10 milhões de contribuintes ainda não entregaram a declaração de IR

27 de abril de 2016 por vneto

Falta pouco menos de três dias para o fim do período de entrega do IR 2016 e os já constantes atrasos dos brasileiros para o envio dessa obrigação se mostram ainda maiores neste ano, sendo que 10 milhões de brasileiros ainda não entregaram o documento.

Até as 17 horas do dia 26 de abril, 18.416.319 de declarações foram recebidas pela Receita Federal. O prazo de entrega termina em 29 de abril e são esperadas 28,5 milhões de declarações.

Com isso, a expectativa é de grande correria nessas próximas horas e já são aguardadas possíveis dificuldades como falta de informações para preenchimento e erros nos documentos enviados. O prazo final para a entrega da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física vai até o próximo dia 29.

“Na Confirp, estamos acelerando os contatos com os clientes para entrega do IR, mas são muitos os casos de dificuldades em receber os documentos. Em função disso, estamos montando uma verdadeira ‘operação de guerra’, para que possamos atender toda a demanda, que com certeza será muito grande nas próximas horas”, alerta Richard Domingos, diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil.

“Caso deixe para o dia 29, o contribuinte poderá enfrentar problemas na sua rede ou mesmo com congestionamento e, caso não consiga entregar a declaração, terá que pagar a multa por atraso, que tem o valor mínimo de R$ 165,74, e máximo de 20% sobre o imposto devido, mais juros de mora de 1% ao mês”, complementa Richard Domingos.

O maior problema apontado pelo diretor da Confirp é a falta de organização dos contribuintes. “Temos observado que, muitos contribuintes ainda estão nos procurando para que façamos o serviço, principalmente por encontrarem dificuldades na elaboração ou em encontrar alguns documentos, assim, acredito que até o fim do prazo teremos trabalho”.

Em último caso, entregar incompleta pode ser a solução

Para os contribuintes tem certeza que não consiguirão todos os documentos necessários, Domingos sugere que uma alternativa é a entrega do material incompleto e depois a realização de uma declaração retificadora. “Diferente do que muitos pensam, a entrega desta forma não significa que a declaração irá automaticamente para a Malha Fina, porém, depois da entrega deverão fazer o material com muito mais cuidado, pois, as chances serão maiores”.

“A declaração retificadora também é válida em caso de problemas na declaração já entregue pelo contribuinte, nela os erros serão corrigidos. O prazo para retificar a declaração é de cinco anos, mas é importante que o contribuinte realize o processo rapidamente, para não correr o risco de ficar na Malha Fina”.

Um dos cuidados que deve ser tomado é entregar a declaração retificadora no mesmo modelo (completo ou simplificado) utilizado para a declaração original. É fundamental que o contribuinte possua o número do recibo de entrega da declaração anterior, para a realização do processo.

Segundo Domingos, o procedimento para a realização de uma declaração retificadora é o mesmo que para uma declaração comum, a diferença é que no campo Identificação do Contribuinte, deve ser informado que a declaração é retificadora.

…..
Fonte: DSOP Educação Financeira

BB amplia serviço de alerta para pagamentos e transferências

26 de abril de 2016 por vneto

O Banco do Brasil passa a oferecer aos clientes duas novas funcionalidades do serviço SMS Reverso.

A partir desta quarta-feira (27), os clientes pessoa física serão alertados pelo celular da ocorrência de transferências e pagamentos debitados em suas contas correntes.

Atualmente o SMS do BB é utilizado para informar os clientes das transações com cartão de crédito, nas compras por débito e saques.

O funcionamento da tecnologia é simples: a cada movimentação financeira, o cliente recebe, em seu telefone, um alerta com detalhes da movimentação.

Caso não reconheça a transação, o cliente segue as orientações da mensagem e responde, sem custo, ao torpedo recebido.

A partir daí, o sistema do Banco inicia trâmites de bloqueio de senhas, cartões e recuperação de valores subtraídos de forma ilícita.

O Banco envia média de 17 milhões de SMS mensalmente, com retorno de cerca de 17 mil mensagens, o que evita perdas de até R$ 8 milhões ao mês.

O BB enviou aproximadamente 207 milhões de torpedos de ação reversa para confirmação de transações durante o ano passado. Desse total, pouco mais de 204 mil mensagens foram respondidas, o que corresponde a quase 1% das mensagens enviadas.

