Arquivos de janeiro, 2017

Áudio: Felipe Surian e o clássico contra o Alecrim

31/01/2017 às 19:40 por Marcos Lopes

Ainda sem contar com Michel Benhami e Dija Baiano, treinador Felipe Surian fechou trabalhos para clássico de amanhã (01) contra o Alecrim.

Clique aqui e ouça entrevista.

Márcio Passos e Arês confirmados no ABC que enfrenta o ASSU

31/01/2017 às 17:50 por Marcos Lopes

Geninho e o apronto para o jogo de amanhã(01) contra o ASSU no Edgarzão: ” O Ares no lugar do Levy e o Márcio no lugar do Pedra e nos demais setores, o mesmo time. Quem sabe eu tenha o Léo no jogo do final de semana, não tive a liberação do Oswaldo que não saiu no BID. O Túlio sentiu um desconforto no adutor, mas o grupo tem respondido bem, o Márcio até outro dia era titular e não me preocupa. Acho que vai ser um jogo difícil, o ASSU cresceu e vem de um bom jogo lá em Mossoró,  e nós temos que tomar muito cuidado para fazer um bom jogo e trazer um bom resultado”.

O time do ABC para começar o jogo contra o Camaleão, vai de Edson, Arês, Tiago Sala, Cleiton e Romano; Márcio Passos, Felipe Guedes, Gegê e Echeverria; Erivelton e Nando.

345621_med__20160708154942_john_lennonO zagueiro Tonhão, das bases do ABC e que estava no Cruzeiro de Minas voltou e se apresentou na tarde desta terça-feira. O atacante  de beirada,  John Lennon Marques da Silva, 25 anos ( foto ) que estava na Portuguesa, chegou ao ABC através de um investidor e vem com contrato até o final do Estadual. O jogador tem passagens pelo  São Luiz de Ijuí,  Santo Ângelo também do Rio Grande do Sul,  Taubaté e  São José e São José de São Paulo, e segundo o vice de futebol do ABC, Leonardo Arruda “se aprovar podemos alongar o seu contrato”.

Luiz Eduardo troca América pela Caldense

31/01/2017 às 17:13 por Marcos Lopes

O atacante Luiz Eduardo deixou o América e vai para a   Caldense, clube onde foi  vice-artilheiro do Campeonato Mineiro em 2015. No América, o atacante de 31 anos, disputou 34 partidas e marcou apenas sete gols, segundo informa a assessoria de comunicação do clube.

Luiz Eduardo não acertou no América, com um aproveitamento baixíssimo.

Major da PM fala sobre briga das torcidas organizadas no Potiba

31/01/2017 às 15:10 por Marcos Lopes

O Major da PM, Maximiliano Luiz Bezerra Fernandes, Comandante do 2º Batalhão de Polícia de Mossoró, explica a ação da corporação no clássico Potiba, disputado no dia 27 de janeiro, quando foram registrados confrontos entre as torcidas organizadas de Baraúnas e Potiguar. O oficial diz quais medidas serão tomadas em decorrência dos incidentes ocorridos.

A entrevista foi concedida aos repórteres Pádua Júnior e José Antônio, no programa Cidade Aflita, da Rádio Difusora de Mossoró.

Artigo: A solução passa pelos Campeonatos Estaduais

31/01/2017 às 09:48 por Marcos Lopes

De forma equivocada, cresce a ideia no Brasil de que a extinção dos campeonatos estaduais e a “nacionalização” de todas as competições, com sua adequação ao calendário europeu, seja a solução para os problemas do futebol. Entendo ser esta uma visão distorcida à medida em que a maioria dos clubes não dispõem de estrutura e orçamento para disputar as competições interestaduais ou nacionais, principalmente pelos elevados custos. A Série D, por exemplo, até 2013, ano em que a CBF assumiu integralmente os custos de toda logística dos clubes e a estrutura do torneio, apresentava inúmeras desistências de participação a cada ano.

Atualmente, dos 766 clubes profissionais oficialmente registrados no sistema da Confederação Brasileira de Futebol em 2016, menos de 20% participam de competições nacionais, enquanto os demais se mantêm em atividade exclusivamente por conta dos campeonatos e torneios promovidos pelas federações estaduais, que representam importante fonte de emprego e renda para as famílias de milhares de atletas e profissionais do futebol.

