Municípios recebem na Quarta-feira de Cinzas melhor primeira cota do FPM dos últimos 12 meses

4 de fevereiro de 2016 por vneto

O Tesouro Nacional deposita na Quarta-feira de Cinzas (10) a primeira cota do Fundo de Participação (FPM) de fevereiro.

O fator de correção foi divulgado no meio da tarde desta quinta-feira: 2,0081.

Em valores brutos, os municípios de menor porte populacional, coeficiente 0.6, vão receber R$ 538 mil.

É a melhor primeira cota do FPM desde fevereiro do ano passado, quando os 0.6 receberam R$ 491,9 mil.

E os R$ 491,9 mil, corrigidos pela inflação do período, representam hoje algo em torno de R$ 544 mil.

De acordo com previsão dos técnicos do Tesouro Nacional, os repasses do FPM de fevereiro/2016 serão 26% maiores que os de janeiro, e 4,1% (em valores nominais, sem a inflação do período) no comparativo com fevereiro do ano passado.

Num grupo Zap formado por prefeitos e secretários municipais, as reações à primeira cota foram de cautela.

Quase uníssonos previam repasses modestos nas duas seguintes, que serão depositadas até o final do mês.

Motivos para manter o freio de mão puxado não faltam.

No mesmo dia da divulgação do fator de multiplicação da primeira parcela de fevereiro, a indústria automotiva divulgava números preocupantes.

O licenciamento de veiculos registrou retração de 38,8% em janeiro, com a venda de 155,3 mil unidades em janeiro deste ano. Em igual mês do ano passado, foram comercializadas 253,8 mil.

Na comparação com o mês de dezembro, quando foram vendidos 227,8 mil veículos, houve queda de 31,8%.

A venda de veículos é quem dá sustança ao IPI, um dos pilares do fundo de participação.

Franchising faz balanço do maior congresso do varejo mundial e apresenta tendências

4 de fevereiro de 2016 por vneto

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) realiza depois do Carnaval (dia 15) o Pós-NRF ABF.

Reunindo especialistas em franchising e varejo, o evento tem o objetivo de fazer uma síntese dos principais pontos debatidos durante a 105ª edição do maior evento do varejo mundial.

O encontro anual promovido pela entidade oficial do setor nos Estados Unidos, a National Retail Federation (NRF), em Nova Iorque, reuniu em janeiro deste ano mais de 33 mil visitantes de 80 países, além de 560 expositores na Feira de Tecnologia e Serviços.

Ao todo, foram 300 palestrantes, em 150 painéis, durante quatro dias.

Dentre os temas que emergiram no encontro da NRF destacam-se estratégias de gestão de marca, a ascensão da economia colaborativa, o poder do consumo feminino, o desenvolvimento do e-commerce e cases de estratégias de omnichannel (multicanal de distribuição).

A integração cada vez maior entre os meios digitais e físicos, a internacionalização de empresas e a busca por capilaridade foram assuntos que mantiveram a relevância de anos anteriores.

Já o Brasil marcou presença com um painel que discutiu os impactos e oportunidades dos Jogos Olímpicos e da Copa do Mundo no varejo nacional.

O programa do Pós-NRF inclui apresentação de dados, informações, insights e o que de mais importante o Grupo ABF vivenciou não apenas no evento da NRF em si, mas também em visitas técnicas e no Harvard Club.

Participam do evento Cristina Franco, presidente da ABF; Altino Cristofoletti Junior, vice-presidente, Juarez Leão, diretor de treinamento cursos e eventos, André Friedheim, diretor internacional, Adir Ribeiro, presidente da consultoria Praxis Business, Eduardo Terra, presidente da SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) e Alberto Serrentino, CEO da Varese Retail.

Diz Cristina:

“Uma das constatações que trouxemos do NRF Big Show é a de que o Brasil permanece sendo um mercado atraente para os investidores internacionais. Além do fato de sermos um país continental, pacífico, com cerca de 220 milhões de habitantes, passamos por um período de queda do preço dos ativos e de desvalorização cambial. Portanto, é fundamental que as empresas franqueadoras saibam quais as melhores estratégias, as tendências no varejo e busquem estar à frente no mercado. Este evento é uma excelente oportunidade para se posicionar nesse sentido.”

