NacionalNordesteRN

Arqueólogo Colombiano realiza pesquisas em geossítio de Carnaúba dos Dantas

geossítio de Carnaúba dos Dantas

Essa semana a cidade de Carnaúba dos Dantas recebeu uma visita muito especial. O arqueólogo colombiano Carlos Castanho Uribe, e sua esposa e parceira de pesquisa, a bióloga Cristal Ange, vieram ao Seridó potiguar para conhecer pessoalmente os sítios arqueológicos da região. Uribe realiza estudos sobre o local há 15 anos, mas no dia 15 de julho de 2017 teve a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente.

Mas o que traz um colombiano a essas terras potiguares?

O pesquisador estuda a Serra do Chiribiquete, na Amazônia Colômbiana, uma região intacta do país, que conserva índios não contactados com humanos e que vivem costumes desde os ancestrais, há quase 20 mil anos. E as semelhanças das pinturas rupestres da Serra com as encontradas na região do Seridó, em especial nos sítios de Carnaúba foi o motivo do interesse pelo Rio Grande do Norte.

geossítio de Carnaúba dos Dantas

A viagem teve objetivo científico, mas mostra a importância da região do Seridó e dos seus sítios arqueológicos na consolidação do turismo da região .

Na Colômbia, há esforços para que o governo junto à UNESCO transformem a região em Parque Nacional. O Seridó está na luta por esse reconhecimento nacional. Seria uma grande conquista para todo o nosso estado!

Ficamos na torcida por Carnaúba dos Dantas!

GastrônomiaNacionalNordesteRN

Festival de inverno, de cerveja artesanal e de cachaça em Serra de São Bento

O município de Serra de São Bento divulgou a prévia da programação do Festival de Inverno 2017. A festa acontece de 4 a 6 de agosto, a mesma do Festival Gastronômico e Cultural de Martins, cidade serrana famosa pela realização do evento. E quem ganha com isso? A gente, que vai poder escolher pra qual friozinho quer ir!

São Bento está a 401 metros de altitude e a 115km de Natal. Facinho de pegar o carro e curtir a programação que a cidade reserva. As atrações são culturais, artísticas, esportivas, gastronômicas e ainda tem feirinha de artesanato e moto show. Contamos tudo a seguir.

811-foto3x4joob010

Sexta-feira – 04 de agosto

19h – 21h – Repentista Helânio Moreira e Felipe Pereira

Apresentação Especial da quadrilha Coração Serrana

Carlos Guedes (Sax &Sanfona)

19h – 01h – Festival Gastronômico “A Nova Cozinha Potiguar”

Festival de Cachaças Regionais

Festival de Cervejas Artesanais

Feira do Artesanato e Exposição Fotográfica “Belezas da Serra”

21h – Abertura Oficial

21h20 – Show Pirotécnico

21h30 – Apresentação do Humorista Zé Lezin

22h30 – 12h – Show com a banda Perfume de Gardênia

00h – 02h – Show com Avine e Vinny e banda

02h – 03h – Show com Briola e banda

Boate com DJ Convidado

Sábado – 05 de agosto

19h – 21h – Apresentações de Atrações Artística Locais & Regionais

Apresentação da Quadrilha “Junina São João” de Natal

Apresentação de Orquestra Regional

19h – 01h – Festival Gastronômico “A Nova Cozinha Potiguar”

Festival de Cachaças Regionais

Festival de Cervejas Artesanais

Feira do Artesanato e Exposição Fotográfica “Belezas da Serra”

21h – 22h30 – Show com Carlinhos Zens e banda

22h30 – 00h – Show com a Isaac Galvão e banda

00h – 02h – Show com Alcimar Monteiro e banda

02h – 04h – Show com a Banda Forró Puxado

Boate com DJ Convidado

Domingo – 06 de agosto

09h – 16h30 – Moto Show (Evento Esportivo)

16h30 – 17h – Premiação e encerramento do Moto Show

*As informações foram fornecidas pela prefeitura da cidade, mas podem sofrer alterações sem aviso prévio. Confira antes de ir!

Está vindo para Natal e precisa de dicas de Turismo? Acesse www.vivanatal.com.br

DicasGastrônomiaRN

Descubra o que vai rolar no Festival Gastronômico e Cultural de Martins

O friozinho que está fazendo em Natal nesse mês de julho já está uma delícia. Imagina então como está lá em Martins, uma das mais famosas cidades serranas do estado? Esse ano o tradicional Festival Gastronômico e Cultural da cidade chega a sua 11ª edição e já tem data e boa parte da programação confirmada.

20131001_140757

O evento vai acontecer nos dias 4, 5 e 6 de agosto, com a participação de vários restaurantes da região. Entre eles: o Mirante da Carranca, Mirante do Canto, Mirante Recanto da Serra, Restaurante e Pizzaria Água na Boca e muito mais! O evento ainda vai ter a participação da confraria dos chefes, onde o melhor prato do festival será escolhido.

Na parte musical o Festival Gastronômico e Cultural não deixa a desejar. Já estão confirmados: Khrystal, Isaque Galvão, Rodolfo Amaral, Boca de Sino, Brazuca Jazz, Samba Nobre, Danilo Nikson, Everton e Verônica, Frequência 2, Macaxeira Jazz e Everaldo Miguel. Outros artistas ainda estão sendo confirmados.