Redução de custos
A solução, além de propiciar maior agilidade ao Banco em identificar as fraudes nos diversos canais, representa redução de custo em relação aos atuais fluxos para identificar e responder rapidamente às tentativas de fraudes.

As rotinas automatizadas do BB promovem o monitoramento ininterrupto, 24 horas por dia, durante os sete dias da semana, gerando alertas quando são detectadas operações que fogem ao padrão habitual do cliente.

A ampliação do serviço para as duas novas transações e demais canais de atendimento resguarda ainda mais os correntistas, e o próprio Banco, contra tentativas de fraudadores com o benefício da segurança em suas movimentações financeiras.

Além de reduzir as perdas com fraudes, a medida também contribui para reduzir o índice de reclamações dos clientes no Banco Central – uma vez que parte das reclamações contra os bancos é de transações não reconhecidas.

….
Fonte: Banco do Brasil

Financiamento de veículos no RN tem queda de 21,9% no trimestre

25 de abril de 2016 por vneto

O volume de financiamento de veículos no Rio Grande do Norte foi de 15.209 unidades nos três primeiros meses de 2016, entre novos e usados. O resultado foi 21,9% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado. Os dados incluem automóveis leves, motos e pesados.

As vendas financiadas de automóveis leves superaram os números das outras categorias e representaram 71% do total financiado no estado no trimestre, com 11.176 unidades negociadas.

O levantamento é da Unidade de Financiamentos da Cetip, que opera o maior banco de dados privado de informações sobre financiamentos de veículos do país, o Sistema Nacional de Gravames (SNG).

Em março, o total de veículos financiados no estado foi de 5.387 unidades, entre novos e usados. Do total de vendas a crédito, 3.825 foram automóveis leves, baixa de 20,3% em relação ao mesmo mês de 2015. Motos totalizaram 1.451 unidades, queda de 25,2% também em comparação no mesmo período do ano anterior.

O Nordeste atingiu 72.415 veículos financiados no mês de março. Deste total, foram negociados 45.953 autos leves e 24.056 motocicletas. No primeiro trimestre de 2016 as vendas a crédito na região somaram 200.227 unidades, uma queda de 24,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O volume de financiamento de veículos em todo o Brasil atingiu 1,1 milhão nos primeiros três meses do ano, fechando o trimestre em queda de 19,1% em relação ao mesmo período de 2015.

Em março, os veículos financiados somaram 410.271 unidades, entre automóveis leves, motocicletas, pesados e outros. Veículos novos somaram 163.725 unidades vendidas a crédito, enquanto os usados chegaram a 246.546.

O SNG é uma base privada de abrangência nacional que reúne as informações sobre restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de concessão de crédito. Essa base é consultada e atualizada em tempo real pelas instituições financeiras.

….
Fonte: Assessoria Cetip

Mais de 2,1 bilhões estão disponíveis para saque do PIS/PASEP até 30 de junho

22 de abril de 2016 por vneto

Mais de R$ 2,1 bilhões em pagamentos do PIS/PASEP do calendário 2015 estão disponíveis para saque pelos trabalhadores brasileiros.

Os recursos devem ser retirados nas agências da Caixa e Banco do Brasil até 30 de junho. Após essa data, retornam para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Mais de 2,4 milhões de trabalhadores deixaram de sacar o abono dentro do calendário estabelecido,o que representa 11% dos beneficiados.

De acordo com balanço divulgado pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), dos 23,5 milhões de trabalhadores com direito a receber o abono, 21 milhões já receberam o benefício, totalizando R$ 17,5 bilhões.

A maior taxa de cobertura entre as regiões foi alcançada no Nordeste, onde o MTPS pagou R$ 4 bilhões em benefícios a 94% dos beneficiados.

A região Sudeste lidera o número dos que ainda não sacaram o PIS/PASEP, com 1,2 milhão de beneficiados, sendo 776 mil só no estado de São Paulo.

Os demais estão distribuídos nas regiões Sul (463 mil); Nordeste (310 mil); Centro-Oeste (203 mil) e Norte (158 mil).

