Índice Geral de Preços ao consumidor tem alta de 0,31%

17 de setembro de 2014 por vneto

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços–10 (IGP-10) ficou em 0,31% este mês. No mês anterior, o indicador havia registrado queda de preços de 0,55%. Apesar do aumento em relação a agosto, o IGP-10 de setembro deste ano foi inferior ao do mesmo período do ano passado (inflação de 1,05%).

O IGP-10, que é calculado com base em preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência, acumula inflações de 2,01% no ano e 4,04% em 12 meses, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV).

A alta do índice na passagem de agosto para setembro foi provocada por avanço da taxa dos preços no atacado e no varejo. O Subíndice de Preços ao Produtor Amplo, que avalia o atacado, passou de uma deflação de 0,91% em agosto para uma inflação de 0,35% em setembro. O Subíndice de Preços ao Consumidor, que analisa o varejo, passou de 0,01% em agosto para 0,26% em setembro.

Por outro lado, o Subíndice de Custo da Construção, que analisa as variações de preços de materiais de construção e mão de obra, caiu de uma inflação de 0,45% em agosto para uma taxa de 0,15% em setembro.
==

Fonte: Agência Brasil

Oficina de trabalho discute segurança para motociclistas

12 de setembro de 2014 por vneto

O Rio Grande do Norte é o quarto estado brasileiro com o maior aumento no número de motos nos últimos 16 anos. O crescimento registrado no período de 1998 a 2014 foi de 2.101,93%, deixando o estado atrás somente do Amapá, Roraima e Pará. Na região Nordeste, RN fica em primeiro neste ranking, seguido pela Bahia com acréscimo de 2.029,63% no mesmo período. Somente no último ano, 7.555 novas motos tomaram conta das ruas do estado, segundo a Abraciclo.

Neste cenário, aumentaram também os acidentes com motociclistas. O Estado de RN é o 5ª do país com maior taxa de acidentes, de acordo com o último relatório do chamado “Mapa da Violência”, produzido pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-americanos no final de 2013.
Estes números fazem parte do trabalho que a Laquila Peças e Acessórios mostrará na região nos dias 16 e 18 de setembro durante o Workshop “Moto e Mercado” que levará a Mossoró e Natal informações relevantes e tendências deste mercado.

O enfoque do encontro desta vez envolve proteção do motociclista. “O perfil do motociclista mudou muito nos últimos anos. Antes ele comprava somente capa de chuva e capacete. Hoje, ele já pensa mais na proteção e investe em acessórios. Neste evento procuramos mostrar a importância da utilização de itens que protegem os pilotos na hora da queda e evitam implicações na pele, como queimaduras”, afirma Ricardo Theiss, palestrante da Laquila.

 

SERVIÇO

Mossoró – 16/09
Local: Hotel Villa Oeste
Horário: 19:30

Natal – 18/09

Local: Praiamar Natal Hotel & Convention
Horário: 19:30

• As palestras são abertas ao público e gratuitas.

Carga tributária brasileira reforça as desigualdades, aponta estudo do Inesc

11 de setembro de 2014 por vneto

Nos últimos anos o Brasil vem apresentando redução nas desigualdades de rendimentos medida pelo coeficiente de Gini, mas, o país ainda está entre as 15 nações que mais concentram renda no mundo. O estudo “As implicações do sistema tributário brasileiro nas desigualdades de renda”, lançado nesta quinta-feira (11) pelo Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) e Oxfam afirma que um dos motivos dessa situação é elevada regressividade da carga tributária brasileira,que tem onerado consideravelmente os mais pobres e os assalariados do país, por meio de tributos indiretos que incidem sobre o consumo.

Além disso, a pesquisa apresenta um balanço das principais medidas implementadas pelos poderes Legislativo e Executivo desde 1995 e aponta propostas para um sistema tributário mais justo, pautado por tributos diretos e progressivos, que onerem mais a renda e o patrimônio dos mais ricos.

