Itapuã Salvador Bahia panorâmica
BahiaNacionalNordeste

O que fazer em Salvador: Tour de praias

Dando continuidade à série de matérias sobre Salvador, a primeira capital do Brasil, viagem que fiz a convite da Salvador Destination, hoje vamos falar nas praias da cidade e nos circuitos de Carnaval. Papel e caneta na mão pra anotar as dicas que vem por aí! Mas também serve tirar print no celular e mandar o link da matéria pra um amigo no WhatsApp. Tá tudo liberado!

O QUE FAZER EM SALVADOR

Farol da Barra Salvador Bahia

Saí do hotel em que estava hospedada, o Sheraton, localizado em uma região bem central da cidade, com fácil locomoção para todos lugares. Nesse segundo dia fomos conduzidos novamente pelo Lourenço, da Grou Turismo (minha indicação de receptivo na cidade).

O Sheraton fica bem na frente da Praça Dois de Julho, então a nossa primeira aula de história aconteceu bem na saída do hotel. Todo mundo sabe que a independência no Brasil foi conquistada no dia 7 de setembro de 1822. O que nem todo mundo sabe é que depois disso a Bahia ainda lutou e muito pra conquistar sua própria independência e se livrar do domínio português.

Praça dois de julho salvador bahia

Depois de muita guerra, no dia 2 de julho de 1823, enfim a liberdade foi conquistada com o apoio da marinha, do exército e de uma ajuda primordial dos próprios cidadãos baianos, que participaram ativamente do processo. Então a Praça 2 de julho representa exatamente essa exaltação a força do povo baiano.

Passamos de van pela famigerada Avenida Sete de Setembro, onde estão localizados os apartamentos com metro quadrado mais caro de Salvador. Entre as celebridades que moram por ali está Ivete Sangalo rainhadoBrasil, que, segundo fiquei sabendo, sempre dá as caras na janela do prédio e tira selfies com os fãs quando está na acadêmia.

Ivete Rainha Salvador bahia

Nosso guia nos contou que todo ano, no dia do seu aniversário, os fãs trazem bolos, presentes, balões e fazem a festa na calçada da frente do prédio. Eles passam boa parte do dia esperando porque sabem que uma hora Ivete vai descer e vai falar com eles surradecarisma.

Depois de uma passada rápida pela avenida e uma boa olhada nos casarões bem conservados que ainda são mantidos com suas arquiteturas originais, desembarcamos na melhor praia da cidade: A Praia do Porto da Barra, protegida pelo Forte de Santa Maria.

Praia de Porto da Barra Salvador Bahia

De lá fomos caminhando até o Farol da Barra e aí registro uma das minhas maiores admirações com a cidade. Em 2011, quando conheci Salvador, fiquei hospedada bem pertinho do Farol, então essa foi a região que mais desbravei na época.

Press trip Salvador BahiaHoje ela está totalmente diferente do que conheci. A prefeitura da cidade realizou uma grande obra da região e transformou a rua em uma grande Orla. Você não pode caminhar em toda a extensão a semana inteira, mas todo final de semana o tráfego de carros é interrompido e a rua é tomada pela população da cidade que ganhou uma ótima opção de lazer.

Orla da barraPasseamos de carro pelas praias de Ondina, Rio Vermelho, Amaralina e Itapuã. Fizemos algumas paradas para fotografias, mas a coisa que mais me chamou atenção nesse percurso foi a limpeza da cidade. Não se via um papel na rua, os canteiros estavam bem pintados, as gramas verdes, os coqueiros ornando com a “decoração” que parece planejada a dedo.

Tiramos fotos com a estátua de Jorge Amado, sua amada Dona Zélia e seu famoso cachorrinho Fadul, na Praça de Santana, e também da Casa de Iemanjá, de onde partem todas as oferendas no dia 2 de Fevereiro (data de comemoração de seu dia). Ambos os locais ficam no bairro do Rio Vermelho, que é o bairro mais badalado da noite soteropolitana. Mas isso é assunto mais pra frente.

Jorge Amado Rio Vermelhor Salvador Bahia

De lá seguimos para Itapuã, onde conhecemos a Casa de Vinicius de Moraes, hoje transformada em um hotel com restaurante excelente! Esse também é para um próximo post onde vou dar dicas de “Onde comer” na sua estádia em Salvador.

Mar Brasil Hotel Itapuã Salvador Bahia

CIRCUITOS DE CARNAVAL EM SALVADOR

Carnaval em Salvador Bahia

Nesse tour passamos pelos principais circuitos do Carnaval de Salvador. Se você quer um dia passar o Carnaval na cidade, se liga nas dicas pra ir preparado e não se perder.

Curiosidade: Caso você não saiba, Dodô e Osmar foram os inventores da guitarra baiana e do trio elétrico do carnaval baiano. Então os circuitos de Carnaval recebem os seus nomes em homenagem.

