O outro lado do desmonte da Petrobras no Rio Grande do Norte existe e vê com otimismo esse novo ciclo que se abre para o setor.

É o caso do deputado federal Beto Rosado (PP), que desde 2016 apresentou o Projeto de Lei 4663 que previa a venda dos campos maduros de petróleo que a Petrobras não tinha mais interesse de explorar aos produtores independentes.

“Nós apresentamos o Projeto baseado em experiência exitosas na Bahia, onde empresas privadas já exploravam campos de petróleo e gerava lucro para o Estado”. 

Beto reforça que a exploração pela iniciativa privada contribuiu para o incremento da produção e o aumento da receita no RN, além de não tornar obsoleto o Petróleo que ainda existe no subsolo do Estado.

“Ganha a União, o Estado, os municípios e, também o proprietário da terra, que fica com uma porcentagem dos recursos advindos da exploração”, aponta o parlamentar.

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Beto, Beto… Se o dinheiro das empresas privadas chegarem logo, seu discurso está salvo. Se demorar, você acaba de dar discurso para a oposição a quem te ajudou a ser eleito: Rosalba.

Deixe um comentário