….
Fonte: Ministério do Trabalho e Previdência Social

Banco do Brasil entrega 396 Unidades do Minha Casa em Assu

20 de abril de 2016 por vneto

Com investimentos de R$ 20,8 milhões, o Banco do Brasil entrega nesta quarta-feira (20) 396 unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), na cidade de Assú/RN

O Residencial Maestro Cristovam Tomás Dantas, no Bairro Baviera, foi contratado no âmbito do PMCMV-PNHU, Faixa 1, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), destinados a famílias com renda mensal até R$ 1.600, selecionadas pela prefeitura local.

O BB já contratou pelo Minha Casa, Faixa 1, 23.747 unidades habitacionais em 51 empreendimentos entregues em todo o país até abril deste ano.

É o segundo empreendimento do Minha Casa em Assu. Antes, já tinha sido inaugurado o Residencial Irmã Lindalva, com 406 moradias.

A solenidade de entrega das chaves está prevista para às 15h30.

Residencial-Cristóvão-Dantas


Fonte: Banco do Brasil 
Foto: Divulgação/Prefeitura do Assu

Feriadão: Natal está entre os destinos mais baratos, diz pesquisa trivago

20 de abril de 2016 por vneto

O Índice de Preços de Hotéis trivago (tHPI) de abril, do buscador de hotéis trivago, revela que Natal é um dos destinos mais baratos para aproveitar o feriadão de Tiradentes.

O Rio de Janeiro é a cidade mais procurada, seguida por Porto Seguro e Gramado.

Além de Natal, há outros três destinos turísticos com tarifas abaixo de R$ 200: Porto Seguro, Foz do Iguaçu e Ubatuba.

O tHPI mostra que apesar da preferência pelo turismo doméstico, três destinos internacionais figuram na lista dos 20 lugares preferidos: Nova York, Buenos Aires e Orlando.

Nova York é o destino com o preço médio mais alto da lista: R$ 1.134.

A pesquisa foi realizada com base em buscas realizadas até 31 de março para viagens programadas 20 a 24 de abril.

O Índice de Preços de Hotéis trivago é um estudo mensal que analisa a variação de preço médio de acomodações para duas pessoas nas principais cidades do mundo.

Para calcular os dados, são levados em conta todos os hotéis que fazem parte do banco de dados do trivago em todos os sites de reserva afiliados, como Booking, BestDay, entre outros.


OS DESTINOS MAIS PROCURADOS
Preços médios em R$

Porto Seguro/BA 171
Natal/RN 182
Foz do Iguaçu/PR 182
Ubatuba/SP 186
Maceió/AL 206
Porto de Galinhas/PE 211
Fortaleza/CE 217
Morro de São Paulo/BA 217
Caldas Novas/MG 221
Arraial do Cabo/RJ 224
Paraty/RJ 230
Florianópolis/SC 239
Campos do Jordão/SP 257
São Paulo/SP 270
Gramado/RS 276
Búzios/RJ 349
Rio de Janeiro/RJ 356

Nova York/EUA 1.134
Orlando/EUA 511
Buenos Aires/ARG 321

Microcrédito libera R$ 1,2 bi no primeiro trimestre

20 de abril de 2016 por vneto

Mais de 520 mil contas correntes foram abertas, sem cobrança de tarifa, para clientes do programa de microcrédito urbano do Banco do Nordeste, o Crediamigo, desde 2015.

O número ilustra a contribuição do programa para a inclusão bancária de milhares de microempreendedores em todo o Nordeste e norte dos estados do Espírito Santo e Minas Gerais.

Somente no primeiro bimestre de 2016, o Crediamigo abriu 63 mil contas correntes.

O superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar do Banco do Nordeste, Stélio Gama Júnior, ressalta que o Crediamigo funciona muitas vezes como a primeira porta para a formalização do empreendedor e que isso pressupõe a inclusão bancária.

“O que contribui para atingir esse objetivo é a metodologia diferenciada utilizada pelo programa, que favorece uma maior proximidade entre os agentes de microcrédito e os clientes.”

Até março de 2016, o Crediamigo contratou 646 mil empréstimos, totalizando R$ 1,2 bilhão em volume de crédito investido na economia.

O valor médio das operações de crédito é de R$ 1.860. Outra característica que se mantém no programa é a participação feminina majoritária, já que 67% dos clientes são mulheres.

Resultados
O Crediamigo, maior programa de microcrédito produtivo orientado da América do Sul, atingiu, em 2015, a marca de 2 milhões de clientes ativos e registrou R$ 8,1 bilhões em aplicações.

