Magazine Luiza abre inscrições para Programa Trainee 2015

2 de setembro de 2014 por vneto

Considerada uma das melhores empresas do Brasil para se trabalhar,  o Magazine Luiza está com inscrições abertas para o Programa de Trainee 2015. Com duração de 18 meses, possui 15 vagas disponíveis em diversas áreas administrativas da empresa: Marketing (Propaganda), Financeiro (Tesouraria), Projetos Corporativos (PMO), Gestão de Pessoas (Remuneração), Comercial (Compras, Promocional, Planejamento Comercial), Planejamento de Operações, Logística (Inteligência Logística e Planejamento), Pesquisa e Desenvolvimento (LuizaLabs) e E-commerce (Comercial, Marketing e CRM) para atuação nos escritórios da rede em São Paulo (SP) e no Centro de Distribuição de Louveira (SP).

 

A empresa busca jovens com formação superior concluída entre dezembro de 2012 e dezembro de 2014, sem restrição de curso, inglês e pacote Office em níveis intermediários, disponibilidade para viagens e mudança de cidade imediata, além de facilidade de comunicação, interesse por constantes desafios e identificação com os valores da rede varejista, que prima pelo respeito ao próximo, postura ética, simplicidade, liberdade de expressão, busca pelo novo, ousadia e crença na importância de valorizar as pessoas.

O processo seletivo compreende as etapas de inscrição e testes online de português, inglês, lógica e conhecimentos gerais; dinâmica de grupo; painel de negócios e entrevista com gestores. Os aprovados iniciarão suas atividades em janeiro de 2015.

A empresa oferece vale-refeição, assistência médica e odontológica, bolsa de estudos e previdência privada, entre outros benefícios.

Durante os 18 meses de programa, o Magazine Luiza desenvolve um plano estruturado de acompanhamento, com treinamentos técnicos, comportamentais e estágios práticos em lojas, centros de distribuição e demais áreas de atuação do negócio, objetivando o apoio ao desenvolvimento de visão integrada da organização, o preparo para os desafios de suas áreas de atuação e o conhecimento e comprometimento com a filosofia e cultura da empresa.

As inscrições podem ser feitas até 28 de setembro pelo site www.magazineluiza.com.br, no link “Trainees 2015”, localizado no rodapé da página.

Comércio prevê abertura de 138 mil vagas temporárias

1 de setembro de 2014 por vneto

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) prevê que o comércio varejista vai oferecer 138,7 mil vagas de trabalho no fim deste ano, o que equivale a crescimento de 0,8% em relação ao mesmo período do ano passado. “Se fizermos uma série histórica do crescimento dos trabalhadores temporários, será o pior resultado desde 2009. É um crescimento fraco, mas, ainda assim, é um crescimento”, informou o economista Fábio Bentes, da CNC, à Agência Brasil, acrescentando que o período de contratações ocorre entre setembro e novembro.

Apesar disso, estimou que os postos temporários vão contribuir para a recuperação dos empregos no setor. Dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregos (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, indicam que o comércio varejista acumula redução de 78,2 mil postos de trabalho, de janeiro a julho. “Em todas as datas comemorativas, este ano, o setor perdeu força em comparação com o ano passado. Por isso, o fator sazonal ficou mais evidente, mas sem dúvida alguma vai fechar o ano no azul”, contou.

O economista explicou que o número de vagas costuma acompanhar o resultado das vendas. No ano passado, as contratações temporárias aumentaram 3,2% em relação a 2012, para atender à expansão de 5,1% das vendas. A previsão para este ano é uma elevação menor, de 3% nas vendas, com movimentação financeira de R$ 32,5 bilhões. Ele acrescentou que o melhor Natal no histórico recente foi em 2010, quando as vendas subiram 9,5% e a contratação 7,2% na comparação com 2009.

O ramo de vestuário e calçados, que em geral abre mais vagas, por causa do impacto das vendas de fim de ano, deverá responder por quase metade (48,7% do total) das contratações. Somente em dezembro, o faturamento do setor costuma crescer 90% em relação ao mês anterior, por causa do fator sazonal. “Isso acontece porque, dos segmentos do varejo, é o [ramo em que] se encontra produtos com valores unitários relativamente baixos. A pessoa que está com pouco dinheiro compra produtos de R$ 10 ou R$ 15 e consegue presentear. Mesmo em anos em que o varejo não vai bem ele se destaca”, comentou Fábio.

