Empresários e moradores do Tirol se mobilizam contra obra no cruzamento da Salgado Filho e Alexandrino de Alencar

Um grupo de empresários e moradores do Tirol se reuniu nesta quinta-feira, 26, para discutir sobre a construção de uma Trincheira Viária no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Alexandrino.

O professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Rubens Ramos, especialista na área de Economia de Transportes, participou do encontro e apresentou uma série de pontos que apontam a falta de necessidade para a obra.

Com uma comissão representativa formada, agora o grupo quer cobrar do Município de Natal e da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) detalhes do projeto orçado em R$ 25 milhões oriundos do Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR), com uma contrapartida de R$ 88 mil da Prefeitura de Natal.

A Câmara Municipal também deve ser provocada, para que seja realizada uma audiência pública,com as autoridades do Executivo Municipal com o objetivo de conhecer e discutir o projeto, que até o momento não foi apresentado.

DEU NA TN 

O cruzamento entre as avenidas Salgado Filho e Almirante Alexandrino de Alencar, um dos mais movimentados de Natal, será interditado por cerca de nove meses a partir do fim de junho deste ano.

O motivo é a construção de uma trincheira na Alexandrino. O túnel passará “por dentro” do cruzamento entre as duas avenidas.

Portanto, o motorista que vem pela Alexandrino passará por baixo da Salgado Filho para seguir pela via, sem semáforos. A ideia é destravar o cruzamento, principalmente para quem vem da Hermes da Fonseca no sentido Arena das Dunas e vice-versa.

O semáforo atual, de três tempos, será substituído por um semáforo de pedestres. A intervenção deve afetar aproximadamente 65 mil motoristas que passam pelo local todos os dias.

28 thoughts on “Empresários e moradores do Tirol se mobilizam contra obra no cruzamento da Salgado Filho e Alexandrino de Alencar

  • 27 de maio de 2022 em 12:00
    Permalink

    Concordo com o professor Rubens. Essa é uma obra que vai provocar amplo e longo transtorno na construção e terá poucos ganhos de mobilidade ao final. É possível que tenha significativo efeito negativo no comercio local, não só durante a obra, mas também, após essa, como aconteceu no complexo viário da Prudente, próximo ao Arena das Dunas, fragilizou muito o comércio da região, que ainda não se recuperou desde 2013. Que estudem uma nova demanda que tenha de fato um ganho efetivo e importante ao final da obra e de seu longo transtorno.

    Resposta
    • 27 de maio de 2022 em 13:46
      Permalink

      Tem toda razão! A obra não vai resolver o problema do trânsito na área e vai trazer enormes dificuldades para todos que moram e trabalham no seu entorno, e não só durante a execução mas também depois de pronta.

      Resposta
      • 28 de maio de 2022 em 11:19
        Permalink

        O pior prefeito que Natal já teve continua prejudicando a cidade. Como sempre procura beneficiar os seus aliados e prejudicando a maioria da população natalense.

        Resposta
    • 28 de maio de 2022 em 05:35
      Permalink

      Não é só isso, sem fazer nada nos cruzamentos a frente, só vai aumentar o trânsito no local, sem noção está obra

      Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 12:24
    Permalink

    Esse cruzamento não é o problema que a STTU aponta.
    Vamos respeitar os parcos recursos públicos e investir onde há mais necessidade.
    Prof. Rubens Ramos está corretíssimo.
    Essa obra não é necessária.
    Natal que outras demandas mais importantes.

    Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 12:52
    Permalink

    mais produtivo será se construído na salgado filho com amintas barros, o que possibilitará dar mais evasão nas ruas que seguem para o centro a evasão de veículos vindos da BR 101, de constantes engarrafamentos, enfim, só mudar de local, pois idênticos em tamanhos/grandezas e proporções, mas de resultado prático bem maior para a mobilidade

    Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 15:34
    Permalink

    Natal vai ficando uma cidade inviável ao pedestre e até ao turista! Se enchendo de trincheiras e viadutos nas portas das lojas e das pessoas e desprovida de modernidade no transporte público! Nada de melhorias.

    Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 15:48
    Permalink

    Natal anda oara trás pensando ser moderna. Viaduto e coisa do passado no primeiro mundo. Uma porcaria de uma cidade que nem o metrô tem!

    Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 16:15
    Permalink

    sòmente com um túnel entre a Antônio Basílio e a salgado filho é que será viável a obra de mobilidade da alexandrino de Alencar e a Hermes da Fonseca.

    Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 16:31
    Permalink

    Só vai empurrar o engarrafamento p o próximo semáforo.

    Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 16:41
    Permalink

    Julgo extremamente necessário. Os comerciantes se opõem devido o receio de perda financeira, visto q o local, durante o período da obra, inevitavelmente, afastará um pouco a população. Quanto aos moradores, estes temem e ja se enchem de preguiça ao lembrar dos transtornos q a construção trará , sem considerarem, contudo, o conforto que trará a toda a Natal todos os dias de sua vida. Comerciantes e moradores, cada um continua olhando somente para o seu próprio umbigo. Que vencá quem tiver mais cacife político. Infelizmente .

    Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 18:57
    Permalink

    É melhor gastar 10 milhões com a drenagem e pavimentação dos loteamentos Algimar e Riomar na Zona Norte, entre a Dr. João Medeiros Filho e a Moema Tinoco……

    Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 19:53
    Permalink

    Sempre vão aparecer grupos tentando colocar seus interesses privados e egoístas ,na frente do interesse público e de toda cidade, nove meses de sacrifícios e a cidade agradece o fim definitivo do gargalo criado naquele cruzamento.A minoria que se adapte ou mudem seu domicilio comercial.

    Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 22:11
    Permalink

    Mais já vez meia dúzias de moradores e empresários querendo impedir o desenvolvimento de Natal. Aqui nada se pode construir sem que haja questionamentos ultrapassados. Natal não poderá jamais se desenvolver se depender questionamentos ultrapassados de meia dúzia de pessoas. Essas mesmas pessoas são as que reclamam do trânsito; aí quando se encontra uma solução definitiva, querem impedir da solução ser colocada em prática. Lógico que toda obra tem transtornos, que são temporários e que são irrisórios se comparado com os benefícios que a obra irá proporcionar a todos quando finalizada. Esses mesmos questionamentos retrógradas fizeram com que a grandiosa obra de readequação da avenida Engenheiro Roberto Freire que resolveria o trânsito por pelo menos 25 anos, tivesse seus projetos engavetados. Enquanto isso, a população da zona sul de Natal como um todo sofre com trânsito na citada avenida, maior corredor de mobilidade dessa área da cidade. Aqui em Natal só se questionam, mas solução para os problemas do trânsito ninguém apresenta. Se querem impedir mais uma obra de mobilidade, esses moradores e empresários deveriam já apresentar a solução ao invés de só argumentar que a obra vai prejudicar o comércio e causar transtornos. Outra obra que só fez bem ao trânsito da cidade foi a construção do complexo viário Dom Nivaldo Monte. O problema do comércio de Natal não é mobilidade e sim, a incapacidade que alguns empresários têm de se adequar a novos cenários. Se todas as vezes que algum gestor quiser desenvolver Natal se deparar com essas mentes questionadores do século XVIII, Natal nunca se desenvolverá e estará fadada a ser uma cidade suburbana e ultrapassada em relação a todas as outras capitais do país. Não é isso que eu quero. Sim, deixando claro que não sou adepto a nenhum partido político nem muito menos puxa saco de prefeito. Natal já perdeu demais por causa dessa mentalidade pequena. Deixem Natal se desenvolver!!!!

    Resposta
    • 28 de maio de 2022 em 07:50
      Permalink

      Não tem nada mais ultrapassado que trincheira em ambiente Urbano. Essa gestão da prefeitura de Natal pensa com a mentalidade dos anos 50 do século passado.

      Resposta
    • 28 de maio de 2022 em 10:07
      Permalink

      Tá ganhando quanto pelo comentário?

      Resposta
    • 28 de maio de 2022 em 18:51
      Permalink

      Você está enganado. Trincheira não desenvolve nada. Os países mais desenvolvidos do mundo estão revertendo a infraestrutura dedicada a carros e priorizando transporte público, pedestres e ciclistas. Isso aumenta o comércio, circulação de pessoas, arrecadação de impostos e diminui poluição sonora, poluição do ar, gastos com obras e manutenção de infraestrutura.
      Além disso, como o Prof. Ruben Ramos argumenta, essa obra não vai resolver em nada o problema, pq vc aumentar a vazão nesse cruzamento só vai criar mais pressão no cruzamento seguinte, do Midway, que vai ficar ainda mais engarrafado. Ou seja, 25 milhões no lixo.
      Se quiser saber a solução para a mobilidade em Natal, o próprio Prof. Ramos mostra muitas soluções que devem ser adotadas principalmente na questão de uma linha eficiente de transporte público conectando toda a cidade. Enquanto o transporte público for controlado por meia dúzia de empresários gananciosos da SETURN que controlam os políticos e evitam que haja progresso, vamos continuar discutindo soluções que já foram descartadas há 50 anos pelos países mais desenvolvidos e eficientes do mundo nessa área.

