Prefeitura de Parnamirim abre processo seletivo para técnico de enfermagem

30 de julho de 2015 por vneto

A Prefeitura de Parnamirim abriu processo seletivo simplificado para contratação temporária de técnicos de enfermagem pelo prazo de seis meses, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período. De acordo com o edital, publicado no Diário Oficial do Município (DOM), as inscrições poderão ser feitas até as 13 horas desta sexta-feira (31).

Para isso, o candidato tem de comparecer à sede da Secretaria Municipal de Saúde (Sesad), localizada na Avenida Tenente Medeiros, Centro, para preencher a ficha e entregar a documentação.

De acordo com o edital, os requisitos básicos exigidos para as inscrições são: idade mínima de 18 anos completos, ensino médio completo e ter formação completa em Curso Técnico de Enfermagem, com registro no Conselho ou Órgão Fiscalizador do Exercício da Profissão.

O processo seletivo será realizado em etapa única, compreendendo apenas e tão somente a análise curricular.
O edital deixa claro que a inscrição não pode ser feita por terceiros, nem via internet ou outro meio que não o presencial.

No total, são 40 vagas, das quais 5% destinadas a pessoas com necessidades especiais. A remuneração é de R$ 1.371 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais em regime de plantão.

Até o final do expediente de ontem a Sesad já tinha recebido 85 currículos. A expectativa é que o número de inscritos fique em torno de 200, tendo em vista informações solicitadas por telefone e através da Ouvidoria.

O processo seletivo faz parte do planejamento da prefeitura para reabertura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24 horas) de Nova Esperança, além de reforçar a assistência à população em outras unidades de urgência e emergência, como o Hospital Márcio Marinho, em Pirangi do Norte, a Maternidade Amor Divino e a UPA de Rosa dos Ventos.

O secretário municipal de Saúde, Henrique Costa, explicou que a contratação temporária foi a saída encontrada para agilizar o processo, tendo em vista que todos os técnicos de enfermagem – assim como os médicos – aprovados no último concurso público realizado pela prefeitura, foram chamados.

No caso de enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, assistentes sociais e outros profissionais da área médica, a convocação levará em conta o resultado do concurso público.
O secretário prevê que os aprovados assinem contrato até a primeira quinzena de agosto.

A rede municipal de saúde é formada hoje por três unidades de pronto-atendimento, 28 unidades básicas, 60 equipes do PSF (Programa Saúde da Família), além de outras unidades como Centro de Especialidades em Reabilitação, centros clínicos, central de regulação, Centro de Especialidades Odontológicas, pronto-socorro odontológico, laboratório de citopatologia.

No ano passado, as unidades realizaram mais de 2,4 milhões de procedimentos.

RESUMO
Técnico de Enfermagem
Vagas: 40
Inscrições: 27 a 31 de julho
Local: Avenida Tenente Medeiros – Centro

 

Lançado no Recife 3ª edicão do salão internacional de construção

30 de julho de 2015 por vneto

Em solenidade que reuniu o segmento da construção civil e o setor de acabamento e revestimento, foi lançada no Recife a terceira edição do salão Internacional da Construção.

Realizada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, a “Feicon Batimat Nordeste” será realizado de 21 a 23 de outubro, no Centro de Convenções de Olinda, Pavilhão Sul, e trará mais de 150 marcas nacionais e internacionais, além da mostra de projetos de arquitetura e decoração Decor Prime Show.

Consolidada como referência para quem busca negócios e inovações em construção, acabamento e revestimento, a Feicon Batimat Nordeste terá este ano uma área de exposição de 7 mil m², e a expectativa é receber cerca de 9 mil visitantes e compradores qualificados.

A diretora Executiva Nordeste da Reed Exhibitions Alcantara Machado ressaltou a importância da realização da Feicon Batimat para a região.