O montante foi 14,2% maior do que o volume do ano anterior. A quantidade de desembolsos, por sua vez, cresceu 7,6%, totalizando 4,2 milhões de operações no ano.

O Crediamigo está presente em 1.989 municípios da área de atuação do Banco do Nordeste, que inclui os nove estados nordestinos, o Norte de Minas Gerais e o Norte do Espírito Santo.

Os financiamentos vão de R$ 100 a R$ 15 mil, de acordo com a avaliação de crédito do cliente. A taxa de juros varia de 1,2% a 2% ao mês, com prazo de pagamento de 1 a 24 meses.

…..
Fonte: Imprensa Banco do Nordeste

Cebola e cenoura apresentam tendência de queda de preços no atacado

19 de abril de 2016 por vneto

O aumento da produção de cebola e cenoura provocou a queda de preços registrada pelos produtos hortigranjeiros nos principais entrepostos das Centrais de Abastecimento (Ceasas) do país.

É o que aponta o 4º Boletim Prohort de Comercialização de Hortigranjeiros nas Ceasas em 2016, divulgado nesta terça-feira (19) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Mesmo com as quedas registradas, as cotações dos dois produtos mantêm-se em patamares elevados.

No caso da cebola, a importação continua como fator determinante para manutenção dos níveis elevados de preços.

Já a cenoura manteve preço elevado devido à menor oferta do produto nas principais regiões produtoras.

Para abril, a expectativa é de continuação no arrefecimento dos preços dos dois produtos, uma vez que há intensificação da colheita e provável queda na demanda, devido ao efeito da substituição em resposta aos preços ainda elevados.

A entrada da safra de tomate dos estados de SP, RJ e PR resultou em queda nos preços em alguns mercados.

A tendência se mantém em abril em todas as regiões do país, conforme acompanhamento diário feito pelo do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), executado pela Conab.

Apenas a batata registrou tendência de alta em março. O comportamento foi influenciado pela alta demanda, ocorrida durante a Semana Santa, aliada à queda de cerca de 11% no produto ofertado nos principais centros atacadistas, devido a condições climáticas adversas nas regiões produtoras.

A tendência é de manutenção da alta de preços, movimento oposto ao registrado em 2015.

Frutas
As frutas continuaram apresentando alta nos preços em março. Isso se deve às condições climáticas adversas que impactam na produtividade, resultando na queda da oferta, além das questões de entressafra e do bom volume das exportações. Destacam-se, neste cenário, a banana e o mamão.

Mas a expectativa para a banana é de reversão do comportamento a partir desse mês, uma vez que a produção deve aumentar no norte de Minas Gerais e no centro sul da Bahia.

Já o mamão deve continuar apresentando alta nos próximos meses, devido principalmente à diminuição das chuvas e às altas temperaturas nas regiões produtoras.

O aumento das exportações teve forte influência na alta dos preços da laranja e da melancia. Nos próximos meses, no entanto, a tendência é de arrefecimento desses valores, uma vez que a plantação e a colheita devem ser intensificadas, aumentando a oferta no mercado interno.

A maçã foi a única fruta que não seguiu o comportamento generalizado de alta. A queda nos preços se deve, sobretudo, ao avanço da colheita da variedade Fuji.

O levantamento foi feito a partir de dados fornecidos pelas centrais de abastecimento dos estados de SP, MG, RJ, ES, GO, CE, PE.

…..
Fonte: Conab

Inflação recua e mercado financeiro já projeta IPCA perto de meta

18 de abril de 2016 por vneto

Instituições financeiras reduziram a projeção da inflação para este ano, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 7,14% para 7,08%, no sexto ajuste seguido. Para 2017, estimativa caiu de 5,95% para 5,93%, na segunda queda consecutiva.

As estimativas fazem parte do boletim Focus, publicação divulgada hoje (18) pelo Banco Central (BC), com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos.

As projeções estão acima do centro da meta de 4,5%. A estimativa para 2016 ultrapassa também o teto da meta de inflação, que é 6,5%. O limite superior da meta em 2017 é 6%.

O cálculo do mercado financeiro para a queda da economia este ano foi alterado pela 13ª vez consecutiva, ao passar de 3,77% para 3,80%.

