Os deputados estaduais de Santa Catarina votaram pelo prosseguimento do processo de impeachment contra o governador do estado, Carlos Moisés da Silva (PSL).

Foram 33 votos a favor do prosseguimento, seis contra e uma abstenção. Apesar do resultado, o governador não foi afastado, pois ainda há outros passos no processo, como a comissão mista julgadora.

O governador eleito do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC) também sofre processo de Impeachment na Assembleia Legislativa e já foi afastado por decisão judicial.

O que de comum entre eles?

Ambos foram eleito na onda direita volver que tomou o Brasil, com exceção do Nordeste, nas eleições de 2018. Os dois contaram com o apoio do presidente Jair Bolsonaro.

E simbolizam que a “nova política” não é selo de qualidade ou de honestidade. Os últimos acontecimentos podem refletir como antídoto contra aventureiros nas eleições municipais de 2020. Ou não…

Comentários do Site

  1. Célia Santos
    Responder

    Matéria tendenciosa.
    Qtos políticos corruptos ‘pegaram carona’ nas eleições de 2018 ao perceberem o favoritismo do Bolsonaro e logo depois traíram pouco tempo do presidente no comando???
    Nem vi quem é o profissional do jornalismo, mas que demonstra querer ligar os governadores ao Presidente sem necessidade.
    Menos ideologia política tentando confundir os leitores e seguidores!!!

Deixe um comentário