      Resposta
  • 27 de maio de 2022 em 23:11
    Permalink

    Só aqui em Natal que o povo ainda tem “mentalidade de povo provinciano”, é incrível como são atrasados. É por isso que dizem por aí que Natal é o “cú” do mundo…

    Resposta
  • 28 de maio de 2022 em 05:02
    Permalink

    Creio que o dinheiro publico deva ser usado de maneira mais eficaz nas soluçoes dos problemas da comunidade. Nao vejo como essa trincheira venha a resolver algum problema para quem segue na Salgado sentido ZS. Liberara na Alexandrino e continuara retendo na esquina do Midway, essa sim muito mais movimentada e que retem varias linhas de onibus que passam pela av. Nivaldo Rocha

    Resposta
  • 28 de maio de 2022 em 05:39
    Permalink

    Não adianta tirar um cruzamento e deixar os outros, vai mudar 5%, e ainda vai fica o sinal pra pedestre. O mais certo seria fazer via de mão única

    Resposta
  • 28 de maio de 2022 em 07:38
    Permalink

    Só quem não foi para o hospital do coração, morro branco, nova descoberta, campus da ufrn pelo final da alexandrino de Alencar no final da tarde, não conhece o congestionamento de veículos que há esperando que o sinal da hermes da Fonseca abra, e seu fechamento teflete até na Romualdo Galvão e cruzamento da prudente de Moraes, moro aqui na Apodi em tirol e sei o estresse que passei qdo minha esposa estava na UTI do hospital do coração e tinha que fazer a troca do plantão de acompanhante com meu filho, espero que essa comissão faça esse mesmo percurso no horário citado e possa comprovar in loco essa realidade, há gargalos enormes no trânsito de Natal e não podemos deixar de ter uma visão de grupo para o problema.

    Resposta
  • 28 de maio de 2022 em 08:22
    Permalink

    Os empresários estão pensando em suas receitas, vejam o resultado da Prudente de Morais com Av Raimundo Chaves em Candelária, ficou excelente o túnel construído, outra obra quê eles foram contra foi a Av Roberto Freire, poderíamos ter hoje uma Roberto Freire com 12 pistas de acesso, precisamos de outro túnel entre a Prudente de Morais e av integração, empresários esqueçam as receitas e pensem no futuro da cidade

    Resposta
  • 28 de maio de 2022 em 09:40
    Permalink

    Cadê meu comentário de ontem TN ?

    Resposta
  • 28 de maio de 2022 em 10:44
    Permalink

    A minha dúvida é quanto ao escoamento de águas pluviais, pois sabemos que isso é um grande problema aqui. Aqui se faz assim: troca-se encanamento, por exemplo, sem ter estação de tratamento de águas (fato ocorrido na zona norte); conserta-se buraco com casca asfáltica fina e sobre areia de manguezal (fato próximo ao bairro Nordeste). Esses exemplos e outros que demandariam um longo tempo de explanação por isso findo com esses dois. Voltando a obra acima, tomara que não se torne mais um túnel-bacia de água igual ao em frente ao estádio das Dunas.

    Resposta
  • 28 de maio de 2022 em 10:50
    Permalink

    E o cruzamento com a R. ALBERTO SILVA? Aí é o problema desse trecho.

    Resposta
  • 28 de maio de 2022 em 12:22
    Permalink

    Eu acho que essa galera que tem dinheiro tem que comprar helicópteros ou drones, pq em horário de pico Natal não anda, primeiro o povo se concentra muito nas vias principais e esquecem das alternativas, pq vai andar mais, gastar mais gasolina e pra que compram carros tão grandes q gasta horrores de combustível, há eh por causa do conforto, o povo daqui de Natal faz engarrafamento até onde não tem sinal, saia de Nova Parnamirim às 7:20 da manhã em direção a Ribeira, num é menos de 1:30 min. até lá. Tem que haver mudanças drásticas e com isso a cidade se movimenta mais, num é por causa de uma retirada de sinal de trânsito que o comércio vai ser impactado não, isso se deve a falta de segurança, senão o centro de Natal não ia tá do jeito que está, poucas lojas sobrevivem hoje lá, em comparação o Alecrim bomba, de tudo, trânsito, gente, a bixiga toda tem lá. O Natalense hoje quer ir para um canto seguro com ar condicionado e o midway supre a necessidade de todas as classes, estacionamento gratuito, enfim. É isso ai.

    Resposta
  • 28 de maio de 2022 em 17:51
    Permalink

    Na verdade a população de Natal precisa ser ouvida. Mas os benfeitorias trazidas com essa obra ao meu sentir irá contribuir para um trânsito mais célere. É impossível agradar a todos os segmentos da sociedade. Entendo que a obra é importante para à cidade de Natal.

    Resposta
  • 29 de maio de 2022 em 07:09
    Permalink

    Poderiam terminar a obra da avenida Jerônimo câmara ao invés de iniciar está obra

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.