Para 2017, a expectativa de crescimento da economia (Produto Interno Bruto) foi alterada de 0,3% para 0,2%.

As instituições financeiras esperam que o BC reduza a taxa básica de juros, a Selic, este ano. A mediana das expectativas (desconsiderando os extremos nas projeções), ao final de 2016, passou de 13,75% para 13,38% ao ano.

Atualmente, a Selic é de 14,25% ao ano. Para o fim de 2017, a expectativa é que a Selic fique em 12,25%/ano.

….
Fonte: Agência Brasil

Preço cai, mas Natal ainda está no topo do ranking da gasolina mais cara entre as capitais do Nordeste

18 de abril de 2016 por vneto

Mesmo tendo reduzido o preço do produto nos postos de serviço, Natal tem a segunda gasolina mais cara entre as capitais do Nordeste.

De acordo com pesquisa da Agência Nacional de Petróleo (ANP, concluída no sábado, dia 16, e divulgada nesta segunda-feira (18), o preço médio do produto na capital potiguar é de R$ 3.873, perdendo apenas para Fortaleza (R$ 3,955), mas R$ 0,23 centavos por litro acima da vizinha João Pessoa.

Atingido por uma queda no consumo que chegou a (-14,9%) no primeiro bimestre deste ano, o mercado de combustíveis no Rio Grande do Norte está recorrendo a promoções para aumentar as vendas.

Nos postos que não aceitam cartão de crédito, nem de débito, a gasolina pode ser encontrada abaixo de R$ 3,80. É o caso do Posto Dudu, na BR-101, em Parnamirim. O litro, para pagamento em dinheiro, sai por R$ 3,799.

A pesquisa da ANP encontrou gasolina a R$ 3,84 em dois postos da rede Shell – São Luiz, na Salgado Filho, zona sul; e Godeiro, na Dr. João Medeiros, zona norte.

No Posto Bezerrinha, na Ribeira, zona leste, também de bandeira Shell, R$ 3,82.

Entre os postos pesquisados em Natal, a gasolina mais cara foi encontrada no Posto Parelhas Gás, na Avenida Ayrton Senna: R$ 3,899.

No Posto Cirne, na Prudente de Morais, imediações do Quartel da PM, o preço caiu de R$ 3,93 há 10 dias, para R$ 3,88.

O ranking das cinco cidades pesquisadas pela ANP é liderado por Caicó: R$ 3,942.
PREÇO MÉDIO DA GASOLINA
Pesquisa ANP 16/04/2016

Brasil
R$ 3,720

Nordeste
3,775

Rio Grande do Norte
3,892

….
Capitais do Nordeste

Fortaleza   3,955
Natal          3,873
Maceió       3,809
Aracaju      3,786
Recife        3,777
Teresina   3,723
João Pessoa  3,643
Salvador   3,604
São Luís   3,501
Cidades do RN*
Caicó 3,942
Mossoró 3,923
São José Mipibu 3,905
Parnamirim 3,902
Natal 3,873

Enviou a declaração de imposto de renda com erro? Saiba como corrigir

18 de abril de 2016 por vneto

A menos de duas semanas para o fim do prazo de entrega das declarações de Imposto de Renda Pessoa Física, grande maioria dos contribuintes ainda não prestaram contas à Receita Federal. Já, outra parcela prestou conta, mas, está preocupada pois descobriu que cometeu erros na hora do envio. Querendo saber como ajustar o documento.

Realmente é um grande problema relacionado ao tema o descuidado e pressa para envio das informações e isso, somado com as complicações para preenchimentos, ocasionam erros que comprometem a declaração, podendo levar até mesmo à malha fina da Receita Federal e a pagar multas bastante altas.

Contudo, segundo o diretor executivo da Confirp Contabilidade Richard Domingos, esses erros não devem ser motivos de desespero. “Detectados os problemas na declaração o contribuinte pode fazer a retificação, antes mesmo de cair na malha fina, onde os erros serão corrigidos. O prazo para retificar a declaração é de cinco anos, mas é importante que o contribuinte realize o processo rapidamente, para não correr o risco de ficar na Malha Fina”.

Um dos cuidados que deve ser tomado é entregar a declaração retificadora no mesmo modelo (completo ou simplificado) utilizado para a declaração original. É fundamental que o contribuinte possua o número do recibo de entrega da declaração anterior, para a realização do processo.