“A única região que esta crescendo hoje, no consumo de material de construção é a Região Nordeste. Estamos percebendo que as lojas de material de construção estão vendendo bem, apesar da crise, porque ao invés de trocar de apartamento as pessoas estão reformando onde moram. Então queremos aproveitar o momento para gerar negócios para os expositores e atualizar o mercado”, reforça Tatiana

Correios prepara edital de concurso público para carteiro

28 de julho de 2015 por vneto

Os Correios estão finalizando os ajustes para a publicação do edital de abertura de concurso público para preenchimento de vagas e formação de cadastro reserva para o cargo de agente de Correios, nas atividades de carteiro e operador de triagem e transbordo (OTT).

Serão cerca de 2 mil vagas com cadastro reserva para vários Estados, entre eles Bahia e Pernambuco, na região Nordeste.

Do total de vagas, 10% serão reservadas para pessoas com deficiência (PCD) e 20% para pessoas pretas e pardas (PPP).

Estão previstos para os candidatos aprovados nas provas de conhecimento a realização do teste de esforço e, posteriormente, o exame médico admissional.

O salário inicial para os operadores de triagem e transbordo, somado à gratificação (GIP), chega a R$ 1.284,00.

No caso dos carteiros, soma-se ainda o adicional de distribuição, elevando a remuneração para R$ 1.620,50.

Além disso, os admitidos terão benefícios como vale alimentação/refeição (de R$ 971,96 a R$ 1.092,48), vale-transporte, auxílio-creche ou auxílio babá, além de adicionais – de acordo com o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) – e a possibilidade de adesão ao Plano de Previdência Complementar.

 


Fonte: Correios Ascom/RN

Outro lado da crise: alta do dólar aumenta fluxo de turistas no RN

26 de julho de 2015 por vneto

Deu na coluna Notas e Comentários, da Tribuna do Norte, edição deste domingo:

De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH/RN), o fluxo de turistas no RN, no primeiro semestre deste ano, teve crescimento de 12,5% no comparativo com igual período do ano passado.

Os números estão sendo comemorados com fogos, foquetes e foguetões pelos hoteleiros, que os consideram significativos porque em junho de 2014, Natal foi invadida por mexicanos, norte-americanos italianos e uruguaios que vieram assistir aos jogos da Copa do Mundo da Fifa no estádio Arena das Dunas.

Já os números preliminares de julho mostram que a taxa de ocupação na rede hoteleira filiada ao ABIH/RN é de 75%.

O presidente da entidade, José Odécio Jr., atribui esse aumento à elevação do dólar, que inibe as viagens ao exterior.

Um outro fator que está animando o “trade” é o voo direto Natal-Buenos Aires, que colocou as belezas naturais do Rio Grande do Norte na “prateleira do mercado argentino.”

Arrecadação do Simples no RN cresce 14,5% no primeiro semestre

25 de julho de 2015 por vneto

Apesar de um cenário de estagnação econômica, o resultado da arrecadação do Simples Nacional no Rio Grande do Norte foi positivo para os primeiros seis meses do ano e apresentou avanços em relação ao mesmo intervalo do ano passado.

Os pequenos negócios, instalados no RN foram responsáveis por repassar aos cofres públicos, em junho, mais de R$ 13,9 milhões em tributos, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto Sobre Serviços (ISS).

Esse valor é 11,8% maior do que o recolhido das empresas desse segmento no mesmo mês de 2014.

Com isso, já foram mais de R$ 88,6 milhões recolhidos pelos tesouros municipais e estadual nos seis primeiros meses do ano, crescimento de 14,5% em comparação com o primeiro semestre de 2014.

Os dados da arrecadação das micro e pequenas empresas em junho foram divulgados pela Receita Federal e são referentes ao recolhimento de tributos das empresas optantes do Simples no Rio Grande do Norte. Esse regime fiscal reúne atualmente mais de 25 mil empresas no estado.

A cidade que ficou com a maior parte desse dinheiro foi Natal – R$ 2,4 milhões, seguida de Mossoró, R$ 512 mil e Parnamirim R$ 315 mil.


