Bibliotecas

Uma pesquisa divulga pela revista Veja traz um dado interessante sobre o índice de leitura nas capitais brasileiras.

Entre as dez capitais brasileiras que mais leram em 2019, cinco delas ficam no Nordeste. O ranking é parte de um novo dado divulgado pela 5ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, do Instituto pró-livro.

Na campeã João Pessoa, capital da Paraíba, 64% da população é considerada leitora, seguida de perto por Curitiba, com 63%, Manaus, com 62%,Belém, 61%, e São Paulo, 60%. Os dez primeiros lugares do ranking ficam completos com Teresina (59%); São Luís (59%); Aracaju (58%); Salvador (57%); e Florianópolis (56%).

Para chegar ao resultado, o órgão consultou mais de 8.000 pessoas em todos os estados brasileiros, entre outubro de 2019 e janeiro de 2020, tomando como leitor aqueles que leram ao menos um livro nos três meses que antecederam a consulta.

Na líder João Pessoa, a média no trimestre foi de 4,09 livros, número que sobe para 8 analisando-se os doze meses antecessores, mais da metade deles lidos por vontade própria.

Na ponta oposta, Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, amargou uma média de 3,09 livros por ano — menos do que a marca de João Pessoa em três meses, e só 26% de leitores  entre a população. Boa Vista, Roraima, é a única capital que continua em análise, por isso não integra a pesquisa

DO TL 

Com 48%, Natal ficou bem abaixo da campeã João Pessoa. Além da falta de interesse, a falta de incentivo.

O que dizer de uma cidade que tem uma de suas principais Bibliotecas – Câmara Cascudo – fechadas desde 2012 para reforma, foi inaugura em 2018 e segue fechada por falta de condições de funcionamento?

Confira o percentual de leitores por capital:

João Pessoa (64%)
Curitiba (63%)
Manaus (62%)
Belém (61%)
São Paulo (60%)
Teresina (59%)
São Luís (59%)
Aracaju (58%)
Salvador (57%)
Florianópolis (56%)

Vitória (55%)
Fortaleza (54%)
Belo Horizonte (53%)
Porto Alegre (52%)
Recife (52%)
Cuiabá (52%)
Palmas (52%)
Macapá (51%)
Porto Velho (51%)
Rio Branco (49%)
Natal (48%)
Rio de Janeiro (47%)

Goiânia (42%)
Maceió (37%)
Campo Grande (26%)
Boa Vista (em apuração)

 

 

 

Deixe um comentário