DJEzixAXcAAy2yF

Por Lauro Jardim 

O presidente Jair Bolsonaro tem apostado suas fichas no impacto dos atos do 7 de setembro, mas não deverá obrigar os integrantes do seu governo — para alívio de muitos deles — a acompanhá-lo nas manifestações marcadas para a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, e na Avenida Paulista, em São Paulo.

“Vai quem quiser. Ele não vai convocar ninguém”, diz um ministro próximo do presidente

DO TL 

Mais uma razão para os ministros que se dizem favoráveis a paz e armistício entre Poderes marcarem território.

Com a ausência.

Comentários do Site

Deixe um comentário