Fonte: Sebrae/RN

Prefeitura de Parnamirim anuncia novos cortes de despesas para garantir serviços

23 de julho de 2015 por vneto

Pela quarta vez em pouco mais de seis meses, o prefeito de Parnamirim, Maurício Marques dos Santos, reuniu o secretariado para discutir cortes de despesas para adequar os gastos da prefeitura à nova realidade da economia nacional, que tem reflexos na arrecadação de tributos e nas transferências voluntárias do governo federal para os municípios.

Entre as medidas anunciadas ao final da reunião, que durou seis horas, estão a redução de 25% nas despesas com aluguel de tratores, caçambas e automóveis, serviços terceirizados, vale-alimentação, diárias, horas-extra, energia, combustível e telefone.

Também estão suspensas a todas as licitações para contratação de obras, compra de material de expediente e locação de serviços.

Na reunião, o secretário de Tributação, José Jacaúna, apresentou dados mostrando queda na arrecadação de tributos municipais vinculados à atividade econômica,  como o ISS (Imposto Sobre Serviços), que caiu 10,45% no primeiro semestre de 2015 no comparativo com o mesmo período do ano passado, e de 9,85% no ITIV (Imposto sobre Transmissão  Intervivos), este último em função da crise no setor imobiliário.

“A situação dos municípios brasileiros é muito grave”, disse o prefeito, adiantando que as medidas de contenção de gastos são necessárias e inadiáveis para garantir a manutenção de programas sociais, das obras de pavimentação em andamento, da abertura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas) de Nova Esperança, dos programas habitacionais e de projetos inadiáveis, caso do saneamento básico.

Maurício mostrou-se confiante de que os cortes no orçamento da União, que seriam anunciados no final da tarde pela equipe econômica da presidente Dilma, não vão atingir as obras da terceira fase do esgotamento sanitário, que contempla os bairros de Nova Parnamirim, Emaús e Parque Industrial e têm recursos do Programa de Aceleração do Crescimento. Se não houver contingenciamento, a ordem de serviço será emitida no segundo semestre deste ano.

Em relação a salários, a Controladoria Geral do Município informou que a queda nos repasses do Fundo de Participação e de outros tributos compartilhados elevou os gastos com pessoal para um patamar acima do limite prudencial previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, mesmo a administração tendo dispensado mais de 300 estagiários e temporários no início do ano.

Por isso, a prefeitura decidiu acionar um mecanismo para elevar a arrecadação própria: vai mandar para o cartório de protestos os certificados da dívida ativa dos 100 maiores devedores. Hoje, a dívida ativa do município chega a R$ 288 milhões.

Repasses do Bolsa Família supera recursos do FPM

22 de julho de 2015 por vneto

Deu na coluna Notas e Comentários, da Tribuna do Norte.

O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) iniciou ontem o pagamento de julho do Bolsa Família a 351.876 famílias do Rio Grande do Norte.

Ao todo são R$ 58 milhões, dos quais R$ 6,5 milhões para Natal, onde há 45.118 famílias inscritas; R$ 2,4 milhões para Mossoró, que tem 18.145 inscritos, e R$ 1,8 milhão para os beneficiários do programa em Parnamirim.

O Bolsa Família é um dos principais programas de transferência de renda do mundo.

Um levantamento, com base no banco de dados do MDS e do Banco do Brasil, mostra que em alguns municípios potiguares o dinheiro destinado às famílias de baixa renda supera os recursos do Fundo de Participação dos Municípios repassados até agora pelo Tesouro Nacional.

Em Macaíba, por exemplo, o BF está repassando R$ 1.579.361, enquanto as duas cotas do FPM somaram R$ 1.534.801. Em João Câmara, são R$ 1.064.244 do bolsa e R$ 944.493 de FPM. Em Canguaretama são R$ 1.229.046 do Bolsa Família e R$ 944.493 de Fundo de Participação.