 

Circuitos de Carnaval em Salvador: Circuito Dodô ou Barra Ondina

Com uma bela vista que encanta a todos os foliões, o circuito Dodô liga as praias da Barra e Ondina. O trajeto é considerado novo, pois, apareceu recentemente, marcando o crescimento da folia e a evolução da festa em termos de qualidade e estrutura. É nele que estão os melhores camarotes e as maiores atrações do evento.

Circuitos de Carnaval em Salvador: Circuito Osmar ou Campo Grande

A festa no Osmar ou Campo Grande é realizada dentro da cidade e passa pela Avenida Sete, Praça Castro Alves e Avenida Carlos Gomes. O encerramento é realizado no Corredor da Vitória. O percurso tem aproximadamente 4 km e 5 horas de duração.

Circuitos de Carnaval em Salvador: Circuito Batatinha ou Pelourinho

No Circuito Batatinha a folia acontece nas praças e no famoso Pelourinho. A ideia de festejar o Carnaval no local veio do Projeto Pelourinho Dia e Noite e um dos objetivos do circuito é reviver carnavais passados e apresentar um ambiente mais familiar. Concursos, desfiles, marchinhas e fanfarras são as principais atrações.

Por hoje é só, pessoal!

Mas fiquem ligados que ainda vem dicas noturnas, gastronômicas e de hospedagem em Salvador.

Até a próxima!

Fábio Marconi/Salvador Destination
BahiaNacionalNordesteTurismo Cultural

O que fazer em Salvador: Tour histórico-cultural por onde o Brasil começou

Salvador é uma nova cidade, tenho que falar pra vocês. Estive na capital baiana pela última vez em 2015, de passagem para Ilha de Itaparica, mas conheci mesmo Salvador em 2011. Se você a conheceu nessa época, como eu, recomendo fortemente: VOLTE!

A cidade está definitivamente preparada para receber o turista nesse segundo semestre de 2017: limpa, organizada, passando uma sensação de segurança com muitos guardas na rua, receptiva, com excelentes hotéis, preço super acessível e pronta para oferecer o que a gastronomia baiana tem de melhor.

Voltei a salvador na semana passada, a convite da Salvador Destination, e vou colocar em forma de dicas para vocês tudo que consegui ver, absorver e desfrutar na cidade. Acompanhe o blog nos próximos dias para saber tudo!

O QUE FAZER EM SALVADOR CENTRO DE SALVADOR

O QUE FAZER EM SALVADOR

No meu primeiro dia em Salvador eu não poderia deixar de fazer o roteiro turistão: Mercado Modelo, Elevador Lacerda, Praça da Sé, Centro Histórico como um todo. Peguei o Salvador Bus na frente do meu hotel, no bairro de Campo Grande, região central da cidade e desci na parada seguinte, o Mercado Modelo. Daí em diante toda a programação do dia foi a pé. Prepara a perna e vamo comigo!

IMG_1212O Mercado Modelo foi construído em 1861 para funcionar como Casa da Alfândega. Até hoje o local mantém a arquitetura neoclássica original mesmo depois de ter sofrido dois incêndios (1969 e 1984). Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o espaço abriga dezenas de boxes que vendem de fitinhas do Bonfim a roupas e artigos para casa. Por lá, a regra é pechinchar por causa dos preços altos praticados por alguns lojistas. Além da feira do artesanato, o mercado tem como atrativo as rodas de capoeira que movimentam a parte de trás da construção aos sábados.

O QUE FAZER EM SALVADOR MERCADO MODELO

Do Mercado modelo para o Elevador Lacerda vamos andando, é praticamente só atravessar a rua. Não peguei fila pra subir pelo elevador e paguei a bagatela de 15 centavos. A máquina transporta aproximadamente 28 mil pessoas por dia. Infelizmente o elevador não é panorâmico. Quando ele foi inaugurado, em 1873, era o único elevador urbano do mundo, com 63 metros de altura. Hoje é um dos principais cartões postais da cidade, mas seu propósito de construção era realmente ser um transporte público, ligando a Praça Cairu, na Cidade Baixa, e a Praça Tomé de Sousa, na Cidade Alta.

O QUE FAZER EM SALVADOR ELEVADOR

No desembarque saímos direto na Praça Municipal. À minha direita o histórico Palácio Rio Branco, à esquerda a sede da Prefeitura (em um estilo arquitetônico moderno que destoa totalmente de tudo ao redor), à frente a Câmara dos Vereadores e atrás a belíssima vista da Bahia de Todos os Santos, parada obrigatória para fotografias. Saque a câmera e o celular porque essa é a hora de fazer a foto mais clássica da sua viagem.

WhatsApp Image 2017-08-10 at 11.42.12

Caminhar é a palavra de ordem agora! Compre uma garrafinha de água para amenizar o calor soteropolitano e caminhe pelo Centro Histórico apreciando a arquitetura, a espiritualidade e toda história presente naquele lugar. É impossível não fazer uma volta ao passado!