O segmento de hiper e supermercados, que historicamente é o maior empregador do comércio varejista, deverá ficar em segundo lugar com 26,1 mil postos temporários (18,9%). Se a estimativa se confirmar, haverá elevação de 2,7% em relação às 25,5 mil vagas temporárias criadas no fim de 2013.

==
Fonte: Agência Brasil

Proposta orçamentária estabelece mínimo de R$ 788 no próximo ano

28 de agosto de 2014 por vneto

A proposta de Lei Orçamentária Anual (LOA) entregue nesta quinta-feira (28) pelo Executivo ao Congresso fixa em R$ 788,06 o salário mínimo para o próximo ano. O valor, que serve de referência para mais de 48 milhões de pessoas, representa um aumento de 8,84% em relação ao salário atual, de R$ 724. A previsão de crescimento do PIB é de 3% – o que elevaria o total a R$ 5,7 trilhões – e a inflação estimada é de 5%.

O anúncio do novo valor foi feito pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, que entregou ao presidente do Senado, senador Renan Calheiros, um resumo do projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2015. O senador Waldemir Moka (PMDB-MS) também participou da audiência.
Os detalhes do documento serão divulgados em entrevista coletiva na sede do Ministério.

- É a regra que está estabelecida de valorização do salário mínimo – explicou a ministra, que assinalou que o presidente do Senado garantiu empenho para a aprovação da proposta até o fim do ano.
Em abril, o governo havia estimado que o salário mínimo chegaria a R$ 779,79. Na ocasião, foi entregue ao Congresso o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015 (PLN 3/2014), que define as metas e prioridades da administração pública federal e serve de base para a elaboração do Orçamento anual.

Pelas regras atuais estabelecidas pela Lei 12.382/2011, 2015 será o último ano em que será adotada a atual fórmula de correção do salário mínimo, que considera a variação da inflação do ano anterior – medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) – e a taxa de crescimento da economia de dois anos antes (Produto Interno Bruto). A regra foi aprovada pelo Congresso no início de 2011.

==

Fonte: Agência Senado

Convenção do Secovi discute crise e mercado imobiliário

27 de agosto de 2014 por vneto

Com os ventos soprando fraco no mercado da construção civil, começou nesta quarta-feira (27), em São Paulo,  a 11ª edição da Convenção Secovi, um dos maiores eventos nacionais do mercado imobiliário. Até o dia 30, economistas, autoridades, profissionais e especialistas do setor se reúnem para debater os desafios para a indústria imobiliária continuar crescendo frente às projeções pouco animadoras para a economia brasileira e o atual cenário político eleitoral.

Em entrevista coletiva na abertura do evento, o presidente da entidade, Cláudio Bernardes, previu uma redução de 25% nas vendas de imóveis residenciais novos e de queda de 20% nos lançamentos de projetos na este ano na capital paulista.

A abertura oficial contou com a participação da empresária Luiza Helena Trajano, presidente da rede Magazine Luiza; do cientista político Heni Ozi Cukier, e do diretor de Negócios do Google Brasil, Alessandro Leal, que apresentaram as perspectivas para o País.

O Sindicato aproveitou os holofotes para divulgar as propostas aos candidatos à Presidência da República. “Em cada segmento da atividade imobiliária, identificamos obstáculos que dependem de medidas do governo federal para serem superados”, diz Claudio Bernardes. “Mas não nos limitamos a levantar problemas. Apontamos soluções. Portanto, o próximo presidente terá em mãos um verdadeiro roteiro para incentivar as áreas de loteamento, incorporação, habitação econômica, turismo e hotelaria, comercialização, locação, administração de condomínios, tecnologia etc.”, emenda.

Na sequência da abertura, o painel Habitação recebe Ana Maria Castelo, da superintendência de Estatísticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que apresenta pesquisa sobre os benefícios do programa Minha Casa, Minha Vida sob as óticas financeira e social, e de que forma contribui para a redução de problemas de segurança e de saúde. Também serão abordados os fundamentos para que o País adote uma Política Nacional de Habitação.

Ainda hoje, o Fórum Urbanístico internacional discute o tema “Adensamento e Verticalização das Cidades”, com a participação de Fernando de Mello Franco, secretário municipal de Desenvolvimento Urbano de São Paulo; Carlos Leite, professor na Universidade Presbiteriana Mackenzie e professor visitante na Fundação Dom Cabral; Ricardo Yazbek, vice-presidente de Legislação Urbana do Secovi-SP, entre outros.

