professorpardal1

 

Roda Viva – Tribuna do Norte – 09/12/19

Show de criatividade dos Conselheiros do Tribunal de Contas do Mato Grosso não chegou a ser implantado por aqui: um bônus mensal de R$ 23 mil, inspirada no que recebiam os Deputados Estaduais. Com salário base de R$ 35.462,22, mais gratificação por desempenho de função de R$ 3.831,10; auxilio alimentação de R$  1.150 e o bônus. No contra cheque, uma baba de R$ 70,9 mil – o dobro do teto constitucional. Mas a Justiça derrubou o “bônus”, antes de chegar aqui..

 

Deixe um comentário