Detalhe: Até agora foram repassadas três cotas aos municípios – as duas normais (dias 10 e 20) e uma extra, de 0,5%, referente a uma conquista do movimento municipalista, através de emenda constitucional aprovada no ano passado.

 

Contratações do Banco do Nordeste com MPEs crescem 18%

21 de julho de 2015 por vneto

As contratações do Banco do Nordeste com micro e pequenas empresas (MPEs), utilizando recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), cresceram 18% neste primeiro semestre, em relação ao mesmo período do ano passado.

Se forem computadas todas as fontes, os valores contratados somaram R$ 1,3 bilhão.

O montante foi distribuído em mais de 33 mil operações de crédito, beneficiando 14 mil clientes.

Somente no Rio Grande do Norte, foram contratados R$ 87,05 milhões, em mais de 1,2 mil operações no âmbito do FNE.

 


Fonte: Ascom BNB

Preços de frutas e hortaliças desaceleram no mercado atacadista

20 de julho de 2015 por vneto

Os preços das principais frutas e hortaliças comercializadas no país no atacado apresentam tendência de queda, apesar desse cenário nem sempre refletir imediatamente no bolso do consumidor.

É o que aponta o 4º Boletim Prohort de Comercialização de Hortigranjeiros nas Centrais de Abastecimento (Ceasas). De acordo com o documento, divulgado nesta segunda-feira (20) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

De maneira geral há um desaceleração nos preços dos produtos analisados.

Apesar da tendência de queda, alguns produtos apresentaram alta como a cebola. O aumento que ainda pode ser percebido pelos consumidores é reflexo de uma maior oferta de cebola importada que impulsiona a alta nos preços.

O cenário no entanto deve se reverter, uma vez que a maior produção brasileira do produto acontece entre julho e agosto, aumentando a oferta da hortaliça.

Além da cebola, a batata também tem apresentado aumentos. Esta elevação se deve a uma recuperação dos preços comercializados pelo produto.

Apesar da alta, os valores praticados no mercado estão abaixo do que registrados no ano passado. Já as demais hortaliças, apresentaram queda.

A oferta de cenoura, alface e tomate está alta o que influencia na diminuição dos valores.

Frutas como laranja e banana também apresentam boa oferta o que leva os preços para baixo. A maçã apresenta estabilidade com ligeira alta em algumas regiões.

Já o mamão e melancia apresentaram alta. Questões climáticas influenciaram a produção e qualidade do produto.

No caso da melancia a maior quantidade de chuvas nas regiões produtoras foi o fator de maior relevância. Já o mamão foi influenciado pela queda nas temperaturas.

O boletim atualiza os preços médios das principais frutas e hortaliças comercializadas nas Ceasas, além de explicar o comportamento do mercado, as origens dos produtos, sua localização conforme as bacias hidrográficas e séries históricas para as culturas produtivas.

O levantamento é feito considera o preço da maioria dos entrepostos localizados nas regiões do país, com destaque para frutas e hortaliças nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Paraná.

 

Fonte: Conab

Financiamentos de veículos somam 36,6 mil unidades no RN no 1º semestre

17 de julho de 2015 por vneto

O financiamento de veículos no Rio Grande do Norte atingiu 36.690 unidades no primeiro semestre, entre novos e usados.

O volume representa queda de 6,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados incluem automóveis leves, motos e veículos pesados.

O levantamento é da Unidade de Financiamentos da Cetip, que opera o maior banco de dados privado de informações sobre financiamentos de veículos do país, o Sistema Nacional de Gravames (SNG).

As vendas financiadas de automóveis leves superaram os números dos outros modelos de veículos novos e usados e representaram 72% do total financiado no estado nos primeiros seis meses do ano, com 26.596 unidades.

No período também foram financiados no estado 9.376 motos e 711 pesados.

