D42E42E5-4689-4C84-84BF-1C51E8B433A3
Fonte: The New York Times, 30/06/2020

A  União Europeia permitirá visitantes de 15 países, mas Estados Unidos, Brasil e Rússia estão entre as ausências notáveis da lista segura.

A Europa abrirá suas fronteiras para visitantes de 15 países a partir de quarta-feira, mas não para viajantes dos Estados Unidos, Brasil ou Rússia, colocando em prática uma política complexa que procurou equilibrar as preocupações de saúde com política, diplomacia e a necessidade desesperada  por receita de turismo.

A lista de países que os países da União Européia aprovaram inclui Austrália, Canadá e Nova Zelândia, enquanto viajantes da China serão permitidos se a China retribuir.

O plano foi elaborado com base em critérios de saúde, e as autoridades da União Europeia fizeram um grande esforço para parecer apolítico em suas escolhas, mas a decisão de deixar os Estados Unidos fora da lista – agrupando viajantes de lá com brasileiros e russos – foi  uma repreensão de alto perfil do tratamento da administração Trump da crise dos coronavírus.

O país de residência dos viajantes, e não sua nacionalidade, será o fator determinante para sua capacidade de viajar para países da União Europeia.

Comentários do Facebook

Deixe um comentário