Arquivos de janeiro, 2009

Márcio Panda passa a ser uma boa opção para o ABC

31/01/2009 às 21:57 por Marcos Lopes

Mesmo não sendo um jogador excepcional, Márcio Panda que está relacionado para a partida deste domingo contra o Baraúnas é a melhor opção para o técnico Heriberto da Cunha, que treinou com Tales improvisado na lateral-esquerda. Panda é jogador da posição – joga mais que Gleidson – e deveria na minha avaliação entrar como titular naquele setor.

Estão concentrados em Mossoró: Raniere, Aloísio, Élton, Cauê, Gaúcho, Tales, Ben-Hur, Erandir, Rogério, Paulinho Macaíba, Gabriel, Fabiano, Panda, Marcos Paraná, Rodriguinho, Moré, Tiago Gaúcho e João Paulo.

 

Quem terá mais tranquilidade nesta temporada?

31/01/2009 às 20:00 por Marcos Lopes

  Marcelo Vilar, no América, ou

 

 Heriberto da Cunha, no ABC.

Para quem o futuro reserva mais tranquilidade e sucesso no futebol potiguar? São técnicos prontos para os desafios da Copa do Brasil e Série B?

 

Profissionalização da arbitragem

31/01/2009 às 17:40 por Marcos Lopes

Interessante este artigo assinado pelo advogado Eric Azeredo, onde ele aborda um assunto importante no contesto do futebol, que é a arbitragem.

Após algumas defesas no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ) de árbitros que atuam na elite do futebol profissional brasileiro, passei a ver de outra forma e a julgar melhor as atuações destes profissionais. Num esporte que movimenta milhões de dólares, seja com a venda de direitos televisivos, seja nas transações envolvendo os direitos federativos dos atletas passando pelos patrocínios nos uniformes e nas placas publicitárias espalhadas em vários locais dos estádios, o árbitro é o único participante na qualidade de amador. Não possui qualquer tipo de contrato, nenhum ganho fixo mensal e nenhum direito de ordem trabalhista ao encerrar sua carreira. Ainda assim, invariavelmente, dirigentes, treinadores, atletas e torcedores acusam, abertamente, os árbitros de falta de capacidade e conhecimento para conduzir uma partida de futebol. Os adjetivos são os mais variados possíveis e fazem parte de um extenso repertório de agressões verbais que, às vezes, se transformam em agressões físicas.

Quando se escolhe a “profissão” de árbitro já se deve ter em conta que a partir daquele momento passará a estar sujeito a imensas pressões e que dificilmente não deixará alguém descontente após uma partida de futebol. Vários são apupados antes mesmo do jogo começar colocando em “check” toda a preparação psicológica que foi feita pelos árbitros para aquele evento esportivo. É extremamente estressante ter que conviver com pressão, suspeitas, insultos e ainda assim ter agilidade de raciocínio, julgamento e ação. A partir desta ação, o árbitro deve decidir o mais rápido possível para que não haja uma sensação de indecisão. Para uma boa arbitragem é imprescindível uma decisão clara e rápida o que inibe qualquer tipo de reclamação. No entanto, existem lances de jogo extremamente difíceis de serem marcados já que os árbitros dispõem apenas de um ângulo de visão e de poucos segundos para tomarem uma decisão com firmeza e sem direito a erros. Ressalta-se, neste ponto, que enquanto os jogadores treinam a semana inteira tanto técnica como fisicamente, dispondo de profissionais altamente qualificados ao seu lado para uma assistência permanente, 98% dos árbitros possuem outra fonte de renda que não a arbitragem. E como adequar às suas obrigações de árbitro que exigem treinamentos, reuniões, viagens se esta não é a sua profissão? Como exercer com tranqüilidade suas “reais profissões”, aquelas que são responsáveis pelo seu futuro familiar, se os árbitros quase que diariamente devem estar à disposição das Federações em que atuam? Enquanto o árbitro tiver dupla jornada de trabalho e não for somente profissional do apito, o estresse será sempre elevado. É mais do que necessário iniciar uma discussão sobre o profissionalismo da profissão para que os árbitros sejam mais bem preparados e menos suscetíveis a erros.

Imaginava que apenas os próprios árbitros pudessem ter a exata noção de quão difícil e incompreendido é o seu trabalho. No entanto, pelos contatos com esses profissionais, inerentes à profissão que desempenho, passei a conhecê-los e a compreendê-los melhor e sugiro que aqueles que não são árbitros de futebol conheçam um pouco mais a função para que diante de suas limitações, enormes exigências e cobranças, possam ser melhor visualizadas e também  compreendidas. Mas, como em toda profissão, haverá aqueles que deixarão a desejar em sua atuação, mas não podemos nos espelhar na parcela ínfima de maus profissionais que existem em qualquer área. Para esses estarão sempre reservados o descrédito, a desconfiança, o ostracismo e uma página virada da história.