Durante os três dias de agosto vai acontecer também exposição de artesanatos e doces, o lançamento de livros e revistas e exposição de telas. O evento ainda vai exibir apresentação da Banda Filarmónica de Martins, do Grupo Cultural Macambirais e do Grupo de Teatro Ciranduis.

Que tal curtir essa opção incrível que o nosso estado nos oferece?

DicasInternacional

San Telmo, meu bairro preferido em Buenos Aires

Morei em Buenos Aires entre 2012 e 2013 e posso dizer que San Telmo é o meu bairro do coração. Ele tem ares de Ribeira, se comparado a Natal. Só que revitalizado, com muitos bares, cafés, restaurantes, muita vida! Sempre foi meu bairro preferido na cidade e hoje vou contar um pouco sobre ele pra vocês.

San Telmo é um dos bairros, mais antigos da cidade e se mostra para os visitantes desavisados como um grande corredor formado por mais de vinte quadras de feirinha no fim de semana, mas, além disso, guarda inúmeras outras atrações entre suas ruas de paralelepípedos com casarões históricos.

13-08-19-SanTelmo-1

Durante os dias de semana, San Telmo é um bairro comum com pequenos restaurantes, chinos (que nós conhecemos por mercadinhos), alguns escritórios funcionam nos edifícios, mas no geral o bairro é bem residencial.

Quando a noite se aproxima o clima começa a mudar. Parece que ao acender das luzes alaranjadas dos postes surge um novo bairro. Os restaurantes se tornam barzinhos, assim como os cafés. Os bares famosos por seus happy hours ou cervejas artesanais abrem suas portas para receber grandes grupos de amigos, que se reúnem para tomar uma cerveja, ou um Fernet, depois do expediente. San Telmo ganha ares de boemia.

09-set-san-telmo-17

Não importa muito se é dia de semana. Na verdade o que permite diferenciar os dias úteis dos demais é se os bares estão cheios ou lotados. Portenho gosta de happy hour! Por volta das 19h os escritórios e lojas fecham e o pessoal se reúne pra uma cervejinha. O copo tradicional que se oferece é de 500ml. Meio litro. Eles chamam de “una pinta” e em quase todos os bares da cidade você tem promoções de pague uma e tome duas até cerca de 21h.

cerevejaria-patagonia-san-telmo

San Telmo tem uma atração que é muito visitada no domingo e na semana tem atraído cada vez mais turistas: A Plaza Dorrego. No cruzamento entre as Calles Defensa e Humberto Primo, a pracinha, que no final de semana é tomada por barracas de antiguidades, revela um ambiente romântico e agradável.

Mesas de madeira com velinhas acesas e guarda-chuvas tomam conta do espaço. No centro da praça, música ao vivo. Ao redor dela, muitos bares. O som varia entre o típico tango portenho, cantado ao vivo e sempre acompanhado por um belo casal de dançarinos, até músicos que tocam grandes clássicos do rock em blues e jazz.

As Milongas não poderiam não estar presentes nesse bairro. De enorme importância turística e histórica, elas são casas de tango diferentes das que os turistas geralmente frequentam em suas visitas a Buenos Aires.
la-catedral-milonga-01

Esses ambientes são frequentados por portenhos nativos, um espaço da cidade ainda não descoberto pelo grande turismo. Elas oferecem bebidas e comidas como os tradicionais lugares aonde se vai para dançar, mas com a diferença básica de que lá o foco é realmente a dança.

As mesas ficam pertinho das paredes, para ocupar pouco espaço no salão. As apresentações geralmente começam por volta das 22h ou 23h. Mas antes disso, uma oportunidade para os que querem se aventurar no tango argentino: aulas de dança. E todos participam. Jovens, adultos, profissionais, amadores, com ou sem roupa apropriada. O que importa é tentar de verdade.

Depois de saber o que o bairro oferece de bom na semana, vamos falar finalmente da famosa Feira de San Telmo.

Todos os domingos, por volta das 9h da manhã, tendas são montadas por toda a extensão da Calle Defensa, desde a Plaza de Mayo até a Plaza Dorrego. Artesãos de todos os cantos de Buenos Aires expõem seus produtos para os milhares de visitantes que caminham pela Feira.

Feira-San-Telmo-2

Não há como especificar o que se vende por lá. Antiguidades, roupas, sapatos, artigos de couro, echarpes, chapéus, pinturas em tela, fotografias, artesanato, souvenis, tudo isso e muito mais reunido nas vinte quadras que a feira ocupa. Ou ocupava. Hoje, o sucesso e a disputa por espaço são tão grandes que todas as ruas que cruzam a Calle Defensa, até a Plaza Dorrego, já possuem exposições de produtos.

A Feira só acaba por volta das 17h, é um programa para o dia inteiro. Você pode aproveitar uma parada no cruzamento da Chille com Defensa para tirar uma foto com a estátua da Mafalda, que fica sentadinha num banco de esquina, pode descer na Carlos Calvo para conhecer o Mercado de San Telmo ou almoçar em um dos diversos restaurantes instalados na própria Calle Defensa ou nas proximidades.

Quem sabe na sua próxima viagem para Buenos Aires você não se hospeda em San Telmo?!

