Arquivos de maio, 2017

FNF entrega oficialmente Etios 0KM ao Globo, vencedor da Copa Cidade do Natal

31/05/2017 às 17:38 por Pedro Neto

 

José FerreiraFoi entregue oficialmente nesta quarta-feira (31), na Toyolex, a premiação de um Toyota Etios 0km ao Globo. As chaves e a documentação do carro foram entregues ao presidente do tricolor, José Ferreira.

A premiação garantida pela Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF), foi concedida a equipe de Ceará-Mirim pela conquista da Copa Cidade do Natal. José Ferreira falou da importância da premiação. ” É muito importante receber esse prêmio, graças a organização da FNF e o esforço de toda a equipe. Para nós é um prazer”, disse o presidente. O segundo Toyota Etios será entregue ao ABC, campeão da Copa RN.

Fonte: Assessoria de Imprensa da FNF

Acho que a qualidade da sensualidade vem de dentro. É algo que está em você ou não está, e ela realmente não tem a ver com seios ou coxas ou seus lábios.”(Sophia Loren)

Você responde…

31/05/2017 às 04:59 por Pedro Neto

Na próxima semana teremos dois jogos dos dois maiores clubes do futebol do RN.

Na segunda-feira o América recebe o Jacobina, às 19h00, no estádio Arena das Dunas.

Já na terça-feira o ABC recebe o Paysandu, no estádio Frasqueirão.

Tenho dito que a torcida do América tem dado uma demonstração de amor a sua equipe, pois no primeiro jogo da série D mais de 6 mil torcedores estiveram presentes no Arenas das dunas.

Também tenho dito que a torcida do ABC tem deixado a desejar, pois mesmo com a equipe realizando uma boa campanha na série B não dá para aceitar a média de público que é de aproximadamente 3 mil torcedores.

Sendo assim, a pergunta é a seguinte:

Quem deve ter o maior público no próximo final de semana, América x Jacobina ou ABC x Paysandu?

É melhor ficar sozinho do que insistir em ficar com alguém que não vale o esforço.” (Luis Cossa)

Vou fazer apenas três perguntinhas

31/05/2017 às 04:58 por Pedro Neto

PARA VOCÊ O ABC VENCE AO SANTA CRUZ NO PRÓXIMO SÁBADO?

E, O AMÉRICA VENCE AO JACOBINA NA SEGUNDA-FEIRA?

E, QUEM DEVE SER O SUBSTITUTO DE ERIVELTON NA PARTIDA CONTRA O SANTA CRUZ? 

Na minha vida de sacrifícios. Para viver, é preciso viver sem vida mas sim, correndo atrás da vida…” (Xadreque Pedro Janasse)

Seguradora mantém oferta de US$ 200 mil; famílias se dividem por maior indenização

31/05/2017 às 04:54 por Pedro Neto

Seguem longe de um consenso as conversas a respeito da indenização a ser paga pela seguradora da LaMia aos familiares das vítimas do acidente com o avião da Chapecoense, em novembro passado. Dois meses e meio após reunião em Florianópolis, a proposta apresentada de US$ 200 mil (R$ 653 mil) desagrada a maioria dos representantes, que buscam negociações individualizadas por um valor maior. O próprio clube entrou em contato com os envolvidos informando esta tendência, e boa parte das viúvas de jogadores, por exemplo, acionou um escritório americano especializado em tragédias aéreas.

