Caio Max e Flávio Barroca participam de curso de Árbitro Vídeo

22/09/2017 às 20:17 por Marcos Lopes

O árbitro Caio Max Augusto Vieira e o assistente Flávio Gomes Barroca, da CEAF da FNF foram convocados pela CBF para o Curso de Formação de Árbitros de Vídeo que começa na próxima semana em Águas de Lindóia em São Paulo.

A convocação foi recebida pelo presidente da Comissão Estadual de Arbitragem, Ricardo Albuquerque que em contato com o blog disse que a participação dos dois árbitros do RN “é fruto do trabalho de um árbitro e um assistente que tem se destacado e é importante para a nossa arbitragem”.

64 árbitros e assistentes passarão por avaliações, treinamentos teóricos e práticos nos moldes do realizado pela Conmebol. Desde março do ano passado, todos os cursos e treinamentos promovidos pela comissão de arbitragem da CBF têm o tema “Árbitro de Vídeo” como parte das atividades.

A CBF ainda não definiu a partir de que rodada vai adotar a tecnologia, mas já está certo que será em rodada cheia da Série A.

Coluna TN: Deve minimizar os erros

22/09/2017 às 20:11 por Marcos Lopes

A discussão da vez é o árbitro de vídeo, que na minha opinião é um instrumento válido mas que não vai zerar os erros no futebol, não vai mesmo, já que ele também depende de interpretação. No modelo que será adotado pela CB, o árbitro de vídeo vai atuar em lances decisivos de gol, e poderá avisar o árbitro central, que continua sendo o responsável pela decisão final.

Treinamento
O árbitro de vídeo precisa obrigatoriamente respeitar um protocolo estabelecido pela FIFA, e somente pode ser utilizado em quatro situações: pênaltis, gols, cartões vermelhos e erros de identificação, e obrigatoriamente deve seguir a seguinte ordem: após ocorrer o lance polêmico, este lance é revisado pelos árbitros que estão operando o equipamento; a informação é passada para o árbitro central, que toma então a decisão definitiva, mas como já ficou claro, é o que tem a palavra final e continua tendo o poder de decisão.

Não existe a cultura
Penso também que não existe no futebol a cultura da paralisação de uma partida para discutir este ou aquele lance. É diferente do basquete da NBA, do futebol americano ou do beisebol por exemplo, que tem na essência a cultura da paralisação. As paradas fazem parte do espetáculo. No futebol não é assim e penso que especialmente no Brasil vai demorar a engrenar. O futebol não é acostumado com o fair play, aliás não somos, nós brasileiros, não somos acostumados. Podemos evoluir, mas hoje não somos e estamos longe ainda.

O grupo que Itamar Schulle levou para Florianópolis

22/09/2017 às 17:55 por Marcos Lopes

Apesar do mistério – desnecessário e sem sentido – que o ABC faz do  grupo que viajou para Florianópolis, estão na capital catarinense à disposição do treinador Itamar Schulle,  os goleiros Edson e Beliatto, os laterais Bocão, Daniel e Levy, zagueiros Danrlei, Léo Fortunato, Tonhão e Cleiton, os volantes Márcio Passos, Djavan e Felipe Guedes, os meias Erivelton, Gegê e Berguinho e os atacantes Adriano Pardal, Jean Carlos, Dalberto e Lucas Coelho.  Nixon mais uma vez cortado da relação, assim como Daniel Cruz e  Tatá. Vitor Júnior  segue em trabalho de recuperação.

Penso que o time começa com Edson, Bocão, Léo Fortunato, Danrlei e Daniel; Márcio Passos, Djavan, Felipe Guedes e Gegê; Adriano Pardal e Jean Carlos.

Coluna TN: Segue buscando

22/09/2017 às 17:09 por Marcos Lopes

Itamar Schulle segue buscando a formação ideal para o ABC nesta reta final de Brasileiro, onde o time vai precisar de uma campanha de campeão para escapar do rebaixamento que hoje é uma tendência muito forte. Para a decisão – e é verdadeiramente uma decisão – contra o Figueirense neste sábado, não dá para cravar qual a formação que começa o jogo.

Equilíbrio
É indiscutível que um time de futebol precisa de equilíbrio entre os setores, que não pode deixar buracos entre as linhas e que precisa além de posse de bola, agredir o adversário. Ter posse de bola mas ser objetivo. Eis os desafios de Itamar Schulle, fazer com que o ABC tenha este equilíbrio todo, o que até agora ainda não conseguiu.