DicasRNTurismo de aventura

7 passeios para fazer nos 3 feriadões de abril (a 6 custa R$2)

Há muito tempo não se vê um mês com tantos feriados prolongados como será abril. Serão três feriadões: Páscoa, de 13 a 16; Tiradentes, de 20 a 23 e Dia do Trabalho, de 28/4 a 01/5. Com tantas folgas assim, não dá para deixar passar em branco. Fizemos uma lista de 7 opções massa pra você curtir os feriados em tempo de pouca grana, como o que vivemos agora.

Explore os potenciais de Natal e suas redondezas! Pare e pense em quantas coisas legais existem por aqui que você nunca fez. Eu mesma conheço várias coisas legais de outras cidades e não conheço alguns pontos turísticos e passeios legais da minha própria cidade. Vou tomar esse post como uma listinha de coisas que tenho que fazer.

1- MERGULHAR NOS PARRACHOS DE PIRANGI

DSC05292

Esse eu já fiz e super recomendo! O ponto de partida é o Marina Badauê, entre o Cajueiro de Pirangi e a beira-mar. As saídas acontecem diariamente com horários que variam de acordo com a maré. Inclui um passeio de barco de 2 horas, uma vista bem diferente do que estamos acostumados de algumas praias do litoral sul, e, claro, a parada de uma hora para mergulho, snorkel e máscara de mergulho.

A pergunta que não quer calar: Tem peixinho mesmo? Quando eu fui tinha. Até golfinho eu vi. Espero que você tenha a mesma sorte.

O passeio custa R$70 por pessoa (com máscara e snorkel). Se for pago em espécie, tem desconto e fica R$60.

#Dica Desconto para quem nasceu no RN: O valor cai para R$35 apresentando a identidade.

 

2- CONHECER O MAIOR CAJUEIRO DO MUNDO

cajueiro

Aproveite que está ali ao lado e dê uma passadinha no Maior Cajueiro do Mundo! Eu nunca entrei, só passei na frente, mas morro de vontade e acho que vou mesmo aproveitar o feriado pra isso.

O Cajueiro está aberto de domingo a domingo das 7h30 às 17h30 e a taxa de visitação é R$8 adulto e R$4 para crianças, idosos e estudantes.

 

3- VOAR DE ASA DELTA EM JACUMÃ

WhatsApp Image 2017-04-10 at 17.32.39

O voo de asa delta em Jacumã não é uma opção barata, mas eu precisava colocar nessa lista. É chamado asa delta rebocado, porque você não salta de um lugar alto. A asa, você e o instrutor ficam presos a uma estrutura que é presa a um carro e esse carro “reboca” vocês até atingir uma velocidade adequada para que a asa consiga subir. Clique AQUI pra ver um vídeo do voo e entender melhor.

Eu ainda não fiz, mas farei em breve porque esse negócio de voar é comigo mesmo! Mas confesso que estou um pouco assustada com a possibilidade de voar por cima do mar. Não sei nadar e fico meio totalmente apavorada.

A aventura custa R$300 com filmagem e R$250 sem. Pode parcelar em até 3x no cartão de crédito.  Para ter mais informações e agendar o contato é 99999 9202 ou pelo Instagram @atmosfearfly.

 

4- RELAXAR NO VALE ENCANTADO

12390984_767898983340419_4196368680240145801_n

Já conhece o Vale Encantado, em Pium? Um lugar super natureza, cortado pelo Rio Pium, com estrutura pra arvorismo e muita calma e tranquilidade pra você se desligar do mundo.

Fica na RN-063, lote 23b, Parnamirim. O acesso é por trilhas ou de barco feito pelo seu Tuta. Ele e a dona Dora administram o local. O valor de permanência é de R$8 para passar o dia. Não deixe de saborear o açaí delícia que eles oferecem por R$10. Para saber mais informações de como chegar os telefones de contato são 99970 5410 ou 99136 4646.

 

5- FAZER UM TOUR POR NÍSIA FLORESTA

n9

Nísia Floresta é um destino maravilhoso aqui pertinho da gente. Além das praias e lagoas bem famosinhas, o centro da cidade tem a Igreja Matriz Nossa Senhora do Ó, que é linda demais, tem estilo barroco e vale muito a visita; o curioso e enorme Baobá e o mausoléu da escritora, jornalista, educadora e “mais notável mulher de letras do Brasil”, que também dá nome a cidade, Nísia Floresta.

Não podemos deixar de falar das praias de Tabatinga e Camurupim. A primeira, tem um dos mirantes mais lindos do estado, e a segunda é a queridinha de muitos natalenses, que procuram uma praia calma e sem ondas, principalmente pra ir com crianças.

 

6- CONHECER AS TRILHA DO PARQUE DAS DUNAS

parque das dunas

As trilhas do Parque das Dunas estão abertas e acontecendo mediante solicitação. Segundo me informaram, funciona da seguinte forma: Você deve enviar um email para parquedasdunas@rn.gov.br com os seguintes dados:

  • Nome, instituição, telefones (fixo e celular) do responsável pelo agendamento;
  • Número de pessoas e idade delas;
  • Data e horário da visitação; (terça, quinta ou sábado. | manhã, às 8h, ou tarde, às 14h)
  • Objetivo da visita ao Parque (pedagógico, turistico, outro);
  • Endereço completo, no caso de escola e/ou outras instituições.

