Sampaio de Francisco Diá lidera grupo A

20/08/2017 às 09:50 por Marcos Lopes

Com uma folha mensal que não chega a 200 mil reais, o treinador Francisco Diá conseguiu reabilitar o Sampaio Corrêa e hoje lidera o grupo A no Brasileiro da Série C.

O time de Diá venceu o Fortaleza ontem por 2 a 0, e com 28 pontos, o Sampaio assumiu a liderança. O próximo jogo do Sampaio Corrêa será contra o Salgueiro, no sábado (26), no Cornélio de Barros.

11 Comentários para “Sampaio de Francisco Diá lidera grupo A”

  1. carlos raimundo disse:

    Diá só não serve para Natal. Para o resto do BRASIL onde passou fez um bom trabalho. Ouve alguns que não deram certo , mais em 90% ele acertou. Parabéns para DIÁ.

  2. Guedes Bezerra disse:

    Taí um treinador barato, cuja especialidade é montar times competitivos e vencedores, também, com atletas baratos e que querem crescer no mundo do futebol. Foi assim no Baraúnas (acompanhei de perto, quando residia vizinho ao Nogueirão); no Mogi-Mirim, no Campinense e agora no Sampaio Corrêa. No América, ele não vingou na sua última passagem, pois pegou o bonde andando, porém já tinha livrado o alvirubro de um rebaixamento em outra ocasião. É do mesmo patamar do Flávio Araújo e Oliveira Canindé.

  3. Guedes Bezerra disse:

    Ontem, Sampaio Corrêa 2 X 0 Fortaleza. Assisti todo o jogo. Salgueiro e Remo fora, decidindo com o Botafogo-PB em casa são os próximos confrontos do Sampaio apenas para efeito de classificação em relação aos quatro que passarão para o mata-mata. Na minha visão, com os seus 28 pontos ele já está classificado.

  4. Tom França disse:

    Francisco Diá serve pra time do interior paulista, pra Campinense e atualmente pro Sampaio Correa, inclusive liderando a série C 2017, mas, não serve pro ABC. O centroavante Isaac, que é muito mais jogador que Nando e que é titular absoluto no time maranhense de Diá, também não serve pro ABC. Agora, eu afirmo com todas as letras, que judas tadeu também não serve pro ABC!

  5. Matheus disse:

    E porque ele rebaixou o América? Alguns poderão até dizer: “Cara, deixa de loucura! Ele não rebaixou coisa alguma”. Alguns podem até pensar assim; mas a verdade é que ele ajudou e muito à afundar o Mecão. Ele, tão experiente, não orientou o iniciante Beto Santos a ajustar o time – que estava bem desregulado -; o fato agora é triste: o Mecão caiu! Não subiu! E para completar, vai passar mais um ano no verdadeiro inferno

  6. rossine disse:

    Marcos, sou admirador do trabalho de Diá, mesmo com um time limitado no América, não sei até hoje o real problema para o fiasco que foi em sua última passagem por lá, pois, por onde passa sempre faz um ótimo trabalho, seria problema com a falta de tato com futebol da antiga diretoria?

  7. joel rosa martins disse:

    Porque não serve pra o ABC que acaba de chegar na série C? vai dormir colibri

  8. Observador disse:

    Comandado por Francisco Diá, o América foi rebaixado para a Série D no ano passado.

  9. Felipe Melo disse:

    Liderar é uma coisa quero vê se classificar, grande exemplo o próprio fortaleza que perdeu.

  10. PAULO CÉSAR L. OLIVEIRA disse:

    ESSE POVO BEST DAQUI TEM QUE APRENDER A VALORIZAR O QUE É NOSSO.
    DIÁ É MELHOR DO QUE MUITOS REBOLADOS QUE PASSARAM POR AQUI.
    NO AMÉRICA ELE NÃO TINHA ORÇAMENTO PARA TRAZER QUEM ELE QUERIA.
    DÊ CARTA BRANCA PARA ELE MONTAR DESDE O INÍCIO E DEPOIS COBREM. FICAR CRITICANDO PORQUE ELE CAIU SEM PODER ARMAR PELO MENOS A ESPINHA DORSAL DO TIME É SACANAGEM COM UM PROFISSIONAL.
    MAS O BOM É QUE DIÁ CALA A BOCA DESSES CEGOS, INJUSTOS E HIPÓCRITAS COM RESULTADOS.
    VEJAM O CAMPINENSE, ICASA, SAMPAIO CORREA E OUTROS.
    POVO BESTA QUE EMBARCA NA CONVERSA DE MEIA DÚZIA DE SEIS COMO DIRIAM POR AÍ

  11. walsil disse:

    O Diá não desclassificou o América. Ele chegou pegou o time todo desarrumado, deu um certo padrão de jogo, mas as desavenças e principalmente, os erros individuais dentro de campo, levaram o América ao rebaixamento. Assisti todos os jogos, em quatro os goleiros falharam feio, seria mais 12 pontos e sem falar nos gols perdidos em outros jogos. Caso não fosse as falhas individuais, o América teria brigado pela liderança. Além da bagunça administrativa, claro.