Deputado-estadual-Alyson-Bezerra-Solidariedade-1

Quem vê a movimentação do prefeito eleito de Mossoró, Allysson Bezerra (SDD) já atesta que ele pode ser tudo, menos… menino.

O apelido  pejorativo dos adversários que assumiu de bom grado  na campanha .

Mesmo com diagnóstico de Covid-19, ele não parou na articulação necessária e prévia  para quem vai administrar a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte em janeiro.

Depois de anunciar a sua equipe de transição, ele tem procurado os vereadores que foram reeleitos. Diz que quer ouvir sugestões e unir forças para o futuro.

Nesse movimento não ficou de fora nem a presidente da Câmara, Isabel Montenegro, vitoriosa por eleger (com mérito próprio)  três vereadores do MDB. E rosalbista de apoio inquestionável até o apagar da apuração.

Sem fazer esforço, também tem recibo apoio da fina flor do rosalbismo. Coisa de gente grande!

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Menino não é, já que a inocência perdeu faz muito tempo.

    Um bom início, mas daí até o deslumbre com esse novo nome, requer tempo. Exatamente quatro anos para um novo julgamento. Aguardemos, já que Silveira Jr era o novo, em Mossoró, assim como Micarla era o novo em Natal, com esse mesmo entusiasmo e deu no que deu.

  2. PedroArtur
    Responder

    Com esse mesmo entusiasmo , sim , mais nao com o mesmo historico familiar, esse menino e diferente, um grande politico e vai ser um grande lider na politica do RN , que infelismente depois de Aluisio Alves e Dinarte Mariz nao chegou ninguem .

    • observanatal
      Responder

      Sua esperança e seu entusiasmo parecem enormes, mas digo, Allyson não é e não será liderança. Lideranças momentâneas temos em toda eleição, além disso, quero lembrar que antes de Aluízio, os Alves também não tinham histórico familiar.

      Acho uma eterna besteira julgar a capacidade pelo sobrenome, seja para o bem ou para o mal.

      Essa geração não verá grandes líderes, visionários. Os jovens são viciados no pior da política, com pouco cérebro para tomar decisões importantes, com visão limitada sobre o futuro.

      Logo, logo, veremos no que vai dar “seu menino grande”.

Deixe um comentário