A trilha custa R$1 e a entrada no Parque mais R$1. Então com R$2 você vai fazer uma coisa super diferente, familiar, divertida e sem sair da cidade!

 

7- PASSEAR DE QUADRICICLO PELAS LAGOAS

10001399_261335087379550_849950346_n

Não tá afim de praia, que tal uma lagoa? Essa é uma época ótima pra fazer aquele passeio de quadriciclo que estava caríssimo na alta estação. Algumas empresas oferecem o serviço que custa em média R$200 para duas pessoas. Recomendo o Terra Molhada, que inclui transfer nesse valor. O passeio tem saídas pela manhã, na hora do almoço e à tarde. Geralmente a empresa pega turistas em hotéis, mas você como morador da cidade, pode se deslocar até um hotel da Praia do Meio ou de Ponta Negra. Isso pode ser acertado na hora da reserva. A duração total do passeio de quadriciclo é entre 2h e 2h30. Passa pelas lagoas: da Horta Grangeira, Amarela, Juventude e Alcaçuz. Reservas e mais informações pelos telefones 3230 6022 ou 99911-8366.

Se animou pra fazer alguns desses? Eu me animei. Logo mais conto pra vocês!

Está vindo para Natal e precisa de dicas de Turismo? Acesse www.vivanatal.com.br

GastrônomiaInternacional

Degustação de vinhos na África do Sul, um breve relato

Essa semana vou contar pra vocês um pouco da minha experiência na África do Sul, em 2015. Vou adiantar que não vamos falar de savanas, animais exóticos nem nada do tipo (infelizmente). Fui a trabalho, fazer uma matéria especial sobre degustação de vinhos na região de Cape Town (ou Cidade do Cabo).

Pra quem não sabe a África do Sul possui uma Rota dos Vinhos que tem a Cidade do Cabo como ponto de partida e inclui as cidades de Stelenbosch, Franschhoek e Paarl. Eu passei pelas 3 primeiras em um roteiro super rápido, mas bem proveitoso de 5 dias que eu vou contar um pouco pra vocês. Vamos lá?

as

Cape Town vista do alto da Table Mountain, uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo. 

Embarquei no Terminal 3 do Aeroporto Internacional de Guarulhos, rumo ao O.R. Tambo Internacional Airport, em Joanesburgo, capital da África do Sul. Após um voo de aproximadamente 8h e uma conexão doméstica de mais 2h, de Joanesburgo para Cidade do Cabo, fui recebida pelo guia local.

Assim que cheguei, entre 12h e 13h, dei entrada no hotel e logo depois do check-in, saí para o meu primeiro passeio turístico pela cidade, nada menos que conhecer uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo: a Table Moutain.

11061727_856894574385040_9019174586400033500_o

A montanha teve o seu teleférico inaugurado em 1927, com capacidade para 25 pessoas por subida. Após uma reforma em 1997 aumentou sua capacidade para 65 pessoas por viagem, em uma moderna estrutura redonda giratória, que permite uma visão ampla para todos os passageiros. Hoje, o teleférico transporta, das 8h às 21h, 800 pessoas por hora, em dias normais. Quando há muito vento ou tempo fechado o acesso é fechado. O passeio custa 225 rands, cerca de 65 reais.

Em seu ponto mais alto, a Table Mountain tem 1.086 m de altura e proporciona uma vista de tirar o fôlego. Além de toda a Cidade do Cabo, com 2.554 m2 de extensão e 3,5 milhões de habitantes, podemos observar a Robben Island, local onde o ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, esteve preso por 18 anos. Uma curiosidade, é que a Ilha se tornou atração turística e hoje os guias responsáveis pelos passeios no local são antigos presos políticos, afinal, quem a conhece melhor do que eles?

asasd

Do topo de Table Mountain dá para avistar Robben Island, onde Nelson Mandela ficou preso por 18 anos. Hoje o presídio, que fechou, virou atração turística. 

A montanha é só o começo do Table Mountain National Park, que se estende até o Cabo da Boa Esperança, na ponta mais sudoeste da África do Sul. Considerado patrimônio natural pela UNESCO, com 221 km2, o parque abriga uma fauna rica somente encontrada no local. Vários mirantes permitem aos turistas fotos incríveis. As lojinhas de produtos turísticos oferecem todos os tipos de souvenir sobre a Table Mountain.

10929196_856894571051707_628381693745902209_n

Levei um dia inteiro nesse passeio, voltei para o hotel Cape Grace, onde estava hospedada. Com uma vista privilegiada para a marina internacional de Cape Town, o hotel está localizado dentro do complexo Victoria & Alfred Waterfront, considerado a atração mais visitada da África do Sul e um dos portos em operação mais antigos do país. É uma grande área que reúne restaurantes, cafés, hotéis, condomínios residenciais, prédios comerciais, shopping center, marina, estaleiro, mercado de artesanatos, museus e áreas de lazer e entretenimento.

