A oito dias das eleições, a capital pernambucana tem uma das disputas mais acirradas e, portanto, indefinidas para o segundo turno.

Lá, o deputado João Campos (PSB) é o franco favorito em todas as pesquisas de opinião, mas e o companheiro de segundo turno segue  indefinido.

Todas as atenções agora para candidatura da  delegada Patrícia Domingos (Podemos), que  entrou em rota de colisão com o Cidadania, partido de seu vice Leo Salazar, após aderir ao presidente Jair Bolsonaro.

O ex-ministro e candidato Mendonça Filho (DEM)  sonhava com esse apoio bolsonarista. Tanto que o nome de sua coligação é “Recife acima de tudo”.

Segundo o Datafolha, 28% dos recifenses acham Bolsonaro ótimo ou bom (eram 29% em outubro), 47% o reprovam (eram 44%) e 28% o percebem como regular (ante 23% anteriormente).

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), líder do governo no Senado, foi o último a saber do apoio do Presidente à Delegada. E registrou o descontentamento em suas redes sociais:

Com surpresa, tomei conhecimento da decisão do presidente Jair Bolsonaro de apoiar a candidatura do Podemos à Prefeitura do Recife, a despeito da posição de neutralidade anteriormente assumida visando o equilíbrio no campo de oposição. (+)
Após comunicar o próprio Presidente, reafirmo o meu compromisso com Mendonça Filho, que possui capacidade de gestão, habilidade política e espírito público para liderar um novo ciclo político no Recife, além de estar alinhado com a agenda de retomada do crescimento do país. 
O Cidadania do vice da Delegada e de Roberto Freire não digeriu o apoio também não digeriu o apoio:
Surpreendido com a decisão da delegada Patrícia Domingues de aceitar o apoio de Jair Bolsonaro, o Diretório Nacional do Cidadania torna público o afastamento do partido da campanha da candidata do Podemos à Prefeitura de Recife (PE). A presença do senhor presidente da República, um obscurantista e negacionista, no palanque da referida candidata é incompatível com os valores e princípios defendidos pelo Cidadania.

Na última pesquisa  Ibope de 29 de outubro um cenário difícil de apostar com segurança.

Um termômetro sobre como o apoio do Presidente Bolsonaro vai refletir nas urnas das eleições municipais …

 

Deixe um comentário