Curiosidade: Reza a lenda que Salvador tem 365 igrejas, uma para cada dia do ano. Mas na realidade a cidade tem 374 igrejas católicas registradas.

Na Praça da Sé um minimercado de artesanatos muito bem organizado e seguro. Fui sutilmente abordada por um guarda municipal que me orientou a segurar bem o celular e não exibir joias de valor. Não me senti assustada, me senti segura com a abordagem educada e bem preparada do guarda. Sabemos que toda cidade grande tem seus problemas de insegurança e ninguém pode andar por aí sem cuidado. Salvador é igual. Mas quero deixar registrado que me senti muito protegida na cidade em todos os momentos.

O QUE FAZER EM SALVADOR PRAÇA DA SÉ

No Centro Histórico tem muito que se ver, mas recomendo como parada obrigatória a Igreja e Convento de São Francisco, decorada com mais de 800 quilos de ouro. A construção é uma das mais ricas expressões do Barroco brasileiro, inclusive tombada pelo Iphan e classificada como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo.

O QUE FAZER EM SALVADOR IGREJA DE SÃO FRANCISCONa entrada uma incrível pintura em 3D cheia de curiosidades. Painéis de azulejo portugueses originais decoram todas as paredes do claustro do convento, cada um deles conta uma história diferente. A sensação de deslumbramento foi impossível de controlar quando entrei na capela-mor, dedica a São Francisco de Assis. Ainda bem que existem fotografias pra gente conseguir mostrar um pouquinho do que vê para outras pessoas.

O QUE FAZER EM SALVADOR IGREJA DE SÃO FRANCISCO
Dica: não deixe de fazer esses passeios com um guia. Meu grupo foi acompanhado pelo Lourenço, da Grou Turismo, uma agência de receptivo em Salvador e foi totalmente diferente da primeira vez que fui a cidade e a conheci por conta própria.

Depois do Convento de São Francisco caminhamos em direção ao Largo do Pelourinho, onde foi gravado o famoso clipe do Michael Jackson. Nessa região estão localizados alguns locais que merecem a sua atenção e visitação: A Fundação Casa de Jorge Amado, uma ONG que preserva, pesquisa e divulga os acervos bibliográficos do escritor; o Museu da Gastronomia Baiana, primeiro museu da América Latina totalmente dedicado à gastronomia e, no mesmo prédio, o Restaurante do Senac, que é também a nossa dica de onde comer depois de todo esse passeio.

ALMOCO SENAC

Comida baiana autêntica, excelentes atendimento e preço: R$56 para comer a vontade com direito a muita moqueca, vatapá, acarajé, caruru, sobremesa e mais! São mais de 40 pratos tipicamente baianos. Endereço: Largo do Pelourinho, 13 – Comércio | Fone: (71) 3321-5502 | Horário: 11:30 às 15:30.

Por hoje ficamos por aqui com essa sugestão de roteiro histórico cultural em Salvador.

Fique de olho no blog que amanhã voltamos com mais conteúdo sobre a primeira capital do Brasil.

camarão
GastrônomiaNacionalNordesteRN

Tibau do Sul promove Encontro do Camarão e da Ostra com pratos de R$13 a R$18

Acontece neste final de semana, em Tibau do Sul, a primeira edição do Encontro do Camarão e da Ostra, onde excelentes restaurantes da região irão oferecer o que há de melhor na gastronomia da cidade aos seus visitantes. O evento vai ser realizado na Praça Central de Tibau do Sul, localizada ao lado da Prefeitura, com início agendado para sexta (11), às 18h.

Os restaurantes e os restaurantes de hotéis da cidade vão participar com estandes montados na Praça Central. Está prevista a participação de 20 empreendimentos, que desenvolveram um cardápio com sabores e valores especiais para a data. Os pratos variam entre R$13 e R$18. MP Restaurante, Beija Flor, Pipa Lagoa e Ponta do Madeiro são alguns dos confirmados.

Encontro do camarão e da ostra

Tudo isso possível graças ao apoio da Associação dos Produtores Potiguares de Ostras (APROOSTRA) e Associação Dos Pequenos Aquicultores da Lagoa de Guarairas (APASQUIL), que apoiaram o evento e ofereceram ótimas condições de comercialização de ostra e camarão.

Além da mesa farta, o público também poderá assistir apresentações de grupos folclóricos, acompanhar oficinas promovidas pelas associações e desfrutar de música ao vivo.

Para comemorar o Dia dos Pais, no domingo (13), a prefeitura organizou uma apresentação de violinos em homenagem aos papais.