No dia seguinte pela manhã, ao abrir a janela do quarto, além dos veleiros, lanchas e iates, fui surpreendida por uma foca que descansava e tomava sol logo bem na frente da minha suíte.

asds

No meu tour do dia precisei me afastar cerca de 1h do centro de Cape Town para chegar até o povoado de Franschhoek, uma região famosa pelos excelentes vinhos e pela gastronomia impecável.

O local, antes habitado por elefantes, foi chamado por muito tempo de Oliphants Hoek (esquina dos elefantes), mas em 1688 os Holandeses, colonizadores da região, doaram as terras aos franceses, para que desenvolvessem vinhedos no local, que hoje é chamado de Franschhoek (esquina francesa).

Tomei um pequeno bonde no centro de Franschhoek (200 rands), no qual percorri três vinhedos até chegar ao meu destino: a fazenda Grande Provence, que produz vinho há 35 anos em seus 30 hectares de área. A Provence apresenta aos seus visitantes dez diferentes tipos de vinhos e vende aproximadamente 58 mil garrafas por ano, com uvas compradas (60%) e produzidas no vinhedo próprio (40%).

asddd

O local conserva a construção original de um de seus espaços, que hoje é utilizado para realização de eventos. Além deste, há doze anos a área construída da fazenda foi ampliada dando origem a um restaurante, uma galeria de arte, uma hospedagem e um belo jardim para degustação de vinhos. Tive a oportunidade de degustar quatro tipos produzidos no local. Muito phyna! Anotei tudo e vou reproduzir aqui pra vocês.

O primeiro deles, o Chenin Blanc, é o mais vendido da casa. Possui 14% de álcool, deve ser servido com saladas e peixes e tem um agradável cheiro de pêra. O segundo, Chardonnay, é guardado em barris de carvalho por 11 meses e tem um sabor que lembra baunilha. Com 13% de álcool, deve ser servido com queijos e massas.

O Cabernet Sauvignon foi o terceiro vinho que degustei e o que mais me chamou atenção. Suas uvas foram plantadas na montanha, próximo a árvores de eucalipto e ele esteve por 15 meses guardado em barris de carvalho. Seu sabor e aroma são mentolados e diferente de qualquer outro vinho que eu já havia experimentado. Possui 14% de álcool e vai bem com carnes vermelhas e massas mais fortes.

Para finalizar, o Shiraz de 2010 é guardado por quinze meses em barris de carvalho, sendo 80% desse tempo em carvalho francês, que lhe confere um sabor mais picante, e 20% em carvalho americano, que proporciona um sabor mais frutoso. A combinação dos dois barris deixam o vinho mais suave ao paladar. Possui 14,5% de álcool e vai muito bem com chocolate preto e carnes vermelhas.

Os quatro vinhos que eu degustei são realmente especiais e variam de R 85 a R 140, o que, em Real, significa de R$24 a R$40. Muito bons e muito baratos!

asdadd

Não posso deixar de falar de um hotel incrível que fiquei nas minhas outras noites na cidade, o Lanzerac.

Fundada em 1692, a fazenda Lanzerac é uma das mais antigas da região de Stellenbosch, distante uma hora a leste do centro da Cidade do Cabo e também outro povoado muito procurado para a degustação de vinhos. Transformado em hotel, o local é ideal para você desfrutar, com muito conforto, de uma das regiões mais exclusivas de toda a África do Sul.

O Lanzerac Hotel e Spa é um boutique cinco estrelas. AMO/SOU hotel boutique! Seus 165 hectares abrigam ainda, vinhedos produtores de um dos mais exclusivos vinhos sul-africanos. São sete prédios, todos originalmente construídos no século 17, nos quais estão distribuídos 48 luxuosas acomodações, dois bares, um restaurante, uma delicatessen, um ambiente exclusivo para degustação de vinhos e o spa, com vista para os vinhedos e jardins.

1962821_856895504384947_964961663509306584_n

 

A imponência do hotel é marcante desde o momento da sua chegada. Os 50 m entre a estrada de acesso e o portão de entrada são cercados por grandes carvalhos. A grama verde e bem cuidada do pátio principal contrasta com os prédios bem conservados, de inspiração francesa. Ao fundo, as majestosas montanhas Helderberg completam o cenário.

sfsf

Entre as 48 espaçosas habitações, você pode escolher uma das suítes e desfrutar de tudo o que o Lanzerac oferece de mais sofisticado. As duas suítes principais, a Presidential e a Royal Pool Suite, são verdadeiros apartamentos, com dois banheiros, uma sala de estar (equipada com televisão por satélite e home theater), minibar, opções de chás, cafés e vinhos da casa. Como se não bastasse, cada aposento se abre para um pátio privado com vista para os jardins, vinhas e montanhas.

Eu fiquei na Royal Pool Suite e a decoração era de cair o queixo. Mobiliário de madeira maciça impecável, vasos de flores, abajures, lustres, souvenires e belas cortinas completam a decoração. Nos quartos de ambas as suítes há ainda poltronas, home office e um baú. Os banheiros foram projetados para casais, com duas pias e uma elegante banheira em mármore e madeira escura. O controle de temperatura interna e o piso, aquecido, estão presentes em todo o apartamento. As fotos abaixo me deixam com bastante saudades desses dias de princesa.

rtyr gdgd

Por hoje é isso, gente! O relato de uma das viagens mais incríveis que eu já fiz. Barato não é, mas vale muito a experiência. Espero que ajude quem pretende em breve viajar para a África do Sul.

