images-1

Das pautas mais polêmicas no Judiciário do Rio Grande do Norte de 2020, a escolha do novo Desembargador do Tribunal Regional do Trabalho na vaga designada ao Quinto Constitucional, advogado, não será definida em 2019 como esperado.

Em setembro deste ano o Conselho Nacional de Justiça acolheu o pedido do advogado Eduardo Serrano Rocha, que ingressou contra o voto do desembargador Bento Herculano, na ex-mulher, a advogada Marisa Almeida.

No pedido de Rocha, o argumento de suspeição do voto que definiu a advogada como o segundo nome da Lista Tríplice para desembargador.

A decisão ainda não saiu e os ânimos, pelo menos, nas mídias parecem menos acirrados. A lista tríplice que ainda escolheu o advogado Marcelo Barros em primeiro lugar e Augusto Vale em terceiro promete voltar à tona quando fevereiro chegar.

Deixe um comentário