Está vindo para Natal e precisa de dicas de Turismo? Acesse www.vivanatal.com.br

NacionalNordesteRN

Arqueólogo Colombiano realiza pesquisas em geossítio de Carnaúba dos Dantas

geossítio de Carnaúba dos Dantas

Essa semana a cidade de Carnaúba dos Dantas recebeu uma visita muito especial. O arqueólogo colombiano Carlos Castanho Uribe, e sua esposa e parceira de pesquisa, a bióloga Cristal Ange, vieram ao Seridó potiguar para conhecer pessoalmente os sítios arqueológicos da região. Uribe realiza estudos sobre o local há 15 anos, mas no dia 15 de julho de 2017 teve a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente.

Mas o que traz um colombiano a essas terras potiguares?

O pesquisador estuda a Serra do Chiribiquete, na Amazônia Colômbiana, uma região intacta do país, que conserva índios não contactados com humanos e que vivem costumes desde os ancestrais, há quase 20 mil anos. E as semelhanças das pinturas rupestres da Serra com as encontradas na região do Seridó, em especial nos sítios de Carnaúba foi o motivo do interesse pelo Rio Grande do Norte.

geossítio de Carnaúba dos Dantas

A viagem teve objetivo científico, mas mostra a importância da região do Seridó e dos seus sítios arqueológicos na consolidação do turismo da região .

Na Colômbia, há esforços para que o governo junto à UNESCO transformem a região em Parque Nacional. O Seridó está na luta por esse reconhecimento nacional. Seria uma grande conquista para todo o nosso estado!

Ficamos na torcida por Carnaúba dos Dantas!

GastrônomiaNacionalNordesteRN

Festival de inverno, de cerveja artesanal e de cachaça em Serra de São Bento

O município de Serra de São Bento divulgou a prévia da programação do Festival de Inverno 2017. A festa acontece de 4 a 6 de agosto, a mesma do Festival Gastronômico e Cultural de Martins, cidade serrana famosa pela realização do evento. E quem ganha com isso? A gente, que vai poder escolher pra qual friozinho quer ir!

São Bento está a 401 metros de altitude e a 115km de Natal. Facinho de pegar o carro e curtir a programação que a cidade reserva. As atrações são culturais, artísticas, esportivas, gastronômicas e ainda tem feirinha de artesanato e moto show. Contamos tudo a seguir.

811-foto3x4joob010

Sexta-feira – 04 de agosto

19h – 21h – Repentista Helânio Moreira e Felipe Pereira

Apresentação Especial da quadrilha Coração Serrana

Carlos Guedes (Sax &Sanfona)

19h – 01h – Festival Gastronômico “A Nova Cozinha Potiguar”

Festival de Cachaças Regionais

Festival de Cervejas Artesanais

Feira do Artesanato e Exposição Fotográfica “Belezas da Serra”

21h – Abertura Oficial

21h20 – Show Pirotécnico

21h30 – Apresentação do Humorista Zé Lezin

22h30 – 12h – Show com a banda Perfume de Gardênia

00h – 02h – Show com Avine e Vinny e banda

02h – 03h – Show com Briola e banda

Boate com DJ Convidado

Sábado – 05 de agosto

19h – 21h – Apresentações de Atrações Artística Locais & Regionais

Apresentação da Quadrilha “Junina São João” de Natal

Apresentação de Orquestra Regional

19h – 01h – Festival Gastronômico “A Nova Cozinha Potiguar”

Festival de Cachaças Regionais

Festival de Cervejas Artesanais

Feira do Artesanato e Exposição Fotográfica “Belezas da Serra”

21h – 22h30 – Show com Carlinhos Zens e banda

22h30 – 00h – Show com a Isaac Galvão e banda

00h – 02h – Show com Alcimar Monteiro e banda

02h – 04h – Show com a Banda Forró Puxado

Boate com DJ Convidado

Domingo – 06 de agosto

09h – 16h30 – Moto Show (Evento Esportivo)

16h30 – 17h – Premiação e encerramento do Moto Show

*As informações foram fornecidas pela prefeitura da cidade, mas podem sofrer alterações sem aviso prévio. Confira antes de ir!

Está vindo para Natal e precisa de dicas de Turismo? Acesse www.vivanatal.com.br

DicasGastrônomiaRN

Descubra o que vai rolar no Festival Gastronômico e Cultural de Martins

O friozinho que está fazendo em Natal nesse mês de julho já está uma delícia. Imagina então como está lá em Martins, uma das mais famosas cidades serranas do estado? Esse ano o tradicional Festival Gastronômico e Cultural da cidade chega a sua 11ª edição e já tem data e boa parte da programação confirmada.

20131001_140757

O evento vai acontecer nos dias 4, 5 e 6 de agosto, com a participação de vários restaurantes da região. Entre eles: o Mirante da Carranca, Mirante do Canto, Mirante Recanto da Serra, Restaurante e Pizzaria Água na Boca e muito mais! O evento ainda vai ter a participação da confraria dos chefes, onde o melhor prato do festival será escolhido.