O vice-presidente da ABF, Altino Cristofoletti Junior, reforça:

“Mais uma vez, tivemos a oportunidade de conhecer o que há de mais inovador no varejo mundial, em diferentes estágios de implantação e maturação. Certamente, muitas das estratégias apresentadas têm aplicação à realidade brasileira, ainda mais em um momento de adversidade”.

O Pós-NRF ABF será transmitido na íntegra ao vivo pela internet no site www.abf.com.br a partir das 9 horas.

 

Imposto de Renda começa em março: veja as novidades

4 de fevereiro de 2016 por vneto

No dia 1º de março terá início o período para entrega da DIRPF – Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda – Exercício 2016- Ano base 2015 e já foram anunciados os dados para elaborar a declaração este ano.

Para o diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos, é interessante que as pessoas se preparem com antecedência para declarar, já procurando e separando os documentos necessários.

“Quanto mais preparado o contribuinte estiver melhor, já que os primeiros dias são os mais interessantes para o envio e isso por dois motivos: quem entrega o material com antecedência receberá sua restituição antes, além disso, em caso de problemas, o contribuinte terá tempo para resolvê-los, evitando a necessidade de realizar uma declaração retificadora, depois do prazo de entrega, que será 29 de abril”, alerta.

Apesar de a Receita não ter liberado o programa para entrega e as novidades para 2016, veja os principais pontos relacionados ao tema selecionados pelo diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos:

Rascunho é forma de se antecipar
Enquanto o programa para elaboração e entrega do imposto de renda para 2016 ainda não é liberado pela Receita Federal, já está disponibilizado o Rascunho do Imposto de Renda (http://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/ATSDR/IRPFRascunho/index.asp), um aplicativo para que o contribuinte já possa começar a elaborar um rascunho da declaração IRPF 2016. Com ele é possível inserir as informações tributárias que possuírem, para facilitarem a preenchimento do documento. Com isso, a partir de agora, quem declara o imposto de renda poderá preencher a declaração à medida que os fatos acontecerem.

“A novidade é bastante interessante, pois, quem gosta de se anteceder poderá já preencher a declaração com os lançamentos, simulando o preenchimento no programa gerador da declaração IRPF (PGD IRPF 2016), que será liberado para os contribuintes só em março de 2016. Lembrando que as informações do Rascunho IRPF poderão ser utilizadas para a declaração de 2016, com uma simples importação de dados”, explica o o diretor da Confirp, Richard Domingos.

O aplicativo da Receita Federal pode ser instalado nos microcomputadores ou nos dispositivos móveis, como smartphone e tablets por meio do novo APP IRPF.

“Essa novidade reforça o que sempre informamos aos nossos clientes, de que a declaração não deve ser feita apenas quando abre o período de entrega, mas sim durante todo ano, já possibilitando que se tenha uma prévia de qual melhor tipo de declaração a ser enviada e dos dados a serem inseridos”, explica Domingos.

Quem está obrigado a declarar

a) Está obrigado a declarar em 2016 quem recebeu rendimentos tributáveis (no ano de 2015) cuja soma foi superior a R$ 28.123,91
b) Na atividade rural, está “obrigado a declarar” quem obteve receita bruta em valor superior a R$ 140.619,55 (em 2015);
c) Está obrigado a declarar quem recebeu rendimento isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil;
d) Está obrigado a declarar quem teve, em 31/12/2015, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil

Principais erros
1. Lançar valores na ficha de rendimentos tributáveis diferentes daqueles relacionados nos informes de rendimento [Rendimento tributável, Imposto Retido, etc];
2. Lançar valores de rendimentos tributados exclusivamente na fonte na ficha de rendimentos tributados;
3. Não preencher a ficha de ganhos de capital no caso de alienações de bens e direitos;
4. Não preencher a ficha de ganhos de renda variável se o contribuinte operou em bolsa de valores;
5. Não relacionar nas fichas de rendimentos tributáveis, não tributáveis e exclusivos na fonte de dependentes de sua declaração;
6. Não relacionar nas fichas de bens e direitos, dívidas e ônus, ganho de capital, renda variável valores referentes a dependentes de sua declaração;
7. Não relacionar valores de alugueis recebidos de pessoa física na ficha de recebimento de pessoa física;
8. Não abater comissões e despesas relacionadas a alugueis recebidos na ficha de rendimentos recebidos de pessoas físicas;

….
Fonte: Confirp Contabilidade

Governo do Estado paga R$ 2,3 milhões em Garantia Safra

3 de fevereiro de 2016 por vneto

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape) pagou em janeiro a contrapartida do Garantia Safra 2014/2015 para a região II.

