Arquivos de janeiro, 2018

Copa do Nordeste: ABC joga bem e vence o Ferroviário no PV

18/01/2018 às 21:01 por Marcos Lopes

O ABC fez um bom primeiro tempo e venceu o Ferroviário, de quem eu esperava mais, por 2 a 0 com gols de Arês e Matheus cobrando pênalti.

Time de Ranielli Ribeiro teve o controle total da etapa inicial de jogo, teve equilíbrio entre os setores, agrediu o adversário criando  as melhores oportunidades de gol e poderia ter vencido até por um placar mais elástico. Edson foi um mero espectador.

No segundo tempo o ABC começou bem controlando o Ferroviário que obrigatoriamente teria que sair mais para o jogo, mas o time potiguar teve alguns “apagões” e permitiu que o adversário chegasse com mais perigo. Matheus marcou o terceiro para o ABC e Janeudo de pênalti fez o gol dos cearenses. Pênalti de Tonhão sem nenhuma necessidade.

No geral gostei da atuação do ABC, com exceção de Lauder que pouco apareceu e de Jorge Eduardo que entrou no lugar de Ares. O atacante Marcelo Fernandes me pareceu um bom jogador, deixou uma boa impressão.

O placar de 3 a 1 foi pequeno pela produção do ABC especialmente no primeiro tempo.

FNF define calendário de competições amadoras

18/01/2018 às 18:58 por Marcos Lopes

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) definiu o calendário dos campeonatos amadores de 2018, em reunião realizada nesta quinta-feira (18), no auditório da entidade.

O primeiro a começar será o Sub-15, de março a maio, com jogos no estádio Juvenal Lamartine, mando de campo da FNF, podendo definir por outros estádios. Mesmo formato será o Sub-17, de agosto a outubro. Classificatório para Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Campeonato Estadual Sub-19 será de junho  agosto.

“A previsão para o campeonato Sub-15 terá entre oito a dez equipes. Serão marcadas reuniões para definir os clubes participantes. A reunião do Sub-15 será 20 de fevereiro, as demais categorias ainda irão ser marcadas”, disse o diretor técnico da competição, José da Costa Neto (Costinha).

 

Site FNF

Áudio: Fala Fernando Tonet!

18/01/2018 às 18:34 por Marcos Lopes

O time que deve começar o jogo é com Camilo, Dênis, Victor Souza, Alexandre e Diego; Victor Feitosa, Ray, Tiago Barra e Rivaldo; Edson Capa e Denilson.

Material cedido/ Assessoria de Imprensa Santa Cruz

 

Áudio: Fala Leandro Campos!

18/01/2018 às 18:02 por Marcos Lopes

Material cedido/ Assessoria de Imprensa

Olho no apito

18/01/2018 às 15:45 por Marcos Lopes

Os confrontos entre ABC x Ferroviário 

18/01/2018 às 07:56 por Marcos Lopes

O ABC joga hoje, sete da noite no PV contra o Ferroviário, e de acordo com dados do pesquisador do Futebol Potiguar, Marcos Trindade, as duas equipes se enfrentam desde 1968. Os confrontos oficiais aconteceram entre 1968 e 1999.

Nesse período, houve 20 confrontos, válidos pelo Nordestão, Séries A, B e C, e ainda pela Copa do Nordeste e por uma Seletiva da Série B, realizada em 1993. O resumo dos confrontos é o seguinte:

Total de jogos – 20

Vitórias do ABC – 08

Vitórias do Ferroviário – 04

Empates – 08

Gols do ABC – 33

Gols do Ferroviário – 22

Saldo pró ABC – 11 (positivo).

A Proteção Moto apoia o Torcedor Fiel

18/01/2018 às 07:43 por Marcos Lopes

Informe publicitário

Quer viajar tranquilo? A Proteção Moto conta com plano assistencial para motocicletas de baixa cilindrada, que consiste na cobertura contra roubo, furto, colisão e incêndio com reboque 24 horas até 500 km. Também contam com plano anual de parcelas fixas, com o preço determinado por cilindrada, não tem carência nem multa por quebra de contrato. Dê preferência a quem tem o selo #TorcedorFiel.