Na parte musical o Festival Gastronômico e Cultural não deixa a desejar. Já estão confirmados: Khrystal, Isaque Galvão, Rodolfo Amaral, Boca de Sino, Brazuca Jazz, Samba Nobre, Danilo Nikson, Everton e Verônica, Frequência 2, Macaxeira Jazz e Everaldo Miguel. Outros artistas ainda estão sendo confirmados.

Durante os três dias de agosto vai acontecer também exposição de artesanatos e doces, o lançamento de livros e revistas e exposição de telas. O evento ainda vai exibir apresentação da Banda Filarmónica de Martins, do Grupo Cultural Macambirais e do Grupo de Teatro Ciranduis.

Que tal curtir essa opção incrível que o nosso estado nos oferece?

DicasRNTurismo de aventura

7 passeios para fazer nos 3 feriadões de abril (a 6 custa R$2)

Há muito tempo não se vê um mês com tantos feriados prolongados como será abril. Serão três feriadões: Páscoa, de 13 a 16; Tiradentes, de 20 a 23 e Dia do Trabalho, de 28/4 a 01/5. Com tantas folgas assim, não dá para deixar passar em branco. Fizemos uma lista de 7 opções massa pra você curtir os feriados em tempo de pouca grana, como o que vivemos agora.

Explore os potenciais de Natal e suas redondezas! Pare e pense em quantas coisas legais existem por aqui que você nunca fez. Eu mesma conheço várias coisas legais de outras cidades e não conheço alguns pontos turísticos e passeios legais da minha própria cidade. Vou tomar esse post como uma listinha de coisas que tenho que fazer.

1- MERGULHAR NOS PARRACHOS DE PIRANGI

DSC05292

Esse eu já fiz e super recomendo! O ponto de partida é o Marina Badauê, entre o Cajueiro de Pirangi e a beira-mar. As saídas acontecem diariamente com horários que variam de acordo com a maré. Inclui um passeio de barco de 2 horas, uma vista bem diferente do que estamos acostumados de algumas praias do litoral sul, e, claro, a parada de uma hora para mergulho, snorkel e máscara de mergulho.

A pergunta que não quer calar: Tem peixinho mesmo? Quando eu fui tinha. Até golfinho eu vi. Espero que você tenha a mesma sorte.

O passeio custa R$70 por pessoa (com máscara e snorkel). Se for pago em espécie, tem desconto e fica R$60.

#Dica Desconto para quem nasceu no RN: O valor cai para R$35 apresentando a identidade.

 

2- CONHECER O MAIOR CAJUEIRO DO MUNDO

cajueiro

Aproveite que está ali ao lado e dê uma passadinha no Maior Cajueiro do Mundo! Eu nunca entrei, só passei na frente, mas morro de vontade e acho que vou mesmo aproveitar o feriado pra isso.

O Cajueiro está aberto de domingo a domingo das 7h30 às 17h30 e a taxa de visitação é R$8 adulto e R$4 para crianças, idosos e estudantes.

 

3- VOAR DE ASA DELTA EM JACUMÃ

WhatsApp Image 2017-04-10 at 17.32.39

O voo de asa delta em Jacumã não é uma opção barata, mas eu precisava colocar nessa lista. É chamado asa delta rebocado, porque você não salta de um lugar alto. A asa, você e o instrutor ficam presos a uma estrutura que é presa a um carro e esse carro “reboca” vocês até atingir uma velocidade adequada para que a asa consiga subir. Clique AQUI pra ver um vídeo do voo e entender melhor.

Eu ainda não fiz, mas farei em breve porque esse negócio de voar é comigo mesmo! Mas confesso que estou um pouco assustada com a possibilidade de voar por cima do mar. Não sei nadar e fico meio totalmente apavorada.

A aventura custa R$300 com filmagem e R$250 sem. Pode parcelar em até 3x no cartão de crédito.  Para ter mais informações e agendar o contato é 99999 9202 ou pelo Instagram @atmosfearfly.

 

4- RELAXAR NO VALE ENCANTADO

12390984_767898983340419_4196368680240145801_n

Já conhece o Vale Encantado, em Pium? Um lugar super natureza, cortado pelo Rio Pium, com estrutura pra arvorismo e muita calma e tranquilidade pra você se desligar do mundo.

Fica na RN-063, lote 23b, Parnamirim. O acesso é por trilhas ou de barco feito pelo seu Tuta. Ele e a dona Dora administram o local. O valor de permanência é de R$8 para passar o dia. Não deixe de saborear o açaí delícia que eles oferecem por R$10. Para saber mais informações de como chegar os telefones de contato são 99970 5410 ou 99136 4646.