Foram repassados R$ 2,36 milhões aos 65 municípios que compõem a área.

Com o pagamento de R$ 2,75 em novembro do ano passado para os agricultores da região I, o investimento total do Executivo no Garantia Safra 2014/2015 ultrapassa R$ 5,1 milhões.

Estima-se um impacto de R$ 46,9 milhões na economia dos municípios das duas regiões.

Na primeira etapa, 30.893 agricultores de 86 municípios pertencentes à região I receberam o benefício.

Para a safra 2015/2016 o Governo do Estado já garantiu 65 mil cotas de agricultores para o programa.

..
Fonte: Assessoria Sape/RN

Um janeiro para renovar as esperanças do sertanejo

2 de fevereiro de 2016 por vneto

Tudo bem que uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Meteorologia não é ciência exata, especialmente no Nordeste, onde as teorias sobre clima vão sendo modificadas ano após ano.

Mas uma dose de otimismo não faz mal a ninguém.

Tudo isso para dizer que o primeiro mês de 2016 foi o mais chuvoso desde 2011, último ano de inverno no Rio Grande do Norte.

No balanço final, 2011 teve 140 municípios classificados numa zona de conforto que caracterizam os anos de bom inverno no sertão potiguar. Foram 125 na condição “muito chuvoso”, 14 “chuvoso” e 1 “normal”.

Já em 2016, segundo a Emparn, foram 86 “muito chuvoso”, 45 “chuvoso” e 5 “normal”, totalizando 136.

Uma façanha tendo em vista as previsões catastróficas para o Semiárido em ano sob domínio de El Niño, “o mais rigoroso desde 1996.”

No ano passado, a esta altura do campeonato, tínhamos 27 na classificação “normal”, 4 “chuvoso” e nenhum “muito chuvoso”. Em compensação, 107 estavam na condição “seco e muito seco”

As chuvas de agora, é bom deixar claro, são uma cortesia dos vórtices ciclônicos – como foram às de 2011 – e não da Zona de Convergência Intertropical, que caracteriza a chegada de uma estação chuvosa mais duradora e regular.

Inverno………………

SAIBA MAIS

Vórtice Ciclônico
É um dos principais sistemas meteorológicos que provocam alterações no tempo no Nordeste do Brasil. Os vórtices deslocam-se lentamente do oceano para o continente e vice-versa. É observado com máxima freqüência no mês de janeiro. Uns duram apenas algumas horas, enquanto outros mais de duas semanas.

Zona de Convergência
A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é um dos mais importantes sistemas meteorológicos tropicais e caracteriza-se por ser uma banda de baixa pressão e convergência (encontro) dos ventos alísios (ventos gerados pela rotação da terra e que chegam a ocupar 1/3 da superfície do planeta, soprando de NE no hemisfério norte e de SE no hemisfério sul) em baixos níveis, ou seja, próximo a superfície, ao longo da faixa equatorial. Provoca chuvas no sertão nordestino.

..
Fonte: Anita Meteorologia e InfoEscola

Cosern faz doação LED para consumidores inscritos no Tarifa Social

1 de fevereiro de 2016 por vneto

Os consumidores residenciais de baixa renda que comparecerem ao caminhão da Caravana de Serviços Cosern nas Comunidades instalado em São Gonçalo do Amarante de 02 a 04 de fevereiro poderão ser contemplados com três lâmpadas LED, desde que atendam aos requisitos necessários.

A ação faz parte do Programa de Eficiência Energética da Cosern, regulado pela ANEEL.

A unidade móvel onde acontecem as ações da caravana está instalada na Praça Dinarte Mariz, Centro da cidade, ao lado da Igreja Matriz. O horário de atendimento ocorre das 8h00 às 17h00.

Estão aptos a receber as lâmpadas os usuários que estejam com as contas de energia em dia e não tenham participado de outra ação de doação de lâmpadas nos últimos três anos.
Para isto, será necessário ter Tarifa Social de Energia Elétrica, levar a copia da última conta de energia, CPF e um documento com foto.