 

Saiba mais em: https://goo.gl/47Kk3m

post-torcedor-fiel-(Proteção_Moto)

Ex-jogador Paulo Júnior precisa de doação de sangue

17/01/2018 às 20:31 por Marcos Lopes

O ex-jogador mossoroense Paulo Júnior, que luta contra a leucemia, precisa de doação de sangue, de qualquer tipo. Paulo vivia grande fase no Salgueiro-PE, quando descobriu a doença, pela primeira vez em 2015. Agora, vive quadro complicado e precisa de plaquetas de sangue, para recuperar de uma infecção.

As doações podem ser feitas no HEMOPE, em Recife, no nome de Paulo Roberto Morais Júnior, que está internado no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Filgueira (IMIP).

Amigos de Mossoró estão se mobilizando para ir à Recife doar sangue. Nessa época do ano, período que antecede o carnaval, geralmente o estoque de sangue dos Hemocentros são baixos, por isso, amigos e familiares pedem as doações.

PJ está em um quadro clínico complicado, em uma rotina que se divide entre a quimioterapia e a UTI.

Paulo hoje com 33 anos, foi diagnosticado com leucemia em 2015, quando atuava no Salgueiro. Ele que tinha feito carreira de muito destaque no Oriente Médio, onde passou por países como Bahrain, Omã, Emirados Árabes Unidos, além de Coreia do Sul e França. Depois disso, Paulo voltou ao Brasil, onde antes de ir ao Salgueiro atuou no América de Natal e Campinense.

Paulo após 9 meses do diagnostico fez um transplante de medula, através de transplante com a sua irmã. Ele se recuperou e já estava jogando no futebol amador, além de trabalhar como agente de atletas para os países em que atuou com a empresa por ele criada, de nome PJ Sports. Paulo também atuou como gerente de futebol da equipe do Mossoró Esporte Clube na segunda divisão do Estadual ano passado, até que teve essa recaída.

Apesar do drama vívido, Paulo não desanima, em sua página no Facebook, postou uma mensagem com teor bastante motivacional, um mês após detectar essa recaída, acreditando na recuperação econvocando todos a acreditarem nela. Ele também agradeceu todas as mensagens de apoio recebidas, porém agora passa por um momento delicado em seu tratamento e precisa da ajuda de todos.

Veja a mensagem do atleta, quando completou um mês de internamento, em 06 de dezembro:

“Hoje tá completando um mês que saí de casa para uma consulta (estava sentindo um incômodo na barriga e falta de apetite). Dessa consulta, veio exames, internação e o que eu não esperava ouvir. Tive uma recaída da doença .
Mas como assim? Eu fiz o transplante!
Questionei a médica se o transplante não tinha dado certo? E ela respondeu que sim, me deu dois anos de uma boa qualidade de vida.
Enfim, tem coisas que fogem do nosso entendimento. O baque mais uma vez foi grande, há coisas que não queremos ouvir e a ficha demora a cair. Mas uma coisa eu tenho certeza, Deus está no controle de tudo como sempre esteve e eu vou optar pela mesma escolha, lutar.
Quero compartilhar esse momento com vocês pq time que se ganha nao se mexe, e sei que estamos juntos.
Obrigado família, amigos e até mesmo aqueles desconhecidos que de uma forma ou de outra ora e torce por mim.
Com Deus e com vocês eu nunca irei desistir”.

— 

RAMON NOBRE

Assessoria de Imprensa

Santa Cruz deve escalar atletas com intervalo menor que 66 horas; Fenapaf mira denúncia

17/01/2018 às 20:29 por Marcos Lopes

Menos de 48 horas após enfrentar o Confiança, em Aracaju, pela estreia da Copa do Nordeste, o Santa Cruz terá outro compromisso. O clube estreia desta vez no Campeonato Pernambucano, nesta quinta-feira, contra o Vitória, no Arruda. O problema é que, de acordo com o Regulamento Geral de Competições da CBF, o clube só pode mandar a campo atletas com um intervalo mínimo de 66 horas entre uma partida e outra. Apoiado pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF), os tricolores, porém, não descartam repetir jogadores. A Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf), divergente da leitura da FPF, promete acompanhar de perto a situação e agir, caso necessário.

A Confederação Brasileira de Futebol e a Fenapaf assinaram no ano passado um acordo para regulação desse intervalo mínimo de 66 horas entre a realização de dois jogos de futebol. A decisão vem de um acordo firmado pela CBF com a Federação dos Atletas Profissionais no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Campinas, em São Paulo.

