25226019

Do Estadão 

A alta de Jair Bolsonaro nas pesquisas de avaliação não pode ser creditada apenas ao auxílio emergencial, dizem analistas: é preciso considerar também a ineficiência, à esquerda e ao centro, de seus opositores.

Se quiserem dar um calor no Planalto, os adversários do governo têm de tomar a iniciativa dos lances para, ao menos, dividir o comando da agenda do País com o presidente.

Mas, principalmente, a oposição precisa entender que Bolsonaro parece ter parado de tropeçar nas próprias pernas: se jogar como quiser, sem marcação, ganhará sempre.

Enquanto segue livre para tomar a iniciativa e ditar a pauta, Jair Bolsonaro adota certo comedimento na verborragia, no “febeapá” e, principalmente, no ataque aos Poderes e à Constituição (os tropeços de seus piores momentos na série de pesquisas).

Comedido, o presidente, numa jogada, transforma a outrora importante moderação do centro (e do Congresso) em apatia. Enquanto isso, a pandemia avança, a boiada passa.

TL COMENTA 

A falta da “marcação” pode ser observada também na reprovação do Congresso pela mesma Datafolha, que aumentou de 32% para 37%.

O paradoxo é que o Congresso foi o responsável maior pelo valor aprovado. O Governo queria R$ 200, a Câmara aumentou para R$ 500 e o Executivo acrescentou mais R$ 100.

Mas esse “detalhe” ninguém vai saber ou lembrar ao receber o benefício a cada mês, Até porque na comunicação, vocês sabe, vale o que o povo entende e não o que é dito…

Comentários do Site

  1. CARLOS ALBERTO FÉLIX DA SILVA
    Responder

    A VERDADE É QUE, ENQUANTO O GOVERNO TRABALHA SÉRIO E ESFORÇADO PARA DESENVOLVER O PAÍS E MELHORAR A VIDA DE TODOS, CONTINUA UMA TURMINHA DE DESOCUPADOS, OU COM MUITO POUCO O QUE FAZER PELA NAÇÃO, DETONANDO TUDO E TODOS, EM NOME DO SEU FRACASSO, SUA VERGONHA DO PASSADO, DO DESPREPARO POLÍTICO-ADMINISTRATIVO, E PIOR: SEM A MENOR PERSPECTIVA DE, TALVEZ, E MAIS PROVÁVEL, NUNCA MAIS RETORNAR AO PODER. FAZER OPOSIÇÃO, MENTIR E ROUBAR, ELES SABEM; PORÉM, GOVERNAR PARA O POVO COM DECÊNCIA, COMPETÊNCIA, COMPROMISSO E SERIEDADE, NUNCA SABERÃO.

Deixe um comentário