Além das lâmpadas, os consumidores também receberão kits contendo jogos educativos e cartilhas informativas com orientações sobre o uso seguro e eficiente da energia elétrica e iluminação pública.

Poderão ainda atualizar o cadastro, autorizar o débito automático da conta de energia e, os consumidores que atenderem aos critérios estabelecidos pelo governo federal para inscrição na Tarifa Social de Energia Elétrica, poderão atualizar o cadastro e solicitar o desconto na conta de energia.


Fonte: Cosern

Marca potiguar transforma kombi em loja itinerante

1 de fevereiro de 2016 por vneto

Uma marca descolada tinha de inovar também na maneira de vender. Com essa a nova aposta, a grife potiguar “Sem Etiqueta” começa a circular pelas ruas de Natal a primeira loja itinerante de camisetas da capital. É a “Kombi Store” da Sem Etiqueta, que a cada semana vai estacionar em um ponto diferente da cidade.

A ideia da loja itinerante é do criador da marca, o empreendedor e turismólogo Raoni Fernandes. Ele explica que as pessoas sempre reclamavam da falta de uma sede da Sem Etiqueta, cujas vendas se iniciaram através do WhatsApp.

“A galera cobrava, mas a marca não combina com uma loja fixa. Então, acabamos criando uma física, porém itinerante”.

O destino da Kombi da Sem Etiqueta vai ser anunciado sempre pelas redes sociais, através dos perfis oficiais no Instagram (@semetiquetabr) e no Facebook (facebook.com/semetiquetacamisaria). A loja itinerante é uma opção para quem mora na capital, mas não quer pagar frente nem esperar pelos Correios.

A Kombi foi ilustrada pela turma do @ilustraemcasa, que também são inovadores potiguares. Entre o desenvolvimento do projeto e a execução, foram vinte dias de trabalho. As ilustrações são inspiradas no conceito da marca e foram feitas à mão, com caneta posca.

“Pra gente, foi um desafio, porque estamos acostumados a ilustrar paredes. Foi a primeira vez que fizemos numa kombi”, diz Theo, um dos ilustradores.

Raoni conta que o conceito da marca, desde a inauguração, se baseia em três eixos conceituais: a defesa de pautas progressistas, como o combate ao machismo, à homofonia e ao racismo, entre outras; referências a personalidades consagradas da música, literatura e política; e o resgate de elementos do cotidiano natalense.

Uma das estampas que fez mais sucesso, caindo no gosto da galera, foi a do “Galado”. Mas tem também a do “Alecrim, Cidade, Ribeira, Aceita Vale” e, ainda, outra que mistura três paixões da juventude natalense: “Reggae, Surf e Camarão na Brasa”.

Já “De que lado mora o seu preconceito?” tem uma mensagem provocativa, colocando o dedo na ferida da discriminação de parcelas da sociedade contra a Zona Norte.

Franchising brasileiro tem crescimento de 8,3% em 2015

1 de fevereiro de 2016 por vneto

Mesmo em um período de retração econômica, o segmento de alimentação no mercado de franquias registrou crescimento de 8,3% no faturamento em 2015, segundo a pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) em coletiva de imprensa realizada no último dia 29 de janeiro.

Conforme o estudo, o setor continua sendo um dos mais consolidados no franchising, ocupando o quarto lugar do ranking em receita. Além das tradicionais promoções, a inovação do cardápio foi um dos fatores que garantiram este excelente desempenho.

Um exemplo desse movimento é o h3, rede especializada em hambúrgueres, que oferece comida de Chef nas praças de alimentação.

De acordo com o balanço da marca, o h3 registrou aumento de 20% em número de unidades, alcançando 17 operações, e um faturamento de R$ 27 milhões de reais.

Outra aposta é a Patroni – rede de franquia de pizzas, carnes e massas – que fechou 2015 com faturamento de R$ 335 milhões e 192 unidades.

Para este ano, a marca planeja um crescimento de 20% em número de unidades, o equivalente ao fechamento de 40 novos contratos. O foco principal é expandir por meio das operações Expresso, um modelo mais enxuto com investimento inicial a partir de R$ 150 mil.