Três volantes
Itamar despistou na escalação da equipe, já que fez treino fechado na quarta-feira e armou o time num 4-4-2 e apesar do mistério, é certo que Danrlei estreia na zaga e que Djavan deve aparecer na equipe, já que é um jogador que tem uma excelente característica defensiva, tem um bom passe – o que falta ao time – e que alia bem a parte defensiva com uma boa saída.

Copa NE Sub-20 começa em novembro

22/09/2017 às 14:14 por Marcos Lopes

Nesta sexta-feira (22), a Diretoria de Competições da CBF confirmou a realização da Copa do Nordeste Sub-20 2017 no período de 22 de novembro a 2 de dezembro, em Sergipe. Será a terceira edição da competição, que teve o Vitória campeão em 2015, e o Coruripe-AL no ano passado.

De acordo com o ofício divulgado, os 20 clubes participantes serão os mesmos que neste ano disputaram a Copa do Nordeste 2017 de profissionais. Para isso, precisam confirmar a participação até o dia 2 de outubro.

Ano passado, ABC e América participaram da competição. Os dois foram eliminados ainda na primeira fase. O ABC foi o terceiro do grupo com apenas 3 pontos e o América, o último do grupo E com 2 pontos.

Infobola e o risco de rebaixamento na Série B

22/09/2017 às 11:18 por Marcos Lopes

Info

Figueirense com novidades para enfrentar o ABC

22/09/2017 às 10:40 por Marcos Lopes

O time do Figueirense  deve ter novidades no sábado. No treinamento desta quinta-feira, o técnico Milton Cruz testou o sul-africano Ty Sandows ao lado de Zé Love e Luidy no ataque. Titular da posição, Henan sente dores no tornozelo e pouco participou do trabalho. Ele é dúvida para o confronto com o ABC, às 16h30min, no Orlando Scarpelli. O volante Pereira deve seguir como primeiro homem de marcação, com Marco Antônio e João Lucas no complemento do meio de campo.

No trabalho desta quinta, Milton Cruz escalou o Figueirense com Saulo; Dudu, Marquinhos, Leandro Almeida e João Lucas; Pereira, Patrick e Marco Antônio; Luidy, Henan (Ty Sandows) e Zé Love.

Punido pelo STJD devido aos incidentes na partida diante do Vila Nova, o Figueirense terá de fechar parte do setor B por três jogos – será assim amanhã contra o ABC – e além disso, integrantes de organizadas não podem acessar o estádio com algum material que identifique a torcida. Para compensar a perda de espaço, o setor D, que geralmente não é utilizado, será aberto para os torcedores.

Diário Catarinense

Pensando em reforma? Conte com Macoval e tenha tudo que você precisa de material de construção

22/09/2017 às 10:31 por Marcos Lopes

Informe publicitário

Confira mais informações no www.torcedorfiel.com.br

macoval_Geral (1)

Renovação de Tadeu: Muito barulho por pouca coisa

22/09/2017 às 09:50 por Marcos Lopes

A renovação com o atacante Tadeu causou uma celeuma danada no América, a ponto do diretor de futebol, Leonardo Bezerra ter se afastado alegando “falta de respeito”, isso depois que o ex-presidente Alex Padang através do twitter também demonstrou descontentamento com a renovação e pelo grupo de futebol não ter sido consultado e/ou comunicado.

Eu não renovaria o contrato de Tadeu – aliás falo sobre as  renovações na minha coluna de domingo na Tribuna do Norte – mas quem renovou o contrato não foi o zelador do CT e nem o ASG da sede social, quem renovou o contrato do atacante foi o presidente licenciado do Conselho Deliberativo e no exercício da presidência executiva do América, José Rocha.

No momento em que o América tenta encontrar um nome para assumir a presidência do clube, um fato simples como uma renovação  de contrato acaba criando um clima “pesado” no grupo de futebol e que não deixa de ser um racha desnecessário e por um motivo que não justifica tanto barulho.

Leonardo Bezerra deixa o América e fala em “falta de respeito”

22/09/2017 às 08:26 por Marcos Lopes

Leonardo Bezerra que exercia a função de diretor de futebol no América deixou o clube e ao blog explicou a razão do desligamento: ” Depois de ontem não tinha como ficar. O Tadeu chegou para rescindir e saiu contratado e nós sabermos pela imprensa?”

Leonardo classificou o ato como desrespeitoso: ” Falta no minimo respeito pelo tempo que dedicamos ao clube”.