Nacional

Você precisa conhecer o Museu de Cera de Foz do Iguaçu

Se você pensa que museu de cera é coisa que a gente só encontra nos Estados Unidos e na Inglaterra está redondamente enganado. O Brasil possui alguns empreendimentos do tipo, um deles está localizado em Foz do Iguaçu, o Dreamland Museu de Cera. E é sobre ele que eu vou falar hoje.

IMG_4454

Para estrear os posts de destinos nacionais do blog, escolhi um destino que eu AMO, que é Foz, mas decidi falar sobre um atrativo turístico diferente da região, que poucas pessoas que eu conheço sabem que existe.

O maior Museu de Cera da América Latina é um local até recente na cidade das cataratas e sem dúvidas um passeio imperdível na região. O local é o clássico “para toda a família”.

IMG_4517

São mais de 90 personalidades em tamanho real. Entre elas: Elvis Presley, Tom Cruise, Amy Winehouse, Mister Bean, Frank Sinatra, Will Smith, Michael Jackson, Santos Dumont, Albert Einstein, Papa Francisco, Papa João Paulo II, além de várias outras, todas elas produzidas em Londres.

IMG_4507

Além das personalidades, o museu se destaca também pela decoração dos ambientes. O atrativo faz parte do aclamado complexo de entretenimento Dreamland localizado em vários complexos turísticos do país.

Bônus: Vale dos Dinossauros

IMG_4496

Como se o Museu de Cera por si só não fosse uma atração incrível, anexo a ele, na parte de trás, está localizado o Vale dos Dinossauros. Réplicas em tamanho real, reproduções de grunhidos e um cenário muito parecido com o do famoso filme Parque dos Dinossauros fazem as crianças ficarem deslumbradas e os adultos virarem crianças.

Durante caminhada ao ar livre, pelo cenário bem acabado, é possível conhecer 20 dinossauros animatrônicos que possuem movimentos e sons.

IMG_4502

Os dois empreendimentos abrem diariamente das 8h às 18h. A entrada de cada um deles custa R$50,00 inteira e pode ser comprada pelo SITE, onde vocês podem adquirir o combo junto com o Vale dos Dinossauros e conseguir descontos.

NacionalRN

Nísia Floresta vai ganhar roteiro turístico

A conclusão das obras de recuperação da estrada que liga a praia de Barra de Tabatinga à BR 101 provocou a Secretaria Estadual de Turismo e a EMPROTUR, responsável pela promoção turística do RN, a idealizarem um roteiro para evidenciar as belezas praianas e a cultura de Nísia Floresta.

A ideia do roteiro é explorar diferentes modalidades turísticas incluindo restaurantes, vendas de artesanatos, apresentações culturais e a história do município, até chegar às praias e suas várias possibilidades de turismo, como prática de esportes náuticos, de aventura, lazer e belezas naturais

Nísia Floresta abriga as praias de Pirangi do Sul (Pirambúzios), Búzios, Tabatinga, Camurupim e Barreta. Ainda nos seus limites estão a Lagoa do Bonfim e do Carcará, e mais uma dezena de outras lagoas.

A Secretaria não divulgou quando será lançado o roteiro, mas quando o #Partiu era ainda uma coluna no caderno TN Família da Tribuna do Norte, publicamos uma matéria sobre as belezas e o potencial turístico da cidade. Que tal rever e montar a sua própria rota?

NÍSIA FLORESTAS, PRAIAS E LAGOAS

nisia floresta

Dionísia Gonçalves Pinto, mais conhecida pelo seu pseudônimo, Nísia Floresta Brasileira Augusta, nasceu no Rio Grande do Norte em 12 de outubro de 1810 e fez história como a “mais notável mulher de letras do Brasil”. Pela sua importância como educadora, jornalista, escritora e precursora do abolicionismo e do feminismo no Brasil, foi reconhecida pela pequena Vila de Papari, onde nasceu, que passou a se chamar Nísia Floresta, em 1948, em sua homenagem. É a pequena cidade, a cerca de 40 km de Natal, que o #Partiu vai desbravar essa semana.

O passeio por Nísia Floresta começa na Igreja Matriz Nossa Senhora do Ó, localizada na região central da cidade. Construída de 1715 a 1735 em estilo barroco, o pequeno templo com faixada simples, surpreende com seus altares imponentes e adornos dourados. O nome inusitado é uma homenagem à Nossa Senhora, que tinha seu nome sempre precedido por um “Ó” de admiração. “Ó virgem santa, ó Nossa Senhora”. A igreja é famosa por ter sediado a primeira Campanha da Fraternidade do mundo, em 1963, e possui inclusive uma placa de reconhecimento enviada pelo papa Bento XVI. O local preserva praticamente toda a estrutura do período de sua construção e passa, atualmente, por uma restauração.