Segundo o balanço, o setor de franquias atingiu o faturamento de R$ 139,59 bilhões, representando um crescimento de 8,3%.

Fonte: Economídia

Artigo: Qual o melhor investimento para o período de crise?

28 de janeiro de 2016 por vneto

“Em que tipo de aplicação eu devo investir?” Essa pergunta é uma das mais frequentes por onde quer que eu passe, principalmente, por passarmos por um período de crise, onde os anseios são muito grandes.

Como resposta, sempre falo que não existe uma fórmula exata, reforçando que o mais importante é saber por que se vai investir, isto é, quais os objetivos que dará para o dinheiro e como se montará uma estratégia para que se poupe dinheiro para esse investimento.

O grande erro que observo hoje é a ideia de poupar por poupar, já que dinheiro sem finalidade, na maior parte das vezes, é dinheiro perdido. Assim, uma reflexão sobre o papel do investimento é imprescindível. Posterior a essa resposta, chegamos, finalmente, à outra questão: onde investir?

No mercado financeiro, existem diversas opções de aplicação em ativos financeiros com riscos diferentes, variando de aplicações de baixo risco, como, por exemplo, a caderneta de poupança, até investimentos de alto risco, como a aquisição de ações na bolsa de valores. Assim, procure sempre um especialista ou um educador financeiro para orientá-lo nas decisões de aplicações, visando mantê-la de forma segura e rentável.

Para auxiliar nessas escolhas, preparei algumas orientações sobre o tema, reforçando que sempre se deve poupar e investir com um sonho ou objetivo atrelado:

Como e quando o capital poupado será aplicado? É preciso definir como e quando o capital poupado será utilizado no futuro. Esta decisão será importante na escolha do tipo de aplicação em ativos financeiros para proteger a poupança. Para tanto, siga as orientações apresentadas para a preparação do plano de investimentos.

Por quanto tempo o investimento deverá ser aplicado? Além de elaborar o plano de aplicação, é necessário definir o momento (data) do resgate de cada ativo financeiro escolhido, em conformidade com o cronograma de aplicação dos recursos poupados, para serem investidos no alcance dos objetivos desejados para o negócio. A determinação do período de tempo de cada aplicação é importante no momento da escolha dos ativos financeiros. Quanto maior for esse período, normalmente, maior será a rentabilidade e menor a incidência de tributos.

Qual risco da aplicação? De forma geral, o risco de uma aplicação financeira é diretamente proporcional à rentabilidade desejada pelo empreendedor, ou seja, quanto maior o retorno estimado pelo tipo de aplicação escolhida, maior será o risco. O risco da aplicação significa que o empreendedor poderá não conseguir o retorno prometido ou mesmo perder uma parcela do montante aplicado. Para tanto, é importante conhecer muito bem os atributos de cada aplicação, tais como o nível de risco, retorno, o tempo de aplicação, os tributos e outras despesas que serão cobradas, como, por exemplo, a taxa de administração exigida por fundos de investimentos, tendo em vista que poderão comprometer a rentabilidade dos investimentos. É bom lembrar sempre que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

Onde investir? Onde investir o dinheiro poupado é sempre uma decisão difícil, devido à grande quantidade de opções de ativos financeiros existentes no mercado. Mas, indubitavelmente, sempre há ótimas opções de investimento. A seguir são apresentadas as principais alternativas:

Fundos Referenciados DI
São fundos de investimento em títulos públicos, com rendimento vinculado ao CDI – Certificado de Depósito Interbancário. Os fundos DI têm rendimento diário e permitem resgates de recursos a qualquer momento.

Fundos de curto prazo
Este tipo de fundo investe em títulos de renda fixa de curto prazo, emitidos pelo governo. Sua rentabilidade está também vinculada ao CDI (taxa de juros interbancários).

Fundo de Investimento
É um tipo de aplicação financeira em que o aplicador adquire cotas do patrimônio de um fundo administrado por uma instituição financeira. O valor da cota é recalculado diariamente. A remuneração varia de acordo com os rendimentos dos ativos financeiros que compõem o fundo. Não há, geralmente, garantia de que o valor resgatado será superior ao valor aplicado. Todas as características de um fundo devem constar em seu regulamento. Tem como objetivo reunir recursos financeiros de um grupo de pessoas, físicas ou jurídicas, visando a sua aplicação em ativos financeiros de propriedade de todos os investidores e as despesas, bem como os retornos são divididos na proporção dos investimentos realizados.