O estudo demonstra o sistema tributário adotado no país está concentrado em tributos indiretos e cumulativos que sobrecarregam os trabalhadores/as mais pobres, uma vez que mais da metade da arrecadação provém de tributos que incidem sobre bens e serviços, havendo baixa tributação sobre a renda e o patrimônio. As pessoas mais pobres e os trabalhadores assalariados são os responsáveis por 71,38% do montante de impostos, contribuições e taxas arrecadados pelo Fundo Público no Brasil.

A pesquisa também traz um levantamento inédito que analisa a regressividade do sistema tributário brasileiro, considerando a questão da desigualdade racial e de gênero no país. O estudo demonstra que a elevação de tributos sobre produtos que compõem a cesta básica, por exemplo, onera os mais pobres, particularmente os/as negros/as. Outro dado apontado pela pesquisa é que as mulheres negras pagam proporcionalmente, em relação aos seus rendimentos, muito mais tributos do que os homens brancos.

A análise ainda demonstra que o sistema tributário adotado no Brasil está na contramão do que o utilizado pelos países desenvolvidos. Conforme dados da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), nos países socialmente mais desenvolvidos a tributação sobre o patrimônio e a renda corresponde a cerca de 2/3 da arrecadação dos tributos. Nesses países, a elevada carga tributária está associada à redução da desigualdade de renda, ao contrário do que se observa no Brasil, que possui acentuada desigualdade a despeito da sua alta carga tributária.

==
Fonte: Instituto de Estudos Socioeconômicos

Turismo mantém expectativa de expansão no terceiro trimestre

11 de setembro de 2014 por vneto

Os negócios do mercado de turismo deverão permanecer aquecidos no terceiro trimestre do ano. Depois de registrar o maior aumento de faturamento para o período de abril a junho dos últimos seis anos, 56% das empresas consultadas em pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo apostam em nova expansão no trimestre de julho a setembro.

O segmento com maiores projeções de aumento de faturamento, na comparação com o segundo trimestre, é o de parques e atrações turísticas, com sinalização positiva de 73% das empresas consultadas. As operadoras de turismo, com 60%, e as agências de viagens, com 57%, também projetam aumento de receita no terceiro trimestre de 2014. Os prognósticos do restante do setor são de estabilidade nos negócios para 23% e de redução para 21%.

O Boletim de Desempenho Econômico do Turismo mostra também que 18% do setor estima aumento no nível de emprego no terceiro trimestre, enquanto 72% prevê estabilidade no quadro de pessoal. Os setores que mais devem contratar novos funcionários são os parques e atrações turísticas e as agências de viagens.
O boletim, produzido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), se baseia em informações fornecidas por gestores de 678 empresas, com faturamento de R$ 8,2 bilhões no trimestre e quadro de 72.367 funcionários. Os segmentos pesquisados são: parques e atrações turísticas; transporte aéreo; turismo receptivo; meios de hospedagem; agências de viagens; organizadoras de eventos; e operadoras de turismo.

==
Fonte: Ministério do Turismo

Internet: Famílias perdem dinheiro ou dados por causa de crianças

9 de setembro de 2014 por vneto

Dados de uma pesquisa realizada pela Kaspersky Lab em conjunto com a B2B International mostram que 30% dos usuários de internet no Brasil já perderam dinheiro ou informações importantes por causa das atividades online de seus filhos. Este número sugere que, além do risco de encontrar ameaças virtuais, as crianças também podem causar problemas a seus pais.
No entanto, os números não são tão surpreendentes quando consideramos que 34% dos entrevistados acreditam que seus filhos sabem pouco sobre a tecnologia de computadores e 31% creem que as crianças não sabem nada de ameaças cibernéticas. Essa falta de consciência apresenta riscos para os pais que permitem que seus filhos usem seus dispositivos online. 20% dos entrevistados disseram que as crianças tinham apagado acidentalmente informações importantes, enquanto 9% afirmaram receber contas inesperadas de lojas de aplicativos depois que os jovens ficaram online. Resumindo, duas em cinco famílias no Brasil perdem dinheiro ou dados importantes por causa das ações de seus filhos.