Segundo Domingos, o procedimento para a realização de uma declaração retificadora é o mesmo que para uma declaração comum, a diferença é que no campo Identificação do Contribuinte, deve ser informado que a declaração é retificadora.

Quando aumenta ou diminui o imposto

Importante lembrar que o contribuinte que já estiver pagando imposto não poderá interromper o recolhimento, mesmo havendo redução do imposto a pagar. Nesse caso, deverá agir da seguinte forma:

√ recalcular o novo valor de cada quota, mantendo-se o número de quotas em que o imposto foi parcelado na declaração retificadora, desde que respeitado o valor mínimo;
√ os valores pagos a mais nas quotas já vencidas podem ser compensados nas quotas com vencimento futuro ou ser objeto de pedido de restituição;
√ sobre o montante a ser compensado ou restituído incidirão juros equivalentes à taxa Selic, tendo como termo inicial o mês subsequente ao do pagamento a maior e como termo final o mês anterior ao da restituição ou da compensação, adicionado de 1% no mês da restituição ou compensação.

Já se a retificação resultar em aumento do imposto declarado, o contribuinte deverá calcular o novo valor de cada quota, mantendo-se o número de quotas em que o imposto foi parcelado na declaração retificadora. Sobre a diferença correspondente a cada quota vencida incidem acréscimos legais (multa e juros), calculados de acordo com a legislação vigente.

 Riscos da malha fina

Mas quais os principais motivos que levam os contribuintes a caírem na malha fina? Veja o que aponta o diretor da Confirp, Richard Domingos:

√ Informar despesas médicas diferente dos recibos, principalmente em função da DMED;
√ Informar incorretamente os dados do informe de rendimento, principalmente valores e CNPJ;
√ Deixar de informar rendimentos recebidos durante o ano (as vezes é comum esquecer de empresas em que houve a rescisão do contrato);
√ Deixar de informar os rendimentos dos dependentes;
√ Informar dependentes sem ter a relação de dependência (por exemplo, um filho que declara a mãe como dependente mas outro filho ou o marido também lançar);
√ A empresa alterar o informe de rendimento e não comunicar o funcionário;
√ Deixar de informar os rendimentos de aluguel recebidos durante o ano;
√ Informar os rendimentos diferentes dos declarados pelos administradores / imobiliárias.

A empresa pode levar o funcionário à malha fina quando:

√ Deixa de informar na DIRF ou declara com CPF incorreto;
√ Deixar de repassar o IRRF retido do funcionário durante o ano;
√ Alterar o informe de rendimento na DIRF sem informar o funcionário.

….

Fonte: DSOP Educação Financeira

Constel registra crescimento de 72% no último ano

15 de abril de 2016 por vneto

A Construtora Constel fechou na última quinzena seu balanço de 2015 e registrou um crescimento nominal em sua receita de 72% em relação a 2014. O desempenho foi impulsionado principalmente pela redução de seu estoque e atualização de seu crédito bancário.

“Mesmo vivendo um período atípico em 2015, que vem se prolongando até hoje, com a instabilidade política do País refletindo diretamente no mercado, especialmente no da construção civil, percebemos que, com profissionalismo, qualidade e praticando um preço honesto, é possível vencer as adversidades da economia”, afirma o diretor executivo da Constel, Francisco Ramos.

Além disso, Francisco garante que a empresa adotou uma estratégia comercial mais agressiva para atingir a meta de vendas. “Além de focar na venda de estoque, ousamos em fazer lançamentos. Assim, mesmo diante de um cenário mais desafiador de mercado, com novas estratégias, campanhas e ações de marketing, conseguimos obter bons resultados e, consequentemente, melhores taxas junto às instituições bancárias”, diz o diretor executivo da Constel.

Francisco acredita ainda que os resultados obtidos em 2015 vão se repetir no ano de 2016. “Considerando que a Constel ainda tem disponibilidade de imóveis nas melhores localizações de Natal e que o estoque na cidade vem sofrendo uma redução significativa, possuindo hoje quase a metade da disponibilidade observada em dezembro de 2014, conforme pesquisa do Índice de velocidade de Vendas (IVV) realizada pelo Sinduscon-RN, nos mantemos otimistas”, garante.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Constel