 

5- FAZER UM TOUR POR NÍSIA FLORESTA

n9

Nísia Floresta é um destino maravilhoso aqui pertinho da gente. Além das praias e lagoas bem famosinhas, o centro da cidade tem a Igreja Matriz Nossa Senhora do Ó, que é linda demais, tem estilo barroco e vale muito a visita; o curioso e enorme Baobá e o mausoléu da escritora, jornalista, educadora e “mais notável mulher de letras do Brasil”, que também dá nome a cidade, Nísia Floresta.

Não podemos deixar de falar das praias de Tabatinga e Camurupim. A primeira, tem um dos mirantes mais lindos do estado, e a segunda é a queridinha de muitos natalenses, que procuram uma praia calma e sem ondas, principalmente pra ir com crianças.

 

6- CONHECER AS TRILHA DO PARQUE DAS DUNAS

parque das dunas

As trilhas do Parque das Dunas estão abertas e acontecendo mediante solicitação. Segundo me informaram, funciona da seguinte forma: Você deve enviar um email para parquedasdunas@rn.gov.br com os seguintes dados:

  • Nome, instituição, telefones (fixo e celular) do responsável pelo agendamento;
  • Número de pessoas e idade delas;
  • Data e horário da visitação; (terça, quinta ou sábado. | manhã, às 8h, ou tarde, às 14h)
  • Objetivo da visita ao Parque (pedagógico, turistico, outro);
  • Endereço completo, no caso de escola e/ou outras instituições.

A trilha custa R$1 e a entrada no Parque mais R$1. Então com R$2 você vai fazer uma coisa super diferente, familiar, divertida e sem sair da cidade!

 

7- PASSEAR DE QUADRICICLO PELAS LAGOAS

10001399_261335087379550_849950346_n

Não tá afim de praia, que tal uma lagoa? Essa é uma época ótima pra fazer aquele passeio de quadriciclo que estava caríssimo na alta estação. Algumas empresas oferecem o serviço que custa em média R$200 para duas pessoas. Recomendo o Terra Molhada, que inclui transfer nesse valor. O passeio tem saídas pela manhã, na hora do almoço e à tarde. Geralmente a empresa pega turistas em hotéis, mas você como morador da cidade, pode se deslocar até um hotel da Praia do Meio ou de Ponta Negra. Isso pode ser acertado na hora da reserva. A duração total do passeio de quadriciclo é entre 2h e 2h30. Passa pelas lagoas: da Horta Grangeira, Amarela, Juventude e Alcaçuz. Reservas e mais informações pelos telefones 3230 6022 ou 99911-8366.

Se animou pra fazer alguns desses? Eu me animei. Logo mais conto pra vocês!

Está vindo para Natal e precisa de dicas de Turismo? Acesse www.vivanatal.com.br

Nacional

Você precisa conhecer o Museu de Cera de Foz do Iguaçu

Se você pensa que museu de cera é coisa que a gente só encontra nos Estados Unidos e na Inglaterra está redondamente enganado. O Brasil possui alguns empreendimentos do tipo, um deles está localizado em Foz do Iguaçu, o Dreamland Museu de Cera. E é sobre ele que eu vou falar hoje.

IMG_4454

Para estrear os posts de destinos nacionais do blog, escolhi um destino que eu AMO, que é Foz, mas decidi falar sobre um atrativo turístico diferente da região, que poucas pessoas que eu conheço sabem que existe.

O maior Museu de Cera da América Latina é um local até recente na cidade das cataratas e sem dúvidas um passeio imperdível na região. O local é o clássico “para toda a família”.

IMG_4517

São mais de 90 personalidades em tamanho real. Entre elas: Elvis Presley, Tom Cruise, Amy Winehouse, Mister Bean, Frank Sinatra, Will Smith, Michael Jackson, Santos Dumont, Albert Einstein, Papa Francisco, Papa João Paulo II, além de várias outras, todas elas produzidas em Londres.

IMG_4507

Além das personalidades, o museu se destaca também pela decoração dos ambientes. O atrativo faz parte do aclamado complexo de entretenimento Dreamland localizado em vários complexos turísticos do país.

Bônus: Vale dos Dinossauros

IMG_4496

Como se o Museu de Cera por si só não fosse uma atração incrível, anexo a ele, na parte de trás, está localizado o Vale dos Dinossauros. Réplicas em tamanho real, reproduções de grunhidos e um cenário muito parecido com o do famoso filme Parque dos Dinossauros fazem as crianças ficarem deslumbradas e os adultos virarem crianças.

Durante caminhada ao ar livre, pelo cenário bem acabado, é possível conhecer 20 dinossauros animatrônicos que possuem movimentos e sons.

IMG_4502

Os dois empreendimentos abrem diariamente das 8h às 18h. A entrada de cada um deles custa R$50,00 inteira e pode ser comprada pelo SITE, onde vocês podem adquirir o combo junto com o Vale dos Dinossauros e conseguir descontos.