As receitas oriundas dos campeonatos estaduais são essenciais para o custeio das operações dos clubes de médio e pequeno porte. Ainda que, aos olhos da maioria, os valores movimentados por eles pareçam irrelevantes, é exatamente este fluxo que garante a manutenção das atividades das categorias de base, além de permitir a atuação em outras modalidades esportivas.

Saliento ainda que a realização dos campeonatos estaduais também serve como plataforma para observação de jovens talentos que, posteriormente,  são aproveitados pelas principais equipes do país, fato comum de acontecer a cada ano, como no campeão brasileiro de 2016, o Palmeiras, onde podemos encontrar Tchê Tchê, Roger Guedes, entre outros.

Estes clubes “sem série” constituem-se, geralmente,  na única opção de lazer e prática desportiva em seus municípios, como também numa das poucas ferramentas de inclusão social para jovens em suas comunidades locais.  Cabe ainda mencionar que, de certo modo, eles exercem o papel de responsabilidade do segmento governamental ao formar atletas e incentivar a prática de atividades físicas em várias modalidades esportivas.

Por tudo isso, reitero que a redução de datas dos campeonatos estaduais, ou mesmo o seu fim, inviabilizará por completo as atividades de centenas de clubes, o que, ao longo do tempo, diminuirá o manancial de bons jogadores revelados, além de eliminar milhares de postos de empregos, atingindo em cheio a geração de renda de toda a estrutura de prestadores de serviço.

Defendemos a necessidade imediata da implementação de mecanismos eficazes de proteção e compensação financeira aos clubes, a fim de incentivar, especialmente, os investimentos em suas categorias de base. Também é fundamental a reformulação e adequação das leis trabalhistas para a realidade do futebol brasileiro, com a introdução de um modelo legal que não asfixie tanto os clubes em todo o Brasil.

Mesmo enquanto essas mudanças não acontecem, os pequenos clubes, responsáveis pela geração da maioria dos empregos do setor do futebol, mesmo com movimentações financeiras ínfimas aos olhos do grande público, continuarão a exercer o seu papel fundamental e importante no desenvolvimento do esporte e na inclusão social, prioridade nacional diante de um país tão carente na solução de desigualdades.

Enfim, o grande desafio é transformar as competições estaduais em produtos mais atrativos ao mercado, conquistar novas fontes de renda e torná-las opção definitiva para o primeiro trimestre do calendário. Para isso é necessária a união das federações, clubes, mídia e investidores a fim de desenvolver um produto com maior capacidade de atingir o público consumidor e, consequentemente, devolver cada vez mais famílias e comunidades aos estádios. Só assim daremos sequência de trabalho ao verdadeiro celeiro de craques do país.

* Gustavo Vieira é Mestre em Gestão Esportiva pelo FIFA Master e Presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo 

Artigo publicado no site da CBF

Problema do América não é o treinador

31/01/2017 às 05:00 por Marcos Lopes

1- Problema do América não é treinador – pelo menos neste momento não é – mas sim a baixa qualidade técnica do elenco que foi montado e as poucas opções que Felipe Surian dispõe. Vejam que no jogo de ontem (29) contra o Globo sem poder contar com Michel Benhami e Dija Baiano, o time sentiu uma enormidade, e são jogadores comuns, nenhum dos dois joga acima da média, não

2- Para enfrentar o ASSU amanhã, Geninho não vai contar com o ala Levy e o volante Anderson Pedra. Os dois cumprem suspensão pelo terceiro amarelo. Erivelton que saiu lesionado é outro que deve desfalcar a equipe que enfrenta o embalado Camaleão no Edgarzão

3- Além da má campanha no primeiro turno, e da falta de qualidade do meio para a frente, o treinador Higor Cesar perdeu duas peças importantes na equipe para o restante do Estadual. O zagueiro Victor foi emprestado para o Inter de Lages e o meia Digo Mipibu vai disputar  o Cearense pelo Guarany de Sobral

4- O árbitro Suelson Diogenes de França Medeiros que ficou fora das primeira rodadas do Estadual – havia sido reprovado no primeiro teste – está de volta depois de passar na reavaliação e trabalha amanhã em ASSU x ABC. Um reforço importante para os quadros da CEAF

5- Depois de quatro rodadas do Estadual, o pesquisador Marcos Trindade fez o levantamento dos gols marcados em 16 jogos. Foram 33 gols, média de 2,06 por partida

 

FNF em nova sede

30/01/2017 às 17:59 por Marcos Lopes

​O presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol, José Vanildo, informa que a sede da Federação mudou de endereço. A nova sede estará em funcionamento a partir desta terça-feira (31) e se encontra em uma das principais avenidas da cidade, uma excelente localização visando a comodidade dos filiados. O novo endereço é no Edifício Tawfic Hasbun, que fica na Avenida Prudente de Morais número 4283, bairro de Lagoa Nova, 1º andar.

