C12A2B00-74C5-4B01-93BF-7A38CCE90950
No ar,mais um campeão de audiência.Plim-plim.
Esta vinheta não passa mais por aqui.

Ocupando um honroso, segundo lugar, a emissora de padrão universal tem feito de tudo para voltar ao topo do ibope perdido para as fuleiragemnews.

Estará o respeitável público cansado de ver tanta fossa estourada, bem na hora do almoço?

Mesmo sem resposta, segue a insistência com repórteres comediantes, especializados em tentar fazer graça da desgraça dos desgraçados.

Quando a marginália ajuda, todos os blocos de todos os noticiosos são ocupados pela crônica policial. E pelas imagens gravadas nas câmeras de segurança. Repetidas. E não adianta dizer basta.

Para os jovens sem passagem pela polícia, um tutorial e tanto de como começar a praticar assaltos. E nunca mais parar.

Para os reincidentes, vídeos de aperfeiçoamento das estratégias marginais. Aprenda com seus erros e faça melhor da próxima vez.

Agora a última novidade, antes da cartada final, de virar o jogo com a contratação de um âncora humorista.

Reportagens sem cinegrafistas, trocados por paus de sélfie.

Com repórteres desconhecidos. Descartáveis.

Conduzidos por ex-motoristas dos carros de reportagem, agora empreendedores no volante dos seus Übers.

Ainda não se pode avaliar os resultados do novel método mas profissionais de outras áreas precisam ligar o pisca-alerta.

Diferente dos cobradores de ônibus e bombeiros de postos de combustíveis que já não são encontrados em vários países, substituídos por tecnologia, os cameramen (e women) não tiveram ajuda dos legisladores. Ninguém propôs lei que preserve empregos proibindo a reportagem televisiva do eu sozinho.

06C0D04E-5A20-4A4C-A28F-56130C7CD806Se a moda pega, vai revolucionar também a atividade médica.

Atendente de consultório acaba de vez.

Mesmo as secretárias.

E as secretárias-executivas.

Consultas já são marcadas pelo WhatsApp e pacientes da vez são chamados pelo painel eletrônico.

Com aviso sonoro na voz clonada de Íris Lettieri que poderá também ter o módulo de justificativa para os atrasos dos médicos.

De dez em dez minutos, a gravação avisará que o doutor está retido  numa emergência no hospital e que logo iniciará os atendimentos.

Por ordem de chegada.

Sobrará também para os cirurgiões que terão que fazer suas operações sem o auxílio de instrumentadores.

O hospital disponibilizará o material. É só pegar e usar. Self-service, sem intermediários.

Enquanto não chegam os aparelhos que dão laudo, será o próprio radiologista que pedirá ao paciente para prender a respiração. E apertará o botão.

Nos laboratórios, com aparelhos que analisam o sangue sem punções e furadas, os técnicos ficam sem utilidade.

É  tanta novidade por vir que  não se espantem se provocarem mudanças climáticas radicais.

O verão será feito por uma única andorinha.

Comentários do Site

  1. Gonzaga Costa
    Responder

    Sobre o jornalismo local, apresentado pela InterTV, essa emissora está perdendo sua importância por causa dos apresentadores “palhaços” totalmente sem graça e rindo da desgraça da população sofrida que não conta com saneamento, ruas pavimentadas, saúde, segurança,…..

  2. Fco Teixeira
    Responder

    E impresionante a nova moda dos noticiarios a apresentadora faz sempre um comentario da noticia sequido por mais dois reporteres comentando a mesma noticia seja qual for o assunto Torna cansativo assistir um noticiario com tanto besterol nos comentarios

  3. Geraldo Batista de Araújo
    Responder

    Realmente, tem muitos e muitas apresentadores chibata na televisão. Ao meio dia, na TV Tropical uma jovem todo dia falava num atendimento “gratuíto”. Mandei um recado para ela e agora ela fala gratúito. Está palavra se escreve sem acento” Gratuito.

Deixe um comentário