Programação

28/8 - O painel “Panorama do Mercado”, com uma análise aprofundada do economista Delfim Netto, abre a programação do dia.
Em seguida, a jornalista Rosana Jatobá, mestre em Gestão e Tecnologias Ambientais pela Universidade de São Paulo (USP), ancora painel sobre Sustentabilidade, no qual aborda o desempenho do mercado imobiliário em práticas sustentáveis.
Paralelamente, profissionais estrangeiros e brasileiros se encontram no Real Estate Show Case, que oferece oportunidade para fazer negócios em parceria.
À tarde, os destaques ficam por conta dos painéis Comercialização (Marco regulatório da corretagem imobiliária); Comunidades Planejadas (Urbanização de comunidades planejadas: utopia ou realidade?); e Locação (O mercado de condomínios logísticos no Brasil e tendências de desenvolvimento); Jurídico (Grandes temas em direito urbanístico, em face do novo Plano Diretor e da nova Lei de Zoneamento); e Hotelaria (O mercado hoteleiro após a Copa do Mundo).

29/8 – O painel de Incorporação, “Oportunidades dos Fundos de Investimentos Imobiliários”, apresenta o funcionamento dos FII. Simultaneamente, o de Desenvolvimento Urbano debate as formas de financiamento para produção e comercialização de lotes.
Na sequência, as peculiaridades e as oportunidades do mercado imobiliário do interior paulista serão apresentadas pelos diretores regionais do Secovi-SP de diversas cidades do Estado. Em paralelo, o “Momento Imobiliário Internacional” recebe delegações de empresários de dez países. Pela primeira vez um grupo de Dubai, Emirados Árabes, participa do evento. Executivos dos Estados Unidos, Canadá, Austrália, Panamá, Índia, Cazaquistão, Síria, Paquistão e Nigéria também marcam presença. O objetivo é estabelecer parcerias para a realização de negócios.

30/8 – Das 9h30 às 13 horas, o painel Administração de Condomínios discorre sobre como condomínios podem adotar ações sustentáveis sem abrir mão do bem-estar e dos moradores. Das 11h30 às 13h, os advogados Carlos Alexandre Cabral e João Paulo Rossi Paschoal elencam as principais dúvidas jurídicas civis e trabalhistas dos síndicos. A sessão é gratuita para síndicos e administradoras.
Ainda no sábado, visita técnica a empreendimentos diferenciados de São Paulo.

 

Norma proíbe preço diferente na compra de medicamentos

25 de agosto de 2014 por vneto

As farmácias não podem cobrar valores adicionais na venda de produtos farmacêuticos efetuada por meio do cartão de crédito. A regra foi garantida pela Advocacia-Geral da União (AGU) que comprovou, na Justiça, a validade da Portaria nº 118/1994 do Ministério da Fazenda que impede a fixação de valores diferenciados de acordo com o tipo de pagamento.

A norma foi questionada pela Associação do Comércio Farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro (Ascoferj) com o argumento de que a portaria não encontra suporte legal. Segundo a entidade, o varejo farmacêutico do RJ se submete à Lei nº 10742/2013, que criou a Câmara de Medicamentos (Cmed) com a função de regulamentar a economia do mercado. Afirmou ainda que não há legislação que proíba cobrança de preços diferentes para os diversos meios de pagamento.

A Procuradoria-Regional da União da 2ª Região (PRU2) sustentou que a Portaria criada para proteger o consumidor. Informou que o uso do cartão de crédito é uma vantagem para o comerciante e a cobrança de preços diferenciados é prática abusiva.

A AGU defendeu que a Lei nº 10.962/2004 prevê como infração atribuir ao consumidor preços distintos para o mesmo produto. Destacou também que a Cmed regula o mercado de medicamentos, mas não estipula um tabelamento oficial, pois tem como objetivo evitar abusos e prejuízo ao consumidor por conta da competição entre os laboratórios farmacêuticos.

A 27ª Vara Federal do Rio de Janeiro acolheu os argumentos apresentados pela AGU e indeferiu o pedido da associação. “A existência de uma regulação específica para o setor farmacêutico, para evitar abusos em um mercado competitivo como o dos laboratórios farmacêuticos, e assegurar a existência farmacêutica à população, não impede o controle das práticas abusivas ao consumidor pela Portaria 118/1994 do Ministério da Fazenda”, diz um trecho da decisão.