Apesar disso, menos de um terço dos pais estão realmente alerta para o perigo: somente 26% afirmaram estar preocupados com o fato de que seus filhos podem gastar dinheiro online sem consentimento. Além disso, apenas 33% estão preocupados que seus filhos compartilhem informações confidenciais de forma indiscriminada quando estão online. Ao mesmo tempo, os pais usam vários métodos para evitar problemas e proteger as crianças contra ameaças cibernéticas.

Por exemplo, 42% alegaram controlar pessoalmente a forma como os seus filhos usam dispositivos, e 20% pediram para que seu fornecedor de Internet bloqueasse o acesso a determinados sites. Mais ainda, 41% dos pais lembram seus filhos regularmente sobre os perigos da Internet, enquanto 32% optaram por fazer amizade com seus filhos em redes sociais. É significativo que apenas 21% usem um software especializado para controlar as atividades das crianças, embora este seja um recurso conveniente disponível em muitas soluções de segurança.

“Quando os pais pensam nas atividades de seus filhos online, a sua primeira preocupação é a de protegê-los de conteúdos indesejados na web. No entanto, há um outro aspecto importante que não deve ser esquecido: os problemas que as crianças podem causar para eles. Ao aplicar o controle parental o pai não mostra desconfiança no filho; pelo contrário, esta é uma precaução sensata com o qual ele pode, entre outras coisas, proteger o seu dispositivo e os dados nele contidos. Curiosamente, a ferramenta também funciona ao contrário: filhos adultos podem usar este tipo de software para ajudar os pais mais velhos que sabem pouco sobre ameaças cibernéticas”, disse Konstantin Ignatev, gerente do Grupo de Analistas de Conteúdo Web da Kaspersky Lab.

A tecnologia permite aos pais controlar quais sites os filhos visitam e quais jogos disputam, bem como não permitem dowloads de arquivos, bloqueando o acesso a conteúdos sobre temas indesejados, impedindo a divulgação de informações confidenciais.

==
Fonte: Kaspersky Lab

Moody’s altera para negativa perspectiva sobre economia brasileira

9 de setembro de 2014 por vneto

A agência de classificação de risco Moody’s mudou a perspectiva de nota dos títulos do governo brasileiro de estável para negativa. Segundo a agência, a mudança reflete o aumento do risco de baixo crescimento contínuo e a piora nos indicadores de dívida. Esses fatores podem indicar uma redução na qualidade do crédito no Brasil, diz a Moody’s.

Ao mesmo tempo, a agência reafirmou a classificação de risco dos títulos brasileiros em Baa2, devido à resistência da economia brasileira a choques externos, garantida pelo nível de reservas internacionais.

Em outubro do ano passado, a Moody’s reduziu a perspectiva da nota da dívida soberana do Brasil de positiva para estável. Na época, a agência também manteve o rating do país em Baa2, garantindo o grau de investimento.

==
Agência Brasil

Receita libera consulta ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda

6 de setembro de 2014 por vneto

A Receita Federal libera na próxima segunda-feira (8), a partir das 9 horas, a consulta ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. Ao todo, serão contemplados 2 milhões contribuintes. No lote estão também incluídos contribuintes que caíram na malha fina entre 2008 e 2013.

O crédito bancário para 2.056.114 contribuintes será realizado no dia 15 de setembro, totalizando o valor de R$ 2,4 bilhões. Desse total, R$ 168 milhões são destinados a contribuintes idosos. Têm prioridade ainda as pessoas com alguma deficiência física, mental ou moléstia grave.

Conab realiza leilão para venda e escoamento de milho

4 de setembro de 2014 por vneto

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realiza, na quinta-feira próxima (11), mais um leilão de Prêmio Equalizador pago ao Produtor Rural (Pepro), para venda e escoamento de 1,8 milhão de toneladas de milho (safra 2013 e 2014) de produtores e cooperativas dos estados de Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul, Bahia, Maranhão e Piauí. No mês passado, foram oferecidas 2,8 milhões de t do mesmo grão, sendo negociados mais de 85% da oferta.

