imagem_materia

Esta é a quinta vez desde a redemocratização que o Congresso devolve uma medida provisória e a segunda no governo de Jair Bolsonaro.

A MP que dificultava a remoção de conteúdos da internet foi editada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na véspera das manifestações de 7 de Setembro.

O texto proibia as redes sociais de cancelar perfis ou excluir conteúdos sem justificativa, mesmo se ferirem os termos de uso das plataformas. A exceção seriam casos de “justa causa”, como pedofilia, nudez, terrorismo e incitação de atos de violência.

O presidente e aliados tiveram várias publicações consideradas “notícias falsas” pelas redes sociais. Além disso, apoiadores do governo perderam perfis e contas nas plataformas.

TL CONTA MAIS

 Em novembro de 2008, o então presidente Lula – no auge de sua popularidade – teve uma Medida Provisória devolvida pelo então presidente do Congresso, Garibaldi Alves Filho (MDB-RN).

 Gari retirou da pauta  a polêmica MP 446, que anistiava do pagamento de impostos entidades filantrópicas acusadas de fraude – uma perda anual de R$ 2 bilhões,

Comentários do Site

  1. observanatal
    Responder

    Gari deve ter sido aconselhado por Henrique Alves. Se tivesse sido aconselhado por Walter Alves, não só não teria devolvido, como também pediria mais espaço no governo.

Deixe uma resposta para observanatal Cancelar resposta