 

==

Fonte: AGU

Pagamento de 13º a aposentados coloca R$ 185 milhões na economia potiguar

25 de agosto de 2014 por vneto

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) inicia nesta segunda-feira (25) o pagamento dos segurados, referente o mês de agosto. Junto com o pagamento do mês será depositada a primeira parcela do abono, de 50% do valor do décimo terceiro salário.

Esse repasse representa recursos extra de R$ 185 milhões na economia do Rio Grande do Norte, totalizando R$ 582 milhões a 449.439 beneficiários, do total de 536.870 benefícios mantidos no estado, já que nem todos têm direito a receber o abono.

No Brasil, a folha de agosto vai pagar mais de R$ 29,3 bilhões a 31.742.351 benefícios previdenciários. Neste pagamento está incluído a metade do valor do 13º dos aposentados e pensionistas do INSS que será pago entre os dias 25 de agosto e 5 de setembro.

Os depósitos começam na segunda-feira(25) para os segurados que recebem até um salário mínimo e possuem cartão com final 1, retirando-se o dígito. Os beneficiários que recebem acima do mínimo terão seus benefícios creditados, a parir do dia 1º de setembro.

Aposentados e pensionistas, em sua maioria, receberão 50% do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro/2014. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Os segurados que estão em auxílio-doença também recebem uma parcela menor que os 50%. Como esse benefício é temporário, o INSS calcula a antecipação proporcional ao período. Por exemplo, um benefício iniciado até 16 de janeiro e ainda em vigor em agosto terá o 13º terceiro salário calculado sobre oito meses.

Não recebem
Por lei, não têm direito ao 13º salário os seguintes benefícios: amparo previdenciário do trabalhador rural, renda mensal vitalícia, amparo assistencial ao idoso e ao deficiente, auxílio-suplementar por acidente de trabalho, pensão mensal vitalícia, abono de permanência em serviço, vantagem do servidor aposentado pela autarquia empregadora e salário-família.

Não haverá desconto de Imposto de Renda nesta primeira parcela. De acordo com a legislação, o Imposto de Renda sobre o 13º só é cobrado em dezembro, quando será paga a segunda parcela da gratificação natalina.

==
Fonte: INSS/RN

Bancos dificultam pagamento antecipado de empréstimos

25 de agosto de 2014 por vneto

Clientes de bancos e financeiras estão enfrentando dificuldades para fazer o pagamento antecipado de empréstimos. A liquidação antecipada ocorre quando o cliente faz o pagamento total ou parcial da dívida antes do vencimento, com dinheiro próprio ou por transferência de recursos de outro banco para fazer a portabilidade do empréstimo. Com o pagamento antecipado, há redução proporcional dos juros.

acordo com o Banco Central (BC), somente em junho, nove clientes registraram reclamações no órgão por não terem conseguido fazer a liquidação antecipada. Além desses, 160 clientes bancários reclamaram de ter sido negada injustificadamente a portabilidade de crédito consignado. Mais 26 reclamações foram feitas relacionadas à portabilidade de operações de crédito.

Já a Associação de Consumidores Proteste recebeu 134 reclamações de consumidores relacionadas a dificuldades para quitação antecipada de débitos, nos últimos 12 meses. Por conta das reclamações dos associados, a coordenadora institucional da entidade, Maria Inês Dolci, disse que a associação decidiu entrar com duas ações na Justiça de São Paulo contra o Banco BMG e a BV Financeira pedindo indenização por danos materiais e morais coletivos aos consumidores que não conseguiram a quitação antecipada de financiamento.

“Decidimos entrar na Justiça contra essas duas instituições porque são as que mais dificultam a liquidação antecipada”, disse. Em outros casos, segundo ela, houve negociação com as instituições financeiras para resolver os problemas. “Selecionamos os dois que mais burocratizam na hora de fazer a liquidação. Eles não dão resposta ou demoram para responder, não emitem o boleto para pagamento”, disse Maria Inês.

Por meio da assessoria de imprensa, o Banco BMG informou que não foi notificado sobre a ação movida pela Proteste e que apresentará as informações à Justiça tão logo seja solicitado. “O Banco BMG esclarece que se empenha de forma incansável para oferecer o melhor atendimento e age de forma imediata para sanar quaisquer dúvidas ou pendências de seus clientes, obedecendo a legislação aplicável”, disse a instituição, em nota.

