featuredImageId97505-700x467

O título não poderia ser diferente. Afinal, foi o que mais escutei nos últimos dias, desde quando a Tribuna do Norte estampou de forma generosa nosso novo Território Livre em sua edição de domingo.

Lá, eu falava sobre um certo frio na barriga, um sentimento de estreia em voltar para o site líder de audiência do Rio Grande do Norte. Chegou a hora, terça-feira, 05 de novembro de 2019.

Mais de 10 anos que deixava esta Casa para trilhar carreira solo.

Encontros, reencontros, desencontros, viva vivida, postada – ou nem tanto – na TN e no TL. Uma pausa necessária e o retorno com um time de peso, time familiar com Arruda e sal grosso. Reforço elegante com a pauta leve e elegante de Bebeto Torres.

Agora, é mostrar a que viemos.

Começar sabendo que a história de dez anos atrás é apenas um feito para se guardar numa caixinha do lado esquerdo do peito. Garantia zero. Porque as fórmulas e receitas de ontem já não fazem mais comida boa. Sim, o universo online é difícil de se desvendar e é construído a cada amanhecer.

Sabendo que por aqui, segue a imperar algo que não muda, nem sai de moda, não depende da plataforma que esteja, nem tampouco do endereço de hospedagem; o respeito ao leitor, à notícia e aos personagens dela. A busca da verdade e aos princípios do bom jornalismo, sabendo que a divergência e liberdade d opinião é salutar em qualquer lugar, em qualquer espaço.

E neste Território LIVRE, lema genuíno e genética.

Comentários do Facebook

Deixe um comentário