciando também o seu endereço eletrônico.