A BV Financeira também disse que não foi notificada e não tem informações sobre os casos específicos. “Gostaríamos de destacar, no entanto, que permanecemos à disposição de todos os clientes por meio de nossos canais de atendimento, a central de relacionamento no 3003 1616 (capitais e regiões metropolitanas) ou no 0800 701 8600 (demais localidades)”, informou em nota.

De acordo com a legislação, as instituições financeiras são obrigadas a fornecer, em até um dia útil, contado a partir da data da solicitação, as informações necessárias para fazer a portabilidade de crédito, como o número do contrato, o saldo devedor atualizado, taxas de juros e prazos remanescentes. Caso a instituição não preste as informações requeridas, a orientação do BC é procurar inicialmente a ouvidoria do banco, que tem até 15 dias para dar resposta.

==

Fonte: Agência Brasil

Teto do funcionalismo público deve ser aplicado para interinos de cartórios

20 de agosto de 2014 por vneto

A remuneração de interinos de cartório deve se submeter ao teto salarial dos servidores públicos que corresponde a 90,25% dos subsídios dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Esse foi o posicionamento da Advocacia-Geral da União (AGU) acatado pela 1ª Turma do STF no julgamento do Mandado de Segurança nº 29.192/DF realizado terça-feira (19/08).

A ação foi ajuizada por particular contra decisão do Corregedor Nacional da Justiça determinando que os ocupantes interinos dos cartórios deveriam se submeter ao teto salarial do serviço público. A autora tentava, ainda, permanecer à frente do cartório sem a necessidade de concurso público, alegando decadência do ato que a designou para serventia do 6º Ofício de Notas de Terezina/PI.

O ministro do STF relator do caso, Dias Toffoli, monocraticamente cassou a liminar concedida à autora da ação e negou o seguimento da ação por entender pela impossibilidade de se atribuir legitimidade à delegação de serventia extrajudicial sem prévia aprovação em concurso público. No entanto, em virtude de liminares divergentes sobre o tema o assunto foi encaminhado para apreciação da Turma.

A Advocacia-Geral defendeu a constitucionalidade da atuação no Conselho Nacional de Justiça. Para a Secretaria-Geral de Contencioso (SGCT), órgão da AGU, o Conselho Nacional de Justiça pode e deve anular atos administrativos inconstitucionais mesmo após o decurso do prazo de cinco anos. Os advogados da União apontaram que já existe, inclusive, concurso público aberto para a ocupação do cargo vago.

==

Fonte: AGU

Incorporadoras fazem promoção de imóveis em Natal

20 de agosto de 2014 por vneto

As incorporadoras Diagonal e Rossi lançaram uma nova campanha de vendas dos empreendimentos Tirol Way e Class Alonso Bezerra, em Natal (RN). Para interessados em imóveis do Tirol Way, além do desconto até 20%, as parcelas mensais ficam isentas até a emissão do Habite-se.

A previsão de conclusão do Tirol Way é para dezembro deste ano (torres Stylo e Office) e julho de 2015 (torre Residence); já o Class Alonso Bezerra é para outubro de 2015. A promoção é válida até o final de agosto.

O Tirol Way é um empreendimento misto, composto por uma torre comercial (Tirol Way Office) e outras duas residenciais (Tirol Way Stylo e Tirol Way Residence), no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Alexandrino de Alencar.

A torre Office oferece salas comerciais de 34 a 139 metros quadrados, com a proposta de reunir trabalho, compras e serviços em um espaço integrado. Já as torres residenciais apresentam opções de plantas de 59 e 98 metros quadrados, com dois ou três quartos (com suíte) e áreas de lazer privativas.

O Class Alonso Bezerra é um empreendimento de alto padrão e está sendo erguido na Rua Manoel Machado, em Petrópolis.

Municípios do RN recebem investimentos para saneamento

20 de agosto de 2014 por vneto

O ministro das Cidades, Gilberto Magalhães Occhi, participou nesta quarta-feira (20/08), da assinatura de contratos para elaboração de projetos e obras de saneamento básico nos municípios de Mossoró, Natal e Parnamirim, no estado do Rio Grande do Norte. O valor total dos contratos é de aproximadamente R$ 336 milhões do Orçamento Geral da União (OGU). A assinatura das operações possibilitará o início do processo de licitação para elaboração de projetos e execução das obras.