Baraúnas precisa da vitória contra o ABC

31/01/2009 às 09:04 por Marcos Lopes

As próximas três partidas contra fortes concorrentes serão decisivas para o Baraúnas, pois irão definir a real posição do tricolor no Campeonato Estadual: se lutará pelo título do primeiro turno ou jogará apenas pela sobrevivência de buscar a classificação entre os primeiros seis colocados para poder disputar o turno seguinte.

O técnico Samuel Cândido já estudou a situação e sabe que os próximos jogos, pela ordem, contra o ABC domingo em Mossoró; o clássico contra Potiguar no domingo seguinte; e contra o América numa quarta-feira em Natal; serão vitais para a pretensão da sua equipe. Porém, o treinador se aparentou tranquilo ao preferir focar o jogo seguinte: “Claro que a nossa chance para a conquista do turno dependerá muito do resultado das próximas três partidas, quando enfrentaremos adversários direto pela classificação, mas a coisa precisa ser feita por etapa. Não podemos concentrar no Potiguar e no América sem antes pensar no ABC, que é o nosso foco de momento. O campeonato é curto e cada partida é uma decisão”.

Contra o ABC diante da torcida, ele entende que até mesmo o empate não será bom negócio, considerando as circunstâncias: “Precisamos somar os três pontos para tentar alcançar o objetivo, até porque iremos atuar em casa”. O Baraúnas ainda não venceu, soma três pontos, resultado de três empates, sendo um em casa contra o Alecrim na estreia e dois fora contra Potyguar e Real.
 

Novidades na delegação do América

31/01/2009 às 08:58 por Marcos Lopes

Além de Lúcio que pode começar a partida de amanhã contra o Alcerim, o técnico Marcelo Vilar relacionou Bibi, que chegou com ritmo de jogo e bem fisicamente.

Estão concentrados, Rodolpho, Carlinhos Paulista, Tiago Messias, Adalberto, Berg, Alisson, Diego, Cleisson, Marcelinho, Rinaldo, Fábio Neves, Adriano, Dude, Alexandre Henrique, Bibi, Wendes, Kaká e Lúcio.

Vinícius que chegou a ser relacionado voi cortado pelo Departamento Médico e Dude recuperado ocupou o seu lugar.

O atacante Lúcio Curió deve começar como titular ao lado de Rinaldo, com Marcelinho compondo a meia.

Adversário do ABC na Copa do Brasil adia inicio dos trabalhos

30/01/2009 às 20:00 por Marcos Lopes

 Indefinição com patrocinadores e local de treinamento entre outras pendências burocráticas parecem tomar todo o tempo do Fast a 35 dias da estréia do time amazonense na Copa do Brasil. Ao menos é o que demonstra a diretoria do clube ao adiar, para a próxima semana a apresentação oficial da equipe, marcada anteriormente para a noite da ultima quinta-feira. Sendo assim, o Rolo Compressor segue sem base – nem técnica, nem de jogadores – para encarar a temporada 2009, que também inclui o Campeonato Amazonense.

A justificativa em ofício do presidente interino do clube, Cláudio Nobre, é uma proposta irrecusável de última hora de um novo patrocinador. Novo investidor estaria em negociação pelo presidente de honra, Luís Alberto Albuquerque.

Em nota oficial, Cláudio Nobre diz que o clube já estava com recursos financeiros necessários para a apresentação do grupo e início dos treinos na próxima segunda-feira . No entanto, a nova proposta fez com que ‘fossem convocados em caráter de urgência todos os colaboradores que estão fazendo parte da diretoria do clube, para debater e decidir o que será melhor para a equipe de futebol".

Segundo o diretor de futebol do Fast, Sérgio Benarrós, com o novo patrocinador, o clube terá novamente um departamento de futebol autônomo, como na época em que foi comandado pelo ex-diretor Donmarques Mendonça. "Nós (Sérgio e Cláudio) já tínhamos o dinheiro necessário (R$ 300 mil) para as duas competições. Mas agora essa nova pessoa, que não podemos divulgar o nome, ficará responsável pela diretoria do clube e, eu e o Cláudio (Nobre) trabalharemos mais nas questões burocráticas que o clube precisa fazer e ter novas eleições", afirmou Serginho.

Benarrós ainda que, da lista ‘fechada’ com a diretoria do Rolo Compressor, 20 jogadores de São Paulo e, apesar cinco de Manaus. "Não vai mudar muita coisa (na lista) porque o presidente de honra (Luís Alberto Albuquerque) viajou para a capital paulista e, na próxima semana, teremos os jogadores que disputarão a Copa do Brasil e Amazonense pelo Fast", relatou o diretor de futebol.

O Fast estréia na Copa do Brasil no dia 4 de março, em Manaus, contra o ABC (RN). enquanto a equipe amazonense não tem base, o clube potiguar jogou nesta quarta-feira a terceira partida pelo Campeonato Estadual. Já no Amazonense, o Rolo Compressor joga a primeira contra o Peñarol, no dia 7 de março, em Itacoatiara.

