Por enquanto é “só” uma recomendação do Comitê Científico Nordeste comandado pelo cientista Miguel Nicolelis , mas a estudo confirma o desentendimento entre o professor Ricardo Valentim e a equipe de cientistas que hoje torna pública a necessidade de confinamento maior nas duas maiores cidades do RN: Natal e Mossoró.

A queda da adesão ao distanciamento social também preocupa. Passou de 45% no dia 6 de abril para 37,6%no dia 8 de maio.

O Comitê local ainda acredita haver medidas a serem usadas antes do Lockdown, enquanto o Comitê Nordeste recomenda “de imediato”. Tudo isso porque a taxa de utilização dos leitos de UTI 90% no Oeste potiguar e 97% na grande Natal.

Segundo a Tribuna do Norte desta sexta-feira, a Prefeitura de Natal não se pronunciou se irá atender a recomendação do Consórcio, enquanto a de Mossoró declarou que “ainda não é o momento”.

Comentários do Facebook

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    A prefeitura de Natal já criou o comitê cloroquinado dela, não vai atender ao comitê do nordeste. Além das conversas com o empresariado local, que prefere realmente que o resto do mundo se exploda, não é problema deles.

    Fátima não tem coragem de mandar fechar tudo, primeiro pelo desgaste político, depois porque não dá conta, e terceiro porque o potiguar é muito idiota para fazer o óbvio, que é manter o distanciamento social, é confusão na rua na certa. Desmoralização pro Governo.

    Estão achando que a cloroquina é a cura, a salvação dos sem vergonha negacionistas.

  2. PedroArtur
    Responder

    Meu Deus , esses idiotas continuam dando assessoria aos governantes da esquerda , o RN tem os melhores professores na nossa UFRN e os governantes da esquerda procuram esses idiotas.

Deixe um comentário