CBA851FE-42DE-4267-BCD5-A5A9567CD24A

Fonte: The New York Times, 10/07/2021

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças estão pedindo às escolas americanas que reabram totalmente no outono, mesmo que não possam tomar todas as medidas que a agência recomenda para conter a disseminação do coronavírus.

A nova orientação do C.D.C.  foi um afastamento de suas recomendações anteriores e marcou uma importante virada em uma crise de saúde pública em que a educação infantil tem sido um ponto crítico.

O fechamento de escolas tem sido extremamente divisivo desde o início da pandemia, e aconselhar os distritos tem sido um duro exercício.

A agência também disse que os distritos escolares devem usar dados de saúde locais para orientar as decisões sobre quando apertar ou relaxar as medidas de prevenção, como uso de máscaras e distanciamento físico.

Com a propagação da variante Delta altamente contagiosa e crianças menores de 12 anos ainda inelegíveis para a vacinação, recomendou que os alunos e funcionários não vacinados continuem usando máscaras.

A orientação foi um reconhecimento direto de que muitos alunos sofreram durante longos meses de aprendizado virtual e que uma abordagem uniforme não é útil quando o número de casos de vírus e as taxas de vacinação variam muito de um lugar para outro.

“Este é um grande momento”, disse o Dr. Richard E. Besser, ex-diretor interino do C.D.C.  “É também um reconhecimento de que existem custos reais para manter as crianças em casa.”

TL Comenta:

Taí uma boa pesquisa a ser orientada pelo comando de greve dos professores potiguares em escolas que nem ensino remoto tiveram.

Benchmarking é o que chamam?

Deixe um comentário