Foto: Júnior Santos

Foto: Júnior Santos

Da frente da igreja, é possível observar a próxima parada do roteiro: o famoso baobá tombado pelo Patrimônio Histórico da cidade. Existem muitas lendas e muita contradição a respeito de sua plantação. A história que circula pela cidade é que um navio negreiro, vindo da África, teria naufragado na praia de Camurupim e apenas um escravo teria sobrevivido. O homem teria plantado as sementes de baobá em agradecimento pela sua vida que foi poupada. No próprio local há uma placa informando que a árvore foi plantada em 1877 por Manoel Moura Júnior; mas há relatos do historiador Luís da Câmara Cascudo que já indicavam a existência centenária da planta ainda no século XIX.

Em seguida, uma parada no mausoléu de Nísia Floresta. A escritora faleceu em 1885 na França, onde morou por vários anos, e teve seus restos mortais trazidos ao brasil em 1954, quando o presidente Café Filho assumiu e atendeu ao pedido de intelectuais da época, de que seu corpo fosse trazido para ser enterrado em sua cidade de nascimento. Nísia foi uma das primeira mulheres do Brasil a escrever artigos em jornais. Percorreu os estados de Pernambuco, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, atuando como educadora em colégios e escrevendo artigos sobre a condição feminina no Brasil e a liberdade dos escravos. Se mudou para a França aos 39 anos, onde permaneceu até o seu falecimento.

16295474_1345896998795279_1721931532_n

Foto: Júnior Santos

A Estação Ferroviária de Papary foi fundada em 1811 pela empresa americana Great Western. Se deve a ela o nome “Parary”, com o y, americanizado. A estação foi criada como um entreposto de ligação entre o Rio Grande do Norte e a Paraíba, e era responsável pelo escoamento de cana-de-açúcar e pelo transporte de pessoas. A cana era a grande fonte de renda da região na época. Estima-se que existiam 23 engenhos no município de Nísia. Atualmente a estação de trem está tombada pela Fundação José Augusto e abriga um restaurante de comida típica.

É impossível falar do município de Nísia Floresta sem citar as suas belas praias e lagoas. O município é um reduto de balneários de água doce que emergem do lençol freático e estão acessíveis o ano inteiro. Entre as praias, destaque para Tabatinga, que possui um dos mais belos mirantes do estado, de onde se avistam golfinhos e tartarugas, em qualquer época do ano, devido ao difícil acesso de pessoas às regiões próximas as falésias.

Está vindo para Natal e precisa de dicas de Turismo? Acesse www.vivanatal.com.br

DicasGastrônomiaHospedagemNacionalRNTurismo de aventura

Os encantos de Porto do Mangue

Localizada na região da Costa Branca potiguar, a pequena e pacata cidade de Porto do Mangue é uma das mais recentes do estado. Emancipada de Carnaubais em 1995, o município tem apenas 21 anos de idade e é pouco explorado turisticamente, mas possui um potencial natural extraordinário. Dunas, mangue, rio, mar, bons ventos, Porto do Mangue tem um pouco de tudo em seus 318,64 km² de extensão.

P_20160614_134517

Para chegar a esse paraíso pouco explorado da Costa Branca potiguar, saí de Natal pela Zona Norte. Peguei a BR-226 em direção a Macau e segui a sinalização até chegar à cidade. As ruas principais da cidade foram recentemente asfaltadas e uma orla foi construída às margens do Rio das Conchas. Vale a pena o passeio a pé para desbravar e se encantar com o lugar.

A maioria da população não é porto-manguense de nascença porque a cidade é muito nova. Ela era frequentada por pessoas que buscavam descanso e sossego e também movimentada pela atividade salineira, peculiar da região da Costa Branca. Muitas dessas pessoas se encantaram com a cidade e resolveram se fixar. Assim o povoado cresceu e se emancipou.

O que fazer em Porto do Mangue?

Um passeio imperdível na região é pelas famosas Dunas do Rosado, o segundo maior complexo de Dunas do Brasil, perdendo apenas para os Lençóis Maranhenses, que já foi cenário de duas novelas globais e até de um filme. O melhor horário para visitá-las é no fim da tarde, quando o sol se põe e ilumina a areia rosada que impressiona pela cor peculiar. Ela é consequência da areia das falésias avermelhadas que é levada pelo vento e forma uma fina camada cor de rosa. Iluminada pelo sol, a cor se destaca ainda mais. É daí que vem o nome: Dunas do Rosado.

Pelo que eu ouvi falar, existe uma discussão sobre o município ao qual as dunas pertencem, se é a Porto do Mangue ou a Areia Branca. Não sei dizer com certeza. Mas o acesso é fácil e rápido por Porto do Mangue.

Os pescadores da região fazem passeios de barco pelo Rio das Conchas, entrando mangue adentro e com direito a uma parada numa enorme ilha de dunas brancas, que se formou entre o mar e o rio. É uma coisa linda de ver! Lembra os famosos lençóis do Maranhão, mas é aqui pertinho de Mossoró.

DSC06111

Uma outra opção incrível que você não pode deixar de aproveitar é o voo duplo de parapente que eu já falei AQUI Apesar de ser considerado um esporte radical, pra mim foi só paz e tranquilidade. Partimos do chão, junto com o instrutor e subimos tranquilamente em um voo controlado.

Um pouquinho dessa sensação maravilhosa 😍

A post shared by Lari 🍃 (@larissacavalcnt) on

Se você quer visitar a cidade com todos os passeios organizadinhos, a minha dica é falar com o Vicente, da Aloha Adventure, pelo Facebook ou pelo telefone 99815-4177.