Para José Vanildo a mudança de sede é um marco para uma nova fase da entidade ” Agora passamos a ter uma sede muito mais ampla, segura e moderna para atender os nossos filiados, a imprensa e ao TJD. Esperamos que este seja um novo momento vivido pela Federação, com novos desafios e que possamos continuar sempre trazendo mais melhorias e inovações”. 


10Sports 

No América, Carlos Moura garante: ” Felipe Surian está prestigiado sim “

30/01/2017 às 17:14 por Marcos Lopes

Carlos Moura Dourado, executivo de futebol do América, no Globo Esportivo 2ª Edição e a derrota para o Globo: ” Não estava dentro do planejamento da gente mas temos alguns confrontos com os que estão na frente da gente e vamos trabalhar para chegar na decisão”.

Avaliação: ” Sempre após os jogos temos uma reunião para analisar. O jogo contra o Botafogo mostrou que temos um padrão de jogo e jogadores de qualidade e não podemos pensar que por uma derrota tudo está errado. Esperamos que já no jogo de quarta-feira possamos fazer uma grande partida”.

Reforços: “Estamos procurando, é difícil trazer um jogador que esteja jogando, estamos procurando algumas situações mas a princípio é dar moral para quem está no grupo, mas dentro da possibilidade estamos a procura”.

Felipe Surian prestigiado: ” Com certeza, nós temos um planejamento, é muito cedo ainda. Quarta rodada do Campeonato pensar em mudança vai tudo por água abaixo. Ele está no nosso planejamento, mas ele está prestigiado sim”.

Moura confirmou que Jussimar está deixando o América.

FNF confirma Globo x Fluminense no Barrettão

30/01/2017 às 16:41 por Marcos Lopes

O presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol, José Vanildo, confirmou nesta segunda-feira (30) a partida entre Globo e Fluminense/RJ no estádio Barrettão, em Ceará-Mirim. O dirigente revela que foi procurado pelo presidente do Globo, Marconi Barretto, para informar algumas propostas que o clube vinha recebendo para levar esse jogo para outros estádios, entre eles proposta para jogar em Brasília.

Com o bom momento do Globo no Campeonato Potiguar 2017, Marconi Barreto voltou a conversar com José Vanildo hoje (30) pela manhã e solicitou a permanência do jogo para Ceará-Mirim, que foi prontamente atendido. “Caso houvesse uma conveniência entre as partes para que o jogo fosse realizado em outro local, a Federação atenderia, visto que, a realização da partida no Barrettão, por pedido do Globo, será mais benéfico para o clube. A Federação atende o pedido e confirma a realização do jogo em Ceará-Mirim” disse o presidente José Vanildo.

A partida válida pela Copa do Brasil está marcada para o próximo dia 15 de fevereiro, às 21h45 e a alteração já foi feita no site da CBF.

Site FNF

Adriano Pardal volta para o Brasil e vai treinar no ABC

30/01/2017 às 15:22 por Marcos Lopes

O atacante Adriano Pardal que estava no Al- Faisaly está de volta ao Brasil, e com residência em Natal, vai ficar fazendo academia e tratamento no ABC, com supervisão do médico Roberto Vital. Na pré-temporada do Al-Faisaly, Pardal rompeu o ligamento anterior de um joelho na pré-temporada e passou por cirurgia com o médico Márcio Rego.

Perguntei ao vice de futebol do ABC, Leonardo Arruda, sobre uma possível contratação de Pardal e o dirigente disse que neste momento não está negociando, mas confirmou que o atacante vai usar as instalações do clube para treinar ” como fizemos com outros jogadores, como Rodrigo Silva, Wallyson e Alisson”.

Adriano Pardal bem clinicamente poderia ser um reforço importante para o ABC, para suprir a lacuna deixada por Jones Carioca.