Caderneta de Poupança
É o investimento mais simples, seguro e popular entre investidores. Seu rendimento, mensal ou trimestral, é fixado pelo Banco Central, sendo igual em todas as instituições financeiras que operam com esse tipo de aplicação.

CDB
Certificado de Depósito Bancário e RDB – Recibos de Depósito Bancário – o CDB e o RDB são títulos de renda fixa que pagam, em períodos definidos, uma remuneração ao investidor e que representa uma promessa de pagamento futuro do valor investido mais uma taxa negociada no momento da aplicação. A diferença entre o CDB e o RDB é que o CDB pode ser negociado por meio de transferência. O RDB é inegociável e intransferível.

Títulos públicos
São aplicações que rendem juros prefixados, pós-fixados e mistos. Alguns títulos públicos são remunerados pela correção cambial, enquanto outros são corrigidos por índices de inflação, atualizados pela taxa SELIC (fixada pelo Comitê de Política Monetária – COPOM, do Banco Central do Brasil).

Ações
Investir na aquisição de ações significa adquirir uma fração do patrimônio de uma empresa e tornar-se sócio. A valorização das ações, normalmente, acompanha os resultados da empresa. Se forem bons, o valor da ação tende a subir, ao contrário, ocorrerá uma desvalorização desse ativo financeiro.

Letras de Crédito Imobiliário (LCI)
É um ativo financeiro de renda fixa garantido por um bem imóvel e que rende aos aplicadores juros e atualização monetária.

Todas essas linhas de investimentos possuem seus pontos negativos e positivos que dependerão da situação e objetivo do investidor. Mas o melhor caminho para quem decide mudar de vida para se tornar um poupador é buscar educação financeira antes de qualquer ação.

…..
Reinaldo Domingos, mestre em educação financeira e presidente da Associação Brasileira de Educação Financeira, da DSOP Educação Financeira autor de diversos livros sobre o tema.

Projeção da Seplan/RN indica aumento no repasse do ICMS de fevereiro

27 de janeiro de 2016 por vneto

Ufa! ainda bem!

Projeção da Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan/RN) indica que os cinco municípios no topo do ranking – Natal, Guamaré, Mossoró, Parnamirim e São Gonçalo – vão receber, em média, 29,9% a mais de ICMS em fevereiro.

No total serão R$ 66,8 milhões, de um total de R$ 120,3 milhões previstos.

Em fevereiro do ano passado, foram repassados para os 167 municípios, R$ 90,4 milhões.

O cálculo leva em conta  valores brutos, isto é, não contabilizam a correção monetária do período.

Assim, a previsão é de que Natal irá receber R$ 30,4 milhões, aumento de 30,5% em relação a fevereiro de 2015.

Na mesma toada está Guamaré, segundo colocado no ranking: R$ 13,3 milhões, 30,4% a mais.

Em Mossoró, R$ 10,7 milhões, 23,1% a mais

Em Parnamirim, com nova alíquota em vigor desde o dia 1° de janeiro, R$ 8,0 milhões, aumento de 45,5% em relação a igual período do ano passado.

Em São Gonçalo, R$ 4,4 milhões, 20,2% a mais.

O ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias, Serviços e Bens – é o principal termômetro da economia estadual.

Lembra de uma reportagem da TRIBUNA DO NORTE, em outubro do ano passado, sobre os municípios eólicos (LEIA AQUI) que vão iriam “bombar” no rateio do tributo em 2016?

A previsão é de que Bodó, uma dessas cidades onde foram instalados parques eólicos em 2013/2014, vai receber em fevereiro deste ano R$ 599,2 mil de ICMS, quatro vezes e meia mais do que recebeu em fevereiro de 2015.

Em Parazinho,  R$ 434,6 mil em 2016, ante os R$ 163,9 mil no ano anterior.

Santana do Matos, outra cidade eólica, receberá R$ 644,1 mil segundo projeção da Seplan. Em fevereiro do ano passado foram R$ 269,1 mil, 146% a mais agora.