NacionalRN

Nísia Floresta vai ganhar roteiro turístico

A conclusão das obras de recuperação da estrada que liga a praia de Barra de Tabatinga à BR 101 provocou a Secretaria Estadual de Turismo e a EMPROTUR, responsável pela promoção turística do RN, a idealizarem um roteiro para evidenciar as belezas praianas e a cultura de Nísia Floresta.

A ideia do roteiro é explorar diferentes modalidades turísticas incluindo restaurantes, vendas de artesanatos, apresentações culturais e a história do município, até chegar às praias e suas várias possibilidades de turismo, como prática de esportes náuticos, de aventura, lazer e belezas naturais

Nísia Floresta abriga as praias de Pirangi do Sul (Pirambúzios), Búzios, Tabatinga, Camurupim e Barreta. Ainda nos seus limites estão a Lagoa do Bonfim e do Carcará, e mais uma dezena de outras lagoas.

A Secretaria não divulgou quando será lançado o roteiro, mas quando o #Partiu era ainda uma coluna no caderno TN Família da Tribuna do Norte, publicamos uma matéria sobre as belezas e o potencial turístico da cidade. Que tal rever e montar a sua própria rota?

NÍSIA FLORESTAS, PRAIAS E LAGOAS

nisia floresta

Dionísia Gonçalves Pinto, mais conhecida pelo seu pseudônimo, Nísia Floresta Brasileira Augusta, nasceu no Rio Grande do Norte em 12 de outubro de 1810 e fez história como a “mais notável mulher de letras do Brasil”. Pela sua importância como educadora, jornalista, escritora e precursora do abolicionismo e do feminismo no Brasil, foi reconhecida pela pequena Vila de Papari, onde nasceu, que passou a se chamar Nísia Floresta, em 1948, em sua homenagem. É a pequena cidade, a cerca de 40 km de Natal, que o #Partiu vai desbravar essa semana.

O passeio por Nísia Floresta começa na Igreja Matriz Nossa Senhora do Ó, localizada na região central da cidade. Construída de 1715 a 1735 em estilo barroco, o pequeno templo com faixada simples, surpreende com seus altares imponentes e adornos dourados. O nome inusitado é uma homenagem à Nossa Senhora, que tinha seu nome sempre precedido por um “Ó” de admiração. “Ó virgem santa, ó Nossa Senhora”. A igreja é famosa por ter sediado a primeira Campanha da Fraternidade do mundo, em 1963, e possui inclusive uma placa de reconhecimento enviada pelo papa Bento XVI. O local preserva praticamente toda a estrutura do período de sua construção e passa, atualmente, por uma restauração.

Foto: Júnior Santos

Foto: Júnior Santos

Da frente da igreja, é possível observar a próxima parada do roteiro: o famoso baobá tombado pelo Patrimônio Histórico da cidade. Existem muitas lendas e muita contradição a respeito de sua plantação. A história que circula pela cidade é que um navio negreiro, vindo da África, teria naufragado na praia de Camurupim e apenas um escravo teria sobrevivido. O homem teria plantado as sementes de baobá em agradecimento pela sua vida que foi poupada. No próprio local há uma placa informando que a árvore foi plantada em 1877 por Manoel Moura Júnior; mas há relatos do historiador Luís da Câmara Cascudo que já indicavam a existência centenária da planta ainda no século XIX.

Em seguida, uma parada no mausoléu de Nísia Floresta. A escritora faleceu em 1885 na França, onde morou por vários anos, e teve seus restos mortais trazidos ao brasil em 1954, quando o presidente Café Filho assumiu e atendeu ao pedido de intelectuais da época, de que seu corpo fosse trazido para ser enterrado em sua cidade de nascimento. Nísia foi uma das primeira mulheres do Brasil a escrever artigos em jornais. Percorreu os estados de Pernambuco, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, atuando como educadora em colégios e escrevendo artigos sobre a condição feminina no Brasil e a liberdade dos escravos. Se mudou para a França aos 39 anos, onde permaneceu até o seu falecimento.

16295474_1345896998795279_1721931532_n

Foto: Júnior Santos

A Estação Ferroviária de Papary foi fundada em 1811 pela empresa americana Great Western. Se deve a ela o nome “Parary”, com o y, americanizado. A estação foi criada como um entreposto de ligação entre o Rio Grande do Norte e a Paraíba, e era responsável pelo escoamento de cana-de-açúcar e pelo transporte de pessoas. A cana era a grande fonte de renda da região na época. Estima-se que existiam 23 engenhos no município de Nísia. Atualmente a estação de trem está tombada pela Fundação José Augusto e abriga um restaurante de comida típica.

É impossível falar do município de Nísia Floresta sem citar as suas belas praias e lagoas. O município é um reduto de balneários de água doce que emergem do lençol freático e estão acessíveis o ano inteiro. Entre as praias, destaque para Tabatinga, que possui um dos mais belos mirantes do estado, de onde se avistam golfinhos e tartarugas, em qualquer época do ano, devido ao difícil acesso de pessoas às regiões próximas as falésias.