A partir deste ano, a nova regra passou a constar no Regulamento Geral de Competições (RGC) da CBF. De acordo com o próprio site da entidade, “a não observância da regra implicará em denúncia do clube pelo artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva” – ou seja, perda de pontos e multas que varias entre R$ 100 e R$ 100 mil. 

“A Fenapaf não vai ficar satisfeita com uma violência contra a profissão atleta. O acordo está homologado junto ao Ministério Público Federal e não vejo outra saída senão denunciar o caso, caso ele ocorra, ao STJD, para a aplicação de multa”, explicou o presidente da Fenapaf, Felipe Augusto Leite.

Na explicação à reportagem do Superesportes, Leite aponta dois artigos para justificar o impedimento de o atleta ir a campo em menos de 66 horas: o terceiro e o 25º do RGC. No terceiro, diz: “As entidades de prática desportiva, doravante nominadas clubes, ao participar de competições, bem como as federações estaduais, no que lhes for cabível, aderem e se submetem, automaticamente, a este RGC”; enquanto o 25º completa: “Os clubes e atletas profissionais não poderão, como regra geral, disputar partida em competições sem observar o intervalo mínimo de sessenta e seis (66) horas”.

Sobre os dois pontos, o presidente da FPF, Evandro Carvalho vê brechas que levam a entidade local ao entendimento de que, sim, é possível fazer os atletas irem a campo no intervalo inferior a 66 horas. Ele destaca dois pontos: no terceiro, o trecho “no que lhes for cabível” e, no 25º, a parte “como regra geral”. A partir disso, o mandatário da federação estadual vai de encontro à leitura da Fenapaf.

“A ‘regra geral’ significa em tese, não em todos os casos. Os clubes estão sem datas e optaram por fazer os jogos (no intervalo inferior ao que manda o (RGC). É um direito deles”, disse. “E ‘no que lhes for cabível’, ou seja, no estiver ao alcance da competição, ou da federação. Foram retirados 40 dias do calendário em razão da Copa do Mundo este ano”, completou. Evandro Carvalho completou ainda afirmando que o Campeonato Pernambucano tem o seu regulamento próprio e não é obrigado a seguir o RGC da CBF.

O executivo de futebol do Santa Cruz, Fred Gomes, afirmou que o técnico Júnior Gomes ainda não definiu uma escalação coral. Mas adiantou que todos os atletas que jogaram contra o Cofiança estão, pelo menos, relacionados para o jogo pelo Estadual. “A gente fica triste, mas a que condição temos é essa. Júnior vai relacionar todo mundo e ver quem joga amanhã (quinta-feira)”, afirmou.

Procurando, o presidente do Sindicato dos Atletas de Pernambuco, o ídolo do Santa Cruz e ex-atacante Ramon Ramos, afirmou que caberia aos jogadores decidirem se eles gostariam ou não de ir a campo descumprindo o RGC. “Estou em contato com os jogadores para ouvir a opinião e saber a posição deles. Se eles quiserem, podem jogar ou não. Só que a maioria está querendo. Aí o sindicato não pode tomar posição sem ser solicitado pelo jogador”, justificou.

Porém, o presidente da Fenapaf diverge. “É um direito indisponível aos atletas, toda venha ao posicionamento do colega”, ponderou Leite. “Nosso objetivo não é prejudicar o andamento de qualquer competição, mas é pela absoluta proteção ao exercício laboral da profissão dos atletas”, pontuou.

Fonte: Superesportes 

Célio Isidro assume o treinador do Força e Luz

17/01/2018 às 17:03 por Marcos Lopes

O Força e Luz contratou Célio Isidro para comandar o Time Elétrico no restante do Estadual. Como jogador atuou pelo Alecrim, América, ode foi campeão da Copa da Nordeste em 1998, São Gonçalo e Baraúnas, onde encerrou a carreira em 2010.

Célio foi treinador das bases do América, treinou o Alecrim na Copa Ecohouse em 2013 e também atuou como preparador físico.  Agora no Força e Luz terá como auxiliar técnico, Carlos Mota também com passagem marcante pelo futebol do América.

20180117_1714231896344576.png

Foto Arena TV Ponta Negra