De acordo com o edital (Aviso 141), o participante deverá comprovar a venda para agentes como avicultores, suinocultores, bovinocultores e suas cooperativas, além de indústrias relacionadas. O produto escoado, in natura ou processado, não pode ter como destino final os estados das regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste (exceto RJ, ES e norte de MG), assim também como Bahia, Maranhão, Piauí, Sergipe, Pará, Rondônia e Tocantins. O mesmo ocorre para a venda a indústrias de alimentação.

O Pepro é um incentivo econômico oferecido pelo governo federal ao produtor rural ou a sua cooperativa que queiram vender seu produto pela diferença entre o preço mínimo e o valor equalizador arrematado no leilão. O arrematante deve escoar o produto para localidades estabelecidas no edital. A finalidade da operação é estimular a distribuição do produto em excesso numa região para outras de menor oferta.

==

Fonte: Conab

Inscrições para Programa de Estágio da Cosern terminam nesta sexta-feira

4 de setembro de 2014 por vneto

O grupo Neoenergia está com inscrições abertas para o Programa de Estágio 2014. Os interessados devem acessar o site www.cosern.com.br ou www.neoenergia.com e efetuar as inscrições até sexta-feira (05). O Grupo Neoenergia controla as distribuidoras de energia elétrica Coelba (Bahia), Celpe (Pernambuco) e Cosern (Rio Grande do Norte), além de geradoras hidrelétricas e térmicas, transmissoras e a comercializadora NC Energia. No Rio Grande do Norte, a empresa conta com 62 estagiários, sendo 50 de nível superior.

Os candidatos devem apresentar conhecimentos intermediários de inglês e do pacote Office e estar a quatro semestres do término do curso em uma dessas graduações universitárias: Administração, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Contábeis, Comunicação Social (Jornalismo), Direito, Economia, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica e Estatística.

O processo seletivo, que ocorre nos meses de setembro e outubro, é composto por análise curricular do candidato, provas online (inglês e raciocínio lógico), dinâmica de grupo e entrevistas.
Os aprovados podem firmar contrato de estágio com vigência de até dois anos. É oferecida uma bolsa de valor compatível com o mercado para o contratado, além de outros benefícios como auxílio transporte e vale alimentação ou refeição.

==
Fonte: Cosern

 

Anfavea divulga resultados da indústria automobilística em agosto

4 de setembro de 2014 por vneto

A produção da indústria automobilística, em agosto, cresceu pelo segundo mês consecutivo, de acordo com dados divulgados na quinta-feira (4), pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea.

Os 265,9 mil autoveículos fabricados em agosto apontam alta de 5,3% sobre as 252,6 mil de julho deste ano. No comparativo com o mesmo período do ano passado, quando foram fabricados 342,8 mil produtos, a indústria automobilística apresentou queda de 22,4%. No acumulado do ano a retração foi de 18%: 2,08 milhões em 2014 contra 2,54 milhões em 2013.

Na soma dos oito meses já transcorridos neste ano, o licenciamento mostrou decréscimo de 9,7% quando confrontadas as 2,23 milhões de unidades deste ano com as 2,47 milhões de 2013. As vendas em agosto deste ano, com 272,5 mil unidades, recuaram 7,6% quando comparadas com julho, que registrou 294,8 mil unidades. Já na análise com agosto de 2013 o emplacamento encolheu 17,2% – foram 329,1 mil naquele período.

Para Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, o resultado de agosto foi menor que a expectativa, pois o mercado reagiu mais em razão de questões políticas do que com a atividade econômica.

“Os recentes acontecimentos e discussões no âmbito político geraram um ambiente conturbado, com impactos na confiança dos empresários e dos consumidores e, consequentemente, na redução do fluxo nas concessionárias. Além disso, as medidas de aumento da liquidez no mercado começaram a surtir efeito apenas na última semana”.

As exportações de autoveículos fecharam agosto com 31,7 mil unidades, baixa de 7,5% frente as 34,2 mil de julho e de 50,6% em relação a agosto do ano passado. No acumulado do ano, 235,4 mil produtos saíram do País, o que significa retração de 38,1% contra as 380,5 mil de 2013.