Em e-mail destinado aos familiares das vítimas na última semana, a Chapecoense reforçou que vem estabelecendo contato com a Bisa Seguros e Resseguros S/A para tratar do tema. A empresa, por sua vez, mantém a posição de que a apólice com a LaMia não tinha mais validade na época do acidente e que um “Fundo de Assistência Humanitária” foi criado, oferecendo o montante citado acima mediante “número elevado de adesões”, o que se torna inviável com o desmembramento da ação. <!– [if IE 9]><![endif]–> Seis meses após a tragédia de 29 de novembro, ainda não há definição sobre indenização da LaMia (Foto: Reprodução)

Seis meses após a tragédia de 29 de novembro, ainda não há definição sobre indenização da LaMia (Foto: Reprodução)

No comunicado, a Chape deixa claro ainda que “vários familiares anteciparam a intenção de majoração do valor ofertado”, o que significa negociações diretas com a Bisa, sem o auxílio jurídico do clube – que repassa ainda os contatos determinados para tal em anexo no e-mail. Internamente, a postura da seguradora de abrir conversas com os representantes das vítimas é visto como um fator positivo e de flexibilidade de quem inicialmente exigia unanimidade para o pagamento da indenização.

Cerca de 15 famílias que buscam esse tipo de negociação – em sua maioria ligadas a jogadores – acionou o escritório americano Podhurst Orseck para representá-las. Sediado em Miami, o grupo é especialista em desastres aéreos e já iniciou os contatos para assumir os processos. Apesar da mudança de rumo das conversas, a Chapecoense informa que segue à disposição de envolvidos.

Fonte: Globo.com

Dá ao mundo aquilo que de melhor corre dentro de ti…” (Malu Silva) 

<!– [if IE 9]><![endif]–>

 

Aos 20 anos, diretora de futebol: Luiza Estevão, filha do ex-senador preso, é a dirigente mais jovem de clubes brasileiros

31/05/2017 às 04:54 por Pedro Neto

Luiza Estevão Brasiliense
Fotos: Felipe Menezes/Metrópoles
Uma discussão ríspida, com muitos palavrões e tensão. O treinador Luiz Carlos e o atacante Nunes por pouco não saíram na mão durante um treinamento do Brasiliense este ano. No meio do fogo cruzado, uma jovem de 20 anos que é diretora de futebol. Depois de consultas e conversas, tomou-se a decisão de demitir o técnico. Foi essa a situação mais complicada vivida até agora na trajetória como dirigente de Luiza Estevão, filha do ex-senador Luiz Estevão, preso na Papuda há 15 meses e dono do clube.

Desde que o pai foi preso, Luiza atua como diretora de futebol do Brasiliense, sendo hoje a mais nova cartola do futebol brasileiro. Nas constantes visitas ao pai, ela faz relatórios de como vai o clube, o time e os jogadores, analisando performances. No pouco tempo que sobra, faz faculdade de psicologia.

Meu pai me colocou nessa posição porque não tem como acompanhar lá de dentro (da Papuda). Desde 2014 começou a me treinar para caso acontecesse alguma coisa. Ele me ensinava a analisar os jogos. Depois, quando estava mais velha, me ensinava a interagir, conversar com técnico  – diz Luiza ao blog Pombo sem asa, relembrando a discussão do ex-técnico com Nunes como o momento mais complicado no comando.

–  Foi um bate-boca muito forte, uma situação difícil, mas a única até agora.

Luiza Estevão Brasiliense

A caçula de cinco irmãos, sendo três mulheres e dois homens, é a única que se interessou a trabalhar com futebol. Herdou a paixão do pai e, pouco mais de um ano depois, conseguiu ajudar a levar o time ao título do Campeonato Candango, numa quebra de quatro anos de jejum.

– Trabalhamos muito próximos para montar o time. Quando vou lá (visitar o pai) procuro sempre passar quais jogadores estão indo bem. A gente grava todos os jogos e faço um relatório para deixar ele a par de tudo. Quando o Brasiliense perde, normalmente a reação dele não é boa. Mas sempre quer entender o que ocorreu antes de tudo.

Para levantar a taça deste ano, uma estratégia pesou, segundo ela.

– No ano passado, chegamos na semifinal do Candango e perdemos nos pênaltis. Começamos a treinar muito em cima do campeonato. Para este ano, decidimos mudar, e começamos os trabalhos com o time já em novembro.