Em Tempo
O Tesouro Nacional divulgou hoje o fator de multiplicação da última cota do FPM de janeiro, que será depositada nesta sexta-feira (29).

O mês fecha com queda de 13% em relação a janeiro de 2015. O Tesouro previa (-15,7%).

Governo vai vender até 500 mil toneladas de milho dos estoques públicos

25 de janeiro de 2016 por vneto

O Ministério da Agricultura publicou no Diário Oficial da União desta segunda-feira (25), resolução em que autoriza a venda de até 500 mil toneladas de milho dos estoques públicos.

A comercialização, por meio de leilão, foi aprovada pelo Conselho Interministerial de Estoques Públicos de Alimentos (CIEP), formado pelo Mapa, ministérios da Fazenda, Desenvolvimento Agrário e Casa Civil.

Na resolução, o governo informa que o Preço de Liberação de Estoques (PLE) de milho é de R$ 17,50 por saca de 60 kg em Mato Grosso, estado que concentra 95% do estoque público do grão.

O valor define o parâmetro de intervenção do governo federal na venda de estoques.

Vale lembrar que o preço de abertura do leilão só será divulgado dois dias antes do certame.

De acordo com a Política de Garantia de Preço Mínimo (PGPM), o governo federal tem autonomia para vender estoques públicos quando o preço de mercado está acima do Preço de Liberação de Estoque. Na maior parte do país, o valor da saca de milho está acima dos R$ 17,50 fixados pelo Ciep.

No município de Sapezal (MT), por exemplo, que fica numa região de grande produção do cereal, a saca está sendo negociada a R$ 23.

Na última sexta-feira (22), a Conab divulgou que o primeiro leilão de 150 mil toneladas de milho por meio de leilão eletrônico, no dia 1º de fevereiro.

O produto é destinado a criadores de aves, suínos e bovinos, além de cooperativas e indústrias de insumo para ração animal e indústrias de alimentação humana à base do cereal. As informações detalhadas estão disponíveis no edital da companhia.

As demais 350 mil toneladas serão leiloadas ainda nesta entressafra, de acordo com o ministro interino da Agricultura, André Nassar.

Fonte: Mapa

Chuvas fazem a festa no interior e despejam 10 bilhões de litros na Barragem do Açu

23 de janeiro de 2016 por vneto

Olha só que notícia boa.

Desde que o tal do vórtice ciclônico assumiu o comando do tempo, trazendo umidade do oceano para o continente, as chuvas voltaram ao interior do Rio Grande do Norte.

Nas redes sociais são comuns relatos com riqueza de detalhes. Não só sobre a chuva em si, mas a intensidade dela em tempo real.

Em Caicó, uns 120 milímetros de uma pancada só. Água correndo nas ruas, nos rios e nos riachos, invadindo casas e unidades de saúde.

No acumulado do ano – 1º a 22 de janeiro – a Emparn registra:

243,8 em Canguaretama; 239 em Martins; 222,9 em Espírito Santo; 210 em Portalegre; 202,9 em Tibau; 201 em Senador Georgino Avelino.

E por aí vai…

Porto do Mangue (182,7), Olho D’água dos Borges (180,7), Itaú (180), Venha-Ver (171), Major Sales (170).

Em Porto do Mangue, no ano passado, choveu apenas 215.1 milímetros. Em 2014 foram 284,8. Em 2013  o município nem apareceu no radar da Emparn.

Na manhã deste sábado a melhor das informações: o volume da barragem Armando Ribeiro, maior reservatório de água do RN, aumentou um pouco. Entraram 10 milhões de metros cúbicos ou (para impressionar mais os leitores), 10 bilhões de litros, segundo o Dnocs.

Com a terra molhada, o afluxo de água para os reservatórios deve ser maior a partir de agora.

Vamos rezar para que o reinado de Vossa Majestade, o Vórtice Ciclônico, dure pelo menos mais uma semana.

Em tempo: Quando a Emparn fizer a atualização dos dados, na próxima segunda-feira, os municípios do Seridó vão lá pra cima no milimetrônomo-2016.

Em Jardim do Seridó, segundo informa o blogueiro Marcos Dantas, a água estava acima do joelho no leito do Rio Cobra, na sexta-feira à tarde.  CONFIRA.

Emparn: Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte. Monitora 197 pluviômetros no RN.