Para o município de Natal estão destinados R$ 142,55 milhões, sendo R$ 137,9 milhões para implantação do sistema de esgotamento sanitário e R$ 4,65 milhões para elaboração de projetos de engenharia para obras do sistema de abastecimento de água da sede municipal.

O contrato assinado para o município de Mossoró é de R$ 14,38 milhões, sendo R$ 13,8 milhões para ampliação do sistema de esgotamento sanitário da sede municipal – Bacia 2 e R$ 587,5 mil para elaboração de projetos de engenharia para implantação de esgotamento sanitário na Bacia B-08.

A obra de ampliação do sistema de esgotamento sanitário – Bacia 2 – prevê 23.054 metros de redes coletoras, uma estação elevatória, 3.245 metros de emissários de recalque, 4.921 metros de coletores tronco e 2.504 ligações domiciliares que beneficiará 14.700 habitantes.

Em Parnamirim, serão investidos R$ 186,2 milhões para ampliar o sistema de esgotamento sanitário no município. Serão construídos 420 quilômetros de rede coletora, 17 estações elevatórias, 31,2 quilômetros de emissários, 43.740 ligações prediais.

As obras beneficiarão cerca de 130.400 moradores dos bairros Emáus, Passagem de Areia, Vida Nova, Monte Castelo, Santos Reis, Rosa dos Ventos, Santa Tereza, Parque de Exposições, Vida Nova, Parque das Orquídeas, Nova Parnamirim, Boa Esperança e Vale do Sol.

Investimentos da Petrobras consolidam indústria naval

20 de agosto de 2014 por vneto

Os investimentos da Petrobras foram fundamentais para a retomada da indústria naval brasileira ao longo dos últimos 14 anos. Desde 2000, o setor apresenta crescimento de 19,5% ao ano. O dado faz parte do estudo “Ressurgimento da Indústria Naval no Brasil (2000 – 2013)”, realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e apresentado na Marintec South America – 11ª Navalshore, no Rio de Janeiro. O evento é considerado o principal encontro da indústria naval e offshore da América Latina.

O estudo do Ipea aponta que o ritmo de crescimento verificado e o volume de investimentos na indústria naval – cerca de R$150 bilhões no período de 13 anos – já consolidaram o setor. Dentre os investimentos destacados estão os realizados por três programas coordenados pela Petrobras: o Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp), o Programa de Renovação e Expansão da Frota de Embarcações de Apoio Marítimo (Prorefam) e o Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef), da subsidiária Transpetro.

Um histórico da indústria naval brasileira apresentado pelo estudo mostra o rápido crescimento da força de trabalho empregada. Após o apogeu na década de 1970, o setor entrou em declínio nos anos 80, e quase se extinguiu no início do ano 2000, quando chegou a empregar apenas 1.900 pessoas. Segundo o estudo, em março de 2013, a indústria naval empregava 71 mil trabalhadores.

Outro aspecto revelado pelo Ipea é o posicionamento da indústria naval brasileira no cenário mundial. Em três nichos do setor, o Brasil já se destaca globalmente: construção de embarcações de apoio, plataformas offshore e navios sonda.

==

Informações: Petrobras

Transações com cartão cresceram 16% no primeiro semestre

19 de agosto de 2014 por vneto

As transações com cartões de débito e de crédito movimentaram R$ 455 bilhões no primeiro semestre deste ano. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços  (Abecs), isso representou um aumento de 16,3% em comparação a igual período do ano passado.

Os cartões de crédito representaram a maior parte das transações, movimentando R$ 291 bilhões no período, o que significou aumento de 13,5%. Já a movimentação com cartões de débito somou R$ 164 bilhões, alta de 21,6%.

Por causa da Copa do Mundo, houve um aumento significativo no valor gasto com cartões de crédito por estrangeiros no país, que somou cerca de R$ 1,3 bilhão em junho. Isso significou crescimento de 55,7% em comparação a maio e de 96,9% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

De acordo com a associação, a inadimplência dos cartões de crédito vem caindo no país, saindo de 8% em junho de 2011 para 6,7% este ano, “um dos menores patamares históricos”, informou a Abecs. Até o final deste ano, a previsão da Abecs é que as transações com cartões movimentem cerca de R$ 1 trilhão.

==

Fonte: Agência Estado