Sem partido desde 2019, quando deixou o PSL, pelo qual foi eleito, Bolsonaro já passou por oito legendas desde que iniciou sua vida política, em 1989.

O PL, que é comandado pelo ex-deputado Valdemar da Costa Neto desde a década de 1990, por sua vez, deu “carta branca” ao presidente para tê-lo na legenda.

O partido já compôs o governo Lula (PT), entre 2003 a 2010, tendo um filiado, José Alencar, como vice:

Confesso, prezado Valdemar, a decisão não foi fácil.

Até mesmo o Marcos Pereira [presidente nacional do Republicanos], conversei muito com ele, bem como outros parlamentares também.

E uma filiação é como um casamento. Agora, não seremos marido e mulher: seremos uma família. 

Deixe um comentário