Exigência de Passaporte deve pressionar quase 200 mil potiguares a tomar 2ª dose

vacina22

Do Globo

As normas variam entre cada local, mas a regra geral é ter duas doses de vacina ou a dose única para frequentar espaços como bares, restaurantes e shows, por exemplo.

Belém, Brasília, Cuiabá, Florianópolis, João Pessoa, Fortaleza, Macapá, Maceió, Palmas, Porto Velho, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, Teresina e Vitória determinaram a obrigatoriedade do documento.

A capital de Santa Catarina estende a exigência a adolescentes de 12 a 17 anos, com a primeira dose, enquanto a da Bahia inclui a dose de reforço para o público elegível, isto é, que completou o ciclo de imunização há quatro meses.

A capital federal é um caso à parte: Brasília pede o documento para entrada em estádios, por exemplo, mas abre a possibilidade para teste negativo de Covid-19. Também há a exigência para entrada em eventos, shows e festivais, mas um decreto suspendeu a realização de tais atividades diante da escalada de infecções por coronavírus.

Pesquisas mostram que imunizantes reduzem a transmissão do coronavírus à metade, o que, na prática, diminui a circulação viral. Tal característica ganha ainda mais importância diante do avanço da variante Ômicron, mais contagiosa.

A disparada do número de casos de Covid-19 deve pressionar os sistemas de saúde nas próximas semanas.

Exigir comprovante de vacinação não é uma ideia inédita no mundo.

DO TL 

A capital potiguar não está no rol das capitais, mas com o Decreto do Governo do RN publicado nesta terça-feira, 18, Natal fica “contemplada” com a exigência do documento.

Um dos efeitos colaterais do Passaporte de Vacinação é a pressão para quem não tomou a segunda dose completar seu esquema vacinal. hoje, cerca de 9% da população do RN não retornou para tomar a segunda dose da vacina,

Significa mais de 188 mil pessoas descobertas da proteção vacinal mais vulneráveis a se contaminar e ter o quadro da doença agravado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.