ALE premia postos de combustíveis do interior do RN

4 de setembro de 2014 por vneto

Dois postos do interior do Rio Grande do Norte, o Pauferrense, de Pau dos Ferros; e o Imperatriz, de Madtins, foram eleitos os melhores da rede ALE Combustíveis nos meses de abril e maio.

A iniciativa faz parte do programa de fidelidade e gestão de resultados da companhia, “Clube ALE”, em que revendedores e frentistas acumulam pontos, que podem ser trocados por mais de 400 mil opções de prêmios, entre produtos e serviços.

Além disso, o projeto incentiva os profissionais a aperfeiçoar cada vez mais os serviços prestados aos clientes por meio do reconhecimento das boas práticas em atendimento e limpeza do posto.

A dedicação ao trabalho e o atendimento de qualidade prestado aos clientes foram os critérios que garantiram os títulos aos postos. A disputa envolveu cerca de 1.900 revendas da bandeira em todo o Brasil.

Os postos receberam treinamentos gratuitos, consultoria de marketing, brindes, placa de homenagem, kit de divulgação do título para exibir no ponto de venda, manutenção de imagem, além de diversas melhorias para se tornarem cada vez melhores para os seus clientes.

Segundo o sócio-proprietário do Pauferrense, Maison Rego, a premiação recebida é fruto de uma parceria de 12 anos com a ALE e da credibilidade e confiança entre as partes. Localizado no Centro da cidade, o Pauferrense oferece aos clientes, além dos produtos do portfólio da ALE, loja de conveniência Entreposto, pizzaria e restaurante. “Em breve, vamos inaugurar uma loja de pneus”, disse o Maison.

Para o proprietário do posto Imperatriz, Marcos Antônio Costa, o excelente resultado alcançado é motivo de orgulho para toda a equipe.

 

Marinha abre 738 vagas para nível técnico

4 de setembro de 2014 por vneto

Quem possui curso técnico de nível médio ou está em fase de conclusão, tem uma nova oportunidade de ingressar na Marinha do Brasil. A Diretoria de Ensino publicou nesta quarta-feira (3) edital do Corpo Auxiliar de Praças da Marinha (CAP), com 738 vagas distribuídas em 27 especialidades.

As inscrições podem ser realizadas no período de 9 de setembro a 8 de outubro de 2014, preferencialmente, pelo site www.ingressonamarinha.mar.mil.br ou em uma das Organizações Militares da Marinha, distribuídas em todo o território nacional.

As especialidades previstas para este ano são: Administração, Administração Hospitalar, Contabilidade, Desenho de Arquitetura, Desenho Mecânico, Edificações, Eletrônica, Eletrotécnica, Enfermagem, Estatística, Estruturas Navais, Geodésia e Cartografia, Gráfica, Higiene Dental, Marcenaria, Mecânica, Metalurgia, Meteorologia, Motores, Nutrição e Dietética, Patologia Clínica, Processamento de Dados, Prótese Dentária, Química, Radiologia Médica, Secretariado e Telecomunicações.

Entre os requisitos para inscrição estão: ser brasileiro nato ou naturalizado, de ambos os sexos, ter 18 anos completos e menos de 25 anos de idade (no primeiro dia do mês de janeiro de 2015), ter concluído o curso técnico de nível médio relativo à especialidade a que concorre e estar registrado no órgão fiscalizador da profissão (quando existir).
O candidato realizará provas de conhecimentos profissionais e redação e após ser aprovado em todas as etapas do concurso, será matriculado no Curso de Formação como Praça Especial, no grau hierárquico de Grumete. Após a sua aprovação no curso, em 2015, será nomeado Cabo do CAP com remuneração (soldo mais gratificações) de cerca de R$ 2.500,00.

==
SERVIÇO
Concurso Público Corpo Auxiliar de Praças
Inscrição: 9 de setembro a 8 de outubro/2014
Vagas: 738 vagas
Valor: R$ 20,00
Informações: www.ingressonamarinha.mar.mil.br

==
Fonte: Marinha do Brasil