Considerando apenas o mês de junho, ao somar 4.190 automóveis leves financiados, o Rio Grande do Norte ultrapassou o Piauí e a Paraíba e passou a ocupar a quinta posição no ranking de financiamentos de autos leves da região Nordeste.

No total, foram financiados 5.635 veículos novos e usados em junho, queda de 1,7% em relação a maio e de 2,5% na comparação com junho de 2014.

No Nordeste foram realizados 515.121 financiamentos no primeiro semestre do ano. Desse total, foram financiadas 167.290 motos na região, que se manteve na liderança nos financiamentos de motos em todo o Brasil, superando inclusive o Sudeste, que concentra o maior volume total de vendas a crédito de veículos.

No Brasil, os veículos financiados somaram 2.712.050 unidades no primeiro semestre do ano, entre automóveis leves, motocicletas, pesados e outros. Desse total, 1.216.449 foram de veículos novos e 1.495.601 foram de usados.

Governo nega suspensão do Minha Casa para famílias de baixa renda

17 de julho de 2015 por vneto

O Ministério das Cidades negou hoje que o governo tenha mandado suspender a concessão de financiamentos do Programa Minha Casa Minha Vida para famílias que ganham até R$ 1,6 mil por mês.

Em nota, a pasta informou que as contratações nessa faixa não começaram em 2015 porque a terceira fase do programa não está em vigor.

Segundo o ministério, assim que a nova fase do programa habitacional for lançada, os financiamentos para as famílias de menor renda serão retomados.

A pasta não informou a data, mas disse que a terceira etapa do Minha Casa será lançada em breve, com a meta de contratar mais 3 milhões de unidades até 2018.

De acordo com a pasta, o número de unidades contratadas desde a criação do programa, em 2009, superou a meta anunciada e existem mais de 1 milhão de imóveis em construção, dos quais a maior parte atende as famílias de menor poder aquisitivo.

Até agora, o programa habitacional contratou pouco mais de 3,75 milhões de unidades, das quais 2,3 milhões foram entregues e 400 mil estão prontas para a entrega, mas fase final de trâmites burocráticos.


Fonte: Agência Brasil

Governo autoriza deságio de 13% no preço do milho na região da Sudene

17 de julho de 2015 por vneto

A presidente Dilma Rousseff, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), autorizou, nesta sexta-feira (17), o deságio de 13% no valor do preço de mercado para o programa de venda de milho em balcão para a região da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

O preço de venda será definido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com base nas cotações locais do produto, no limite mensal de seis toneladas por criador. O preço médio de mercado da saca de 60 quilos do milho está em R$ 39. Com o deságio, estima-se que o valor fique em R$ 33,90.

A medida foi determinada em apoio aos pequenos agricultores atingidos pela seca na região da Sudene, que já dura quatro anos. A venda visa a garantir que pequenos criadores possam alimentar seus rebanhos.

“É um longo tempo de sofrimento com a seca”, disse a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, ao destacar que o governo fez o máximo dentro da norma técnica que estabelece o teto de 5% por ano para o cálculo do deságio e mais um percentual para a mobilidade do produtor. “Mais pudéssemos, mais faríamos”, acrescentou a ministra, ao salientar a importância da medida.

O pleito foi apresentado à ministra na última terça-feira (14) por deputados e senadores da bancada do Rio Grande do Norte, que pediram a medida em nome de toda a bancada do Nordeste. Durante reunião, no Mapa, a ministra solicitou que a área técnica analisasse os mecanismos disponíveis para atender à demanda dos parlamentares.

Em abril, Kátia Abreu já havia autorizado a venda de 100 mil toneladas de milho dos estoques públicos para o programa de venda em balcão na região da Sudene, que compreende nove estados nordestinos, o extremo norte de Minas Gerais, Vale do Jequitinhonha e o norte do Espírito Santo. A medida foi aprovada pelo Conselho Interministerial de Estoques Públicos de Alimentos (Ciep).


Fonte: Ascom Mapa