Onde comer em Porto do Mangue?

Como uma boa vila de pescadores, frutos do mar não faltam. Não deixe de conhecer o Restaurante da Lúcia, uma cozinheira de mão cheia que já morou em São Paulo, Paraná, Espírito Santo, Fernando de Noronha e até em Portugal. Com a experiência adquirida em todos esses lugares, Lúcia voltou ao Rio Grande do Norte e montou seu restaurante na terra de sua avó. A lagosta que ela prepara é sensacional. Não saia de lá sem experimentar.

O Bangalô é mais uma opção gastronômica da região. Comandado por Rodrigo Almeida, chef que já cozinhou para muitos famosos enquanto trabalhou em Campos do Jordão, ele dedicou boa parte de sua carreira ao restaurante do Ocean Palace, famoso resort natalense, o local é bem decorado, amplo e oferece pratos deliciosos tendo também como carro chef os frutos do mar. A localização é excelente, em frente ao Rio das Conchas.

Onde se hospedar em Porto do Mangue?

Já falei AQUI no blog sobre o SPA Costa Branca. O SPA funciona também como pousada sob demanda e foi nessa opção que passei o fim de semana por lá. Ao todo são seis suítes com capacidade para até 18 pessoas, piscina adulto e infantil, estacionamento, uma bela área verde e os diretores ainda deixam um quadriciclo à disposição dos hospedes para passeios na região.

P_20170108_130013

Está vindo para Natal e precisa de dicas de Turismo? Acesse www.vivanatal.com.br

DicasHospedagemRN

Você precisa conhecer esse SPA | Pousada na Costa Branca potiguar

Nas andanças pela Costa Branca no último feriado tive o prazer de conhecer o SPA Costa Branca, em Porto do Mangue, cidade pela qual tenho verdadeira adoração. O SPA funciona também como pousada sob demanda e foi nessa opção que passei o fim de semana por lá, mas aproveitei para descobrir todos os detalhes do local, que, vamos combinar, não é a coisa mais comum aqui no estado.

P_20170108_130013

O local foi a melhor opção de acomodação que encontrei na região. Então, se você quer fazer o voo de parapente na Ponta do Mel que mostramos AQUI e passar uns dias por essa linda região, a dica de hospedagem é essa mesma.

Há cerca de 20 anos Márcia e Walker, moradores de Assú, iniciaram a construção de uma bela e ampla casa na praia do Rosado. Cerca de um ano atrás, Márcia, que ama tudo relacionado à beleza e bem estar teve a ideia de transformar o espaço em SPA e proporcionar dias de relaxamento e cuidados com o corpo e a saúde.

Nos dias que não funciona como SPA, o Costa Branca abre em formato de pousada. A disponibilidade e valores devem ser verificados diretamente com a administração. Os pacotes são personalizados, feitos sob medida de acordo com as necessidades de cada grupo. Podem ou não ter refeições incluídas.

Ao todo são seis suítes com capacidade para até 18 pessoas, piscina adulto e infantil, estacionamento, uma bela área verde e os diretores ainda deixam um quadriciclo à disposição dos hospedes para passeios na região.

Coisas lindas para ver não faltam, as famosas Dunas do Rosado estão logo ao lado, bem como o Rio das Conchas de Porto do Mangue, as Três Cruzes, que viraram ponto turístico depois da gravação do filme “Maria mãe do filho de Deus” no local, e a própria praia do Rosado.

P_20170108_104905

Nesse pouco mais de um ano de funcionamento o empreendimento se consolidou como SPA e recebe pessoas do Brasil inteiro. Pra você ver, gente de fora que conhece as coisas boas do nosso estado e às vezes nem a gente sabe que existe. Pra mim, descobrir um SPA entre Assú e Mossoró foi uma grande surpresa!

O espaço abre uma turma de 10 a 18 pessoas durante 10 dias do mês em formato de SPA, com educador físico, nutricionista, enfermeiro, esteticista, psicólogo, enfim, uma super equipe dedicada.

A rotina é cansativa, mas quem vai procurando um estilo de vida mais saudável não pode esperar por sombra e água fresca, não é?

Na programação diária estão inclusos caminhadas e treinos funcionais duas vezes ao dia, hidroginástica, dança ou zumba e massagens modeladoras com drenagens linfáticas, essa última sendo em dias alternados. Todas as atividades são acompanhadas por especialistas e a alimentação totalmente controlada. Suchás, sucos detox e muita água não faltam!

massagem

Toda essa programação pode ser consultada e adquirida no site do espaço e o valor é bem justo, na minha opinião. Para pacotes de 10 dias, R$1.800; para pacotes de final de semana R$600; para 5 dias R$900.

Ao final dos 10 dias os clientes ainda ganham de cortesia um banho de chocolate hidratante e uma escova de cabelo, quem desejar.

Ainda existe serviços de beleza personalizados que podem ser solicitados como: Máscara de argila, manicure, depilação, limpeza de pele, bronzeamento com fita, acupuntura e pelo que eu conheci de Márcia o que você desejar ela consegue na região.

O local, para quem ficou curioso, está a 80 km de Mossoró, 66 km de Assú e 233 km de Natal. No site eles explicam direitinho como chegar.mapa