Com informações do Jornal Amazonas Em Tempo

Hugo Sales confirmou time do ASSU

30/01/2009 às 17:54 por Marcos Lopes

O técnico do ASSU Hugo Sales na Rádio Globo: "é um jogo dificil contra o Real e mesmo com a gente jogando em casa tem que ter seriedade. Só disputa a final os dois primeiros e o ASSU tem que impor o seu ritmo de jogo em casa. O jogo contra o ABC nos mostrou várias lições e procuramos principalmente no segundo tempo contra o ABC jogamos para fazer o gol mas não tivemos competência nas finalizações e ainda assim o resultado não foi tão ruim para nós, que temos dois jogos dentro de casa. Eu espero que este ano consiga levar o time do ASSU para o título".

Sales não fez mistério e confirmou o ASSU para o jogo deste domingo "Erasmo, Igor, Pedro, Adson e Ribamar; Joassis, Lano, Carioca e Leandro Mineiro; Marcelo e Luciano Paraíba, é o time. Não podemos menosprezar o Real e impor o nosso ritmo. A cada rodada deste campeonato é muito importante pontuar. Fomos derrotados pelo ABC e caimos de primeiro para quarto lugar e com uma vitória domingo e com algumas combinações podemos voltar para a liderança".

Lúcio deve estreiar contra o Alecrim

30/01/2009 às 17:47 por Marcos Lopes

O provável time do América para enfrentar o Alecrim domingo que vem no Machadão terá Rodolfo no gol, Carlinhos Paulista, Tiago Messias, Adalberto e Berg; Alisson, Vinícius, que foi poupado do coletivo, Cleisson e Marcelinho;  Lúcio e Rinaldo.

No coletivo desta sexta-feira, Marcelo Vilar treinou a formação titular com Rodolfo, Carlinhos Paulista, Tiago Messias, Adalberto e Berg; Alisson, Diego depois Cacá, Cleisson e Marcelinho; Fábio Neves depois Lúcio e Rinaldo.

Marcelo Vilar não quis confirmar o time " nós vamos esperar até o sábado para definir. O Vinícius foi poupado e eu espero que ele esteja recuperado. No ataque o Lúcio foi bem, é um jogador de referência e deve começar o jogo".

ABC com estréias em Mossoró

30/01/2009 às 17:40 por Marcos Lopes

Depois de uma entrada mais ríspida de Ricardinho em Marcos Paraná, durante o coletivo desta sexta-feira, o técnico Heriberto da Cunha afastou os dois jogadores do treinamento.

Como novidades no time considerado titular, as entradas do zagueiro Gaúcho e dos volante Erandir e Rogério, além de Tales jogando improvisado na lateral-esquerda no lugar dee Gleidson que cumpre suspensão automática.

O time que terminou o coletivo no 3-5-2 formou com Ranieri, Cauê, Gaúcho e Ben-Hur; Gabriel que entrou no lugar de Élton, Erandir, Rogério, Marcos Paraná depois Rodriguinho e Tales; Gabriel depois Moré e Paulinho Macaíba.

Heriberto da Cunha não definiu, mas o time para começar o jogo em Mossoró deverá ser com Ranieri, Cauê, Gaúcho e Ben-Hur; Élton, Erandir, Rogério, Marcos Paraná e Tales; Gabriel e Paulinho Macaíba.

O treinador também falou sobre o episódio envolvendo Ricardinho e Marcos Paraná "jogador é assim mesmo. Uma jogada mais forte acaba acontecendo e depois vem um empurrão de lá, um empurrão de cá e a gente tem que tomar uma posição forte na hora, mas não é nada que preocupa e os dois mesmos já devem ter resolvido tudo no vestiário".

 

TJD tem pauta cheia na próxima terça-feira

30/01/2009 às 17:35 por Marcos Lopes

A 1ª Comissão disciplinar do TJD estará reunida na próxima terça-feira a partir das 18 horas e com pauta cheia. Estarão sendo julgados com base no artigo 252 do CBJD – ofender moralmente o árbitro ou seus auxiliares, com pena de duas a seis partidas –  os atletas Ronei, do Real Independente e Adriano do Corintians.

Denunciados no 250 – praticar ato desleal ou inconveniente durante a partida, com pena de suspensão de uma a três partidas – Everton do Baraúnas, Joassis do ASSU, Luis Carlos do Alecrim e Paulão do Potiguar de Mossoró.

No 251 –  reclamar por gestos ou palavras, contra as decisões da arbitragem ou desrespeitar o árbitro e seus auxiliares, com pena mínima de uma e máxima de quatro partidas – está o atleta Da Silva do Alecrim.

O  zagueiro Marcão do América, foi denunciado no artigo 255, que é praticar hostilidade contra adversário ou companheiro de equipe e a pena varia de uma a três partidas de suspensão.