Está vindo para Natal e precisa de dicas de Turismo? Acesse www.vivanatal.com.br

DicasGastrônomiaHospedagemNacionalRNTurismo de aventura

Os encantos de Porto do Mangue

Localizada na região da Costa Branca potiguar, a pequena e pacata cidade de Porto do Mangue é uma das mais recentes do estado. Emancipada de Carnaubais em 1995, o município tem apenas 21 anos de idade e é pouco explorado turisticamente, mas possui um potencial natural extraordinário. Dunas, mangue, rio, mar, bons ventos, Porto do Mangue tem um pouco de tudo em seus 318,64 km² de extensão.

P_20160614_134517

Para chegar a esse paraíso pouco explorado da Costa Branca potiguar, saí de Natal pela Zona Norte. Peguei a BR-226 em direção a Macau e segui a sinalização até chegar à cidade. As ruas principais da cidade foram recentemente asfaltadas e uma orla foi construída às margens do Rio das Conchas. Vale a pena o passeio a pé para desbravar e se encantar com o lugar.

A maioria da população não é porto-manguense de nascença porque a cidade é muito nova. Ela era frequentada por pessoas que buscavam descanso e sossego e também movimentada pela atividade salineira, peculiar da região da Costa Branca. Muitas dessas pessoas se encantaram com a cidade e resolveram se fixar. Assim o povoado cresceu e se emancipou.

O que fazer em Porto do Mangue?

Um passeio imperdível na região é pelas famosas Dunas do Rosado, o segundo maior complexo de Dunas do Brasil, perdendo apenas para os Lençóis Maranhenses, que já foi cenário de duas novelas globais e até de um filme. O melhor horário para visitá-las é no fim da tarde, quando o sol se põe e ilumina a areia rosada que impressiona pela cor peculiar. Ela é consequência da areia das falésias avermelhadas que é levada pelo vento e forma uma fina camada cor de rosa. Iluminada pelo sol, a cor se destaca ainda mais. É daí que vem o nome: Dunas do Rosado.

Pelo que eu ouvi falar, existe uma discussão sobre o município ao qual as dunas pertencem, se é a Porto do Mangue ou a Areia Branca. Não sei dizer com certeza. Mas o acesso é fácil e rápido por Porto do Mangue.

Os pescadores da região fazem passeios de barco pelo Rio das Conchas, entrando mangue adentro e com direito a uma parada numa enorme ilha de dunas brancas, que se formou entre o mar e o rio. É uma coisa linda de ver! Lembra os famosos lençóis do Maranhão, mas é aqui pertinho de Mossoró.

DSC06111

Uma outra opção incrível que você não pode deixar de aproveitar é o voo duplo de parapente que eu já falei AQUI Apesar de ser considerado um esporte radical, pra mim foi só paz e tranquilidade. Partimos do chão, junto com o instrutor e subimos tranquilamente em um voo controlado.

Um pouquinho dessa sensação maravilhosa 😍

A post shared by Lari 🍃 (@larissacavalcnt) on

Se você quer visitar a cidade com todos os passeios organizadinhos, a minha dica é falar com o Vicente, da Aloha Adventure, pelo Facebook ou pelo telefone 99815-4177.

Onde comer em Porto do Mangue?

Como uma boa vila de pescadores, frutos do mar não faltam. Não deixe de conhecer o Restaurante da Lúcia, uma cozinheira de mão cheia que já morou em São Paulo, Paraná, Espírito Santo, Fernando de Noronha e até em Portugal. Com a experiência adquirida em todos esses lugares, Lúcia voltou ao Rio Grande do Norte e montou seu restaurante na terra de sua avó. A lagosta que ela prepara é sensacional. Não saia de lá sem experimentar.

O Bangalô é mais uma opção gastronômica da região. Comandado por Rodrigo Almeida, chef que já cozinhou para muitos famosos enquanto trabalhou em Campos do Jordão, ele dedicou boa parte de sua carreira ao restaurante do Ocean Palace, famoso resort natalense, o local é bem decorado, amplo e oferece pratos deliciosos tendo também como carro chef os frutos do mar. A localização é excelente, em frente ao Rio das Conchas.

Onde se hospedar em Porto do Mangue?

Já falei AQUI no blog sobre o SPA Costa Branca. O SPA funciona também como pousada sob demanda e foi nessa opção que passei o fim de semana por lá. Ao todo são seis suítes com capacidade para até 18 pessoas, piscina adulto e infantil, estacionamento, uma bela área verde e os diretores ainda deixam um quadriciclo à disposição dos hospedes para passeios na região.

P_20170108_130013

Está vindo para Natal e precisa de dicas de Turismo? Acesse www.vivanatal.com.br