Para a COAF, árbitro não levou 10 por detalhe

02/04/2012 às 22:45 por Marcos Lopes

Ricardo Albuquerque, presidente da Comissão Estadual de Arbitragem, analisou assim para a Tribuna do Norte, a atuação do árbitro Andrielly Elkeitt de Oliveira, na partida América 0 x Santa Cruz 2: “Disciplinarmente ele teve uma atuação muito boa. Na nossa avaliação ele só pecou no tempo de acréscimos, uma vez que o jogo foi muito truncado, houve muitas substituições e ele deveria ter dado em torno de 4 minutos de descontos. Se não fosse por isso receberia a nota máxima”.

6 Comentários para “Para a COAF, árbitro não levou 10 por detalhe”

  1. junior disse:

    Ele estava lá? gostaria muito saber se o coronel estava presente no estadio.

  2. Marcelo Victor disse:

    O QUE ESSE RAPAZ ENTENDE DE ARBITRAGEM???? ESSE RICARDO ALBUQUERQUE JA FOI JUIZ??? COMO ELE CHEGOU A PRESIDENCIA DESSE ORGAO??? A VERDADE É QUE O NIVEL DE ARBITRAGEM DO CAMPEONATO É FRAQUISSIMO, NAO ACREDITO QUE SEJA ROUBO E SIM INCOMPETENCIA…

  3. beni disse:

    Pela primeira vez vou concordar com este cidadão. Perfeita a atuação do árbitro Andrielly. Não é o fato de ele se chamar Andrielly (como o Padang quis sugerir) que o rapaz não seria bom árbitro. Foi muito boa a atuação dele.

  4. Antonio Jose disse:

    Por estas palavras se mede a capacidade de quem está dando notas aos árbitros.
    É por isso que os árbitros da nossa federação não nos passam nenhuma segurança. Fazem atuações pífias e são estimulados a prosseguirem na mediocridade.

  5. Oto Jeferson de Albuquerque disse:

    Avisa aí para o bigodudo que está faltando soprador de apito para acabar com o anti-jogo. O famigerado cai-cai com a passividade do cara do apito. Está ficando insuportável o cai-cai e não aparece um fraco desses que puna o agente e dê o acréscimo correto. Esse tal que apitou o jogo do america com o Santa Cruz, o Suelson, o Lenilson, todos irritam o torcedor com a falta de pulso. Ainda ficam irados ao serem taxados de “fracos”.

  6. Vitor Almeida disse:

    O cara foi complascente com anti-jogo, deixou o nº 8 fazer 55 faltas, o cara n entende as regras, faltas sucessivas gera cartão, e 4 minutos? Tá de brincadeira coronel, só o goleiro Nei ficou 2 minutos deitado no segundo tempo, e olhe que a bola saiu pela linha de fundo há pelo menos 3 metros dele, houveram 12 paralisações com o famoso cai cai, e 05 substituições, ou seja, é por este corporativismo que a arbitragem daqui n evolui, este Suélson ano passado em Campinas, acabou com um jogo da Ponte Preta, o cara é frouxo, apita preocupado com os dirigentes, é sem pulso, e se deixa levar pelos boleiros.