5F1F2507-7C4B-45EF-96F3-4CF3D82BAE7CA tradição deu um tempo. Hibernou no veranico natalino do hemisfério sul.

Pelo menos, no país rachado ao meio,  mais por teimosia que ideologia política.

Como todo órfão de pai e mãe, quem procura sua origem, pode encontrar várias.

Na sempre suspeita Grécia antiga.

No exuberante folclore escandinavo.

Até na onipresente depressão do crack na bolsa, em 39.

A forma de presentear  gastando menos, foi adotada,  primeiro, nas confraternizações das empresas.

Passou para as festas das famílias. Começando nas de renda baixa, conquistando as de maior poder aquisitivo, pela praticidade, divertimento e crises sucessivas.

Quando se esperava ser costume consolidado, de repente não serve mais.

Ninguém pra organizar a lista. E não se fala mais nisso.

Imagine a parentada toda reunida em torno da árvore enfeitada, luzes piscando. Ao fundo musical, Simone canta que o ano está terminando e a pergunta que ninguém quer responder, e o que você fez?

Nenhuma resposta à acusação subliminar.

Com tanta interceptação, alguém há de saber. Vai que este alguém resolve fazer delação premiada.

Quem votou em quem.

Águas passadas que teimam em mover os moinhos do ressentimento.

Quem votou e não se arrependeu.

Ferida que custa a cicatrizar.

Quem alegrou-se com a liberdade do condenado.

E torce pelo adversário engaiolado.

Quem não reconhece os avanços da economia.

E insiste que o dólar disparou como nunca antes na história deste país.

Quem vai votar de novo nos mesmos candidatos.

E mais uma vez, adiar a troca de presentes.

8222EDA8-E7F3-478F-AB20-664E185FD4C7Dá até pra imaginar as pérolas que não vão ser ditas este ano:

“Meu amigo secreto…       

… . é o maior mortadela da família.

… é mais fascista que Mussolini.                                  

… está de mudança pra Venezuela.

… é homofóbico como Jece Valadão.                       

… compareceu a 34 festivais LulaLivre. Só no último trimestre.

… é racista. Tem até carteirinha do Ku Klux Klan.            

… vai ganhar de presente uma assinatura da CartaCapital.

… é misógino, sócio do Clube do Bolinha.

… anda caído de amores repentinos por Joice Hasselmann.                                

… pode até não ser  estuprador mas defende miliciano.

Só não vale dizer que o amigo  sumido é seguidor de Carluxo, no Twitter.

P.S.

Caminhante, leitor madrugador, acrescenta ao desfecho deste textículo:

… meu amigo sumido é … o Queiróz.

Comentários do Facebook

Deixe um comentário