Alimentos-para-o-sono

Dormir bem é extremamente importante para a saúde no geral. Uma boa noite de sono pode reduzir o risco de desenvolver certas doenças crônicas, ajudar a manter o cérebro saudável e estimular o sistema imunológico. Para garantir que isso aconteça, existem algumas estratégias que podem ser seguidas, incluindo mudanças na alimentação.

Respeite o horário

Uma atitude importante é considerar o horário da última refeição. O ideal é que ela seja realizada de duas a três horas antes de dormir. Deitar logo depois de comer pode causar problemas digestivos, como refluxo.

De olho na cafeína

Que a cafeína pode atrapalhar a hora de dormir não é novidade. Mas além das fontes óbvias, como chocolate, café preto e refrigerante, existe outro ponto que precisa de atenção.  Medicamentos, como analgésicos e diuréticos, podem conter cafeína. Para tirar a dúvida, vale olhar o rótulo ou a bula e checar se o remédio pode interferir no sono ou até mesmo causar insônia, e conversar com o médico que o prescreveu.

Escolhendo os alimentos

Uma dieta equilibrada é capaz de oferecer um sono mais reparador. Adicionar folhas verdes, como espinafre e couve, ao jantar pode ser uma grande vantagem, pois são ricas em magnésio e potássio, ambos nutrientes que contribuem com o sono. Outra alternativa leve e saudável são os cogumelos, que possuem altos níveis de vitamina D e selênio, essenciais para o corpo.

Consumir peixes, como salmão e atum, garante vitamina D, ácidos graxos ômega-3, e proteína que têm propriedades que podem melhorar a qualidade do sono.

Consumo de álcool

O álcool pode ajudar a adormecer mais rápido, no entanto a bebida também deixa a noite mais agitada, fazendo com que a pessoa acorde com frequência e até mesmo causando dores de cabeça no dia seguinte.

Fonte: Comitê Umami

Comentários do Facebook

Deixe um comentário