Luiza Estevão Brasiliense

Torcedora também do Fluminense, Luiza diz gostar de futebol desde pequena, quando usava largas camisetas dos times. Quando o Brasiliense surgiu, ela tinha três anos. Hoje, gasta o maior tempo do seu dia no clube.

– Tem muita coisa burocrática, julgamentos para acompanhar. O trabalho demanda muito mais tempo que eu imaginava. Para se ter uma ideia, só os julgamentos daquela confusão no jogo contra o Gama foram quatro. Só o primeiro durou das 16h às 0h. Passo horas sem dormir. Mas gosto demais, é ótimo o contato com os jogadores.

A fama de contratar medalhões não deve parar. Este ano, Souza e Reinaldo foram os “velhinhos” do time (o GloboEsporte.com documentou a vida dos dois no Brasiliense – confira aqui), e ajudaram a levar o clube ao título. Ela, no entanto, garante que não é marketing.

– Não contratamos só pela fama no Brasil. O que vale é a experiência. Os jogadores mais velhos deram show este ano.

Luiza Estevão Brasiliense

Ser mulher e tão jovem num meio complicado como o futebol não intimida, apesar de já ter ouvido piadinhas.

– Sobre ser mulher (no futebol) nunca tive dificuldade. Mas já falaram: “Tem criança aqui dentro”. Nunca tive problemas. Eu me sinto ótima com isso (de ser a mais nova dirigente do Brasili), sempre gostei e deu supercerto.

Por fim, Luiza Estevão diz que a meta é levar o Brasiliense ao posto que ocupou em 2005, quando esteve na Série A do Campeonato Brasileiro.

– A gente quer que o Brasiliense volte para a Série A, até para representar melhor o futebol daqui. Mas sabemos que não se sobe de um dia para outro. Não vamos priorizar campeonatos.

No ano que vem, o Brasiliense disputará o Campeonato Candango, a Série D e a Copa do Brasil. Para este ano, no entanto, o calendário já se encerrou.

Fonte: Globo.com

Pois as distâncias não existem para a recordação; e somente o esquecimento é um abismo que nem a voz nem o olho podem atravessar.”(Khalil Gibran)

Tenista potiguar é 17ª do Brasil

31/05/2017 às 04:52 por Pedro Neto
A tenista potiguar Vitória Barandas, atleta da Academia de Tênis DRTT Natal, é a número 17 do Brasil na sua categoria (14 a 16 anos). A Confederação Brasileira de Tênis atualizou o ranking nesta segunda-feira (29), e a potiguar subiu 8 posições, depois da excelente participação na etapa catarinense do Circuito Nacional, quando foi derrotada nas quartas-de-final, pela goiana Nalanda Silva, que ficou com o título do Circuito e a primeira colocação no ranking.
Neste mês de junho, Vitória disputa o Estadual e o Interclubes do Paraná, em Curitiba. Outros 14 atletas da DRTT também participarão das disputas.

Fonte: Fácil Comunicação

Reunião na sede da FNF firma definições para o Estadual de Futebol Sub-17

31/05/2017 às 04:50 por Pedro Neto

Aconteceu nesta terça-feira (30), na sede da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF), reunião para definição do formato do Campeonato Estadual de Futebol Sub-17. A reunião contou com a presença do presidente da FNF, José Vanildo, e dos representantes dos dez clubes participantes da competição: América, ABC, Globo, Santa Cruz, Cruzeiro, Riachuelo, Palmeira, Comercial, Bonsucesso e Força e Luz.

Ficou definido que a primeira fase da competição será disputada em dois grupos de cinco equipes, em jogos de ida e volta dentro do grupo. Ao final da primeira fase, os dois clubes melhores colocados avançam para semifinais e, posteriormente, os vencedores das semifinais avançam para final. A estreia será dia 24 de junho, no estádio Juvenal Lamartine, em Natal. O regulamento e a tabela detalhada estarão disponíveis até o final desta semana, no site da FNF.

Confira a definição dos grupos, que foi realizado por meio de sorteio:

GRUPO A – Comercial, Riachuelo, Palmeira, Bonsucesso e Força e Luz.

GRUPO B – América, ABC, Santa Cruz, Cruzeiro e Globo.

1ª rodada

Grupo A

Comercial x Bonsucesso

Riachuelo x Palmeira

Grupo B

América x Cruzeiro

ABC x Santa Cruz

Montillo revela na web que vai devolver salários ao Botafogo: “Roubando, não”

31/05/2017 às 04:19 por Pedro Neto

Montillo apareceu nos últimos dois dias em campo para treinar. A volta parece próxima depois de praticamente dois meses afastado dos gramados por conta de duas lesões, uma na coxa e outra na panturrilha da perna direita. Mas ainda não há margem para o meia argentino, de 33 anos e incomodado com as dificuldades enfrentadas no retorno ao futebol brasileiro após três temporadas na China, ficar feliz. Pelo contrário, ele vem se mostrando chateado com as críticas nas redes sociais, principalmente a de que estaria “roubando” o clube por receber sem jogar. Nesta terça-feira, ele resolveu responder em sua conta oficial no Instagram e revelou que vai devolver os últimos dois meses de salário.

Montillo desencantou pelo Botafogo logo na estreia, mas desde então vive jejum de gols

Montillo desencantou pelo Botafogo logo na estreia, mas desde então vive jejum de gols

O mais crítico alvinegro com relação à principal contratação do clube para 2017 é o próprio Montillo. Com apenas um gol – em amistoso contra o Rio Branco-ES em janeiro (veja no vídeo acima) – e duas assistências em 12 jogos com a histórica camisa 7 do Botafogo, o argentino sabe que ainda não rendeu o que pode. A pessoas próximas, tem se mostrado muito chateado por não estar conseguindo brilhar no clube. Quando sentiu a penúltima lesão durante um treino, deixou o campo às lágrimas. Além disso, há questionamentos na mídia e em parte da torcida sobre a incapacidade de jogar junto com Camilo – Jair Ventura ainda não encontrou uma formação ideal para encaixá-los.

Fonte: Globo.com

Do Blog: Se a moda pega…

Amor verdadeiro é quando tenho uma pessoa morando dentro de mim, e quero que ela permaneça lá para sempre..” (Lia Cassone)

Quer público recorde da série D

30/05/2017 às 09:42 por Pedro Neto

Com a vitória sobre o Sergipe por 2×0 e a liderança do grupo, o homem forte do futebol rubro, Eduardo Rocha, falou ontem na Rádio Globo.

O advogado deixou muito claro que acredita em um público entre 7 e 10 mil torcedores na próxima segunda-feira, contra o Jacobina, às 19;30.

Para Eduardo Rocha não tem como pensar diferente.

O advogado entende que a possibilidade de os rubros terem o público recorder da série D passa a ser grande.

Será que teremos mesmo?

Acredito em um público superior a 8 mil torcedores.

Me atire aos lobos que voltarei liderando a alcatéia.” (Andrew Amaurick)

Na bronca

30/05/2017 às 09:39 por Pedro Neto

O técnico Leandro Campos ficou uma arara com a título do atacante Lucão, após a partida contra o Sergipe.

Lucão foi substituído e não gostou nem um pouquinho.

Tanto é assim que nem cumprimentou o técnico na chegada ao banco de reservas.

Ao término da partida o técnico foi entrevistado na Rádio Globo e, deixou claro, de que, não admitirá, em hipótese alguma, indisciplina no seu elenco.

“O técnico aqui sou eu. Não admitirei indisciplina de quem quer que seja. Sou eu quem escalo e substituo.”

Leandro Campos está coberto de razão.

Jogador é contratado para jogar e não para questionar substituições de técnico.

A minha fé em Deus me faz ter esperança mesmo não vendo a saída.” (Fatima Giffoni)